Como se tornar um empreendedor digital? Saiba como funciona

Tudo sobre Smarketing
Michelle Navarro
Michelle Navarro

Atualizado:

Publicado:

O Brasil é um território de empreendedores. De acordo com uma pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor em 2021, nosso país ficou na 5ª posição no ranking mundial de abertura de novos negócios. O empreendedor digital é uma figura marcante nesse cenário de expansão.

O empreendedorismo digital e as tendências de mercado: um guia para iniciantes no assunto!

A pandemia de Covid-19 serviu como uma mola propulsora para que muitas pessoas tirassem do papel o sonho de empreender. Com a necessidade de isolamento e a consequente expansão do digital, a escolha pela abordagem tecnológica foi um caminho natural.

Como usar o Twitter para Empresas

Baixe o nosso guia gratuito e aprenda a usar o Twitter para seu negócio

  • Guia Completo
  • Twitter para negócios
  • Conteúdo Exclusivo
  • Dicas de Especialistas
Saiba mais

    Baixe agora

    Todos os campos são obrigatórios.

    Está tudo pronto!

    Clique neste link para acessar este recurso a qualquer momento.

    Neste artigo, vamos tratar especificamente do empreendedorismo digital. Você vai saber o que é e quais são seus tipos e vantagens. Vamos compartilhar, ainda, dicas sobre como se tornar um ótimo empreendedor digital e quais são as principais características de um gestor de sucesso nessa área.

    Ficou curioso? Então, pegue um café e continue lendo para saber mais sobre o assunto!

    Para quem escolhe empreender digitalmente, não há necessidade de se ter um espaço físico, como uma loja ou ponto comercial, já que todo processo de vendas ocorre de forma online.

    Alguns exemplos de negócios oriundos do empreendedorismo digital são e-commerces, cursos online, blogs, canais do YouTube e perfis de redes sociais que têm o foco em monetização, vendas de apostilas, prestação de serviços de consultoria, entre outros.

    Confira o nosso conteúdo interativo sobre smarketing e saiba mais sobre o tema

    Uma das principais vantagens de um modelo de negócio digital é que o investimento inicial é muito baixo se comparado com o modelo físico. Outro benefício é que o formato permite ao empreendedor digital trabalhar de qualquer lugar (inclusive de casa), trazendo mais flexibilidade e dinamismo para a rotina.

    Tipos de empreendedorismo digital

    É interessante perceber que há uma infinidade de opções de negócios que podem ser criados e estruturados com base no modelo digital.

    A seguir, destacamos alguns exemplos e explicamos melhor como cada um deles funciona. A ideia é mostrar como as vendas na internet são dinâmicas e podem ser totalmente adaptadas a diferentes contextos e realidades.

    Afiliado

    Provavelmente você já ouviu ou leu a frase "seja um afiliado e ganhe x por semana". No meio digital, o afiliado é aquela pessoa que divulga o produto ou serviço de uma empresa em troca de comissões pelas vendas que realizar. Seu papel é semelhante ao de representante comercial de uma marca ou produto.

    Aqui, vale um alerta: é necessário ter atenção a qualquer promessa de ganho de dinheiro milagrosa. O trabalho do afiliado é bem relevante e pode gerar bons frutos, mas ter cuidado e pé no chão para não cair em armadilhas é fundamental.

    Essa é uma ocupação especialmente interessante para pessoas que já têm um público e despertam um certo grau de influência nessas pessoas. O afiliado pode ganhar dinheiro sem ter que criar conteúdo próprio ou lidar com as demandas e obrigações de uma loja virtual, por exemplo.

    Creator

    O Creator, ou Criador de Conteúdo, é um empreendedor digital que trabalha gerando informações úteis para a sua audiência. Sabe aquelas pessoas que produzem vídeos para o YouTube, TikTok e Instagram? Então, elas são chamadas de creators.

    Essa função tem ganhado cada vez mais destaque no cenário digital já que possibilita o fechamento de vários tipos de negócio. É possível, por exemplo, ganhar dinheiro monetizando o seu canal, fazendo ações de marketing para marcas, unboxings, entre outros.

    Pessoas que optam pela criação de conteúdo precisam dedicar-se ao desenvolvimento desses materiais e ter paciência: o seu público não será construído de um dia para o outro. Porém, com um bom trabalho e consistência é possível se destacar e ganhar relevância no segmento de atuação escolhido.

