13 min remaining

Ao contrário do que muitos especularam no passado, a inteligência artificial (IA) não se virou contra os humanos, como no filme homônimo lançado no início dos anos 2000. Na verdade, essa tecnologia é essencial para o desenvolvimento de muitas outras, as quais geram diversos impactos aos negócios, inclusive no departamento de marketing.

Ela está relacionada ao desempenho do negócio: empresas que investem em transformação digital apresentam um EBITDA 5 vezes maior do que aquelas que não investem. Mas será que ela está sendo usada no seu negócio? E o seu potencial está sendo explorado?

Guia Grátis

Guia completo para usar a IA generativa na criação de conteúdo

Uma visão geral da IA generativa e como ela funciona para produzir conteúdo específico para os usuários

A seguir, você confere como usar a inteligência artificial para “dominar” o marketing digital. Aproveite a leitura!

A inteligência artificial é a base para outras inovações, como o deep learning (aprendizado profundo da máquina), o cloud computing (computação em nuvem) e jogos de realidade ampliada, a exemplo do Pokémon Go.

De que forma a inteligência artificial pode ser implementada no dia a dia?

A inteligência artificial é aplicada em uma infinidade de ações no nosso dia a dia. Você se depara com essa tecnologia a todo momento. Quer alguns exemplos?

Ela está no seu smartphone, na aplicação que você usa para disparo de e-mail marketing e quando abre a sua conta no streaming de vídeo e aparecem sugestões de conteúdos com total fit ao seu perfil. Continue acompanhando pra saber mais.

Chatbots

Os chatbots são robôs usados no atendimento ao cliente. Essa é uma ferramenta que pode melhorar a experiência do consumidor, quando implementada da maneira correta. Para isso, é essencial fazer o mapeamento da jornada do cliente no seu negócio. É a partir desse estudo que você vai identificar quais são as dores e dúvidas dele no processo, propor soluções e conhecer melhor o seu perfil.

Geralmente, os chatbots são usados para cumprir o papel de FAQ. Ele reduz o tempo de atendimento, além de contribuir para a redução de custos do negócio. A inteligência artificial por trás dessa tecnologia, conhecida como machine learning, permite que o bot aprenda de forma contínua. Assim, quanto mais utilizados pelos usuários, melhor se torna a sua experiência. Quer conhecer? O nosso criador de chatbot gratuito aqui da HubSpot te ajuda a qualificar leads, agendar reuniões e oferecer atendimento ao cliente, com a facilidade da Inteligência Artificial. E o melhor. É de graça! 

Assistentes de voz

As assistentes de voz virtuais também são bots. A diferença é que o comando que gera gatilho para a ação é feito por meio da voz do usuário. Essa ferramenta está ganhando força e conquistando muitos adeptos, sobretudo por causa da multiexperiência possível graças ao IoT (Internet das Coisas). Trata-se do aprimoramento do omnichannel.

Uma oportunidade para o marketing é oferecer a experiência digital com uma assistente de voz. As mais populares são a do Google e a Alexa da Amazon, relacionada ao conceito de casa conectada por meio de objetos digitais. Entretanto, no marketing há oportunidades de desenvolver essa solução como um ponto de contato da sua marca com seus clientes.

Business intelligence

As ferramentas de Business intelligence (BI) são recursos indispensáveis em uma estratégia de marketing digital. Por meio da inteligência artificial que fundamenta esses recursos, é possível coletar o Big Data e tratá-lo com uma facilidade e precisão que era inimaginável há alguns anos.

As empresas conseguem usar essa aplicação da IA para desenvolver produtos cada vez mais personalizados. Em resumo, tudo que é feito pelo consumidor no ambiente digital pode ser controlado e mensurado.

A consequência disso é a superação das expectativas do consumidor e a consolidação de produtos com recordes de venda. O BI é fundamental para a inteligência comercial do negócio.

Aproveite o poder da IA com nosso novo Gerador de Conteúdo e o ChatSpot para simplificar sua rotina e ajudar sua empresa a crescer melhor.

Realidade aumentada

Conhecida também pela sigla RA, a realidade aumentada é um dos desdobramentos da inteligência artificial que faz parte do conceito de multiexperiência. Essa tecnologia tem um papel oposto ao da internet das coisas (IoT): em vez do mundo real ser integrado ao digital, o digital é integrado ao ambiente físico.

