Como convencer os visitantes a mergulhar de cabeça no seu site? Muitos elementos formam exemplos de landing page de excelência. E, pra aproveitar esses espaços ao máximo, geralmente, é preciso levar em consideração quais são os objetivos da sua página de conversão.

[Baixe agora] Guia exclusivo para a transformação digital da sua empresa 

Vamos analisar o tamanho do formulário, por exemplo. Ele é só um dos vários componentes que você precisa otimizar, mas as práticas recomendadas dirão que tanto os formulários curtos quanto os longos funcionam bem.

Tudo depende do que você quer: receber muitos envios com uma qualidade (possivelmente) menor ou menos envios com uma qualidade mais alta. Então, pra melhorar o desempenho das suas landing pages, é bom saber como são as melhores do mercado e conferir alguns exemplos na prática. Vamos conferir?

Por que ficar de olho em bons exemplos de landing pages?

Quando pesquisamos exemplos de landing pages, é surpreendente perceber que são pouquíssimos os sites com uma landing page moderna e que chame a atenção. Enfim, que seja mais do que apenas um formulário de cadastro em uma página inicial.

Então, resolvemos compilar uma lista de landing pages que adoramos. Uma observação importante: não temos acesso às estatísticas das landing pages a seguir, portanto, não conseguimos especificar a eficácia delas na conversão de visitantes, leads e clientes, ok?

Mesmo assim, esses exemplos têm as melhores combinações dos elementos de landing pages que já vimos. Claro, se a inspiração vier e você quiser testar algumas dessas táticas, a única maneira de saber se elas realmente funcionam será experimentando no seu site.

Guia Grátis

Transformação Digital: como dar início à transformação dos seus times de marketing e vendas?

Conte-nos um pouco sobre você para acessar o conteúdo

Landing pages de cadastro

1. Shopify

Como muitos outros exemplos deste artigo, a landing page para o período de avaliação do Shopify aposta na simplicidade. O título é direto e usa poucas palavras, por exemplo, e a página mostra tópicos simples em vez de parágrafos.

Tudo é pensado pra comunicar os detalhes e os benefícios do período de avaliação. É preciso preencher poucos campos pra se inscrever. Todas essas características facilitam a transmissão da mensagem da marca: “venda online com a nossa ferramenta”.

Landing page de cadastro do Shopify

2. Muzzle

As landing pages ajudam os usuários a decidir se os seus produtos ou serviços valem o tempo e a energia deles. Não há jeito melhor pra comunicar de forma clara e direta sua proposição de valor do que apresentar de cara aos visitantes o principal problema que o seu aplicativo resolve, certo?

O Muzzle, um aplicativo para Mac que silencia as notificações na tela, adota completamente essa mentalidade de “show, don't tell” (mostre, não conte) em uma landing page pra lá de minimalista. Os visitantes do site são recebidos com uma enxurrada de notificações que surgem no canto superior esquerdo da tela. Além de hilária, a animação consegue transmitir a utilidade do aplicativo sem exagerar no tamanho da descrição.

Landing page de cadastro do Muzzle com um botão de download amarelo

3. EVO

O EVO é um sistema de gestão fitness disponível pra academias, box de crossfit, studios de pilates, entre outros. Alguns de seus conteúdos são voltados especificamente para as melhores práticas de gerenciamento desse tipo de negócio — e essa landing page vem justamente pra dar suporte em termos de materiais para esses potenciais clientes.

O que chama mais a atenção nesse caso é que a landing page humaniza o material, trazendo a fotografia de um esportista logo de cara. As cores da página também se destacam por conversar diretamente com a imagem, criando uma visão de unidade.

A forma como o leitor poderá encontrar os materiais no kit é outro destaque. No botão de CTA, é reforçada a questão de que se trata de um conteúdo gratuito, o que é interessante tendo em vista que a pessoa poderá ter acesso não só a um e-book, mas também a um webinar e a modelos prontos de campanha.

4. Airbnb

Para ajudar na conversão de visitantes em anfitriões, o Airbnb oferece um recurso de personalização atrativo: uma projeção média de ganhos por semana estimada de acordo com a localização do visitante. O visitante pode inserir nos campos informações adicionais sobre as possíveis acomodações que ele tem para chegar a uma estimativa ainda mais personalizada.

Ao visitar a página já convencido, a call-to-action clara na parte superior da página faz a conversão acontecer na hora.

Landing page de cadastro do Airbnb

5. Teambit

Excentricidade não costuma ser a primeira palavra que nos vem à mente quando pensamos em software para RH, mas a landing page da Teambit ilustra muito bem essa ideia.

