Mobile Marketing: como otimizar seu site para dispositivos móveis

Escrito por: Rodrigo Souto
Mockup_Whats

GUIA COMPLETO DO WHATSAPP BUSINESS

Tudo sobre o WhatsApp Business para revolucionar o seu negócio

Guia completo
veja como otimizar o seu site para dispositivos móveis

Atualizado:

Publicado:

Atire a primeira pedra quem nunca saiu de casa e se sentiu sem roupa ao perceber que esqueceu de levar o celular. O smartphone se tornou tão fundamental nas nossas vidas, que a ausência do aparelho nos deixa até um pouco desnorteados. Esse tipo de comportamento favorece o Mobile Marketing. É por isso que o tema merece atenção especial nas estratégias de Inbound Marketing das marcas.

 

Somos comprometidos com a sua privacidade. A HubSpot usa as informações que você nos fornece para entrar em contato sobre conteúdo, produtos e serviços relevantes. Você pode cancelar a assinatura dessas comunicações a qualquer momento. Para ter mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Tudo sobre WhatsApp Business

Como melhor usar o WhatsApp Business em suas vendas

  • Veja como usar a rede
  • Una WhatsApp e HubSpot
  • Soluções WhatsApp API
  • Transforme seus negócios
Baixando agora

Está tudo pronto!

Clique neste link para acessar este recurso a qualquer momento.

Baixe agora
Saiba mais

 

De acordo com o levantamento State of Mobile 2023, realizado pela data.ai — antigo App Annie —, em 2022, o número de download de novos aplicativos bateu a marca de 255 bilhões no mundo inteiro. A quantia é 11% maior que o registrado no ano anterior. Você pode aproveitar esse tanto de gente que usa dispositivos móveis para aumentar o potencial de conversão das suas campanhas.

Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura. A seguir, vamos explicar melhor o que é Mobile Marketing, quais são as vantagens da estratégia e mostrar como otimizar o seu site. Confira!

A estratégia ganhou peso a partir das atualizações de algoritmos do Google, que expandem constantemente o uso da compatibilidade com dispositivos móveis do Google como um sinal para classificação. Elas recompensam websites compatíveis com os dispositivos móveis e penalizam aqueles que não estão otimizados para eles nos resultados de pesquisa em dispositivos mobile.

A implicação comercial das atualizações do algoritmo para dispositivos móveis tornaram-se mais claras: se você ainda considera os dispositivos móveis como prioridade secundária, a tendência é que a presença online da sua empresa comece sofrer.

O seu guia exclusivo com tudo o que  você precisa saber sobre o WhatsApp Business

Como as pessoas se relacionam com os dispositivos móveis?

Só para contextualizar, trouxemos alguns dados sobre o uso de dispositivos mobile no Brasil e no mundo. Entenda!

73% da população mundial tem celular

De acordo com o relatório Facts and Figure 2022, elaborado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), 73% da população mundial tem celular. Em números absolutos, o percentual equivale a cerca de 5,7 bilhões de aparelhos espalhados pelo mundo inteiro

Só no Brasil, são mais de 251,2 milhões de linhas ativas, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O número é superior à quantidade de habitantes em território nacional: 214,3 milhões.

99,5% dos brasileiros acessam a internet pelo celular

Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 90% da população brasileira tem acesso à internet. Além disso, 99,5% dos usuários utilizam o celular para navegar pela rede. O tablet aparece em quarto lugar com 9,9% dos acessos. É um cenário perfeito para o Mobile Marketing no Brasil.

Brasileiro passa cerca de 5,3 horas por dia navegando por apps

O Brasil ocupa o quarto lugar no ranking de usuários que passam mais tempo em aplicativos móveis: 5,3 horas. O país só perde para China, Índia e Estados Unidos. Os dados são da pesquisa State of Mobile 2023 — que já citamos por aqui — e mostram que o brasileiro usa cerca de 1/3 do tempo acordado para usar apps.

Usuários gastaram $167 bilhões na app store

Ainda segundo informações da data.ai, em 2022, foram gastos cerca de $167 bilhões na App Store — considerando iOS, Google Play e lojas de terceiros para Android na China. O número representa uma queda de 2% em relação ao ano anterior. Na contramão do registro mundial, o Brasil apresentou alta de 22% nos gastos nas lojas de apps.