Um exemplo prático dessa tecnologia é o jogo Pokémon Go, em que os jogadores podem “capturar” pokémons virtuais no mundo real. No marketing, a RA pode ser usada para apresentar produtos, como foi a estratégia usada pela multinacional brasileira Localiza, em 2019.

Durante um evento, a empresa anunciou um novo carro na frota por meio de um aplicativo de realidade aumentada: os visitantes podiam baixar e visualizar o carro, inclusive partes internas, no espaço físico do evento por meio da tela do celular.

Internet das Coisas

No tópico anterior, você viu que a IoT é uma tecnologia que integra o ambiente físico ao virtual. Isso é feito por meio da conexão entre equipamentos digitais. O conceito se relaciona ao de ambientes conectados e tem uma relação muito próxima com as assistentes de voz.

Por meio da IoT, é possível controlar a casa a distância: com um gatilho, você pode apagar ou acender as luzes, ativar a segurança, solicitar ao aspirador inteligente para que faça a limpeza do local, entre outras funções.

Nas empresas, a aplicação da IoT está muito relacionada ao conceito de automação e mobilidade, podendo ser usada em qualquer contexto: da agricultura à indústria. Não há barreiras para a conectividade. Já no marketing, é possível identificá-la no desenvolvimento desses produtos.

Segurança de dados

A inteligência artificial também é uma grande aliada na proteção de dados. Na Europa, a segurança da informação de clientes e parceiros já era uma necessidade regulamentada e fiscalizada pela GPDR (Regulamentação Geral da Proteção de Dados).

No Brasil, ela é vista por meio da LGPD (Lei Geral da Proteção de Dados) que demanda de todas as empresas a implementação de soluções eficazes para garantir a conformidade com a legislação. Nesse sentido, a IA ganha destaque por meio da criptografia e do blockchain.

Criação de sites

Outra área em que a inteligência artificial tem apresentado grande destaque é na criação de sites, trazendo uma série de benefícios para profissionais e empresas que desejam estabelecer uma presença digital de maneira eficaz e eficiente.

A IA está, sem dúvida, transformando a maneira como a criação de sites é abordada no dia a dia. Ela oferece oportunidades para que as marcas estabeleçam sua presença online de forma mais eficaz, funcional e atraente, tudo isso sem a necessidade de um conhecimento técnico profundo.

Se você está pensando em criar um site ou atualizar o seu, não deixe de explorar as vantagens oferecidas por ferramentas de IA para criar sites. É uma maneira emocionante de aproveitar a tecnologia para aprimorar sua presença digital.

Automação

O conceito de automação é, em resumo, a robotização de processos, ou seja, quando atividades são realizadas de maneira automática usando recursos tecnológicos. É um conceito íntimo da transformação digital e interfaceia com diversos outros aspectos da inteligência artificial, como os chatbots e a IoT.

Há diferentes graus de automação no nosso dia a dia, que vão desde a segmentação de e-mails na sua caixa de correio eletrônico até a construção de processos de negócio por meio de RPA, no qual todo, ou grande parte, do fluxo é realizado por um bot.

No marketing, isso pode ser implementado na análise de dados, bem como na jornada do cliente por meio de um software de CRM ou pela automação de campanhas de e-mail marketing. É um recurso que orienta sua estratégia a dados e contribui para a alta performance.

Quais são as vantagens da inteligência artificial?

A inteligência artificial é a tecnologia por trás de todas as outras soluções e inovações que chegam ao mercado. Isso, por si só, deixa clara a importância dela para o dia a dia das pessoas e das organizações. A fim de entender melhor o porquê do uso dessa tecnologia ser estratégica, continue a leitura e confira as suas vantagens.

Redução de custos operacionais

Por meio da automação e da análise de dados com as ferramentas de Business Intelligence, é possível impactar positivamente o desempenho financeiro do negócio. Entre as frentes de atuação para otimizar os resultados da empresa, temos a gestão de custos operacionais. Um dos principais desafios das organizações é conquistar escalabilidade sem aumentar o valor de investimento.

A partir da implementação da inteligência artificial no negócio, conquista-se a eficiência operacional: agilidade, diminuição da ocorrência de erros e remanejamento do capital humano para funções mais analíticas e estratégicas. Esse ganho é possível não apenas no marketing, mas em qualquer processo do negócio.