Um formulário simples, com apenas um campo, é acompanhado por uma sala engraçadinha, cheia de bichos — só pra constar, todos eles estão muito satisfeitos com o Teambit. O desenho de um animal aparece ao lado de cada seção informativa da landing page, acompanhando os visitantes que rolam a página pra saber mais.

A landing page da Teambit é a prova perfeita de que não é preciso oferecer um produto ou serviço que seja convencionalmente “divertido” pra criar uma landing page mais alegre e animada.

Landing page da Teambit com CTA para se cadastrar com o Google.

[Clique aqui para ver a landing page completa.]

6. Wistia

Em primeiro lugar, a landing page da Wistia é para a conta gratuita do serviço. De primeira, percebemos o formulário com um único campo pra criar sua conta: o fundo azul, levemente estampado, contrasta bem com o campo branco do formulário de conversão.

A combinação do tamanho do formulário com seu posicionamento de destaque elimina quase todo o estresse de criação de conta. Mas, se o visitante tiver dúvidas, ele pode sempre rolar pra baixo para ler as respostas das perguntas frequentes. Ao separar essas duas seções com um forte contraste de cores, a Wistia facilita muito a conversão

wisita-landing-page-example.png

7. Uber

A Uber tem também um bom exemplo de landing page que une simplicidade e informação. O visitante tem acesso ao formulário de interesse em se tornar um motorista da Uber bem no início da página. No entanto, à medida que ele vai descendo, encontra uma gama de informações importantes e variadas, respondendo a algumas das principais dúvidas de como é dirigir pra Uber.

Divididos em blocos, como "por que se tornar um motorista da Uber?" até "segurança ao volante", a empresa já direciona a pessoa para os lugares em que ela poderá ter mais informações de qualidade com CTAs diretos.

Landing pages de e-books

8. Nauto

O Nauto, uma plataforma de dados pra carros autônomos, ajuda a tornar a direção autônoma mais segura para empresas que gerenciam frotas desses veículos. Naturalmente, os clientes da empresa precisariam de todo tipo de informação pra venda na plataforma.

A marca já providenciou isso: fez um e-book supersimples, cuja landing page oferece ao visitante tanto um breve formulário de contato quanto algumas amostras estatísticas pra mostrar por que o recurso é tão importante. Na parte superior da página, vemos a foto do interior de um carro abraçar o formulário de captura de leads.

Landing page do e-book do Nauto com um botão de download verde

O botão verde “Download Now” vem bem a calhar, afinal, a cor significa “vá em frente” no trânsito. Ao rolar a página pra baixo, vemos outra CTA, “Get the e-book now”, pra lembrar aos usuários de que o que os aguarda é uma oportunidade imperdível. Há também três estatísticas alarmantes sobre acidentes de carro pra instigar a curiosidade dos usuários.

nauto-ebook-landing-page-CTA-1

9. Industrial Strength Marketing

Essa landing page atrai de cara por ter um título instigante e sagaz: “Don't Make Me Zoom” (Não me faça dar zoom). Esse título expõe sem rodeios uma experiência comum que a maioria de nós já teve ao navegar na internet pelo celular ou tablets — além de ser um pouco atrevido também.

Mas essa não é a única característica interessante. Observe o posicionamento estratégico do vermelho: bem nas partes de cima e de baixo do formulário, atraindo o visitante ainda mais para o componente de conversão.

industrial-strength-marketing-landing-page-example.png

Além disso, esse modelo é versátil, fica bonito e funciona também no celular. Lembre-se de que muitos visitantes acessarão suas landing pages em smartphones ou tablets: se o design do seu site não for responsivo, eles provavelmente vão desistir e abandonar a página.

O pessoal da Industrial Strength Marketing deixou as fontes e os campos do formulário grandes o suficiente pra que os visitantes não precisem dar zoom para ler e interagir com o conteúdo, por exemplo.

industrial-strength-marketing-mobile-landing-page-1.jpg

industrial-strength-marketing-mobile-landing-page-2.jpg

10. Inbound Emotion

Mesmo quem não fala espanhol consegue apreciar os recursos de conversão do site dessa parceira da HubSpot. Sabe quais são os dois recursos mais bacanas na página? O formulário se mantém em uma posição fixa e de destaque conforme o visitante rola pelo site. Também adoramos as mãos apontando para o preenchimento do formulário e para o compartilhamento da página.

Exemplo de landing page de Inbound Emotion

11. Netflix

A página de conversão da Netflix dispensa apresentações: ela é uma das mais simples e diretas que existem. Pra converter leads, simplesmente é solicitado um e-mail. No fundo, um design que por si só é um informativo, com imagens de alguns dos filmes, séries e documentários que estão disponíveis no catálogo.

Com isso, o usuário é direcionado a uma segunda página pra preencher dados cadastrais. Mas, no início, a pessoa já sente o impacto, corroborando o fato de que menos é mais, sobretudo em um negócio estruturado e com um serviço tão específico.

