O marketing evoluiu muito a partir da criação de conteúdo. Hoje, é possível que as pessoas cheguem ativamente até a sua marca e desenvolvam uma relação de confiança com ela. Não é à toa que 55% dos profissionais de marketing listam a produção de blog como prioridade. 

O fato de 3/4 dos usuários dizerem que leem blogs regularmente também traz mais força à estratégia. Assim, construir conteúdos em um CMS é algo básico na estratégia de marketing digital.

Aprenda a usar conteúdo dinâmico e melhore suas interações com clientes

Em um site, blog ou e-commerce, sua empresa vai trabalhar muito a partir de uma plataforma de CMS. Você sabe qual escolher? Existem várias opções no mercado, com funcionalidades diferentes e complementares. Saber sobre elas e entender as particularidades do seu negócio são as melhores formas de guiar a sua escolha.

Preparamos este artigo com o objetivo de apresentar as principais características dos CMSs existentes, para ajudar você na contratação de um. Acompanhe! 

Mais do que permitir que sua aplicação virtual esteja disponível na Internet, o CMS possibilita que você e sua equipe façam os updates necessários e atualizem os conteúdos, tanto em termos de informações quanto de SEO. Além disso, a ferramenta permite que você faça a gestão do site de um jeito mais abrangente — por exemplo, ao dividir funções entre todos da equipe, garantindo que o trabalho aconteça no melhor ritmo.

Como funciona um CMS?

Um CMS eficiente permite que pessoas sem habilidades técnicas de desenvolvimento ou TI possam colocar um site no ar e mantê-lo performando bem. Diversos CMSs contam com templates que facilitam a criação da página da sua empresa.

Além disso, as melhores plataformas funcionam como um hub de conteúdo. Isso quer dizer que não basta publicar e administrar textos: é preciso criar uma ótima experiência de fluxo de trabalho, que facilita o engajamento do cliente e do time em diversos canais digitais.

Outro ponto de atenção em relação ao CMS é a otimização para SEO. Algumas plataformas são mais amigáveis que outras em termos de ranqueamento, e podem gerar melhores resultados. A boa colocação da sua página em uma SERP faz toda a diferença na hora de colher os resultados do marketing digital.

Por que a rotina dos profissionais é otimizada com um CMS eficiente?

Hoje, já se sabe que o Inbound Marketing é um diferencial para as empresas, uma vez que oferece inúmeras vantagens. As ações de Inbound, por exemplo, custam menos que as de Outbound e permitem uma vida longa da estratégia, que resulta em um ROI mais interessante.

Ter um site ou um blog frequentemente atualizado e com conteúdos relevantes, também permite que o negócio tenha presença digital e caminhe para se tornar uma referência na área. Assim, o CMS é uma ferramenta básica para todos que querem ser vistos na web, além de oferecer benefícios à equipe, como mostraremos a seguir. Acompanhe!

As pessoas têm mais autonomia na gestão dos conteúdos

O CMS permite que você e seu time atuem de ponta a ponta na criação de conteúdos de um site ou blog. Bons exemplos são a postagem de uma nova peça, a atualização dela — de acordo com as necessidades de SEO ou estratégia — e a edição do conteúdo.

Outro ponto importante é que os templates trazem autonomia para personalizar seu site ou blog — sem que haja a necessidade de contratar um desenvolvedor. Quando for preciso repaginar o site, os novos templates facilitam essa ação.

A colaboração entre times é intensificada

O CMS também é uma forma de otimizar o trabalho em equipe, até porque um site é feito por diversas mãos. Nem sempre quem escreve o conteúdo é o responsável pela publicação — e ainda existem as etapas de edição e otimização de SEO. 

Esse sistema permite que a equipe trabalhe em conjunto de uma forma bem mais efetiva e que não gera ruídos no processo. Outro detalhe está relacionado às funções de cada um na plataforma, já que é possível dar níveis diferentes de acesso para trazer mais segurança ao conteúdo.

A criação e a manutenção de páginas é simples

Não há necessidade de conhecimento técnico para modificar ou criar demandas no site/blog, já que os CMSs estão sendo feitos, cada vez mais, para empoderar seus usuários. Isso é algo bem diferente de tempos atrás, quando a criação de páginas envolvia o conhecimento de muitas linguagens de programação.

O SEO deixa de ser um mistério

O SEO é uma estratégia básica do Inbound Marketing, que permite que as páginas ganhem as primeiras posições em resultados de pesquisas no Google ou em outros buscadores. 