Conheça a IA gratuita da HubSpot para criar conteúdo de marketing!

Escalabilidade do negócio

Como acontece a escalabilidade do negócio, na prática? Há empresas que conquistam o crescimento sem ter feito um planejamento e preparo. A inteligência artificial contribui para esse processo à medida que, quando implementada pensando nesse possível cenário, as ferramentas conseguem atender às novas demandas do negócio sem causar prejuízos à qualidade.

Quando pensamos em ações de marketing e atendimento ao cliente, isso é extremamente importante. A experiência do consumidor é um ponto sensível e crítico. Não adianta usar a IA visando atrair novos prospects se a sua empresa não usá-la também para garantir uma experiência encantadora.

Por meio de um CRM, os gestores têm melhor controle de todos esses fluxos, o que, além de contar com as vantagens da IA, facilita as tomadas de decisões.

Agilidade e desburocratização de processos

Um ponto de bastante atenção é o propósito de usar a inteligência artificial para ganhar agilidade, produtividade e desburocratização de processos. Implementar recursos tecnológicos sem que haja um estudo, um diagnóstico do processo é sinônimo de “tiro no pé”. Em vez da IA atingir o objetivo, ela atuará de maneira inversa, podendo custar caro quando o assunto é atração e conversão de leads.

Visando garantir que a IA seja uma ferramenta para tornar as rotinas do negócio mais fluidas, reforçamos a importância do mapeamento da jornada do cliente e dos processos. O uso do BPMN (Business Process Model and Notation, ou Modelagem de Processos de Negócios) é uma técnica primordial nessa construção.

Melhora na experiência do cliente

Se os seus processos estão fluidos e os seus produtos são desenvolvidos por meio da análise do comportamento do consumidor — possível com o Big Data e as ferramentas de BI —, a consequência é a melhora na experiência do cliente. Naturalmente, além de satisfazê-lo, a sua marca o surpreende e conquista um promotor do negócio.

Quando o assunto é consumo, os clientes valorizam uma recomendação como critério de tomada de decisão de compra. Por isso, é importante oferecer uma experiência única para os seus clientes.

Além disso, você pode usar as mesmas ferramentas de inteligência artificial em um processo de fidelização, de customer success e de gestão de contas por meio da estratégia ABM.

Análise de comportamento do consumidor

Você viu que a inteligência artificial impacta a qualidade da experiência do cliente por meio da análise de comportamento do consumidor. Mas como isso é implementado no negócio? A sua marca deve contar com um time de talentosos analistas e especialistas em marketing e CRM.

Além disso, é fundamental acertar na escolha da ferramenta para integrar a sua equipe de marketing, atendimento e vendas. O interessante é optar por um recurso que ofereça o máximo possível de automação e autonomia aos usuários. Atrair, converter e reter leads com um software é uma decisão inteligente para a alta performance da marca, sobretudo quando pensamos no contexto digital.

Como a inteligência artificial é aplicada no marketing?

Sabemos que para você se tornar um especialista de marketing digital e conseguir conduzir a sua marca a posições de destaque no ambiente virtual, é importante conhecer bem o potencial da inteligência artificial no segmento.

Afinal, o espaço online se integra ao aprimoramento dessa tecnologia e à influência no comportamento dos novos consumidores. Veja mais a seguir!

Analytics

Você pôde confirmar o poder do analytics ao longo deste post, não é verdade? Mas, e se falarmos que o seu potencial é ainda maior? Pois é! A análise de dados é usada para campanhas de marketing, desenvolvimento de produtos, expansão do negócio e até na atuação preditiva na solução de problemas.

O data-driven é o fundamento por trás da metodologia de Growth Hacker. Nela, os analistas desenvolvem hipóteses e as validam por meio de testes A/B. É uma prática semelhante às pesquisas médicas, nas quais há um grupo de controle e o experimental.

Apenas uma variável é modificada. É uma técnica primordial em diversos procedimentos no marketing e em vendas, mas é interessante destacar a experiência do usuário. Com o uso de indicadores de taxas de acessos, cliques e conversão — além de alterar, por exemplo, a cor de um banner ou o tipo de CTA —, é possível aumentar os resultados de maneira considerável.

