Vai dizer que você nunca passou um tempo olhando imagens bonitas no Pinterest? Seja de viagens, decoração, alimentos etc.

[Baixe agora] O relatório de tendências das redes sociais para 2022

O fato é que o ser humano é naturalmente atraído pelo conteúdo visual. Você já deve ter ouvido sobre as relações do nosso cérebro com as imagens. Muitas decisões de compra, por exemplo, são baseadas e motivadas por imagens e vídeos que despertam algum tipo de emoção em nós, seja porque nos remete a um período feliz ou trazem algum tipo de conforto.

Não por acaso, redes sociais como Instagram e Pinterest fazem tanto sucesso. Inclusive, as empresas descobriram o poder desses canais para engajar o seu público, reforçar a marca e até vender mais.

Neste guia, vamos falar sobre o Pinterest e como ele pode ser utilizado em suas ações, além de mostrar quais são as tendências de marketing atreladas a ele e muito mais. Continue a leitura para conferir!

O Pinterest foi lançado em 2010 por Ben Silbermann. Em 2011, a rede social foi eleita como um dos melhores sites do ano. Apesar disso, o canal demorou um pouco a deslanchar. No final de 2010, por exemplo, existiam cerca de 10 mil usuários inscritos, sendo que boa parte deles nem o acessava com regularidade.

Hoje, segundo dados da própria empresa, existem mais de 320 milhões de usuários. Só para se ter uma ideia, mais de 200 bilhões de pins já foram salvos em mais de 4 bilhões de pastas. Um fato interessante e destacado pelo próprio Pinterest é que as pessoas buscam a ferramenta para salvar ideias. Isso permite entender os gostos, as preferências e os interesses desse público.

Pensando nesse detalhe, mais que um canal onde as pessoas podem criar dashboards, o Pinterest também é um aliado, sobretudo dos profissionais que poderão identificar tendências de marketing e comportamento do consumidor — obtendo insights que farão toda a diferença na hora de estabelecer estratégias para o público ou reformular a identidade visual da marca ou do produto.

Como usar o Pinterest?

O primeiro passo para começar a usar o Pinterest é criar um perfil. É possível criá-lo vinculado à sua conta pessoal do Facebook ou fazer uma conta específica para a rede, tendo o seu e-mail como login.

No caso de uma conta de empresa, é interessante fazer essa integração com o Facebook dela, não com uma conta pessoal. Após essa ação, coloque uma foto no perfil e faça uma pequena descrição para que as pessoas saibam o que será encontrado ali.

No caso das empresas, utilizar palavras-chave que tenham ligação com o seu negócio e inserir links para o seu site e outras redes sociais nas quais exista uma conta também é importante, de modo que o usuário tenha acesso a diferentes canais.

Depois de terminar essa ação, você receberá sugestões de categorias para seguir. Escolha aquelas que tenham ligação com o segmento do negócio ou mesmo façam parte do interesse do seu público. Lembrando que é possível seguir os perfis que desejar e acrescentar categorias quando necessário.

Outra funcionalidade é que você pode sugerir categorias e pins se baseando nas suas pesquisas mais recentes ou mesmo nas suas demandas. Inclusive, fazer uploads de fotos, vídeos e outros conteúdos multimídia.

Como criar os próprios boards?

Existem dois caminhos que você pode seguir para criar os seus próprios boards. O primeiro é por meio do seu próprio perfil, o segundo é por meio dos pins salvos. Conheça mais sobre cada um deles a seguir!

Pasta pelo perfil

Caso a sua opção seja criar um board pelo perfil, você precisará entrar na sua conta do Pinterest e clicar na foto de perfil. Em seguida, abrirá uma janela. Clique no sinal de mais e selecione a pasta.

Você pode nomear sua pasta e incluir datas. Por fim, clique em criar. Uma dica é a possibilidade de tornar o seu board secreto ou deixá-lo público. No caso de uma empresa, a ideia é manter sempre público, até mesmo por uma questão de tornar-se acessível ao público.

Pasta pelo pin

Para fazer a mesma ação por meio do pin, acesse sua conta no Pinterest e no seu feed inicial passe o ponteiro sobre a mídia desejada. Ao clicar em pin, você tem algumas opções, entre as quais se encontra “criar pasta”. Também é possível nomeá-la e torná-la secreta ou pública.

No caso, se for solicitado para escolher interesses populares, poderá clicar em subpastas e selecionar os pins para ficarem alocadas nelas. Se não quiser fazer a ação agora, é só clicar em pular.

Quais são os passos para usar o Pinterest na estratégia de marketing digital?

