A pandemia causada pelo coronavírus provocou grandes mudanças no comportamento da sociedade. Os setores precisaram se adaptar, e o marketing foi peça-chave nesse processo. Só para você ter uma ideia, o fortalecimento do digital fez com que o envio de e-mail marketing aumentasse 27% em relação ao período anterior à Covid-19, segundo pesquisa da HubSpot.

Aliás, essa estratégia pode ser bem útil para a sua empresa, considerando que hoje há uma facilidade maior na sua adoção, devido ao uso da automação de e-mail marketing. Ao investir em soluções especializadas você consegue ter mais produtividade no seu negócio e alcançar melhores resultados com as suas campanhas.Conheça as principais estatísticas de marketing para o ano de 2022 (e além)!

Por esse motivo, preparamos este artigo para mostrar como funcionam essas ferramentas e quando você deve fazer esse investimento. Também mostraremos algumas dicas de como implementá-las no seu negócio. Ficou curioso para saber mais sobre o assunto? Então, é só continuar a leitura!

O que é e como funciona a automação de e-mail marketing?

A automação de e-mail marketing nada mais é que o uso da tecnologia com o objetivo de automatizar o seu processo de envio de e-mails. Ao usar soluções desse tipo no seu negócio, você reduz os trabalhos manuais realizados na sua empresa e, ainda, aumenta a eficiência na comunicação com os seus leads por meio desse canal.

Ele funciona da seguinte forma: você deve utilizar uma plataforma especializada, como o CRM da HubSpot, criar segmentações e fazer o disparo dos e-mails. Todo o processo é muito simples, o seu fluxo de trabalho é otimizado e a sua equipe não precisa mais ficar horas pensando na melhor estratégia que deve ser utilizada para obter bons resultados. Interessante, não?

Quando investir na automação de e-mail marketing?

Se você já se interessou em utilizar uma ferramenta de automação de e-mail marketing na sua empresa, saiba que esse investimento pode ajudar a aumentar as vendas e trazer melhores resultados para o seu negócio.

Afinal, o e-mail marketing pode ser utilizado em toda a jornada do cliente, desde as boas-vindas até o agradecimento pelo contato. Porém, você deve entender em quais situações a automação dos envios deve ser utilizada. Acompanhe!

Busca de resultados com Inbound Marketing

Se você está investindo em uma estratégia de Inbound Marketing, saiba que é possível automatizar os seus envios conforme a jornada de compra do seu lead.

Para isso, é importante identificar quais são os materiais mais relevantes para os diferentes estágios do funil de cada um. Dessa forma, é possível fazer com que ele avance naturalmente até estar apto a receber o contato do seu time de vendas.

Além disso, ao utilizar ferramentas de automação de e-mail marketing, você pode fazer os seus envios de acordo com as ações adotadas pelo lead, como o clique em um link ou o download de algum material. Com isso, todo o processo é facilitado e você pode desenvolver campanhas cada vez mais precisas.

Criação de campanhas recorrentes

Se você costuma enviar e-mails para os leads com frequência, saiba que as ferramentas de automação de e-mail marketing podem ajudá-lo a fazer os disparos com mais eficiência. Afinal, elas permitem que você programe o envio de e-mails em uma data e horários específicos, o que contribui para a maior produtividade do seu negócio.

Sabe aquelas datas comemorativas, como o dia das mães ou o Natal, que você deve se mostrar presente para os seus leads? Com o uso de ferramentas de marketing digital, como as de automação, você não precisa deixar tudo para a última hora e correr o risco de não conseguir apresentar a sua solução a tempo para os leads. Isso porque você pode programar o envio de e-mails com bastante antecedência e, assim, não perder nenhuma oportunidade.

Mas, atenção! Para que os seus disparos alcancem os resultados esperados, você deve estar atento às principais tendências da área. E é esse assunto que abordaremos a seguir.

1. Customer Experience

Ser útil, colocar o cliente no centro das ações e personalizar a experiência: a Customer Experience (CX) é de fato uma boa abordagem para o e-mail marketing. O desafio fica por conta dos profissionais de marketing que precisam criar experiências verdadeiramente envolventes, que agreguem valor a seus públicos por meio do e-mail.