Automação

A automação é feita para campanhas de marketing, sejam elas newsletters, fluxos de nutrição, landing pages etc. Na prática, além de permitir a integração de rotinas e de sistemas, esse recurso possibilita a personalização da comunicação. Aliando-a com as análises de dados, é possível construir um conteúdo aderente ao perfil do seu lead ou cliente.

Boas ferramentas de automação de marketing possibilitam ao gestor enviar e-mails segmentados de maneira humanizada, com uma comunicação um para um, tendo assunto e corpo do texto contendo o primeiro nome do destinatário. Isso ajuda a quebrar um pouco das barreiras de comunicação e interação que o contexto digital traz: é um ambiente mais frio e de alta competitividade de atenção em decorrência do volume de informações.

Jornada do cliente

Na jornada do cliente, a inteligência artificial identifica os pontos de contato, contribui para validar quais são as dores durante a jornada, mapear onde o consumidor está no funil de vendas, além de ser um recurso importante na fidelização. São diversas as aplicabilidades.

Uma dica para potencializar o desenvolvimento de estratégias e soluções com o uso da inteligência artificial é apostar em User Research. Essa é uma boa prática que resulta na construção de produtos diferenciados, com uma margem de erro muito reduzida e grande retorno financeiro à empresa.

Em quais estratégias usar a inteligência artificial?

Ao longo deste material, já tratamos um pouco sobre cada uma das estratégias que podem ser beneficiadas com o uso da IA. Porém, abaixo, vamos conhecer mais sobre cada uma e entender as vantagens delas para o crescimento da sua marca, em especial quando falamos em marketing digital. Confira!

Mapeamento de conteúdo

Em uma estratégia de Inbound Marketing não pode faltar a produção de conteúdo, não é mesmo? No entanto, é importante que essa definição não parta apenas do “achismo”: é necessário ser o resultado dos objetivos do negócio com o que está em destaque no ambiente digital.

Portanto, uma solução é usar SEMRush, Google Trends e outras ferramentas para consolidar o mapeamento de conteúdo, pensando no ranqueamento e engajamento orgânico.

Fluxos de nutrição

Os fluxos de nutrição podem ser usados tanto em uma estratégia de atração quanto de retenção. O que vai mudar é o tipo de conteúdo e o momento no qual o gatilho é disparado.

Em poucas palavras, eles usam a dor do cliente, identificada por meio do interesse dele em um determinado conteúdo, para educá-lo e apresentar a solução que a sua empresa tem. Além disso, é possível segmentar por audiência, o que demanda o uso de um software de automação de marketing.

Newsletter

É comum o conceito de newsletter se misturar com o de fluxo de nutrição. Porém, eles não são a mesma coisa. O primeiro é uma técnica de campanha de e-mail marketing que pode ser usada tanto para contribuir nesse fluxo — apresentando as últimas novidades do seu blog, por exemplo — quanto ter o objetivo claro de venda, como a oferta de um voucher de desconto por meio de uma comunicação direta.

Desenvolvimento de produtos

Uma das vertentes do marketing, o desenvolvimento ou o aperfeiçoamento de produtos merece uma atenção especial por parte dos gestores. Quando ele é feito considerando dados de comportamento do consumidor, coletados via inteligência artificial e participação direta do público-alvo, você contribui para a “economia de energia” do negócio.

Os produtos e serviços se tornam cada vez mais certeiros, impactando positivamente o esforço do marketing e de vendas na atração e lealdade de consumidores. Desse modo, a tendência é que o investimento seja mínimo e o resultado de aceitação e performance de vendas aumente. A dica é usar a matriz BCG para avaliar esse processo.

Fidelização

É muito comum focarmos na atração de leads e nos esquecermos da fidelização do público. Reter clientes é uma estratégia inteligente, uma vez que o Custo de Aquisição de Clientes (CAC) demanda um grande esforço, gerando alto investimento do negócio. A fidelização busca continuar a jornada do consumidor e a estimulá-lo a consumir outros produtos e serviços da sua marca. Sendo assim, mensure o seu Lifetime Value.

Aqui, a gestão de relacionamento é destaque, e o uso da inteligência artificial também. Essa tecnologia permite que as técnicas de upsell e cross-sell sejam mais eficazes: as ofertas são feitas com base nas informações de consumo, como as últimas compras realizadas pelos seus clientes.

o que é metaverso?

Quais são as tendências de IA no marketing digital?

