Embora o Google continue trazendo (muitos!) desafios com todas as atualizações de algoritmo que implanta, uma coisa se mantém consistente para todos os profissionais de Inbound Marketing que procuram otimizar seus websites para buscas: as palavras-chave.

Bem, a necessidade de saber como fazer pesquisa de palavras-chave permanece a mesma. O que mudou foi o modo de fazê-la. Pensando nisso, neste artigo, nós trazemos um panorama de como fazer pesquisa de palavra-chave, a importância estratégica de utilizar os termos certos, ferramentas mais utilizadas e muito mais. Confira!

Quando a gente traz para a realidade do marketing, saber como fazer pesquisa de palavras-chave se torna essencial, especialmente em estratégias digitais em que o cliente que ainda não conhece o negócio. É por meio dessas expressões que, ao fazer uma busca, ele terá a possibilidade de entender mais a fundo sobre os produtos/serviços oferecidos pela sua marca.

Ao definir as palavras-chave certas, a sua possibilidade de ficar entre os primeiros resultados é maior, e os usuários costumam entrar com mais frequência nas empresas que se destacam na pesquisa. Nos tópicos a seguir, você conhecerá como são divididos os grupos de palavra-chave e o impacto que isso tem para o marketing!

Short tail

Quando uma palavra-chave é chamada de short tail, significa que ela é mais ampla e, por essa razão, costuma ter um alto volume de busca. Ou seja, um grande número de pessoas estão pesquisando por elas. Por esse mesmo motivo, a concorrência para obter uma boa posição com elas nas páginas de resultado dos mecanismos de pesquisa é bem grande.

Vale lembrar que a concorrência não diz respeito só ao tráfego orgânico, mas também ao tráfego pago. Outro ponto a ser destacado é que elas têm de uma a três palavras, além de terem como característica a baixa intenção de compra e a baixa taxa de conversão. Por exemplo, o termo “marketing digital” é considerado uma short tail.

Middle tail

Como o próprio nome diz, a palavra-chave middle tail se encontra no meio do caminho. Isso significa que ela é relativamente ampla e tem um volume médio de buscas. Ao contrário da primeira, a middle tail tem uma maior especificidade, mas ainda não tanto quanto a long tail.

Essa maior especificidade faz com que ela tenha uma concorrência média para o ranqueamento, o que aumenta a probabilidade de conversão. Usando o mesmo exemplo acima, temos “marketing digital para consultório”.

Long tail

Já as long tails são consideradas palavras-chave bastante específicas, demonstrando claramente a intenção do usuário ao buscá-las. Elas costumam ser menos concorridas, mas, ao mesmo tempo, têm um alto potencial de agradar quem a usa, o que é importante, principalmente, na hora de vender seus produtos.

Elas têm menor concorrência, logo, o investimento em long tails para direcionar tráfego pago para o seu site tem um custo menor e, ainda por cima, traz resultados mais eficientes. Aqui, o exemplo ficaria como “marketing digital para consultório odontológico em São Paulo”.

Qual é a importância de saber como fazer pesquisa de palavra-chave no marketing digital?

Já pensou no tanto de buscas que o seu cliente ideal faz por dia? O número pode ser bem maior do que imagina. As pessoas querem encontrar soluções para todas as suas questões, e direcioná-las pelo caminho certo é um dos papéis das palavras-chave.

Quando trazemos isso para o marketing digital, fica ainda mais simples entender esse impacto. É por meio desse termo que será possível guiar a otimização do site ou página, promovendo, assim, a geração de leads por meio da busca orgânica.

Podemos dizer, também, que as palavras-chave são uma conexão entre o que o público busca e o produto ou serviço que a sua empresa oferece. Elas são uma das principais técnicas de SEO, sendo essenciais para que a sua marca tenha um bom ranqueamento no Google.

Cabe lembrar que a sua relevância aumenta quando há um planejamento estratégico por trás da definição da palavra-chave. É interessante que ela esteja atrelada a um bom conteúdo ou, mesmo, que corresponda àquilo que você oferece, não devendo ser usada de maneira indiscriminada ou sem ter ligação com o que está sendo discutido.

O que é a pesquisa de palavras-chave?

Pesquisa de palavras-chave é o trabalho de encontrar os termos que as pessoas usam em sites de busca para chegar às soluções que você oferece. Saber quais termos são de fato usados pode ajudar na sua estratégia de conteúdo ou de marketing.

Por isso, a seguir, vamos expor um processo de pesquisa de palavras-chave que você pode seguir para criar e selecionar uma lista de termos para ter como alvo.

Dessa maneira, você poderá estabelecer e executar uma forte estratégia de palavra-chave, que o ajudará a ser encontrado nas buscas de assuntos que realmente tenham a ver com o que você oferece.

