Já pensou em contar com uma ferramenta capaz de agilizar a análise de dados do seu negócio, levando em conta valores históricos e atuais, para projetar os melhores insights para o futuro? Esse recurso já existe e pode estar bem mais próximo da sua empresa do que você imagina. Está na hora de conhecer o Business Intelligence.

Baixe nosso e-book e entenda como calcular as principais métricas de marketing

Você vai descobrir o quanto ele pode facilitar o levantamento de informações relevantes e, o melhor, tudo isso de uma forma acessível e de fácil entendimento. Gostou da ideia? Então, é melhor adentrarmos um pouco mais no assunto. Aproveite!

É claro que, para dar conta disso, são empregadas várias ferramentas e metodologias, que contribuem não só para a coleta de dados em sistemas internos e externos, mas também facilitam o tratamento e o processamento desse material. Diversos aplicativos e softwares também simplificam a consulta às informações geradas, como o acompanhamento de uma taxa de conversão e suas possíveis razões.

O grande pulo do gato desse recurso está na facilidade que ele proporciona, transformando dados brutos em resumos compreensíveis da situação de mercado ou da própria empresa. Isso pode ser apresentado por meio de relatórios, gráficos, mapas e indicadores, proporcionando um maior detalhamento do status do empreendimento.

Saiba quais são as principais métricas de marketing e como aplicar

Conte-nos um pouco sobre você para acessar o conteúdo

Como funciona o Business Intelligence?

Apesar de ser muito funcional e útil, o BI não vai dizer a você o que fazer. Na verdade, ele vai apontar o que possivelmente acontecerá, caso você opte por seguir um determinado caminho. A grande diferença é que ele fará essa sugestão com base em análises bem mais aprofundadas, capazes de apontar tendências para o seu mercado.

É possível atribuir diversas aplicabilidades para esse tipo de serviço, desde identificar quais são os seus produtos mais eficientes até otimizar a sua relação com fornecedores, por exemplo. O BI pode ser aplicado na gestão de pessoas, na melhoria financeira, na análise de riscos e em investimentos. As possibilidades são bem variadas.

O trabalho é feito a partir da captação de dados brutos de um sistema, seja interno, seja externo. Na verdade, quanto mais fontes, melhor. Depois, esses insumos são remodelados e armazenados em aplicativos que vão contribuir para a sua análise e consulta.

O próximo passo é dado a partir da descoberta de informações obtidas nos dados, geralmente apontadas por meio de padrões. Esses padrões são identificados pela modelagem e análise de dados, que provam tendências e ainda promovem algumas recomendações com base nelas.

Com os relatórios em mãos, fica mais fácil de entender essas informações, apresentando cada uma delas como justificativa para as decisões tomadas. Desse modo, você pode ajustar suas decisões o tempo todo com base em novos insights, que vão se alterando em tempo real conforme os dados que entram na base de dados, sejam alterações no mercado, sejam novas exigências dos clientes.

Por que o Business Intelligence é importante para as empresas?

Se você ainda está se perguntando como essa ferramenta pode contribuir para o seu negócio, saiba que seus benefícios são mesmo muito abrangentes. No entanto, podemos mencionar alguns daqueles que mais fazem a diferença no dia a dia da empresa. Fique de olho!

1 - Competitividade

O Business Intelligence cria um diferencial competitivo para o seu negócio, porque ele muda o seu tempo de resposta às principais oscilações do mercado e impacta diretamente a forma como os seus clientes percebem a marca, justamente por isso. Se você está sempre acompanhando as principais tendências, então, os clientes querem acompanhar você.

Além disso, se torna muito mais fácil prever os movimentos do mercado, incluindo consumidores, concorrentes e fornecedores. Isso coloca você sempre um passo à frente, o que pode ser uma característica bem atrativa para captar a atenção dos investidores.

2 - Melhoria na tomada de decisões

Se o seu processo de decisão ainda é baseado em dados passados, você provavelmente está gerindo a empresa de uma maneira obsoleta. O que funcionou antes já não é mais uma prerrogativa para o sucesso futuro. É preciso comparar dados e olhar para frente, para o que está por vir, se você quiser amentar sua taxa de conversão.

Isso só é possível por meio da identificação dos padrões históricos do negócio e de mercado e da projeção de padrões futuros. Felizmente, isso pode ser perfeitamente atendido com o BI, que facilita a visualização desses cenários que estão por vir, tornando tanto os riscos quanto as oportunidades mais previsíveis.

3 - Prevenção de problemas

Se você pode olhar para um cenário futuro e prever o que vai acontecer e a probabilidade de isso se concretizar, fica mais fácil tomar decisões que contornem os principais problemas e falhas, não é mesmo? Por isso, o BI também é um ótimo recurso de prevenção.

Ele pode melhorar sua produção, otimizar sua rotina, preparar seus times de trabalho e até aprimorar os processos. Isso vai possibilitar um funcionamento mais eficiente no dia a dia e tornar a empresa mais enxuta e ágil para responder a quaisquer circunstâncias.

Como aplicar o Business Intelligence?

Você já deve ter entendido que o BI pode mesmo ser aplicado a, praticamente, qualquer setor, departamento e finalidade, não é mesmo? Sua principal função está relacionada a acessar a maior quantidade possível de conhecimento com determinado conjunto de dados. Por isso, ele pode ser direcionado a finalidades como:

  • Vendas — na segmentação de clientes, personalização de ofertas e análise do comportamento do consumidor;
  • Atendimento — na oferta de experiências personalizadas, compreensão das necessidades do clientes e relacionamento pós-vendas;
  • Marketing — nas campanhas de atração de público, sugestão de conteúdos de valor para leads, acompanhamento de métricas etc.

Para tanto, é importante seguir alguns passos, especialmente para garantir que ele esteja alinhado com as estratégias do negócio. Quer saber como atribuir mais inteligência à sua tomada de decisão com o auxílio do BI? Você vai precisar:

  1. Determinar as suas metas, tanto de curto quanto de médio prazo;
  2. Estipular quais informações deverão ser coletadas e quais os métodos que serão empregados para isso;
  3. Prever e relacionar todos os possíveis riscos e custos para a implementação do BI;
  4. Listar quem será beneficiado por essa nova estratégia (como clientes, fornecedores e investidores);
  5. Escolher as métricas que indicarão os parâmetros para uma decisão;
  6. Delegar as responsabilidades de monitoramento e testagem dos resultados.

Com isso, o BI se tornará rapidamente uma ferramenta de eficiência e precisão empresarial, bem como um diferencial competitivo relevante para as suas decisões. E você terá em mãos uma das principais tendências para criar negócios inteligentes em um futuro bem próximo.

E se você quiser ir além de saber o que é Business Intelligence, está na hora de aprofundar sua aplicação. Baixe nosso e-book "Métricas de marketing: saiba quais as mais importantes e como aplicar"!

Métricas de marketing: saiba quais as mais importantes e como aplicar

 Baixe nosso e-book e entenda como calcular as principais métricas de marketing

Originalmente publicado 18/07/2022 06:32:27, atualizado Julho 18 2022

Temas:

Métricas de Marketing