A tecnologia muda de maneira muito dinâmica e rápida. Para o próximo ano, as tendências de inteligência artificial no marketing digital estão muito focadas na segurança de dados do consumidor durante a sua jornada. Isso é o resultado das necessidades que devem ser atendidas graças à LGPD.

Outra aplicação da IA que tem tudo para se destacar é o uso dos bots do Telegram. Diferentemente do WhatsApp, a ferramenta permite a criação de grandes grupos, além de dar autonomia para o usuário criar bots por meio do BotFather.

Esse recurso tem um potencial enorme quando o assunto é prospecção e, sobretudo, na fidelização de clientes. Por ele, é possível explorar recursos transmídia, inclusive com opções para gamificação.

Além disso, o uso das assistentes de voz deve se tornar ainda mais frequente. Hoje, 48% dos brasileiros já usam esse recurso pelo menos uma vez por semana, segundo a consultoria de análise de dados Ilumeo.

É interessante pensar que as crianças das novas gerações estão sendo “alfabetizadas” no uso de recursos digitais, e as assistentes de voz se tornam uma estratégia interessante para o público infantil que ainda não sabe ler e escrever.

Desenvolver produtos para esse público que tenha integração com as assistentes de voz, como gamers, pode ser uma estratégia interessante se você pensar no potencial de compra que os pequenos geram a seus pais. As empresas desse segmento são, por exemplo, uma das melhores opções para investimento no mercado financeiro.

[Download gratuito] - Guia completo para usar a IA generativa na criação de conteúdo

Como começar a usar IA no marketing da empresa?

Para começar a usar a IA no marketing da sua empresa, você deve colocar em prática um processo de diagnóstico do negócio. Ele é essencial para identificar as oportunidades que a companhia tem perdido e onde ela quer chegar. Diante disso, a análise SWOT é essencial.

Em seguida, é necessário definir o seu orçamento de marketing e montar um plano de ação, que deve apresentar como o seu marketing pretende alcançar as metas e os objetivos do negócio e em quanto tempo. Definir indicadores de controle e performance do marketing é fundamental, em especial a mensuração do ROI.

Na hora de investir em inteligência artificial, você deve considerar a seguinte matriz: custos, qualidade e agilidade. Nesse sentido, responder às perguntas que trazemos na sequência é o primeiro ponto.

  • Quanto o negócio está disposto a investir em IA no marketing?
  • Quais recursos a ferramenta deve ter para garantir qualidade na experiência do consumidor?
  • A ferramenta oferece integrações que proporcionam automação e integração com outros recursos favorecendo a escalabilidade do negócio?

A partir dessas informações, é possível definir as funcionalidades que uma ferramenta de marketing digital deve ter para atender às necessidades do seu negócio. Uma boa ferramenta para começar a testar e entender o potencial para a sua empresa é o ChatGPT. Com a capacidade de responder à perguntas sobre os mais variados assuntos, a ferramenta pode ajudar a espalhar conhecimento a respeito das vantagens da inteligência artificial em diversos departamentos da empresa. 

Como a HubSpot pode ajudar? Conheça o Assistente de Campanhas! 

O Assistente de Campanhas é uma ferramenta gratuita com inteligência artificial que gera conteúdos envolventes para landing pages, e-mails de marketing e anúncios, expandindo as suas campanhas de marketing de forma mais eficiente. Basta fornecer uma breve descrição do objetivo de sua campanha, o público-alvo e o tom, que o Assistente de Campanhas criará conteúdos incríveis em um piscar de olhos. 

Com apenas um clique, a perfeita integração com a HubSpot cria uma landing page ou um e-mail de marketing em sua conta, com o conteúdo gerado pela IA, agilizando o processo ainda mais.

Usar a inteligência artificial com um foco de atuação lean (enxuta) permite potencializar os resultados financeiros da sua empresa. E o uso de um software de CRM traduz isso na prática.

Se você gostou deste post, conheça agora mesmo as ferramentas baseadas em inteligência artificial (IA) da HubSpot e comece a usar o Gerador de Conteúdo e o ChatSpot. 

conheça o Assistente de Campanhas da HubSpot e comece a criar suas campanhas de marketing em minutos
 conheça o assistente de campanhas, a nova ferramenta gratuita da HubSpot

Originalmente publicado 08/11/2023 06:00:00, atualizado Novembro 08 2023

Temas:

Inteligência Artificial