Uma URL otimizada é fundamental para qualquer estratégia de SEO. Tornar o endereço de um site amigável, de fácil entendimento e relacionado ao assunto principal pode fazer toda a diferença para os motores de busca.

Otimize o desempenho do seu site e gere mais tráfego e leads com ajuda de nosso  guia

Quer saber o que é uma URL e conhecer algumas dicas para deixá-la otimizada? Siga com a gente e saiba qual é a importância de tornar as páginas do seu site mais eficientes.

A URL da Hubpost, por exemplo, é https://br.hubspot.com/. Sem esse endereço, não seria possível acessar nossos conteúdos ou conhecer nossa plataforma de CRM.

Além de digitar o endereço na barra de pesquisa do seu navegador, outra forma simples de encontrar uma URL é fazendo uma pesquisa no Google, cujo endereço você já conhece: https://www.google.com.br

A definição de URL é simples, mas o importante é entender sua estrutura básica, além de saber como mantê-la otimizada e quais são as melhores práticas para SEO. Continue a leitura para saber mais!

Qual é a estrutura básica de uma URL? 

Geralmente, uma URL contém 5 componentes: esquema, subdomínio, domínio principal, extensão do domínio e subdiretório. Cada um desses elementos tem um propósito para que a URL funcione de maneira adequada. A seguir, veja o significado de cada um deles.

Esquema

O esquema é aquilo que antecede o domínio, um protocolo para que qualquer página possa ser acessada. Os protocolos mais usados são “http://” e “https://”. São métodos para que o servidor entenda que aquela URL é uma página da web. 

Além do http e do https, existem também os protocolos “mailto://”, para o envio de e-mails e “ftp://”, que serve para transferência de arquivos para o servidor. 

Domínio principal

O domínio principal é o nome do seu site. Por exemplo, em https://br.hubspot.com/ o domínio é Hubspot. É a parte mais importante da URL, principalmente quando estamos falando de SEO para blog

O domínio deve trazer de forma clara o nome da sua marca e o que ela deseja comunicar. Quanto mais simples e objetiva, melhor será para os mecanismos de busca e para os usuários.

Subdomínio

O subdomínio está dentro do domínio principal, mas é como se fosse um site separado. Um exemplo prático: https://blog.dominioprincipal.com.br. 

É utilizado para separar informações dentro de um mesmo site, isto é, quando há uma plataforma de conteúdo dentro de um site principal ou alguma página de suporte, como em https://support.google.com/, por exemplo.

Extensão do domínio

O objetivo da extensão do domínio é segmentar a URL por região ou propósito. É aquela nomenclatura que encontramos nos endereços após o domínio principal: “.com”, “.com.br”, “.gov”, “.net” etc.

Em sites brasileiros, usamos o “.br” como referência, enquanto em sites norte-americanos, somente o “.com” já basta para identificar a região. Em sites de ONGs ou governamentais, a sigla utilizada é “.gov”, para indicar que aquelas páginas fazem parte de órgãos estatais.

Subdiretório

Os subdiretórios são as páginas internas dentro do seu site. É o que geralmente divide o conteúdo entre serviços, informações de contato, página principal, landing pages, entre outras opções.

Aqui na Hubspot, nosso blog utiliza o subdiretório: https://br.hubspot.com/blog. Para conhecer nossos produtos, o subdiretório utilizado é https://br.hubspot.com/products/get-started

Ou seja, são as páginas que se encontram após a barra “/”, utilizadas para organizar a estrutura do site e deixar a informação mais clara ao usuário.

Por que manter a URL do site otimizada? 

Agora que você já sabe como é a estrutura básica de uma URL, é necessário entender por que manter a URL do site otimizada e como fazer isso.

Uma URL otimizada facilita a experiência do usuário, que não precisará digitar um endereço confuso e cheio de caracteres especiais para acessar um conteúdo. 

Vamos aos exemplos:

ou

  • https://www.google.com/search?q=google+inbound+marketing+certification&rlz=1C1GCEA_enBR874BR874&sxsrf=ALeKk01lFG9G6tRljCWOl6CeMaNP8I8b4A:1629664870300&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=2ahUKEwjFp8ndvsXyAhUXHbkGHYxZBycQ_AUoAnoECAIQBA&biw=1366&bih=625 

Qual URL é mais fácil de memorizar? Com certeza a primeira opção, certo? 

Uma URL amigável e otimizada facilita o caminho do usuário para a informação ou ação que ele deseja encontrar. E isso tem tudo a ver com SEO, como veremos a seguir. Continue lendo!

Qual é a relação da URL com SEO?  

A URL otimizada tem relação direta com os mecanismos de busca. Se a URL é fácil de ser lida por pessoas, também é priorizada pelos algoritmos do Google.

Não é de hoje que o Google considera acessibilidade como critério de SEO. Porém, com as últimas atualizações, o motor de busca prioriza cada vez mais as informações claras e precisas nos conteúdos. E com as URLs não é diferente!