Independentemente do segmento da sua empresa, a gente sabe que ter uma estratégia de marketing digital é importante. Além de poder atingir um público muito maior se comparado ao offline, é possível ter um melhor custo-benefício.

O Pinterest é uma rede social que pode estar inserida em suas estratégias no ambiente online. Por isso, a seguir, vamos mostrar como usá-lo de maneira mais eficiente e acertada. Confira!

Defina painéis com palavras-chave

É bem provável que você já tenha ouvido falar sobre estratégias de SEO para impulsionar a busca orgânica por um conteúdo. O mais interessante é que ela pode ser aplicada também à realidade do Pinterest.

Para poder usufruir desses benefícios, é necessário criar palavras-chave no título das suas pastas, a fim de que as pessoas, ao buscarem pela temática contemplada pela empresa, possam encontrar sua pasta nos primeiros resultados.

Não se esqueça de adicionar uma categoria também à pasta, para ajudar na busca. Inclusive, essa dica fará diferença na hora do Pinterest a recomendar.

Faça a descrição dos pins

O Pinterest é uma rede social multimídia, mas é importante valorizar o conteúdo descritivo dos pins. Por isso, da mesma maneira que você coloca palavras-chave no título, procure fazer isso na descrição.

Lembre-se de que as pessoas poderão tuitar seus pins — e, ao inserir informações interessantes, isso chamará a atenção de outros usuários. Usar hashtags também é importante para reforçar sua estratégia, o que fará diferença quando o público for interagir com a marca.

Incorpore pins no seu blog

Que tal unir a sua estratégia no Pinterest com o seu blog? Uma ideia é incorporar os pins aos artigos por meio do código gerado pela própria rede social. Além de ser uma maneira de gerar compartilhamento dos pins, é uma ótima opção para redirecionar os leitores do blog, para que eles conheçam o seu perfil.

Crie uma identidade visual

O Pinterest é focado em conteúdo visual, portanto, vale a pena investir em imagens marcantes, de boa qualidade, mas também criar uma identidade visual única.

Algo que faz muito sucesso na rede social são os infográficos, então, que tal apresentar um conteúdo rico por meio deles e, de quebra, deixar a sua marca? Siga uma linha imagética, assim, as pessoas terão facilidade de identificar seus pins.

Como usar os principais recursos do Pinterest para empresas?

 

Você sabia que 89% das pessoas que utilizam essa rede estão buscando inspiração? Muitas dessas buscas são embasadas por um desejo de compra. Esse é um dado do Pinterest Insights que mostra o poder da rede social.

Para as empresas que desejam se destacar com o público certo, utilizar a ferramenta pode ajudar a implementar as estratégias e ter bons resultados com elas. Mas como usar os recursos da melhor maneira? É o que veremos nas próximas linhas!

Insira o botão de salvar para sites

Um dos principais recursos do Pinterest para empresas é o botão “salvar para sites”. A ideia é levar os usuários a fazerem isso com os posts da sua marca dentro de outros canais. Ao instalar o recurso, em todas as imagens do site aparecerá esse botão. Dessa forma, os usuários poderão clicar nele e salvar aquele conteúdo nas suas pastas pessoais dentro da rede social.

Essa opção, inclusive, evita que a pessoa precise sair do site para ir no seu perfil procurar aquela imagem. Isso é importante para que o usuário continue interagindo onde está e, depois, possa ir ao perfil no Pinterest.

Invista nos Rich Pins

Os Rich Pins ou pins avançados são um tipo de pin orgânico que traz a sincronia automática entre as informações do seu site e os pins. É bem fácil identificá-lo, pois ele vem com informações extras tanto acima quanto abaixo da imagem. Além disso, o seu título está escrito em negrito no feed. Algo interessante é que, quando você atualiza o conteúdo do seu site, o pin é modificado automaticamente.

Para poder utilizá-lo, você precisa adicionar meta tags avançadas na página onde quer fazer essa leitura sincronizada para os pins. Depois, valide as suas páginas de conteúdo marcadas com o validador de pins avançados. Se tudo estiver correto, uma mensagem de aprovação aparecerá.

Aposte no Shop The Look

O Shop The Look é um recurso interessante do Pinterest, criado para estimular vendas por meio da plataforma. Os varejistas conseguem mostrar vários produtos em um único anúncio, podendo finalizar a compra no site com apenas um clique.

Por exemplo, caso a imagem tenha vários produtos, aparecerão pontos brancos que identificam cada produto com link. Para usar o recurso, porém, é preciso ter uma conta business na plataforma. Quando for criar o pin, clique no ícone da etiqueta a fim de marcar os produtos na imagem, adicionar o link (ou links) destino e inserir uma imagem do produto avulso.