Um CMS que possibilita criar conteúdo otimizado para SEO permite que você entenda, de maneira mais explícita, os bons usos da palavra-chave, a criação de intertítulos (H2, H3, entre outros), o SEO title, a metadescrição etc. — práticas que fazem toda a diferença no ranqueamento orgânico.

Quais são os benefícios de um CMS eficiente?

Quem aposta na criação de conteúdo como estratégia convive muito com a plataforma de CMS e pode contar com os benefícios que ela oferece. Conheça os principais a seguir!

Facilidade de uso

Você pode criar conteúdos, editar URLs e escolher os melhores templates sem precisar de conhecimentos de programação. Dessa forma, empresas de pequeno ou médio porte conseguem manter ótimos sites e blogs no ar — o que torna o marketing digital mais democrático.

Recursos adicionais

As funções de um CMS vão muito além da criação e do gerenciamento de páginas web. Podemos falar de produção e otimização do conteúdo em outras línguas — útil para empresas que atuam em mais de um país —, publicação de conteúdos em vídeos, textos e infográficos, relatórios de visualização, entre outras funcionalidades que trazem mais inteligência e efetividade à estratégia. 

Acessibilidade

Os sistemas de CMS podem ser acessados de onde você estiver, desde que exista conexão com a Internet. Muitos têm aplicativos para smartphone, que facilitam a acessibilidade. Se a sua equipe trabalha remotamente, o site da empresa pode ser editado do mesmo jeito, sem nenhuma perda de produtividade.

Agilidade na criação e na manutenção de conteúdos

Os editores de texto são simples de mexer e salvam os rascunhos, facilitando o dia a dia. O time também pode salvar diversos conteúdos e programar as publicações, mantendo o blog ativo até nos finais de semana e feriados.

Análise de dados de performance

Dependendo do sistema de CMS escolhido, você terá um dashboard à sua disposição, com diversos dados que apontam para conteúdos mais vistos e tempo de permanência nas páginas, por exemplo. Há, ainda, a possibilidade de gerar relatórios com esses insights — o ideal é que a sua equipe use todas as informações para aperfeiçoar a estratégia.

SEO otimizado

Seja por meio dos relatórios e dashboard, seja pelo uso do Google Analytics, você vai saber quais são as páginas mais e menos vistas. Normalmente, as mais bem colocadas costumam ser antigas, até por uma questão de indexação. 

Moral da história: faça uma checagem de SEO, torne o texto mais relevante e atualize as informações. Tudo isso conta pontos para o ranqueamento. Algumas ferramentas, no entanto, ainda trazem possibilidades mais específicas, como palavras-chave que podem ser relevantes para o seu negócio e que merecem ser trabalhadas.

New Call-to-action

Para quem vai criar um site ou está pensando em migrar de CMS, é válido entender as diversas funcionalidades que as alternativas oferecem. É claro que existem as ferramentas que fazem mais sentido para algumas empresas e menos para outras, mas, ao compreender tudo o que é possível, sua escolha deve ser pautada na certeza. 

A seguir, apresentamos as principais funcionalidades. Acompanhe!

1. Dashboard simples

O coração de todo CMS é o seu dashboard, que deve permitir que você gerencie as tarefas diretamente pelo painel. Essas ações incluem agendar conteúdo, monitorar ameaças, rastrear a atividade do usuário, instalar módulos e plug-ins, além de verificar as atualizações disponíveis — seja dos plug-ins, seja do CMS em si.

2. Editor de texto e HTML

Além do editor de texto básico — que permite que você visualize como o texto vai ficar na página ao ser postado —, o editor HTML também é necessário. Isso se deve ao fato de ele gerar documentos para a web com praticidade, garantindo a acessibilidade das páginas e a transmissão via Internet.

Bons editores permitem que sejam adicionados vídeos, imagens, CTAs e formulários. Além disso, eles possibilitam a organização desses elementos na interface de publicação e permitem a visualização do conteúdo ou da página antes da postagem.

Muitas plataformas CMS têm um editor WYSIWYG — sigla para “what you see is what you get", ou seja, o que você vê é o que você obtém. Ele permite modificar uma página sem usar o código HTML e ver as alterações conforme são feitas.