Despesas globais com anúncios devem atingir $362 bilhões

Continuando com os dados do State of Mobile, a previsão para 2023 é que as despesas globais com anúncios para dispositivos móveis devem bater a casa dos 362 bilhões de dólares — 18,5% mais que em 2022.

Quais são as vantagens do marketing para dispositivos móveis?

A lógica é simples: como os usuários estão cada vez mais adeptos aos dispositivos móveis, incluir o canal nas estratégias de marketing digital torna-se fundamental para os resultados. Isso vale para aumento do tráfego do site, gerar leads, melhorar a comunicação com o consumidor e até impulsionar as vendas. Vamos listar, a seguir, alguns benefícios do Mobile Marketing.

Aumento das vendas

Segundo a edição de 2023 da pesquisa “Pagamentos móveis e comércio móvel no Brasil” — realizada pela Mobile Time em parceria com a Opinion Box — cerca de 94% dos consumidores já usaram o celular para comprar produtos via app ou site. Mais: cerca de 60% compram todo dia, quase todo dia, algumas vezes por semana ou algumas vezes por mês.

Os dados mostram que o Mobile Marketing para E-commerce é interessante, uma vez que as compras via dispositivos móveis já fazem parte da rotina dos brasileiros. A natureza das compras é diversa, como variedades em marketplaces, ingressos para eventos, reserva de hospedagens, empréstimos etc. O mesmo vale para o Mobile marketing para B2B.

Segmentação de anúncios por localização

Os smartphones têm um recurso importante para a estratégia de SEO local: a geolocalização. Com isso, as empresas podem criar campanhas altamente segmentadas para impactar os usuários mais próximos.

Comunicação rápida com os clientes

Ao usar aplicativos de mensagens instantâneas — como WhatsApp e Telegram —, recursos de notificação push, SMS e MMS, você consegue se comunicar com o consumidor de maneira bem mais próxima e ágil. Além de melhorar a qualidade das interações, isso pode gerar resultados mais rápidos.

Como aplicar o mobile marketing no seu website?

Em primeiro lugar, aplicar o mobile marketing no website significa otimizar as páginas para facilitar a navegação por meio de dispositivos móveis. A seguir, vamos dar algumas dicas para realizar a adaptação.

Implemente um design responsivo

O Google reconhece três configurações diferentes como compatível com dispositivos móveis: design responsivo, entrega dinâmica e um website separado para dispositivos móveis.

Apesar disso, é o primeiro item que o Google recomenda como o padrão de design nº1. Isso porque o design responsivo permite entregar o mesmo conteúdo aos usuários a partir de um único URL, independentemente do dispositivo.

Na prática, isso significa que o Google precisa rastrear apenas uma versão do seu website, facilitando a tarefa deles localizarem e classificarem seu conteúdo. Você também evita a interrupção da experiência do usuário, quando eles clicam no link para dispositivos móveis (possivelmente compartilhado através da mídia social ou e-mail) em um computador.

Aliás, essa unificação de URLs também gera economia, uma vez que você não precisará manter dois websites.

Outra vantagem do design responsivo é o tempo de carregamento. Especialmente em dispositivos móveis no mercado brasileiro, onde a grande maioria ainda utiliza 4G, esse aspecto é fundamental.

Como o design responsivo usa um único URL para todas as suas páginas em qualquer dispositivo, você não precisa implantar um redirecionamento para qualquer elemento de página ou criar uma exibição específica ao dispositivo móvel, o que ajuda a acelerar a experiência do visitante.

Clientes da HubSpot: se seu website, páginas de entrada e blog estiverem no CMS — Sistema de Gestão de Conteúdo então seu site está pronto. O CMS Hub da HubSpot usa design responsivo para se adaptar a qualquer dispositivo móvel e passa pelo teste de reconhecimento do novo algoritmo do Google. Mas ainda recomendamos conferir as dicas abaixo para obter algumas orientações de otimização extra.