Gere Pincodes

Os Pincodes são códigos especiais, criados para compartilhar o seu perfil do Pinterest no mundo real. No momento que a pessoa ver o seu Pincode, ela poderá fazer a busca pela câmera. É uma espécie de QR Code, que carrega informações sobre a rede social.

Mas para que usá-lo? Você pode inserir o código em diferentes tipos de materiais impressos, de cartões a folders. Pense, por exemplo, em inseri-lo em um produto alimentício e direcionar para uma pasta com inspirações de receitas. É uma forma de criar uma experiência completa para o cliente, além de reforçar a imagem da marca em diferentes canais.

Conheça o Pinterest Ads

O Pinterest Ads ainda não tem disponibilidade no Brasil, mas é fundamental conhecê-lo, pois a rede social incorpora novidades ao seu portfólio com frequência. Assim como em outros canais, por meio desse recurso você pode fazer anúncios.

Para isso, é preciso patrocinar os pins onde eles têm maior chance de serem vistos. Desse modo, eles vão aparecer no feed inicial da categoria e terão resultados relevantes na pesquisa do público que se deseja atingir.

Na página da rede social, há uma lista de soluções para cada objetivo, sendo as principais:

  • consciência — aumentar o alcance da marca;
  • consideração — ter mais tráfego para conteúdos dentro e fora do Pinterest;
  • conversão — promover ações de vendas, mas também inscrições e assinaturas, garantindo a prospecção de clientes nas redes sociais;
  • vendas offline — vender produtos nas lojas, levando o público para elas.

O que fazer para otimizar as publicações no Pinterest?

Sabia que a sua estratégia no Pinterest pode atingir mais pessoas se você otimizar suas publicações? Como destacamos, o uso de palavras-chave é importante para que as pessoas consigam encontrar com facilidade as imagens e outros recursos multimídia postados.

Antes de entrarmos na otimização, vale a pena destacar que o Pinterest tem um feed inteligente, pois reconhece que os usuários que chegam até a rede social com alguma intenção vão diretamente na pesquisa.

Da mesma maneira, ele sabe que, para muitas pessoas, o que vale é navegar. Por isso, foi criado o Smart Feed, que foca em oferecer um mix de pins relevantes, capazes de atrair a atenção do usuário e engajá-lo.

Acerte no tamanho das imagens

Assim como em outras redes sociais, o Pinterest depende de indicadores de qualidade e do engajamento do usuário para entregar o conteúdo. Por isso, além de usar palavras-chaves certas, é preciso se preocupar também com o tamanho ideal de imagem, que nesse caso fica na proporção de 2:3, tendo como tamanho ideal 600x900 pixels. Quanto mais se afastar dessa proporção, menor será a distribuição.

Capriche na descrição

O conteúdo da descrição impacta a otimização. Além de estar atrelado a palavras-chave, ao incluir uma call to action (CTA) que seja forte, pode ajudar no aumento da taxa de cliques e na quantidade de pins que serão salvos, aumentando o engajamento do pin. A inclusão de hashtags também é crucial, pois, assim, a mídia é adicionada ao feed da hashtag em questão.

Invista em imagens de qualidade

Outro ponto relevante é com relação à qualidade das imagens. Um dos principais critérios para o ranqueamento é a popularidade do pin e a maneira de fazer com que ele tenha esse apelo visual.

Por isso, valorize a fotografia e o design das imagens, verifique a iluminação, as cores, a composição, entre outros elementos. A própria busca visual permite a procura por resultados similares, logo, quanto melhor for a qualidade multimídia, maiores são as chances de aparecer na busca.

Tenha um bom domínio

A qualidade do domínio e da conta também fazem diferença. Por isso, reivindique seu site, faça uma conta empresarial, ative os pins ricos e mantenha a constância nas postagens. Ao tomar todas essas ações, você consegue otimizar o recebimento dos pins pelos usuários e potencializar as chances de ter mais engajamento nas suas ações.

De que modo acompanhar as estatísticas no Pinterest Analytics?

O Pinterest Analytics é uma ferramenta que ajuda você a ter uma visão mais ampla sobre a sua presença dentro da rede social. O interessante é que ele mostra dados tanto do conteúdo pago quanto orgânico, pins publicados e de pessoas que salvaram do seu domínio reivindicado.

Para analisar a performance geral de seus pins, pastas e anúncios, você deve ir até a visão geral e terá um histórico dos últimos 30 dias. Lembrando que é preciso ter uma conta business para usar o recurso.