Os mecanismos de busca sabem quais URLs criam mais engajamento com os usuários. Como o Google usa semântica como critério de SEO, optar por um endereço simples, que utiliza a palavra-chave principal e que traz, em poucas palavras, qual é o objetivo daquele endereço, pode trazer resultados satisfatórios.

Então, de nada adianta criar um conteúdo completo, utilizando todas as regras básicas de SEO e manter a URL com endereço confuso ou extenso. Ela também é fundamental para melhorar o ranqueamento do seu site e promover uma experiência satisfatória ao usuário. 

Já deu para notar a importância do endereço, não é mesmo?

Dicas para otimizar a URL

Ainda com dúvidas sobre como deve ser o endereço do seu site? A seguir, separamos algumas dicas para otimizar a URL e deixá-la mais fácil de compreender. Confira!

Use uma URL pequena 

Quanto menor e mais concisa a URL, melhor para o usuário e também para os mecanismos de busca. Se a URL ultrapassar os 100 caracteres, é hora de analisar e pensar em soluções para que ela fique mais acessível.

Endereços curtos são mais fáceis de copiar e colar, compartilhar em redes sociais e até incluir em outras páginas do seu site. Além disso, favorece a experiência do usuário. 

Tente remover termos adicionais e que não prejudiquem a leitura. Por exemplo:

  • www.meusite.com.br/blog/marketing-digital é uma URL curta e amigável, de fácil compreensão;
  • www.meusite.com.br/blog/marketing-digital-entenda-por-que-voce-deve-comecar-a-estudar-agora-mesmo é uma URL longa, com palavras que não precisavam estar ali, certo?

Em resumo: quanto mais curta e precisa a URL, melhor para quem acessa. 

Garanta que a URL seja legível 

Você, como usuário, não acha terrível encontrar uma URL extensa, com caracteres estranhos, que parecem levar você para uma página com vírus? Pois é! A URL além de ser legível e de fácil compreensão, deve passar a sensação de segurança às pessoas.

Quando estamos falando em SEO, devemos sempre considerar a pessoa que está buscando, e não apenas otimizar as páginas para o Google, Bing, Yahoo ou outros buscadores. 

Uma URL que seja fácil de entender, como https://br.hubspot.com/blog/marketing/agile-marketing é bem mais interessante do que se fosse https://br.hubspot.com/blog/marketing/agile-marketing-o-que-e-e-por-que-voce-deve-conheceru028932092/98e9w89ew/2021/udhd0jjj.php. É fácil de notar a diferença, não é?

Portanto, lembre-se de mantê-la curta e legível, assim você consegue transmitir segurança para quem acessa e facilita o compartilhamento de links.

Utilize a palavra-chave na URL 

Na hora de publicar uma página, modifique a URL e insira a palavra-chave que está relacionada ao termo de busca que você pretende ranquear. Qual termo o usuário buscaria para acessar esse conteúdo? Inclusive, essa prática está relacionada às regras de SEO, de Inbound Marketing, de busca de palavras-chave etc.

Uma URL curta, legível e com a palavra-chave adequada, é ideal para os mecanismos de busca e também para auxiliar o usuário a encontrar o que ele precisa.

Na prática, se um conteúdo fala sobre métricas para redes sociais, por exemplo, essa palavra-chave deve estar na URL: https://br.hubspot.com/blog/marketing/metricas-redes-sociais.

Evite números e caracteres especiais 

Regra básica para a criação de URL otimizada: evite usar números e caracteres especiais. Como citamos há pouco, ela precisa ser legível e de fácil compreensão, e o uso de números e caracteres especiais pode prejudicar bastante o ranqueamento.

Não aposte em caracteres como o símbolo de porcentagem (%), asterisco (*), arroba (@), hashtag (#), entre outras. Se precisar utilizar números, que sejam poucos, apenas se forem estritamente necessários para o entendimento do conteúdo. 

É interessante também usar o traço (-) para separar as palavras, já que é mais fácil de compreender do que o sublinhado (_), por exemplo. O Google pode até considerar, mas é mais comum — e prático! — usar o traço na URL.

Evite alterar uma URL que tem boa performance 

Você tem uma URL que está aparecendo na primeira página do Google e garante uma boa porcentagem de acessos? Então, evite alterá-la.

Fazer atualizações constantes nos conteúdos é uma boa prática, mas tente não mexer tanto nas URLs com bom posicionamento. Ao editar o endereço, você pode perder a indexação do Google para aquele link. 

Se não houver outra opção e você precisar alterá-la, não esqueça de fazer um redirecionamento do link antigo para o novo. Sem essa técnica, a página vai gerar um erro, que pode prejudicar o ranqueamento, já que os usuários não conseguirão acessar o conteúdo.

Em resumo, a URL deve ser otimizada para favorecer tanto as pessoas que acessam, quanto os motores de busca. Em qualquer estratégia de marketing digital, é primordial usar essas boas práticas para deixar os endereços mais amigáveis.

Aliás, quer conferir mais dicas? Acesse o nosso Guia do SEO e se torne um expert no assunto! 

Website Grader

 Como otimizar o desempenho do seu site para ter mais tráfego e leads

Originalmente publicado 11/10/2021 07:00:00, atualizado Outubro 11 2021