Assim, o e-mail torna-se um canal muito poderoso para construir um relacionamento mais autêntico com o público. E nós também sabemos que, diante do contexto atual, há uma necessidade maior de que o marketing seja mais empático, não é mesmo? Afinal, os consumidores estão cada vez mais exigentes e esperam uma boa experiência durante a sua interação com as empresas.

2. Personalização

Atualmente, a personalização é uma palavra-chave, e o público espera isso dos negócios. Dessa forma, você deve fazer um esforço para oferecer conteúdos e experiências que sejam relevantes e úteis para se conectar com os seus consumidores. Nesse sentido, a personalização vai muito além do simples uso de tags para incluir o nome do destinatário na saudação ou na linha de assunto do e-mail.

Você também pode conquistar a personalização com o uso de conteúdo dinâmico, como módulos ou CTAs inteligentes que exibem diferentes versões de seu conteúdo com base em determinadas características do visualizador. Isso dá a flexibilidade de mostrar informações relevantes para listas diferentes, melhorando a CTR (Click Through Rate) e diminuindo os cancelamentos.

A busca por respostas dentro dos dados se torna fundamental para o processo. Por isso, é importante ter todas essas informações em um lugar em que elas sejam acessíveis e possam alimentar os seus esforços de marketing, vendas e serviço. A maneira como você as analisa também faz diferença. Por isso, é importante usar ferramentas para entender melhor seu público e, em seguida, criar experiências que gerem conexões.

Claro, tudo isso precisa ser experimentado e revisado periodicamente, até mesmo para trabalhar a otimização. Esse acompanhamento faz toda a diferença porque as necessidades do público mudam com o tempo, assim como o próprio contexto. Nesse sentido, as empresas que não estão atentas a essas mudanças podem se tornar ultrapassadas e, assim, perder competitividade no mercado. E você não quer que isso ocorra com o seu negócio, não é mesmo?

3. Design clean e e-mails concisos

Outra tendência quando se trata da estratégia de e-mail marketing é com relação ao design e à concisão do texto. O objetivo do e-mail é atrair o público; a partir disso, você pode redirecioná-lo para as páginas de destino e, assim, fornecer um conteúdo adicional.

Quando você pensa no design, precisa lembrar de mantê-lo limpo e alinhado com a sua marca. Uma prática recomendada e adotada na própria HubSpot é manter a CTA principal acima da dobra (scroll). Dessa forma, você aumenta as chances de visualização da chamada para ação, o que pode servir de incentivo para o usuário clicar no link indicado.

Além disso, é interessante que o e-mail tenha um design responsivo, de forma que a experiência de leitura seja positiva tanto no desktop quanto no celular. Para você ter uma ideia da importância dessa adaptação, em 2021, 59% dos millennials usaram os seus smartphones para abrir os seus e-mails e 67% da geração Y utilizaram os seus dispositivos móveis para conferir a sua caixa de entrada.

Por isso, vale a pena testar como ficam os envios, sendo que hoje você encontra diversas ferramentas gratuitas de e-mail marketing que podem ajudar você nessa análise.

4. Vídeos e interatividade

Quando se trata de tendências de automação de e-mail marketing, a interatividade tem ganhado cada vez mais espaço. Isso porque traz uma nova proposta de engajamento para as campanhas de divulgação e relacionamento com o cliente. A ideia é ir além dos textos e imagens estáticas, incorporando vídeos, efeitos visuais e outros conteúdos que chamam a atenção dos usuários.

Falando do vídeo em geral, uma boa regra do Vidyard é mantê-los com menos de 2 minutos. No entanto, isso depende muito do canal em que ele é compartilhado, bem como da indústria, do público e do objetivo. Por isso, é importante avaliar quais são as tendências dos canais utilizados para adotar as estratégias mais adequadas em cada um.

Por exemplo, em vídeos educacionais para contatos que estão nos estágios iniciais da jornada do cliente, você pode usar aqueles mais longos. Já os materiais feitos para Instagram, geralmente, devem durar de 30 a 60 segundos.

É preciso destacar que o uso de vídeos em e-mails ainda é um desafio em termos de capacidade de entrega, mas você pode vinculá-los a um thumbnail para atrair o destinatário. A dica é incluir a palavra “vídeo” na linha de assunto. Isso pode aumentar as taxas de abertura em até 19%. Interessante, não é mesmo?