3. Gerenciamento de usuários

Dificilmente uma única pessoa será a responsável por todo o site da empresa, mesmo que o negócio seja pequeno. Na prática, você terá responsáveis ​​apenas pela criação de rascunhos, editores para revisá-los e administradores para agendá-los, publicá-los ou até retirá-los do ar, quando preciso.

Deixar essas funções liberadas a todos, portanto, pode ser arriscado, principalmente nos casos de troca de funcionários. É por isso que os controles de publicação são importantes. Dessa forma, a atribuição de diferentes funções e níveis de acesso ao seu CMS permite que você estabeleça um fluxo de trabalho para criar, aprovar e liberar diferentes ativos criativos.

4. Templates responsivos

Antes de fechar com a opção de CMS, verifique quais modelos de template são oferecidos. Observe se é possível usar um modelo em vez de criar uma postagem ou página do zero, por exemplo — o que simplifica muito seu processo de publicação.

Vale lembrar que um modelo não é o mesmo que um tema. O modelo é um layout de página única, que está disponível ou é compatível com um tema e pode ser baixado separadamente. Algumas plataformas oferecem landing pages — páginas do site já prontas para maximizar a produção.

5. Temas variados

Verificar a seleção de temas que cada CMS oferece é uma boa prática, já que eles permitem trabalhar uma aparência consistente em todo o site. Além disso, vale a pena entender as possibilidades de personalização, para que ele esteja de acordo com as necessidades do seu negócio.

Garantir que os temas sejam todos responsivos é outra característica importante para que o site ou blog tenha boa performance de SERP, já que o Google penaliza as aplicações que demoram a carregar. O mobile first é sempre a melhor saída, até porque, no Brasil, 58% das pessoas acessam a Internet apenas pelo celular.

6. Ferramentas de SEO

Verifique, também, se a plataforma escolhida é compatível com SEO e tem elementos como marcação HTML, design responsivo e link permanente para as estratégias de otimização dos mecanismos de busca. 

O ideal é optar por um CMS com ferramentas de SEO integradas, pois isso aumenta o desempenho do seu conteúdo para pesquisa e melhora o ranqueamento das páginas. Além disso, é importante que ele ofereça ferramentas de marketing digital, para que a sua empresa tenha resultados ainda melhores.

7. Integração com redes sociais

Assim que a página estiver no ar, é fundamental criar atalhos para que as pessoas possam acessá-la. Nesse sentido, as redes sociais são um bom caminho — até porque o tráfego orgânico pode levar um tempinho, já que a página deve estar indexada.

Dessa forma, o fluxo de publicação fica mais eficiente quando o CMS permite que você também agende as postagens nas redes sociais, adicione botões de compartilhamento na página e inclua uma análise da performance das mídias no seu dashboard.

8. Analytics

O fato de o Google Analytics ser gratuito e fácil de usar faz com que muitas pessoas não parem para refletir sobre ter análises no próprio CMS, com muito mais praticidade e rapidez no dia a dia. Antes de contratar um CMS, verifique a opção de informações ou se ele recebe um plug-in do Google Analytics. Dessa forma, você pode ter mais autonomia na própria plataforma. Interessante, não?

9. Segurança

Todo site, blog ou e-commerce sofre riscos de invasão, por isso, as possibilidades de segurança do CMS devem ser analisadas com atenção extrema. O WordPress, por exemplo, pede atualizações constantes para garantir proteção. Há, ainda, outros pontos que devem ser considerados para garantir a privacidade dos dados.

  • A plataforma já tem certificado SSL? O SSL criptografa os dados, protegendo de ataques, e ajuda no ranqueamento do Google. Sem esse certificado, o Chrome classifica seu site como “não seguro”.
  • O firewall está incluso ou deve ser instalado à parte, para garantir proteção contra hackers?
  • As atualizações de segurança são simples ou exigem profissionais para isso?
  • As análises de vulnerabilidade são realizadas com frequência?

10. Suporte

Quando você opta por um CMS de código aberto, passa a ter um apoio amplo da comunidade de desenvolvedores e diversos tutoriais que ajudam a tirar dúvidas. Quando há urgência na resolução de problemas, é importante que a ferramenta também tenha suporte 24 horas. Considere esses dois pontos antes de contratar uma ferramenta.

Como acertar na escolha do seu CMS?

Tendo em vista todas as funcionalidades importantes, você deve cruzá-las com as especificidades do seu negócio. Dessa forma, é possível entender o que faz mais sentido no seu caso. Antes de escolher, é importante avaliar alguns aspectos. Acompanhe!