Como fazer pesquisa de palavras-chave para sua estratégia de SEO?

Algumas práticas fazem toda a diferença na hora de utilizar bem a pesquisa de palavras-chave na sua estratégia de marketing. A seguir, mostramos um passo a passo para que você possa otimizar o seu trabalho!

1. Faça uma lista de tópicos importantes e pertinentes baseando-se no que você conhece sobre seu negócio

Para iniciar o processo, pense nos tópicos em que você gostaria de ter boa classificação em termos de áreas genéricas. Você terá cerca de 5 a 10 áreas de assuntos que acha que são importantes para sua empresa e, depois, usará essas áreas de assunto para encontrar palavras-chave específicas.

Se você escreve blog posts regularmente, provavelmente, essas áreas serão os tópicos que você publica com mais frequência ou, talvez, os temas que surgem na maioria das conversas de venda. Coloque-se no lugar das suas personas de comprador: para que tipos de pesquisa do seu público-alvo você gostaria que sua empresa tivesse a resposta?

Por exemplo, se você fosse uma empresa como a HubSpot, que vende software de marketing (que, por acaso, tem incríveis ferramentas de SEO), você teria áreas gerais como "inbound marketing", "blog", "marketing por e-mail", "geração de leads", "SEO", "mídia social", "análise de marketing" e "automação de marketing". Faz sentido?

2. Preencha essas áreas de assuntos com palavras-chave

Agora que você tem algumas áreas de assuntos em que gostaria de se concentrar, é hora de identificar algumas palavras-chave que se encaixam nessas áreas. 

Elas são frases de palavras-chave que você acha que são importantes para classificação nas SERPs (páginas de resultados de mecanismo de pesquisa), pois seu cliente-alvo provavelmente está conduzindo pesquisas a partir desses termos específicos.

Dessa forma, se pegarmos essa última área de assunto de uma empresa de software de inbound marketing, "automação de marketing", podemos fazer o brainstorm de algumas frases de palavras-chave relacionadas a esse tópico que as pessoas possivelmente digitariam. Elas podem incluir:

  • ferramentas de automação de marketing;
  • como usar software de automação de marketing;
  • o que é automação de marketing;
  • como saber se eu preciso de software de automação de marketing;
  • lead nurturing;
  • automação de marketing por e-mail;
  • principais ferramentas de automação.

Nessa etapa, o objetivo não é criar uma lista final de palavras-chave, mas apenas descarregar frases que você acha que os possíveis clientes podem usar para pesquisar conteúdo relacionado a essa área. Reduziremos essa lista mais adiante, para que você não fique com algo tão amplo.

(Observação: se você for cliente da HubSpot, poderá gastar um pouco menos de tempo triando sua lista de palavras-chave com a estratégia de conteúdo da HubSpot, que ajuda você a identificar e pesquisar tópicos que poderá abordar com base em conteúdos já existentes.)

seo-keywords

Embora cada vez mais palavras-chave sejam criptografadas pelo Google, outra maneira inteligente de ter ideias de palavras-chave é imaginar quais delas já fazem seu site ser encontrado.

Para isso, você precisa de um software de análise de websites, como o Google Analytics ou a ferramenta Sources da HubSpot. Detalhe as fontes de tráfego do seu website e filtre o seu bucket de tráfego de pesquisa orgânica para identificar as palavras-chave que as pessoas usam para chegar ao seu site. Repita esse exercício para cada área de assunto que você tiver. 

Lembre-se, também, de que, caso tenha problemas em encontrar termos de pesquisa pertinentes, sempre é possível recorrer aos seus funcionários nas linhas de frente (como vendas ou serviços) e perguntar quais tipos de termos seus prospects e clientes usam ou entender as dúvidas mais comuns que eles apresentam. 

Frequentemente, esse é um excelente ponto de partida para a pesquisa de palavras-chave.

3. Faça uma investigação de termos de pesquisa

Essa é uma etapa criativa que você pode já ter feito ao pesquisar palavras-chave. Caso contrário, é uma excelente maneira de preencher essas listas.

Se estiver com problemas para imaginar mais palavras-chave que as pessoas usariam para pesquisar sobre um tópico específico, acesse Google.com e examine os termos relacionados, que são exibidos ao inserir uma palavra-chave.

Ao digitar sua frase e rolar para a parte inferior dos resultados do Google, você notará algumas sugestões para pesquisa relacionadas à sua entrada original. Essas palavras-chave podem desencadear ideias para outras.