5. Testes A/B e uso de dados

Os testes A/B continuam sendo uma aposta para quem deseja investir na automação de processos de marketing. A metodologia é considerada um ótimo método pelos profissionais de marketing. Aqui, você precisa ter em mente que nem sempre executar um teste A/B uma vez é suficiente. Por isso, ao aplicar essa estratégia, vale a pena realizar vários testes para um resultado mais confiável.

6. Uso de ótimas ferramentas

O uso de ferramentas de marketing digital robustas e que apoiem a sua estratégia de e-mail marketing para que ela se torne mais personalizada, também faz bastante diferença.

A HubSpot, por exemplo, conta com uma plataforma de CRM. Ela oferece grandes benefícios justamente por disponibilizar muitos dados sobre a jornada dos seus contatos. Com o seu uso, você consegue ver todas as interações que as pessoas tiveram com a sua marca por meio dos registros no CRM.

A plataforma também contabiliza as visitas aos seus ativos online (site, blog, interações nas mídias sociais) registrados no CRM. Tudo isso ajudará você a entender melhor com quem está falando e o que esses contatos podem estar procurando. Com isso, é possível construir listas segmentadas, projetar e-mails bonitos e criar fluxos de nutrição para automatizá-los.

Mas cabe aqui lembrar da importância de observar e analisar os dados. Apesar de as ferramentas de automação de e-mail marketing serem ótimas para otimizar o tempo, além de entregar conteúdo relevante e personalizado, há uma pessoa do outro lado desse envio. Por isso, manter um equilíbrio entre a automação e a estratégia de e-mail é a chave para o sucesso.

Pronto! Agora você já conhece as principais tendências na área de automação de e-mail marketing. No tópico a seguir, apresentaremos algumas dicas de como implementá-la no seu negócio.

8-benefícios-da-automação-de-Marketing-e-Vendas

Como implementar a automação de e-mail marketing na sua empresa?

Agora que você já sabe por que investir nessa solução no seu negócio e quais são as principais tendências da área, chegou o momento de saber como implementá-la na sua empresa, certo? A seguir, listamos alguns passos que você deve seguir. Acompanhe!

Faça um planejamento

O planejamento é fundamental em toda estratégia empresarial. E no envio automático de e-mail marketing, não é diferente. Por isso, esse é o primeiro passo que você deve adotar antes de implementar a automação de envios no seu negócio.

Para garantir maior eficiência nessa etapa, você deve:

  • conversar com os clientes para entender as suas necessidades (uma plataforma que pode ajudar nesse processo é a Growth Stack);
  • criar formulários para pedir a opinião dos leads;
  • apresentar os dados coletados nessas interações com os leads para a validação da equipe de vendas;
  • pedir informações úteis à equipe de suporte e atendimento.

Com todos esses dados em mãos você pode planejar uma boa estratégia de envio de e-mail marketing. Afinal, é possível identificar como o seu produto ou serviço pode ajudar os consumidores na resolução dos seus problemas e, assim, fazer envios mais certeiros.

Invista em boas práticas

Depois de planejar a sua estratégia você deve investir em boas práticas para que ela seja bem-sucedida. Afinal, de nada adianta fazer um excelente planejamento se as ações adotadas deixam a desejar.

Portanto, conheça as boas práticas adotadas nos disparos de e-mail marketing e não deixe de usá-las na sua empresa. Listamos algumas abaixo:

  • identifique o melhor tipo de e-mail para fazer a nutrição dos leads;
  • saiba qual é a quantidade ideal de e-mails que deve ser enviada para cada usuário;
  • use a quantidade de palavras mais adequada nos e-mails;
  • veja qual é o momento certo de ofertar o seu produto ou serviço;
  • utilize a quantidade correta de materiais ofertados por e-mail marketing disparado.

Faça o monitoramento dos resultados

Elaborar uma estratégia empresarial, seja ela qual for, e não definir métricas de acompanhamento é um erro que não pode ser cometido por empresas que querem se destacar no mercado.

Por isso, não deixe de medir os resultados dos seus envios de e-mail marketing para saber quais são os pontos que devem ser melhorados e quais devem ser evitados na sua empresa. A seguir, apresentamos algumas métricas que você não pode deixar de monitorar. Acompanhe!