Na página do Analytics, você consegue tomar uma série de ações, como filtrar todos os resultados, checando a data, pins publicados, tipos de conteúdo e dispositivos usados para acessar. Na mesma página, é só rolar a tela para ver os principais pins que serão classificados por engajamento e as impressões do usuário. Por fim, é possível exportar os dados, selecionando como o arquivo deverá ser apresentado.

Um dos principais ganhos para a marca é que a sua tomada de decisão se baseia na estratégia de marketing a ser seguida no Pinterest, sobretudo, ao personalizar o seu conteúdo.

Suponha que a maior parte das suas impressões venha de dispositivos móveis, você pode fazer a otimização do seu site para atender a essa usabilidade e melhorar a experiência do usuário. Outra situação é que caso uma determinada parte do seu site esteja gerando tráfego, é interessante destacá-lo com mais pins.

Vale a pena dizer que existe uma série de métricas no Pinterest Analytics que ajudarão a saber como as pessoas estão se comportando em relação aos seus pins. Algumas das principais são:

  • impressões;
  • cliques nos pins;
  • pins salvos;
  • engajamento;
  • tempo de reprodução (vídeos);
  • visualizações mensais.

Você também consegue visualizar os dados por data, visualização, tipo de conteúdo, contas conectadas e outros. É importante reunir todos esses dados e fazer um comparativo com outros canais. Aliás, cabe destacar que redes sociais e o marketing digital precisam estar bem alinhados, para não passar uma mensagem em um canal e se contradizer em outro.

Quais podem ser os resultados ao reforçar o marketing no Pinterest?

Os impactos das mídias sociais para o seu negócio têm um grande peso na atualidade, o que pode ser bastante positivo. Mas para isso acontecer, é preciso reforçar o uso desses canais de maneira estratégica, ou seja, adotando as estratégias que mostramos ao longo deste guia.

A seguir, vamos trazer alguns resultados que as empresas têm ao reforçar o marketing no Pinterest. Confira!

Desempenho melhor de vendas

A Sephora, empresa de cosméticos, já anunciou que vende 15 vezes mais pelo Pinterest que pelo Facebook. São mais de 930 mil seguidores e um número de visualizações superior a 10 milhões. E ao que se deve esse sucesso? A empresa investe em dicas de maquiagem e sugestão de especialistas a respeito do uso de produtos comercializados na loja.

Outra característica é que todos os produtos disponíveis na loja virtual têm atalho para serem “pinados” no Pinterest. O usuário pode criar seus boards de desejos e até inspirações, reforçando ainda mais a imagem da marca.

Maior conversão

Quem trabalha no marketing digital sabe que uma das principais métricas para medir o sucesso de uma empreitada é a taxa de conversão. Esse foi o caso da MVMT, marca de relógios, acessórios e óculos. Ela carregou um catálogo completo de produtos exclusivos para o Pinterest, tendo como base os gostos do seu público-alvo.

A empreitada ajudou a melhorar as conversões da empresa, por um custo muito menor do que ações tradicionais. Para isso, a MVMT focou em imagens de pessoas usando relógios da marca no dia a dia, pois as análises mostraram que as fotos com esse apelo tinham mais engajamento do que aquelas com apenas produtos.

Reforço de marca

O Pinterest é uma ferramenta visual. Você já deve ver todos os dias centenas de pins sobre receitas e dicas culinárias. O Tastemade Brasil é um dos exemplos mais fortes desse tipo de conteúdo no país. A marca teve um crescimento no engajamento a partir do momento que começou a introduzir pins avançados de receitas.

Isso elevou o tráfego de pessoas na rede, transformando a empresa em uma referência no segmento. Um dos seus principais diferenciais é que, além das fotos de excelente qualidade, a frequência diária de posts fez com que o engajamento fosse lá em cima.

Pelo que foi mostrado, sobre a importância das redes sociais, o Pinterest se mostra uma ferramenta interessante e que traz resultados promissores para o marketing de qualquer empresa. Ao longo deste guia, você pôde entender melhor como funciona essa rede social, a importância de investir nela e como grandes marcas têm colhido bons frutos por meio dela.

Hoje, a empresa que não investe na interação digital tem muito a perder. Por isso, veja agora como criar uma estratégia de marketing nas redes sociais, levando em conta todas as especificidades do negócio!

New Call-to-action

 GET HERE

Originalmente publicado 07/04/2021 09:40:38, atualizado Outubro 29 2021

Temas:

Redes sociais