Quer um bônus? Digite alguns termos de pesquisa relacionados à palavra-chave inicial e examine os termos de pesquisa relacionados a eles. Quer outro bônus? Os clientes da HubSpot podem obter sugestões de palavras-chave e tópicos para levar em consideração na ferramenta de estratégia de conteúdo.

related-searches

hubspot-keyword-suggestions-feature

4. Verifique se há uma combinação de termos principais e palavras-chave de long tail em cada bucket

É importante verificar se você tem uma combinação de termos principais (ou short tail) e palavras-chave de long tail, pois isso dará a você uma estratégia de palavras-chave que equilibra metas em longo prazo com ganhos em curto prazo. 

Afinal, os termos principais costumam ser pesquisados com mais frequência, o que, como vimos, os torna muito mais concorridos do que os termos de cauda longa. Pense: sem examinar o volume de pesquisa ou dificuldade, com qual dos seguintes termos você acha que seria mais difícil obter uma boa classificação?

  • como escrever uma excelente publicação de blog;
  • blog.

Se você respondeu o segundo, está absolutamente certo. Mas não se sinta desencorajado. Embora os termos principais geralmente apresentem o maior volume de pesquisas (o que significa maior potencial para enviar tráfego a você), francamente, o tráfego que você obtém do termo "como escrever uma excelente publicação de blog" tende a ser mais compensador.

Por quê? Porque alguém que procura por algo tão específico está, provavelmente, muito mais alinhado a seu produto ou serviço do que alguém que procura algo realmente genérico.

Além disso, como as palavras-chave de cauda longa tendem a ser mais específicas, é normalmente mais fácil dizer o que as pessoas que pesquisam essas palavras-chave estão realmente procurando. Alguém que pesquisa o termo principal "blog", por outro lado, pode fazê-lo por muitos motivos não relacionados à sua empresa.

Por isso, verifique suas listas de palavras-chave para garantir que você tenha uma combinação saudável de termos short e long tail. Afinal, não dá para ignorar os ganhos rápidos que as palavras-chave de cauda longa podem proporcionar, mas também é indispensável tentar progredir com termos principais mais difíceis, pensando no longo prazo.

5. Veja a classificação dos concorrentes nessas palavras-chave

O fato de o seu concorrente estar fazendo algo não significa que você precisa fazer também. O mesmo vale para palavras-chave. Só porque uma palavra-chave é importante para seu concorrente, não quer dizer que ela seja importante para você.

No entanto, compreender para quais palavras-chave seus concorrentes estão tentando obter uma melhor classificação é uma excelente maneira de aprofundar a avaliação da sua lista de palavras-chave.

Se seu concorrente for classificado em certas palavras-chave que também estão em sua lista, fará sentido trabalhar para melhorar sua classificação nelas. No entanto, não ignore aquelas a que seus concorrentes parecem não dar tanta atenção, pois elas podem ser uma excelente oportunidade para você construir sua própria participação de mercado.

Compreender o equilíbrio entre os termos com que pode ser um pouco mais difícil ranquear, devido à concorrência, e os que são um pouco mais específicos ajudará você a manter um equilíbrio. 

Lembre-se: a meta é ficar com uma lista de palavras-chave que forneça alguns ganhos rápidos, mas que também ajude a progredir rumo a metas maiores e mais difíceis de SEO.

Quer descobrir como é possível saber com quais palavras-chave seus concorrentes estão sendo classificados? Além de pesquisar alguns termos manualmente em um navegador anônimo e ver em quais posições estão seus concorrentes, o SEMrush permite gerar uma série de relatórios gratuitos com as principais palavras-chave do domínio que você inserir. Essa é uma maneira rápida de saber em que tipos de termos seus concorrentes estão se classificando.

6. Use o planejador de palavras-chave do Google Ads para reduzir sua lista de palavras-chave

Agora que você tem a combinação certa de palavras-chave, é hora de reduzir sua lista com alguns dados mais quantitativos. Há muitas ferramentas para fazer isso, mas, agora, vamos compartilhar uma metodologia específica.

A ideia é usar uma combinação do planejador de palavras-chave do Google Ads (vai ser necessário configurar uma conta do Ads para isso, mas não é preciso criar um anúncio) com o Google Trends.

No planejador de palavras-chave, conhecido, anteriormente, como a ferramenta de palavras-chave, você pode obter estimativas de volume e tráfego de pesquisa para palavras-chave em consideração.

Infelizmente, quando a Google fez a transição da ferramenta para o planejador de palavras-chave, muitas funções interessantes foram descontinuadas. É possível compensar isso um pouco se você pegar as informações aprendidas no planejador e usá-las no Google Trends, para preencher algumas lacunas.

Então, use o planejador de palavras-chave para sinalizar qualquer termo em sua lista que tenha volume de pesquisa muito pequeno (ou muito grande) e que não ajude a manter uma combinação saudável, como discutimos acima. 

