Já falamos muito sobre call to action no blog. Como fazer as pessoas clicarem no call to action. Qual design usar. E até mesmo como torná-los inteligentes para que cada grupo de pessoas veja um CTA diferente em seu site.

Mas espere: não pulamos uma parte importante aqui?

É verdade. Está faltando um post importante respondendo a duas perguntas que as pessoas fazem o tempo todo:

  1. O que é um call to action, antes de mais nada?
  2. O que faz as pessoas clicarem nele?

E foi assim que este post nasceu.

Vamos voltar um pouco e falar do básico. E, se você se sentir à vontade, poderá criar alguns calls to action também.

O que é um call to action?

Um call to action (normalmente abreviado como CTA) é uma imagem ou linha de texto que leva seus visitantes, leads e clientes a realizar uma ação. É literalmente uma chamada para ação.

A ação em si pode ser uma série de coisas: baixar um e-book, se inscrever em um webinar, obter um cupom, comparecer a um evento etc. Um CTA pode ser colocado em qualquer lugar da sua estratégia de marketing: site, e-book, e-mail ou até ao final de um post de blog.

Ainda não sabe o que ele é? Você vai saber quando vir um. Veja alguns exemplos abaixo:

calls_to_action

É comum ter um único CTA para todo o marketing, mas às vezes pode ser interessante incluir mais de um. Não vamos falar muito disso, mas, se você quiser saber mais, leia aqui sobre o uso de mais de um call to action.

Mas a questão dos CTAs é que você não pode simplesmente colocar um “Clique aqui” em um botão neon em um site e começar a monitorar os cliques e leads. Existem diversos elementos que você precisa incluir para incentivar as pessoas a de fato realizarem uma ação. 

Uma lista de verificação para um CTA eficiente

Ao criar seu primeiro CTA, é fácil se perder e criar algo que não vá estimular as pessoas a clicar. Para poupar tempo e esforço, veja uma lista de verificação rápida com os elementos essenciais para um CTA de qualidade.

Design que chame a atenção: para que alguém clique no seu CTA, ele primeiro precisa notar a sua existência. Se existe um momento para você deixar um pouco de lado as orientações de branding, é nessa hora. As cores do seu CTA precisam ter um bom contraste com o design do seu site e ele precisa ser grande o suficiente para ser visto (um tamanho que costuma ter bom desempenho é 225px(L) x 45px(A)).

Uma redação que leve à ação: não é suficiente dizer “Enviar”. É importante ter uma frase concisa, sem jargões, que use verbos que indiquem uma ação imediata e chame a atenção das pessoas. Se você quiser mais dicas de redação de CTA, veja este post do blog.   

Uma proposição de valor clara: é importante que as pessoas saibam exatamente o que acontecerá quando elas clicarem no CTA. Eles estão esperando baixar um e-book ou um modelo de PowerPoint? Receber uma demonstração de produto ou um informativo semanal? O CTA precisa dizer de forma explícita o que acontecerá depois do clique.

 Uma página específica (o ideal é que seja uma landing page) alinhada com algum estágio do ciclo de vendas: um CTA é mais eficaz se levar o usuário para uma landing page dedicada em vez de para uma página qualquer do seu site. Por exemplo, um CTA ainda é um CTA se levar a uma página de contato (que não é uma landing page), mas não terá a mesma eficácia para obter leads e clientes que uma página específica e focada para baixar um e-book grátis. Os CTAs também precisam ser criados com um estágio específico do ciclo de vendas em mente. Você não incluiria, por exemplo, um CTA para demonstração em um post de blog criado para visitantes totalmente novos porque sua taxa de clickthrough seria péssima.

E isso é o básico sobre os CTAs. Espero que tenha esclarecido alguns pontos.

O que fazer agora: criar um CTA 

Agora você já sabe o que é um CTA. Caso queira um aprofundamento na criação e otimização de CTAs, pode baixar nosso modelo grátis de PowerPoint com 27 tipos diferentes de CTAs (em inglês).

excel-para-marketing-ebook

Originalmente publicado 03/07/2019 11:00:46, atualizado Julho 03 2019

Temas:

Estratégias de Marketing