Quem consome produtos e serviços busca o melhor atendimento, certo? Além disso, houve uma mudança de comportamento do público, que utiliza o meio digital de forma cada vez mais intensa. Assim, precisamos nos preocupar com a User Experience (UX), prática indispensável para cativar as pessoas nessa nova realidade.

Cada vez mais, percebemos a importância de manter o foco na UX. Afinal, o mercado é competitivo, e cada marca tem que melhorar a entrega dos seus serviços para desenvolver um diferencial em relação à concorrência.

Avalie seu site com nossa ferramenta gratuita.

Você também precisa aderir a essa tendência para oferecer uma experiência cada vez mais interessante para seus clientes, aumentando o volume de vendas. Quer entender melhor essa história? Continue lendo e confira tudo sobre UX e como colocar essa estratégia em prática!

A UX visa adotar estratégias para melhorar cada vez mais essa jornada. São mudanças e adequações para fazer uma entrega de valor para as pessoas, a fim de que estejam 100% satisfeitas com o que encontram.

Com a UX, nos colocamos na posição do usuário e escutamos sua opinião sobre aquilo que oferecemos. Assim, identificamos aspectos negativos e positivos, o que qualifica ou prejudica a jornada do cliente e a sua relação com a marca.

Por que a UX é cada vez mais relevante?

Na User Experience, mantemos o foco na perspectiva do usuário sobre o que está consumindo. É preciso analisar cada etapa da relação, desde o primeiro contato até o consumo e o pós-venda. Afinal, em cada momento, ele pode ter uma experiência diferente. 

Algumas empresas, por exemplo, fazem uma ótima captação de público, têm a linguagem adequada e entregam um bom produto, mas pecam no pós-venda. Há dificuldade para trocas, resolução de problemas ou esclarecimento de dúvidas. Isso quer dizer que o processo de UX está permeado de falhas.

Quando mantemos foco nele, colocando o cliente no centro e considerando a jornada completa, é possível alinhar o serviço prestado. Assim, atendemos às expectativas dessas pessoas nos diferentes aspectos da sua relação com a marca.

O objetivo é constantemente buscar estratégias para oferecer o que há de melhor para o público. Dessa forma, prestamos um atendimento de excelência durante toda a relação, algo que gera destaque.

Considere que o consumidor prefere a empresa que presta um melhor serviço, atende suas necessidades, se preocupa com sua opinião e é acolhedora. Então, a atenção não deve estar direcionada apenas a oferecer um preço menor, mas um valor maior na jornada.

Quais são as vantagens da User Experience?

A User Experience é indispensável no ambiente digital, uma vez que esse é um espaço dinâmico, com muita informação e opções. É esse diferencial o que fará uma pessoa optar pela sua marca, e não pela concorrência.

Na hora de criar um site, por exemplo, muitos esquecem a usabilidade. Isso é um erro, já que esse é o principal canal de comunicação da empresa com o público. Portanto, ele precisa ser completo em recursos e ferramentas, mas simples, intuitivo e agradável. 

Além desses, há vários outros benefícios, como os que listamos a seguir.

Melhor posicionamento no Google

Um site desenvolvido com foco na UX traz informações relevantes e um bom conteúdo visual, é otimizado e responsivo. Isso quer dizer que ele tem todas as características que o Google busca para oferecer melhores resultados para os seus próprios usuários. Por isso, você consegue alcançar um posicionamento de mais destaque.

Aumento das conversões de vendas

A clareza de informações, o bom design e a facilidade para localizar ferramentas, entre outros detalhes, fazem toda a diferença na experiência do cliente. Como ele não encontra dificuldades para navegar, a probabilidade de que seja convertido para venda é maior.

Economia de recursos

Como explicamos, a UX também é composta por análises, que servem como base para as tomadas de decisão. Com isso, você adota estratégias eficientes a longo prazo, evitando investimentos constantes em tentativa e erro.

Aumento de valor percebido

Lembra que falamos que não se trata de trabalhar com preços baixos, mas com valores? A User Experience proporciona justamente isso. Ela melhora sua imagem e a percepção do cliente em relação ao seu negócio. Então, ele passa a enxergar o custo-benefício, o que contribui para tornar as suas estratégias de precificação mais vantajosas para você.

UX e UI são a mesma coisa?