Antes de excluir qualquer coisa, porém, confira seu histórico de tendências e projeções no Google Trends. Você pode ver, por exemplo, se vale a pena investir em termos de baixo volume agora, para colher frutos mais tarde.

Outra possibilidade é que sua lista de termos seja muito difícil de controlar e precise ser reduzida de alguma maneira. O Google Trends pode ajudar a determinar quais termos têm uma tendência crescente e nos quais, portanto, vale a pena se concentrar.

Quais são as melhores ferramentas para fazer pesquisa de palavras-chave?

Para garantir a escolha correta dos termos que farão parte de sua estratégia, seja de marketing de conteúdo ou de anúncios, é importante optar por ferramentas de qualidade. Se você quer saber como fazer pesquisa de palavras-chave adequadamente, confira a nossa lista a seguir!

SEMRush

O SEMRush é considerado uma das principais ferramentas de análise de palavras-chave e SEO do mercado. Os seus pontos fortes vão desde relatórios meticulosos até a verificação global do seu site e da concorrência. Ele também permite colocar todos os dados em um único lugar, conferindo uma visão macro da estratégia.

Além disso, ele traz um detalhamento único sobre posicionamento orgânico e concorrência em seus diversos níveis, o que faz com que o trabalho de pesquisa fique ainda mais completo.

Google Trends

Se você já buscou como fazer pesquisa de palavras-chave e mesmo aqui no post, já viu o Google Trends como indicação de ferramenta. Ele é gratuito e permite o acompanhamento da evolução no número de buscas que uma palavra-chave tem ao longo do tempo.

Ao fazer a busca por um termo ou expressão, a ferramenta apresenta um gráfico com o tempo e o volume. Todos os dados que aparecem nessa apresentação são, em parte, coletados pelos resultados totais do próprio Google, que ainda os categoriza e faz a remoção de informações pessoais.

Então, você pode obter insights sobre palavras-chave não só pesquisadas pelo mercado nacional, mas também internacional, e fazer o comparativo com outros termos parecidos.

Ubersuggest

O Ubersuggest é uma ferramenta poderosa de SEO. Além de permitir que você conheça o volume de buscas mensais de palavras-chave, dados de CPC e pesquisa de concorrentes, o mais interessante dele é que a sua atuação vai muito além do básico. Isso, porque ele oferece opções de palavras-chave que não estão presentes no planejador do Google.

O aconselhado é utilizar o Ubersuggest depois de verificar os termos desejados no Google Keyword Planner. Então, você terá acesso não só ao número de pesquisas, mas a outras funções, como ideias de palavra-chave e análise SERP.

Google Ads

O planejador do Google Ads ajuda na busca de palavras-chave para as campanhas de anúncio, especialmente. A ferramenta também é gratuita e permite conhecer novas terminologias para determinadas pesquisas e, também, o custo de segmentação.

A partir disso, é possível criar as suas campanhas com base nessas palavras-chave, analisar a concorrência, checar outros dados de pesquisas mensais, fazer a edição de grupos de anúncios e outros.

Moz

A Moz é uma plataforma que integra diversas funcionalidades focadas em SEO. Ela é considerada uma das principais tecnologias da categoria, voltada totalmente para análise de qualidade.

Além de pesquisa de palavras-chave, outras funções estão presentes em seu escopo, como a avaliação de relevância do site, monitoramento de relevância do termo a ser utilizado e análise on-page (que checa cada página do seu site).

Agora, você tem uma lista de ferramentas que o ajudará a focar os tópicos certos para sua empresa e obter alguns ganhos a curto e longo prazo. Você pode até mesmo baixar nosso modelo de SEO gratuito, para organizar suas palavras-chave e acompanhar quais termos você está focando em páginas diferentes do seu site.

Reavalie essas palavras-chave de poucos em poucos meses — uma vez por trimestre é uma boa referência, mas algumas empresas gostam de fazer isso com mais frequência. Quando você ganhar mais autoridade nas SERPs, descobrirá que pode adicionar mais e mais palavras-chave às suas listas, à medida que trabalhar para manter sua presença atual e crescer em novas áreas.

Saber como fazer pesquisa de palavras-chave é um processo que exige atenção, boas práticas e ferramentas de qualidade. A união desses três pontos faz toda a diferença para que a sua estratégia possa ser mais precisa e atinja o objetivo determinado pela equipe de marketing.

Inclusive, o SEO está diretamente atrelado a outra estratégia. Descubra como implementar o Inbound Marketing no artigo que separamos!

As pessoas costumam perguntar

New call-to-action

Originalmente publicado 19/02/2019 07:44:00, atualizado Agosto 03 2021

Temas:

Estratégias de Marketing