Configure uma viewport para dispositivos móveis

Se você usa o design responsivo, pode pular essa etapa. Afinal de contas, ao aplicar a dica anterior, o seu website já estará otimizado para o acesso mobile. Caso contrário, é necessário configurar uma viewport para dispositivos móveis.

Só para esclarecer, definir uma viewport significa permitir que a página mude o conteúdo para corresponder a diferentes tamanhos de tela. Já visitou um website em seu celular onde o conteúdo carregado ultrapassa a largura da tela, exigindo rolar para baixo e para cima, aumentar e reduzir o zoom, para poder ler o texto? Isso não ajuda muito a experiência do usuário.

Assim, você pode dizer exatamente se há uma viewport para dispositivos móveis ou não em um website. Verifique o website da sua empresa em seu smartphone. Se precisar dar dois toques, pinçar para ampliar ou rolar a barra vertical de um lado para o outro para ver e interagir com o conteúdo, então não há viewport configurada para dispositivos móveis.

Cuidado para não bloquear o rastreamento de nenhuma parte da página

Para ser encontrado na pesquisa, é muito importante que os spiders da Google possam rastrear seu JavaScript, CSS e arquivos de imagem. Certifique-se de não bloquear acidentalmente nenhum componente da página (CSS, JavaScript e imagens) para uso de robots.txt ou qualquer outro método, especialmente se você tiver um site para dispositivos móveis separado. Caso contrário, os algoritmos do Google não poderão indexar seu conteúdo.

Para testar como o Google “vê” seu conteúdo, insira o URL do seu site na ferramenta “Fetch as Google” da Google. Ele informará se há qualquer problema de indexação em seu site. Se você usar URLs separados para suas páginas de dispositivo móvel e computador, não se esqueça de testar os dois URLs.

Otimize texto, imagens e design geral

A lógica é simples: conforme aumenta o número de pessoas pesquisando com dispositivos móveis, aumenta também a quantidade de usuários navegando em seu website em dispositivos móveis. Se o design do seu website não funciona bem em um smartphone ou tablet, eles podem desistir e sair da sua página.

Aqui estão algumas dicas para garantir que seus designs sejam legíveis e fáceis de interagir em celulares, tablets e computadores:

Aumente as fontes

O uso de fontes pequenas significa que os visitantes do seu website terão que pinçar para ampliar para conseguir ler e interagir com o conteúdo em seu site. Provavelmente, muitos deles não vão se dar ao trabalho e sairão da sua página.

Por outro lado, fontes maiores permitem que os visitantes tenham uma experiência muito melhor, independentemente do dispositivo utilizado. Tamanhos de fonte recomendados:

  • títulos: mínimo de 22px;
  • corpo: mínimo de 14px.

Vale lembrar que o iOS redimensiona automaticamente fontes menores que 13 px, tornando-as maiores para você.

Torne as chamadas à ação fáceis de serem usadas com toque

Não há nada mais frustrante que precisar ampliar e perder tempo para clicar em uma chamada à ação (CTA) no smartphone, não é mesmo? Isso inclui botões na página inicial, CTAs em publicações de blog, landing pages, ícones de compartilhamento social, etc.

Nossa recomendação é que, ao usar um botão, você aplique o tamanho mínimo de 44px por 44px, para que ele seja grande o suficiente para as pessoas pressionarem com o dedo. Sugerimos também colocar CTA na frente e no centro, para serem fáceis de serem vistas e acessadas.

Finalmente, considere o espaçamento em torno da sua CTA ao projetar suas páginas web para as pessoas tocá-la sem clicar acidentalmente em outra coisa que não queiram.

Use imagens de alta qualidade com tamanho de arquivo comprimido

Arquivos grandes demoram muito mais tempo para carregar em dispositivos móveis do que em computadores, devido às peças técnicas e conexão de Internet do telefone. Para otimizar as imagens, os profissionais de marketing devem usar fotos de alta qualidade com tamanho de arquivo comprimido.

Sendo assim, tente manter as imagens abaixo de 1 MB sempre que possível. Se elas forem maiores, procure redimensionar para que o tamanho do arquivo seja o menor possível.

