Entender o que significa branding e desenvolver uma estratégia nesse sentido para o seu e-commerce é fundamental para conquistar a clientela. Afinal, os consumidores já não se encantam apenas pela qualidade dos produtos, mas também pelas marcas.

De nada adianta, nos dias de hoje, empurrar os produtos sem buscar criar uma conexão forte com o público. Sua marca precisa ser lembrada, reconhecida e diferenciada da concorrência.

 

E-book gratuito

Marca inclusiva: como falar com todos os públicos e atender aos anseios dos consumidores modernos

Marcas inclusivas tendem a ser melhor vistas pelos consumidores e ainda a reter mais talentos.

 

Neste post, entenda o que significa branding e-commerce e para que serve. Descubra também como usá-lo para influenciar na tomada de decisão do seu público-alvo.

No caso do branding e-commerce, as estratégias da marca são voltadas para posicionar a loja virtual no mercado. Para isso, utiliza estratégias para conquistar a admiração do público e desenvolver uma forte conexão com ele.

Veja nesse guia como fazer com que a sua marca seja cada vez mais inclusiva

1 - Conheça o seu público-alvo

Antes de aplicar no seu e-commerce, você precisa identificar o público que mais se interessa pelos seus produtos. Faça pesquisas que ajudem a conhecer os gostos e necessidades das pessoas que deseja alcançar em sua estratégia.

Isso vai permitir a criação da sua brand persona, personagem usada para representar os valores da marca. Apenas com base nesse conhecimento você será capaz de desenvolver uma comunicação mais acertada e direcionar as estratégias de branding com sucesso.

2 - Pense no tom da marca

Conhecida como brand voice, trata-se do tom de voz usado para se comunicar com o público do seu e-commerce. Assim, podemos dizer que consiste na personalidade que a marca transmite por meio das palavras, atitudes e posicionamento diante dos usuários.

Se a brand persona é um gerente ou pessoas mais velhas, por exemplo, a comunicação nas estratégias de inbound marketing tendem a seguir uma linha mais formal. No caso de pessoas mais jovens e estilo informal, a identidade verbal pode conter memes e gírias para criar maior identificação.

3 - Defina o posicionamento do seu negócio

O posicionamento nada mais é do que definir a maneira que o seu negócio se apresenta ao mercado. Respostas a perguntas como: características relevantes da sua marca, diferenciais e vantagens que oferece ao consumido ajudam a chegar a essa definição.

Ter um posicionamento é um passo importante. Além de permitir que o público entenda melhor a sua marca e se conecte a ela, ainda contribui para a criação de ações de mais relevantes e certeiras.

4 - Crie um diferencial competitivo

Pensar em um diferencial é um ponto importante no branding e-commerce business. Isso contribui para chamar a atenção e fazer com que a sua marca se transforme na preferida entre os consumidores.

Busque tendências e inovações para tornar o seu produto e o seu e-commerce original em meio aos concorrentes. Mas tome cuidado para não perder de vista a proposta do posicionamento da marca.

5 - Conte a história da marca

Cada negócio é único, tornando cada narrativa singular também. Contar um storytelling da sua marca, mostrando por que começou o negócio e o que ele representa para você é uma ótima maneira de desenvolver uma relação emocional com o público.

Procure passar sentimento e também transmitir confiança com a sua narrativa. Assim, o consumidor terá gravado em si um apelo que vai além do produto. As respostas dos usuários sobre a sua história também pode ser uma boa fonte para a construção de um branding mais forte e melhor posicionamento da marca.

Quais são os benefícios do branding e-commerce?

Estratégias de branding e-commerce business são indispensáveis para projetar o seu negócio no cenário digital. Conheça as principais vantagens para o seu comércio eletrônico:

  • torna as ações de comunicação mais consistentes;
  • ajuda a criar encantamento e reconhecimento da marca;
  • contribui para maior atração e retenção de clientes;
  • aumenta as chances de criar defensores da marca;
  • permite manter uma relação com os clientes finais.

Como fazer o branding para e-commerce?

O uso de algumas ferramentas contribui para implementar o branded e-commerce do seu negócio. É o caso de recorrer a uma plataforma CMS (Content Management System). Com ela é possível a gerenciar essas páginas de maneira simples, desde o visual até incluir e remover itens da galeria, modificar preços e publicidades.

Contar com um sistema CRM (Customer Relationship Management) também é imprescindível para organizar toda a gestão das estratégias de branding do seu negócio. Essa ferramenta ajuda centralizar toda a comunicação, entender o perfil de cada cliente, seu momento na jornada de compras, feedbacks e muito mais.

Uma boa plataforma deve garantir todo o suporte para você desenvolver as melhores estratégias. A atenção a esse cuidado é fundamental para alavancar as oportunidades de vendas no seu negócio.

Quer continuar por dentro sobre como vender mais no seu e-commerce? Baixe o nosso conteúdo exclusivo sobre Inbound Commerce.

como ter certeza que a minha marca é inclusiva

  veja como criar estratégias digitais para fazer a sua marca ser mais inclusiva

Originalmente publicado 28/07/2023 06:30:00, atualizado Julho 28 2023

Temas:

E-Commerce