12. IMPACT Branding & Design

Antes de tudo, a IMPACT também é parceira da HubSpot, mas não é por isso que ela está nesta lista. As landing pages dela são fontes de inspiração de design há muito tempo! O layout da página é simples, desde o título grande e a imagem de alta qualidade até a borda que circunda o formulário, passando pelas cores e fontes que são muito agradáveis aos olhos.

O guia gratuito que a IMPACT oferece pra baixar também não enfatiza o download em si no botão azul, pelo qual o visitante envia suas informações pelo formulário. Em vez disso, a marca convida o visitante a “gerar mais conversões”, colocando o foco no que ele ganha ao ler o material.

impact-landing-page-example-2.png

 

Landing pages para mais informações

13. Unbounce

Não é surpresa que o Unbounce esteja nesta lista: eles até já escreveram um livro sobre como criar landing pages que ofereçam altas taxas de conversão. Embora sua landing page tenha muitos elementos incríveis, há dois que chamam muita atenção:

  • o uso de uma janela de chat em vez de um formulário clássico;
  • as informações detalhadas e bem organizadas abaixo do formulário.

O primeiro ponto ajuda a destacar o objetivo da página (ou seja, o preenchimento do formulário pelo visitante), mas sem ser incômodo e trabalhoso. E o segundo dá à página uma turbinada de SEO (os mecanismos de pesquisa terão mais conteúdo pra rastrear) e ameniza qualquer preocupação de quem precisa saber mais sobre um determinado assunto antes de enviar seus dados. Tudo isso sem desviar a atenção dos visitantes da janela de chat.

Screen Shot 2017-07-20 at 11.21.12 AM.png

14. Bills.com

É comum pensar que as landing pages são páginas estáticas no site. Mas, com as ferramentas certas, é possível deixá-las interativas e personalizadas. Veja o exemplo do Bills.com. Pra saber se a consultoria deles é pra você, é preciso responder a três perguntas antes de aparecer um formulário. Começa assim: 

bills-dot-com-landing-page-example.png

Daí, você responde a mais duas perguntas assim:

bills-dot-com-landing-page-2.png

Depois, surge o formulário da última landing page onde você pode inserir seus dados.

bills-dot-com-landing-page-3.png

Não temos certeza de como o algoritmo funciona (se é que ele existe), mas, enquanto preenchíamos o formulário, ficamos preocupados por não qualificar.

Depois que descobrimos nossa qualificação, ficamos animados pra preencher o formulário — e temos certeza de que essa é a mesma sensação experimentada pelos endividados que procuram essa ferramenta. O Bills.com deve ter aumentado bastante as taxas de conversão ao fazer a oferta parecer mais exclusiva antes de apresentar o formulário na landing page.

15. Salesforce

A landing page da Salesforce trabalha o cadastro com um formulário dividido em três fases. Na primeira delas, a pessoa precisa colocar o nome, sobrenome e cargo. Na segunda, é perguntada a quantidade de funcionários, nome da empresa e país. Na terceira e última etapa, são solicitados o telefone e o e-mail.

Outro ponto que chama a atenção na página é a objetividade. Em um primeiro momento, é possível encontrar bullet points sobre o que a pessoa terá de benefícios no teste grátis de 30 dias. Bem ao lado da descrição, há uma imagem do sistema, que permite aos visitantes uma visão do que vão encontrar no sistema. Sem contar que não temos surpresas quanto ao valor a ser pago após o período de teste, que está explícito por meio de um recurso visual.

16. Landbot

O Landbot, um serviço que cria landing pages com chatbots, posiciona o próprio produto no centro de uma landing page com um bate-papo. Os visitantes são recebidos por um bot simpático — além dos emojis e GIFs — que os estimula a inserir informações como se fosse em um diálogo, em vez de usar um formulário tradicional

landbot.gif

17. Slack

O Slack oferece ao usuário o cadastro gratuito pra poder experimentar a plataforma. Na sua LP, a marca solicita apenas o e-mail para que o usuário possa se cadastrar. Essa simplicidade ajuda na conversão, justamente pela facilidade em não ter que fornecer inúmeros dados, evitando o abandono da página.

Essa landing page ainda conta com outros elementos que se destacam como a imagem da tela de conversa, mostrando que a ferramenta auxilia na comunicação da equipe. Sem contar os logos de clientes abaixo do formulário, que ajudam a trazer uma prova social de que a marca é uma opção de muitas empresas, além, é claro, das CTAs roxas (cor da marca), que contrastam com o fundo branco.

 

18. H.BLOOM

Às vezes, é preciso parar e admirar uma landing page por ser bonita. Com fotografias em alta resolução e muitos espaços em branco, dá prazer em olhar para a landing page da H.BLOOM.