Como reduzir o tamanho de arquivo de suas imagens? Os clientes da HubSpot não precisam se preocupar com isso; as imagens carregadas no software da HubSpot são comprimidas automaticamente. Caso contrário, ferramentas como o TinyPNG ajudarão a reduzir o tamanho do arquivo.

Dependendo da sua conexão — 5G, 4G, 3G, ou WiFi, por exemplo —, os websites podem ser carregados em velocidades muito diferentes e isso pode afetar a experiência dos usuários. Pode ser ótimo acoplar um tamanho de imagem menor com outras melhorias de velocidade, como CDN, minimizar a quantidade de vídeo em páginas específicas a dispositivos móveis, etc.

Use texto alternativo nas imagens

Da mesma maneira que em tablets e computadores, há aplicativos para celulares que bloqueiam imagens como padrão. O Google e outros mecanismos de pesquisa, às vezes, também têm problemas para “ver” imagens.

Ajude os visitantes do seu website a ter uma melhor experiência em seu website usando texto alternativo (“alt text”), que frequentemente renderiza no lugar das imagens, quando essas são desativadas. Ele fornece algum contexto a esses leitores com bloqueio de imagens.

O texto alternativo é apenas um campo de texto que descreve uma imagem de maneira que pessoas e computadores possam ler. Para adicionar texto alternativo a uma imagem, tudo que é preciso fazer é adicionar um atributo à tag da imagem, geralmente clicando em seu editor de imagem de CMS.

Clientes da HubSpot: para adicionar texto alternativo, clique em “Editar imagem” e insira sua descrição no campo "texto alternativo (descrição)".

Faça vídeos compatíveis com celulares.

Existem mídias com restrições de licença, como Flash, que não são compatíveis em dispositivos móveis. Se você não pôde assistir a um vídeo ou parte de conteúdo que não era compatível com seu smartphone, você sabe como isso pode ser frustrante e ruim.

Para fornecer uma boa experiência a usuários de dispositivos móveis, use HTML5 para todos os seus vídeos e animações, em vez de reprodutores de mídia, como o Flash. Você também pode considerar incluir um resumo do vídeo, observações, ou até mesmo uma transcrição integral; isso não prejudicará sua SEO.

Equilibre texto e imagens.

Pense em primeiro lugar em seus visitantes com dispositivos móveis ao projetar a aparência geral do seu website, usando um equilíbrio adequado entre texto e imagem.

Da mesma maneira que com CTAs, considere o espaço em torno das caixas de texto e imagens para garantir que sua página web seja legível e de fácil interação, independentemente de qual dispositivo seus visitantes estejam usando para acessar sua página.

HUBSPOT - 8 pontos sobre Mobile Marketing

Quais são as principais características do marketing direto em mobile?

O marketing direto é uma estratégia que envolve a comunicação direta e personalizada com os usuários. Isso pode ser feito por meio de várias formas, como mala direta, telemarketing e comunicação via dispositivos móveis.

O mobile marketing é uma ferramenta poderosa para as campanhas de marketing direto. As principais características da estratégia são:

  • comunicação direta — mensagem direta ao consumidor, sem intermediários;
  • personalização e relevância — conteúdo alinhado às necessidades e preferências da persona;
  • acompanhamento e ajustes — a agilidade na comunicação mobile permite a mensuração de resultados rapidamente e o ajuste de conteúdos para adequar à estratégia;
  • relacionamento — a interação do consumidor possibilita a criação de relacionamentos próximos e duradouros.

As campanhas de marketing mobile são baseadas no uso de dispositivos móveis para promover produtos, serviços ou marcas. Veja só algumas dicas para criar ações de sucesso.

1. Defina os objetivos da campanha

O primeiro passo é definir os objetivos. Por exemplo: aumentar as vendas, gerar leads, engajar o público, entender o comportamento do consumidor etc. Ter esses aspectos em mente é importante para a escolha dos canais de comunicação, da mensagem, das métricas, entre outros.

2. Escolha os canais de maneira estratégica

Existem diversos canais no universo dos dispositivos móveis. A escolha do ponto de contato ideal vai depender do objetivo da campanha e das preferências do seu usuário. Veja alguns exemplos de canais de mobile marketing:

  • SMS e MMS;
  • e-mail;
  • WhastApp;
  • Telegram;
  • bluetooth;
  • aplicativos e notificações push;
  • redes sociais;
  • QR Code.