1. Funcionalidades disponíveis

Avalie as funcionalidades disponíveis e quais delas são imprescindíveis para o seu site ou blog. Não tenha pressa! Avalie todos os itens com cautela, faça uma lista de quais não podem faltar no seu negócio e quais não são tão necessários, mas que poderiam oferecer diversas vantagens para a sua estratégia. 

Essa análise é essencial, pois você não precisa pagar um valor mais elevado por algo que não vai usar.

2. Infraestrutura necessária

Considere a infraestrutura necessária para a hospedagem — compartilhada, em nuvem etc. Essa análise é fundamental, pois impacta diretamente nos custos do seu negócio. Avalie qual é a mais adequada e que oferece a melhor relação custo-benefício.

3. Experiência de uso

Entenda a usabilidade da ferramenta, quão complexa é a curva de aprendizagem do produto e se a interface é amigável. Dessa forma, é possível fazer a escolha que garanta a melhor experiência durante o uso.

4. Responsividade

Verifique a responsividade, principalmente em relação ao uso de smartphones, uma vez que a maioria dos acessos vem deles. Se você não se atentar a esse fator, pode ser que a escolha não seja a mais adequada para o seu negócio.

5. Possibilidade de migração

Considere as possibilidades de migração, caso queira trocar de CMS no futuro. Não é interessante você ter que fazer um alto investimento caso queira usar outra ferramenta no futuro, não é mesmo?

6. CMS gratuito

Evite usar CMSs gratuitos, que não dão suporte e nem sempre consideram a experiência do usuário, lotando a página de banners de anúncio. O seu objetivo é ter mais praticidade e investir em user experience, certo?

Como começar a utilizar um CMS?

Para começar a usar um CMS, você tem duas opções. Acompanhe!

Escolha uma empresa de hospedagem

A escolha de uma empresa de hospedagem de site é importante, pois ela será a responsável por hospedar a instalação do CMS. Como o servidor deverá armazenar todos os dados do seu site, o seu CMS terá contato direto com ele. É essencial que o provedor da hospedagem tenha compatibilidade com o CMS escolhido, ok?

Registre um domínio

Após a escolha do provedor de hospedagem, você deve fazer o registro do domínio, caso ainda não tenha. Domínio é o nome do site que deve ser colocado no seu navegador.

Após fazer essas escolhas, você pode instalar o seu CMS na conta registrada e aproveitar todos os benefícios oferecidos pela ferramenta.

Quais são os CMSs mais usados?

A seguir, selecionamos quatro opções mais comuns no mercado para você entender sobre as funcionalidades e vantagens. Acompanhe!

CMS Hub

O CMS da HubSpot tem ganhando diversos prêmios internacionais, liderando preferências de pequenas e grandes empresas. Editores de texto simples e ótimas opções de SEO são só algumas das vantagens, além da possibilidade de uma avaliação grátis por 14 dias.

É possível ainda personalizar as páginas do seu site para cada visitante, sendo que elas são otimizadas para conversão em diferentes dispositivos. Outro benefício do CMS Hub é que ele possui CRM totalmente integrado, o que ajuda seu site a se tornar um motor de crescimento para os negócios. Só vantagens, certo?

WordPress

É uma plataforma amplamente conhecida e utilizada. Entre as suas vantagens, podemos ressaltar o fato de também ser amigável para SEO e contar com plug-ins variados, que aperfeiçoam as funções do CMS.

Joomla

O Joomla tem painel de controle simples e intuitivo, templates prontos e milhares de extensões que trazem mais funcionalidades à plataforma.

Drupal

O Drupal não é tão simples de realizar as manutenções e tem uma curva de aprendizado mais complexa. Em compensação, as páginas do seu site são carregadas rapidamente.

Quais são os diferenciais do CMS Hub da HubSpot?

Agora que você já viu as principais opções do mercado, queremos indicar os diferenciais que apenas o CMS Hub tem. Acompanhe!

Boas opções de SEO

A otimização de conteúdo para SEO é uma das características marcantes do CMS Hub, porque você tem acesso a recomendações de SEO ao desenvolver a sua estratégia de marketing de conteúdo — o que torna tudo mais simples.

As indicações para incluir a palavra-chave no título, adicionar uma metadescrição ou sugerir o uso de subtítulo foram criadas para ajudar tanto os visitantes quanto os mecanismos de busca, que passam a entender melhor o que é a página — isso melhora muito a sua capacidade de classificação.