    E-commerce

    Os e-commerces, ou simplesmente, lojas online, são outra oportunidade interessante para quem quer empreender no meio digital. Inclusive, muitas lojas físicas têm se inserido no digital, mantendo uma atividade híbrida.

    No caso do e-commerce, os produtos vendidos em lojas virtuais são enviados para o endereço físico do comprador.

    Esse é um mercado que cresceu consideravelmente nos últimos anos, principalmente depois da pandemia, e que deve continuar em expansão. A mudança nos hábitos de consumo no mundo todo tem contribuído para movimentar os e-commerces.

    Produtor digital

    Esse é o nome dado ao empreendedor digital que cria produtos que podem ser consumidos na internet, também chamados de infoprodutos. De forma geral, o trabalho desse profissional é um pouco diferente do creator, já que ele desenvolve materiais mais complexos, como cursos, e-books, apostilas e videoaulas.

    Qualquer pessoa pode trabalhar na internet como produtor digital. Para isso, basta ter conhecimento sobre um determinado assunto e encontrar pessoas que tenham interesse em aprender a respeito.

    Influenciador digital

    Apesar de todo creator ser considerado um tipo de influenciador digital, podemos separar essas duas categorias de empreendedores.

    O influencer é uma pessoa que tem um número expressivo de seguidores que acompanham a sua rotina e se inspiram no seu comportamento. No Brasil e no mundo, há muitos influenciadores em diversos nichos de mercado: moda, beleza, maquiagem, tecnologia, astronomia, literatura e comportamento — apenas para citar alguns exemplos.

    Esses profissionais ganham dinheiro principalmente realizando parcerias com marcas e exibindo anúncios. No segundo caso, para ter uma boa rentabilidade com os anúncios, é fundamental ter uma boa quantidade de visualizações: isso quer dizer que só ter seguidores não é suficiente, é preciso ter alcance e engajamento.

    Quais as vantagens do empreendedorismo digital?

    empreendedor digital

    Início facilitado

    Para começar, basta ter um computador ou smartphone com acesso à internet. Todas as informações sobre abertura do negócio e dicas operacionais podem ser encontradas gratuitamente em blogs especializados no assunto.

    De acordo com a pesquisa TIC Domicílios 2021, que foi realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação e divulgada em 2022, 82% da população brasileira está conectada à internet.

    Esse dado demonstra como o mercado online é amplo e contempla boas oportunidades para quem tem disposição em atuar nele.

    Investimento inicial baixo

    Por exigir uma infraestrutura básica — em muitos casos, apenas um equipamento com acesso à internet, o que grande parte das pessoas já tem — o investimento, geralmente, também é pequeno.

    Para quem quer abrir um e-commerce, o valor pode até ser um pouco mais elevado, já que inclui estoque de produtos. Ainda assim, os custos tendem a ser menores, uma vez que não há necessidade de um espaço com design comercial.

    Visibilidade

    Como a pesquisa TIC apontou, a grande maioria dos brasileiros está na internet, e esse dado é superrelevante para o empreendedor digital, já que mostra que o seu negócio tem grande potencial para alcançar visibilidade.

    Além disso, o empreendedorismo digital não tem barreiras geográficas: você pode vender seus produtos e serviços para pessoas de todo o Brasil e até mesmo de fora do país, caso tenha estrutura e condições de atender o mercado internacional.

    Essa é uma vantagem que não pode ser negligenciada. Criar um negócio online é uma oportunidade de expandir horizontes e estar presente em lugares que você nunca imaginou. Quanto maior a visibilidade, maior será a oportunidade de crescimento do seu negócio.

    A internet possibilita que o seu produto ou serviço chegue a qualquer lugar do mundo, e atender um cliente em outro país nunca foi tão fácil. Certamente, uma realidade pouco observável nos modelos tradicionais de negócios offline.

    Antigamente, apenas grandes corporações teriam a possibilidade de oferecer seus serviços para clientes de fora. Diferentemente do que acontece hoje, um pequeno produtor de conteúdo pode vender o seu curso para um cliente que está na Europa sem a menor dificuldade.

    Flexibilidade

    O trabalho no ambiente virtual é bem flexível, possibilitando, inclusive, que seja conciliado com outras atividades. Ao contrário dos modelos de trabalho tradicionais, em que o profissional está obrigado a se locomover até a empresa e tem restrições com relação ao horário e o local de exercício da função, o empreendedor digital pode trabalhar em casa, nos horários que forem mais convenientes.