Beleza à parte, a página tem alguns ótimos elementos de conversão: um formulário acima da dobra, uma descrição clara e sucinta do que vai acontecer após o preenchimento e até um botão laranja pra enviar os dados. A única coisa que mudaríamos aqui? O texto no botão “Submit” (Enviar), que poderia ser mais específico pra oferta em questão.

hbloom-1

19. Conversion Lab

Embora não devêssemos incluir um exemplo de uma página inicial com um formulário em um post sobre landing pages, esse site é especial. A página inicial é o site todo — os links de navegação apenas levam o visitante às informações que estão mais embaixo.

conversion-lab-landing-page-1.png

Ao clicar em “Get Help With Landing Pages” (obtenha ajuda com landing pages), todo o site se move pra abrir espaço para o formulário. 

conversion-lab-landing-page-2.png

As principais métricas pra acompanhar landing pages

As métricas são uma importante ferramenta pra mensurar os resultados da sua landing page, desde os leads captados até a rejeição por parte deles. Nos exemplos a seguir, conheceremos alguns exemplos que ajudarão a potencializar o seu trabalho de metrificação!

Taxa de conversão

A taxa de conversão é uma métrica que ajuda a analisar o desempenho de uma estratégia de marketing. Por meio dela é possível saber qual é o percentual de pessoas que chegaram ao seu funil de vendas e seguiu para o próximo passo, que é a conversão.

Por meio dessa métrica, você consegue ter uma visualização melhor do que funciona e do que não funciona no seu funil de vendas. Além disso, permite entender qual é o comportamento dos usuários que interagem com a sua landing page.

A página pode ser pra cadastramento de dados, download de alguma material rico, inscrição em um workshop e outras funções. O indicado é que a métrica seja analisada periodicamente, porque isso permite ajustes ao longo da campanha e a conquista de resultados mais promissores.

Para que essa taxa de conversão possa ser aumentada, é possível testar diferentes tipos de layouts e chamadas pra melhorar a landing page. Inclusive, realizar testes A/B pode ser muito produtivo e positivo pra estratégia futuras, pois ele permite entender o que funciona e o que não funciona com o seu público.

Consequentemente, permitirá a criação de páginas que tenham um potencial maior de conversão e que de fato atendam às suas demandas e dos seus potenciais clientes.

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição ou bounce rate é uma métrica que indica o número de visitantes que acessaram uma página específica do site da empresa e saírem logo em seguida, sem dar continuidade à navegação para outras páginas.

Quando isso acontece, é sinal de que houve uma rejeição. E como isso ocorre em landing pages? Existem alguns motivos:

  • o design não está adequado ou bom — caso a navegação, a disposição das informações e o design não estejam bem trabalhados;
  • a CTA não está atrativa — a call to action precisa estar bem-definida, ir direto na demanda do cliente, mostrando que a empresa entende o que ele está passando;
  • a legibilidade dos conteúdos não está clara — ao criar uma landing page, a experiência do cliente importa muito. Quando o conteúdo não é bem produzido, não capta a atenção do leitor, e isso pode ser um fator de prejuízo pra landing page.

Custo por lead

O custo por lead (CPL) é uma métrica que representa o total da divisão entre o valor gasto na campanha e o número de pessoas que se mostram efetivamente interessadas no produto/serviço oferecido pela empresa.

Para entender como isso funciona nas landing pages, vamos a um exemplo. Suponha que o seu custo em uma ação de marketing tenha ficado em R$3 mil. Quando foi lançada a página de captura, houve a conversão de 500 leads, logo, cada um deles custou R$6,00 pra empresa.

E por que apostar nessa métrica? A ideia é que o CPL sirva pra que você tenha uma ideia de quanto está sendo gasto por lead captado. Muitas vezes, quando o valor está baixo, pode trazer leads não qualificados pra conversão, o que acaba se tornando um prejuízo.

Da mesma maneira, um valor muito alto pode significar falhas na campanha. A ideia é que o investimento seja bem planejado e a landing page seja a porta de entrada para esses potenciais clientes.

Existem diversas opções e exemplos de landing pages no mercado, cada uma com a sua função específica. Logo, vale a pena estudar primeiramente quais são os seus objetivos pra escolher o modelo mais adequado. É preciso se lembrar também das métricas, porque elas ajudam a mensurar se a estratégia de fato funciona.

Então, gostou de conhecer estas landing pages? Agora, que tal compartilhar o que leu nas suas redes sociais? Leve estas informações para os seus contatos!

New call-to-action
 New call-to-action

Originalmente publicado 06/08/2022 12:42:00, atualizado Setembro 08 2022

Temas:

Landing Pages