Outro diferencial é a possibilidade de criar topic clusters, que vinculam o conteúdo de suporte às páginas principais do post pilar automaticamente. Essa estratégia de conteúdo garante que os mecanismos de pesquisa possam rastrear facilmente seu site e reconhecer a boa experiência para o usuário.

Temas variados

Além de uma variedade grande de temas, o CMS Hub permite a personalização do seu site sem nenhuma dificuldade, para que ele atenda seu negócio da melhor forma. É possível criar um visual harmônico, sem se preocupar com designs, logos e menus que não combinam entre si.

Criação de conteúdo em diversos idiomas

É possível criar variantes em diversos idiomas de uma página específica e testá-las. Elas serão automaticamente associadas em grupos, de modo que se possa continuar gerenciando o conteúdo em vários idiomas à medida que aumenta a escala.

Dashboard

Você não apenas consegue produzir postagens de blog multimídia e landing pages no dashboard, como também vai gerenciar, otimizar e acompanhar o desempenho delas. 

Uma vez que o painel está integrado às ferramentas de marketing, vendas e serviços da HubSpot, é possível agendar e-mails de acompanhamento automatizados para contatos que preencheram seu formulário e analisar os relatórios de tráfego do site — tudo no mesmo local, garantindo mais produtividade.

Teste adaptativo

O CMS Hub permite escolher até cinco variações de uma mesma página. Essa ferramenta conta com monitoramento para verificar questões de desempenho e mais conhecimento sobre o seu público. 

Editores simples

Além de um editor fácil de usar, com opção de arrastar e soltar, o CMS Hub tem o recurso de expiração da página, que é ótimo para ofertas por tempo limitado e páginas de registro de eventos. Assim, você define data e hora personalizadas para quando a página vai expirar e decide para onde ela será redirecionada. Com um único clique, também é possível incorporar vídeos.

Relatórios

Eles fazem com que a equipe entenda o impacto das páginas e otimize as estratégias. Além disso, permite a descoberta, por meio de indicadores, de quais tipos de conteúdos, fontes e campanhas estão gerando mais leads. Com isso, a sua empresa só tem a ganhar!

Migração simplificada

Migrar sua plataforma para o CMS Hub não vai gerar dor de cabeça. Pelo contrário: isso é possível com uma equipe especializada em migrações e suporte por telefone 24 horas por dia.

Integrações variadas

Você está em busca de um CRM para marketing digital? Saiba que o CMS Hub vem com o software de CRM integrado, o que traz mais visibilidade sobre leads e chances de negócio. 

Há, também, a integração com o Facebook Messenger e um criador de chatbots de uso simples, além de dezenas de aplicativos associados à plataforma. Isso significa que você não precisa instalar plug-ins.

Segurança

Além de poder contatar a equipe HubSpot 24 horas, o CMS Hub tem recursos prontos para uso, como firewall de aplicativos web, criptografia SSL, CDN personalizada, SSO e assinaturas. Tudo isso é essencial para garantir mais segurança nos seus processos e a privacidade dos dados da sua empresa.

Como fazer a migração de CMS?

O processo de migração de CMS pode parecer um pouco complexo, mas quando você escolhe um como o da HubSpot, não é preciso se preocupar.

Você terá acesso a uma equipe treinada e qualificada, que vai oferecer todo o suporte necessário para que a migração ocorra de forma eficiente e adequada. Assim, você não precisa se preocupar com esse procedimento, basta aproveitar todas as vantagens do CMS Hub.

Como você pôde perceber, o CMS é o tipo de ferramenta que você e a sua equipe vão usar diariamente — e ele ainda pode ficar constantemente logado nos computadores de todos. É importante que, no momento da escolha, você analise todas as funcionalidades com muito critério. Além disso, tire suas dúvidas antes de fazer a contratação, ok? Um teste grátis, por exemplo, pode trazer mais certezas e evitar migrações em um curto espaço de tempo.

Gostou deste artigo? Está em dúvida se o CMS Hub da HubSpot satisfaz as suas necessidades? Então, aproveite para entrar em contato conosco e receber uma demonstração gratuita!

Conteúdo dinâmico: o que é e como usar

 Conteúdo dinâmico: aprenda a usar

Originalmente publicado 10/03/2022 06:15:00, atualizado Julho 27 2022

Temas:

Web Design