    Isso não significa que você não deve ter uma rotina. Pelo contrário: para conseguir desenvolver um bom trabalho, é fundamental que o empreendedor tenha foco e responsabilidade.

    Ainda assim, é possível usufruir da flexibilidade que o modelo traz. Você pode trabalhar em casa, em um coworking, em uma cafeteria... Não há limites ou restrições, desde que você tenha acesso à internet.

    Aprendizagem na prática

    Você pode começar a empreender no digital sem ter nenhum tipo de formação ou experiência. Essa é uma vantagem que vale ser mencionada, já que muitos profissionais têm receio de começar pela falta de conhecimento ou experiência com a internet.

    Imagine, por exemplo, que você quer abrir um e-commerce, mas não tem conhecimento suficiente para tirar boas fotos dos produtos. Como você está começando, também não tem recursos para contratar um profissional.

    Em uma breve pesquisa na internet você consegue encontrar dicas para fotografar produtos sem a necessidade de pagar um curso ou contratar um profissional que faça isso por você. Esse é apenas um exemplo de tudo o que você pode aprender usando os recursos disponíveis gratuitamente na rede.

    Escalabilidade

    Como a demanda no digital é grande, a possibilidade de escalabilidade acaba sendo maior. Mas você conhece bem esse conceito?

    Em negócios, escalar um empreendimento significa aumentar o seu volume de vendas e de produção sem a necessidade de aumentar os investimentos. É uma operação com potencial de crescimento exponencial.

    Alguns modelos de negócio digital são escaláveis. Apesar de essa característica não se aplicar a todos os modelos digitais, nota-se que a escalabilidade de um empreendimento online é potencialmente muito maior que a de um negócio físico.

    Quais são as características do empreendedor digital?

    Apesar de não ser uma atividade que demanda conhecimento técnico específico, o empreendedor digital precisa ter um perfil comportamental que contribua para que ele cresça e tenha foco mesmo diante das dificuldades.

    Curiosidade

    A curiosidade é uma característica importante em qualquer profissão que envolva crescimento e, por isso, ela se destaca como um aspecto relevante em empreendedores.

    É por meio dela que nos sentimos motivados a fazer perguntas e procurar as respostas. Somos impelidos a pesquisar mais sobre determinado assunto e querer aprender tudo sobre ele.

    A curiosidade nos ajuda a entender melhor o mundo à nossa volta, identificar as necessidades dos consumidores, enxergar as oportunidades de mercado e desenvolver soluções que estejam alinhadas com as expectativas dos clientes.

    Vontade de aprender

    Em qualquer profissão, a aprendizagem contínua é o ponto-chave para o sucesso. O profissional que fica estagnado e não evolui acaba impedindo o próprio crescimento.

    Na internet, as ferramentas e soluções estão em constante inovação, o que sinaliza ainda mais a necessidade de se manter atualizado, estudando e pesquisando sobre tendências e oportunidades.

    A dica para quem está começando é: procure referências de especialistas em empreendedorismo digital e estude o assunto pelo menos uma hora por dia. Aos poucos, você irá se familiarizar com os temas e adquirir repertório para criar o planejamento de abertura do seu negócio online.

    Saber precificar

    Saber precificar produtos não é exatamente uma característica, mas sim uma habilidade.

    O profissional precisa ter uma noção adequada do mercado e saber precificar corretamente o seu produto. Você até pode trabalhar por amor, mas precisa do dinheiro para pagar as contas e fazer a máquina girar.

    O planejamento vai ajudar na criação de um orçamento, na elaboração de metas e na precificação. Essa etapa de pré-abertura do negócio deve ser bem estruturada e responder a perguntas como:

    • Qual será o preço cobrado pelos produtos/serviços?
    • Quais serão as formas de pagamento aceitas?
    • Como será a política de cobrança em caso de atraso?
    • Quantos produtos você precisa vender por mês para cobrir os gastos mínimos?

    Antes de lançar um produto no mercado, seja ele digital ou não, é imprescindível fazer uma pesquisa, avaliar a concorrência e as necessidades dos consumidores e entender se o custo é compatível com aquilo que os futuros clientes estão dispostos a pagar. Para que o seu negócio atinja resultados satisfatórios e promova lucro, ele precisa ser realizável.

    Como se tornar um empreendedor digital?