UX e UI podem ser confundidas, mas não são a mesma coisa, embora se relacionem e se complementem. A UX se refere à jornada do usuário e à percepção que ele tem da marca com base na experiência que lhe foi proporcionada. A UI, por sua vez, é a interface do usuário.

Ela tem um foco maior no gráfico — tanto em relação ao visual que será entregue para o público quanto no que se refere às funcionalidades. Estamos falando, por exemplo, da escolha de cores, distribuição de imagens e textos e o posicionamento de botões.

Basicamente, a UI trata da aparência do seu site, os recursos dele e a interação com esse espaço. Tudo isso, como você pode imaginar, influencia a experiência do usuário. Afinal, precisamos de uma boa interface para usufruir da experiência de forma mais plena.

Como aplicar a User Experience?

Quando a gente vai fazer uma viagem, deseja que tudo dê certo. Por isso, planejamos o roteiro: definimos a hora de chegada, onde vamos nos hospedar, quais lugares queremos visitar, os melhores caminhos e assim por diante.

Para aplicar a UX, podemos partir desse mesmo princípio. Como planejar a jornada do cliente, para que ele consiga chegar de uma ponta à outra sem complicações? Como organizar as informações, links e páginas para que ele encontre tudo que está buscando de uma forma simples e rápida?

Além disso, precisamos considerar quais são as funcionalidades essenciais que devem estar à sua disposição. O planejamento é fundamental para definir cada um desses detalhes e distribuí-los da melhor maneira em seu site. Existem alguns termos que ajudam a entender tudo isso. Veja a seguir.

Arquitetura da informação

A arquitetura de um prédio são as suas formas e dimensões. A arquitetura da informação consiste no estudo de como será feita a distribuição dela dentro do site, entendendo sua organização nesse espaço virtual.

Wireframe

Uma vez que definimos a arquitetura da informação, produzimos desenhos que vão representar as páginas do seu site. Basicamente, eles formam o esqueleto dele, para visualizarmos qual será a posição de cada elemento e como ele vai ser exibido.

Sitemap

É um gráfico que ajuda a elaborar o esquema de distribuição e hierarquia dos conteúdos, as páginas mais importantes de um site e aquelas secundárias ou sequenciais. Por exemplo: dentro da página atendimento, eu posso inserir links para um chat, mensagem por e-mail, perguntas frequentes e outros.

Projeto de interação e fluxo de tarefas

Define como acontecerá a interação do usuário com os elementos do site: de que maneira ele chegará a determinado produto e quais caminhos serão necessários para esclarecer dúvidas ou finalizar uma compra, por exemplo. É a jornada dele.

Wireflow

Também podemos ilustrar a jornada do usuário dentro do seu site. O wireflow é o recurso que permite fazer isso. Assim como o wireframe, ele utiliza desenhos para visualizarmos como será a sequência de telas.

Por onde começar a desenvolver a UX do seu site?

Depois de definir como deve acontecer a jornada do usuário, basta implementar o projeto, e você terá longevidade na estruturação do seu site. Mas por onde começar? Veja algumas dicas para dar os passos iniciais!

Tenha clareza dos objetivos de comunicação do seu negócio

A forma como você se comunica com seu público compõe sua marca. Então, é fundamental ter clareza nos objetivos que pretende alcançar para transmitir a mensagem correta. Assim, você vai cativar as pessoas e despertar o interesse delas em seguir na jornada.

Pesquise e compreenda o comportamento dos usuários

Alguns usuários querem todas as informações em um só lugar e agilidade para a compra. Outros querem muitas fotos, vídeos e opiniões de quem já fez a aquisição, para tomar uma decisão bem-informada. Compreenda de que maneira os seus clientes em potencial se comportam, para desenvolver a melhor jornada para eles.

Avalie a perspectiva do cliente

Pode acontecer de desenvolvermos um projeto acreditando que ele está adequado, mas essa não ser a percepção do cliente. Por isso, precisamos escutar a opinião dos usuários. Afinal, o feedback deles é essencial para aprimorar os processos até que estejam adequados a quem os utiliza.

Desenvolva um design responsivo

Sabia que 85% dos proprietários de smartphone no Brasil já fizeram compras utilizando esse dispositivo? Isso demonstra a importância de a anatomia de design do site ser responsiva, adequando-se ao equipamento utilizado pelo usuário. Afinal, essa preocupação favorecerá muito a experiência dele.