3. Peça permissão para se comunicar com o cliente

O Inbound Marketing não tem nada de intrusivo. A essência da estratégia é entregar conteúdos relevantes para quem se interessa pelo assunto. O Mobile Marketing segue a mesma lógica.

O ideal é pedir permissão ao cliente para estabelecer a comunicação por meio de dispositivos móveis e respeitar a decisão dele. Construa a sua própria lista de contatos e nunca comprar mailings prontos disponíveis por aí. Atitudes assim vão à contramão do marketing de permissão e inviabilizam a construção de um relacionamento de qualidade e transparente.

4. Tenha cuidado com o teor e com a frequência de mensagens

Bombardear o usuário todos os dias pelo WhatsApp com folhetos de ofertas não é uma boa ideia. Afinal de contas, com isso, você pode “queimar” um importante canal de comunicação com o consumidor porque ele pode bloquear a empresa devido ao excesso de mensagens irrelevantes. O ideal é criar conteúdos relevantes e com benefícios claros para incentivar o engajamento e as conversões.

5. Use ferramentas especializadas

A Mobile Marketing Strategy depende de tecnologias especializadas para otimizar o site e fazer a gestão de campanhas. O CMS da HubSpot é um bom exemplo.

O nosso software de gestão de conteúdo é uma ferramenta poderosa para desenvolvedores e profissionais de marketing para garantir aos clientes experiências seguras e personalizadas. E o melhor: o sistema já usa design responsivo para otimizar a sua estratégia de Mobile Marketing.

Qual é o futuro do Mobile Marketing?

Apesar de não ser novidade, o Mobile Marketing está apenas engatinhando. Com o surgimento de novas tecnologias e os dispositivos móveis se tornando cada vez mais acessíveis, a tendência é que o setor cresça. As principais ações que prometem ganhar ainda mais território nos próximos anos são:

  • vídeos curtos — o TikTok está entre os apps mais baixados de 2022 e que os usuários passam mais tempo navegando;
  • e-commerce — conforme mencionamos por aqui, 94% dos consumidores já usaram o celular para comprar mercadorias via app ou site;
  • chatbots — interfaces conversacionais para interação automática com usuários;
  • busca por voz — segundo a PwC, 71% dos usuários preferem pesquisar por voz, em vez de digitar uma palavra-chave no Google;
  • busca visual — ferramentas Google Lens permitem apontar a câmera do celular para determinado produto e fazer buscas complementares sobre o item, como comparações de preço, avaliações, estabelecimentos que vendem, entre outros;
  • realidade aumentada — tecnologia que sobrepõe elementos físicos e virtuais para proporcionar aos usuários experiências imersivas;
  • otimização 5G — maior velocidade de internet para deixar a experiência mobile ainda mais rápida e fluida.

Investir em Mobile Marketing é fundamental para atingir o seu público em cheio, criar campanhas segmentadas, melhorar o relacionamento com o consumidor e aumentar as conversões. No entanto, é necessário contar com suporte de ferramentas especializadas para otimizar os conteúdos, como o CMS Hub da HubSpot.

Gostou do nosso artigo e quer saber mais? Então, leia outros conteúdos no blog e baixe o nosso Guia Exclusivo sobre como gerar leads com Mobile Marketing!

Nova chamada à ação

Tópicos: Mobile Marketing

Artigos relacionados

Somos comprometidos com a sua privacidade. A HubSpot usa as informações que você nos fornece para entrar em contato sobre conteúdo, produtos e serviços relevantes. Você pode cancelar a assinatura dessas comunicações a qualquer momento. Para ter mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Pop up para TEMPLATES DE CALL TO ACTION CALLS TO ACTION: 28 MODELOS GRÁTIS PARA VOCÊ SE INSPIRAR

28 modelos de CTA gratuitos

Marketing software that helps you drive revenue, save time and resources, and measure and optimize your investments — all on one easy-to-use platform

START FREE OR GET A DEMO