    Defina um nicho de mercado

    Antes de começar a montar qualquer estratégia para abertura do seu empreendimento digital é fundamental definir qual será o seu nicho de atuação.

    Independentemente de trabalhar em tempo integral ou se dedicando ao digital para obter uma renda extra, é recomendado que você escolha assuntos com os quais tenha interesse e familiaridade.

    Quanto maior o seu interesse pelo assunto, mais fácil será acompanhar as tendências do mercado e maiores as chances de se destacar diante da concorrência.

    Mas, afinal, como escolher o nicho de mercado certo para você? Separamos algumas dicas a seguir!

    • faça uma lista com os seus principais interesses, habilidades e talentos. Inclua na lista as coisas que gosta de fazer e com as quais já tenha uma certa intimidade. Leve em consideração seus hobbies e as atividades nas quais você se destaca.
    • analise o mercado, avaliando o grau de oferta e procura por produtos e serviços dentro do seu nicho. Além de escolher algo que gosta, é importante que você crie um empreendimento que tenha demanda de consumo. Para realizar essa etapa você pode usar ferramentas online como o SEMrush ou o próprio Google;
    • avalie se o nicho escolhido não é um "nicho de tendência". Alguns assuntos e áreas podem estar em alta, pois são uma tendência. Isso significa que eles vão deixar de ser interessantes para os consumidores em razão da sua sazonalidade. Fique longe de nichos tendência porque eles não têm potencial em médio e longo prazo;
    • conheça os empreendedores digitais que são autoridades no nicho escolhido. Eles podem servir como referência e inspiração para você começar. Analise suas estratégias, comportamento e forma de comunicação, entre outros.

    A partir da análise desses pontos, você terá elementos suficientes para estabelecer o nicho de mercado que mais se adequa ao seu perfil e que, ao mesmo tempo, seja um nicho com potencial a ser explorado.

    Faça um plano de negócios

    O próximo passo é fazer um plano de negócios. Esse plano nada mais é que um documento que vai descrever todos os seus objetivos e quais os passos você deverá seguir para que eles sejam alcançados. Por meio dele, você terá condições de identificar riscos e organizar melhor as suas ações.

    Na internet é possível encontrar muitas informações e orientações sobre como criar um plano de negócios do zero.

    Use estratégias de monetização

    No plano de negócios, você precisa estabelecer quais serão as estratégias de monetização. Esse termo se refere a todas as formas pelas quais a sua empresa vai gerar receita, e também como ela vai cobrar os consumidores pelos produtos ou serviços oferecidos.

    A monetização também está relacionada ao tipo de empreendimento digital escolhido, já que alguns modelos diferem dos outros com relação às possibilidades de fechamento de contratos e ganhos.

    Pense na jornada do cliente

    Por fim, não se esqueça de considerar a jornada do cliente. Esse termo é utilizado para se referir à experiência que o cliente vai ter com a sua marca desde o contato inicial até a efetivação — ou não — da compra do produto ou serviço.

    Analisando a jornada do cliente, o empreendedor digital tem condições de entender quais são as necessidades do seu público e o que faz com que ele decida pela compra ou desista do seu produto.

    Além de ter uma noção concreta de como será a jornada, o empreendedor também deve levar em consideração o funil de vendas, estabelecendo ações e estratégias que estejam alinhadas às diferentes etapas do funil.

    Como você pode ver, o empreendedorismo digital é uma grande oportunidade para quem quer criar um negócio do zero, sem a necessidade de grandes investimentos financeiros e com potencial de crescimento escalável.

    Adotando boas práticas de planejamento e gestão é possível começar o seu negócio e criar uma marca com força e presença no mercado.

    Gostou deste artigo e ficou com mais vontade de se tornar um empreendedor digital? Então, aproveite para aprofundar o seu conhecimento. Confira este post com 7 ideias criativas para aumentar as vendas no e-commerce.

    saiba mais sobre o poder do smarketing

    Tópicos: E-Commerce

    Artigos relacionados

    Pop up para TUDO SOBRE SMARKETING CONTEÚDO INTERATIVO - O PODER DO SMARKETING

    Use nosso conteúdo interativo para aprender mais sobre smarketing

      Pop up para TUDO SOBRE SMARKETING CONTEÚDO INTERATIVO - O PODER DO SMARKETING

      Marketing software that helps you drive revenue, save time and resources, and measure and optimize your investments — all on one easy-to-use platform

      START FREE OR GET A DEMO