Total de e-mails enviados

O total de e-mails enviados, como o nome sugere, corresponde ao número de mensagens enviadas pela sua empresa durante uma campanha para diferentes destinatários.

Total de e-mails entregues

Como o próprio nome já diz, essa métrica se refere ao quantitativo total de e-mail entregues aos leads de um negócio.

Taxa de cliques

Também conhecida como click-through, essa métrica indica a quantidade de cliques recebidos em um e-mail marketing. Ela é calculada por meio da divisão entre os cliques totais em uma campanha e o total de e-mails enviados. O seu resultado é muito útil para indicar a efetividade das suas campanhas de marketing.

Taxa de erros

A bounce rate, como também é chamada, corresponde à taxa de erros de entrega que podem ocorrer no envio de e-mails.

Sabe quando você envia um e-mail para um destinatário e recebe uma mensagem informando que houve falha na entrega? Chamamos esses erros de bounce e eles pode ocorrer devido a vários motivos como:

  • e-mail inválido;
  • endereço de e-mail inativo;
  • falta de espaço na caixa de entrada do destinatário;
  • servidor fora do ar;
  • detecção de spam.

A bounce rate é uma métrica muito utilizada para identificar a qualidade da sua base de contatos. Dessa forma, quanto maior for o seu resultado, pior para o seu negócio, pois significa que ocorreram muitos erros de envio. Portanto, é importante entender por que a sua base está defasada e tomar ações para evitar esse problema.

Taxa de abertura

A taxa de abertura de e-mails é uma das principais métricas que podem ser utilizadas para avaliar a efetividade de uma campanha de automação de e-mail marketing.

O seu cálculo é feito por meio da divisão entre o total de usuários que abriram o e-mail enviado pela sua empresa dividido pela quantidade de pessoas que receberam o e-mail referente a determinada campanha.

A partir da análise dos seus resultados, você consegue identificar:

  • os melhores horários para envio de e-mails;
  • os melhores assuntos por meio de testes A/B
  • a atratividade da estratégia utilizada na campanha.

Total de opt-outs

Essa métrica indica a quantidade de contatos da sua base que optou pelo descadastramento na lista de e-mails da sua empresa. Ela indica o desinteresse do usuário pelo produto ou serviço que a sua empresa oferece ou pode ser um indicativo de que a frequência de recebimento está muito elevada.

Toda campanha de e-mail marketing deve conter um link que permita que o usuário faça esse descadastramento. Em geral, ao clicar nessa opção, devem ser informados os motivos que estão fazendo com que ele esteja optando por não receber mais os e-mails da sua empresa . E você deve analisar essas informações para identificar quais estratégias devem ser adotadas no seu negócio para o alcance de melhores resultados nas suas campanhas.

Existem ainda outras métricas de e-mail marketing interessantes de serem acompanhadas em um negócio. Portanto, não deixe de avaliar quais são as características e necessidades da sua empresa para definir aquelas mais adequadas.

Além disso, saiba que ao investir em boas ferramentas de automação você não precisa se preocupar em fazer nenhum cálculo manualmente, pois os resultados podem ser gerados facilmente em relatórios de acompanhamento das suas campanhas. Por isso, você deve escolher soluções de empresas que tenham experiência e credibilidade no mercado, como a HubSpot.

Como você pode perceber, a automação de e-mail marketing é excelente para a sua estratégia de marketing, uma vez que ela permite criar uma comunicação personalizada com seus leads de forma escalável. Mas para que você consiga obter os melhores resultados, é preciso contar com boas ferramentas de e-mail marketing e ter atenção a diversos detalhes, como a segmentação e a comunicação utilizada.

Para ajudar você a potencializar as suas ações, que tal conhecer a solução CRM da HubSpot? Ao utilizá-la, você poderá enviar os seus e-mails marketing com facilidade e, assim, atrair mais pessoas para o seu negócio.

 

baixe o relatório completo sobre as estatísticas de marketing 2022
 melhore sua estratégia marketing com esse guia com as principais estatísticas

Originalmente publicado 25/05/2022 07:00:00, atualizado Setembro 12 2022

Temas:

Email Marketing