Acompanhe métricas e realize testes

O número de cliques, a taxa de acessos e renovações e o tempo de permanência em uma página são algumas métricas que ajudam a verificar se a User Experience está sendo positiva. Acompanhe esses dados e faça testes adequando as ferramentas e recursos para analisar o que traz melhores resultados.

Quais são as principais tendências de UX?

Para que você proporcione uma experiência ainda melhor para os seus usuários é importante estar alinhado às novidades. Por isso, também listamos algumas tendências da UX para manter o seu site atualizado. Veja!

Minimalismo

Imagens se movimentando, diversos botões e banners para todo lado são um exemplo do que vai contra a ideia de minimalismo. Não precisamos oferecer um serviço muito extenso, porque o usuário procura simplicidade e eficiência. Pense sempre que menos é mais, desde que se proporcione uma boa experiência.

Sincronização de dispositivos

O usuário precisa ter liberdade para acessar um site da maneira como for mais conveniente para ele. Assim, uma das tendências de UX é a sincronização de dispositivos, que traz essa flexibilidade e agilidade para otimizar os processos e facilitar a jornada.

Inclusão

De acordo com a OMS, 2,2 bilhões de pessoas no mundo têm algum tipo de deficiência visual. Esse é apenas um dado, mas mostra a importância de pensarmos em inclusão. 

Assim, é fundamental trabalhar a empatia, considerando as possíveis dificuldades que seu usuário tem ou pode encontrar, a fim de proporcionar uma boa experiência.

Uso de chatbots

Os chatbots são uma tendência que já está sendo colocada em prática por diversas empresas. Isso, porque se mostram como uma excelente alternativa para oferecer um atendimento mais cômodo para o usuário, dado que a inteligência artificial ajuda no esclarecimento de dúvidas em tempo real.

Melhorias estéticas

O primeiro contato que o usuário tem com uma marca é pelo visual. Assim, as melhorias estéticas são uma tendência UX. Cada público tem uma preferência de cores, gráficos e formas. Para fazer uma boa entrega, precisamos alinhar esses recursos às suas expectativas.

Realidade aumentada

E se você pudesse provar uma camiseta, óculos de sol, batom ou boné mesmo fazendo compras online? A realidade aumentada permite isso, mergulhando o usuário no universo digital. Salões de cabeleireiro, por exemplo, utilizam um recurso semelhante para a pessoa “experimentar” o corte em seu rosto antes de decidir se o quer ou não.

Ganhos na interação com o conteúdo

Além de vender, seu site precisa entregar, nesse caso, informação e valor, o que você alcança com a produção de conteúdo. Desse modo, atrai a atenção do seu público, trabalha na educação dele e desperta o interesse por soluções relacionadas a seu produto ou serviço.

Você já conhece o CMS da HubSpot?

Talvez você esteja pensando que, para promover uma boa experiência para os seus usuários, vai precisar do suporte de diversos profissionais. Na verdade, utilizando um CMS, tudo pode ser muito mais simples do que imagina.

Com o CMS Hub, o sistema de gerenciamento de conteúdo da HubSpot, você mesmo desenvolve seu site sem complicações. O sistema tem tudo que é necessário para criar suas páginas conforme o seu público.

Também, é possível gerenciá-las fazendo alterações e otimizações sempre que necessário. Alguns recursos do CMS da HubSpot são:

  • temas pré-elaborados;
  • otimizações de SEO;
  • variedade de idiomas;
  • editores gráficos (arrastar e soltar);
  • análises de impacto.

Assim, você terá liberdade para imaginar, projetar e publicar quando quiser. Toda a estrutura foi desenvolvida por profissionais. Agora, é só escolher o visual do seu site e colocá-lo no ar. Além disso, é possível fazer migração e redesign, com suporte telefônico 24 horas.

O sucesso do seu negócio depende da satisfação dos seus clientes. Por esse motivo, não deixe a User Experience de lado. Procure aplicá-la em cada detalhe, sempre considerando a perspectiva do seu público, trabalhando a empatia e tendo foco em oferecer o melhor. Assim, você vai se destacar e alcançar excelentes resultados!

Quer saber mais sobre como promover uma boa User Experience em seu site? Converse com a nossa equipe!

website-grader

Originalmente publicado 19/08/2020 12:56:50, atualizado Agosto 19 2020