As 8 habilidades comportamentais mais valorizadas pelo mercado

Invista no seu desenvolvimento
Wellinton Prates
Wellinton Prates

Publicado:

Você já parou para pensar que, para chegar aonde quer e ser excelente profissional, você precisa ter habilidades comportamentais? Profissionais com um bom networking e desenvoltura para apresentar seus projetos chegam muito mais longe do que grandes gênios introspectivos.

equipe em reunião trabalha suas habilidades comportamentais

Então, para não ficar à mercê da sorte, recomendamos que você preste atenção ao que são as habilidades comportamentais e o que pode ser feito para desenvolver cada uma delas. Com isso, você consegue ter mais competitividade dentro e fora da empresa. Acompanhe!

Somos comprometidos com a sua privacidade. A HubSpot usa as informações que você nos fornece para entrar em contato sobre conteúdo, produtos e serviços relevantes. Você pode cancelar a assinatura dessas comunicações a qualquer momento. Para ter mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Guia do desenvolvimento profissional

Melhore o seu desenvolvimento profissional com o nosso guia completo

  • Melhore seu perfil
  • Recomendações especiais
  • Dicas de carreira
  • Continue aprendendo
Baixando agora

Está tudo pronto!

Clique neste link para acessar este recurso a qualquer momento.

Baixe agora
Saiba mais

Nas empresas, isso é particularmente importante para complementar aqueles conhecimentos mais lógicos. Por isso, além de dominar a matemática, tecnologia ou economia, por exemplo, é preciso saber como se perseverar em situações difíceis e se relacionar bem com as outras pessoas.

Quanto mais habilidades comportamentais um profissional tem, mais fácil ele torna o trabalho dos outros colaboradores na empresa. Consequentemente, mais portas ele acaba abrindo para conseguir oportunidades na sua carreira. Falar em público, negociar e liderar são alguns exemplos de atividades que demandam boas habilidades comportamentais.

Por que as habilidades comportamentais são tão importantes na empresa?

Os recrutadores estão sempre de olho nesse recurso pessoal valioso. Isso porque ele é fundamental para o desenvolvimento coletivo dentro dos negócios. Uma pessoa que é boa nas suas atividades apresenta um bom desempenho individual. Mas, uma pessoa que é boa com pessoas, puxa o desempenho da equipe toda para cima.

Além disso, é muito mais agradável, fácil e construtivo conviver com pessoas que se relacionam bem, que sabem lidar com as próprias frustrações e que não desistem no primeiro “não”, concorda? Logo, as habilidades comportamentais do indivíduo são um componente-chave para a boa convivência e um clima organizacional saudável.

De certa forma, as habilidades comportamentais poderiam ser chamadas também de “habilidades humanas” e estão intimamente relacionadas à inteligência emocional, à capacidade de sair de situações delicadas, à promoção de uma comunicação limpa e objetiva, e assim por diante. Tudo isso se converte em benefícios expressivos para as empresas.

Ao analisar com um pouco de profundidade, você perceberá que é muito mais fácil treinar as habilidades técnicas de uma pessoa do que ensinar a ela um comportamento diferente do habitual. Uma pessoa que não sabe redigir um contrato vai acabar aprendendo pelo método de repetição. Porém, um indivíduo com uma mentalidade pessimista, por exemplo, pode não ter a mesma sorte.

Por isso, os negócios estão começando a perceber que vale mais a pena contratar um talento com base no seu comportamento do que no seu conhecimento. É óbvio que, em uma situação ideal, ambas as capacidades deveriam andar lado a lado. Mas se for preciso escolher uma em detrimento de outra, então, podemos dizer que o comportamento deveria vir em primeiro lugar.

Confira um exemplo

Bem, suponhamos que a sua empresa tenha contratado o melhor gestor de TI que o seu time já viu. Ele é habilidoso, rápido e tem um vasto e profundo conhecimento sobre a sua área de atuação. Porém, sempre que pedem para que ele faça uma apresentação de um novo projeto, ele trava. Por mais que o time todo saiba que ele tem muito domínio sobre o que faz, suas falas são tão inseguras que mostram o contrário.

Certamente essa pessoa não está preparada para estar à frente de uma equipe toda e levar adiante os trabalhos mais criativos do grupo. Por outro lado, um profissional com boas habilidades comunicativas, extrovertido e com boas relações, pode facilmente assumir esse lugar, ainda que saiba menos que o primeiro.

Mas, atenção: não estamos sugerindo colocar uma pessoa inexperiente em cargos importantes só porque ela sabe falar bem. Só que para um cliente, pode ser muito mais atrativo negociar com alguém capaz de dizer “não tenho essa informação agora, mas posso verificar para você e explicar na próxima semana” do que uma pessoa que fica nervosa e gagueja, mesmo que saiba o que está falando.

[Baixe agora] Guia exclusivo para se tornar  um ótimo profissional

Agora que você sabe por que as habilidades comportamentais são tão fundamentais nas empresas, está na hora de entendermos melhor quais delas vêm sendo mais valorizadas nos últimos tempos. Nossa dica é que você aproveite para anotar aquelas que acha que precisa desenvolver. Olha só!

1. Inteligência emocional

A primeira grande habilidade comportamental a desenvolver é a inteligência emocional, ou seja, a capacidade de lidar bem com a variação das suas emoções. Isso não significa ser indiferente ao que acontece, mas conseguir extrair o melhor das situações por meio das sensações de medo, insegurança, estresse, tensão e até mesmo felicidade.

Quando o seu corpo desenvolve uma nova emoção, ele está gerando uma série de estímulos bioquímicos que, quando bem utilizados, podem trazer ótimos resultados. Quando você está com raiva porque se indignou com uma injustiça, pode usar essa força “incontrolável” para trabalhar em uma forma de resolver o problema em vez de discutir com os colegas, por exemplo.

2. Agilidade para aprender

Já parou para observar quanto tempo você leva para aprender e dominar algo novo? A habilidade da aprendizagem pode ser treinada e aprimorada com o tempo, especialmente se você entender como funciona a dinâmica do nosso cérebro quando somos expostos a um novo conhecimento.

Inclusive, você fixa muito mais algo que acabou de aprender enquanto você tenta ensinar isso para outra pessoa. É por isso que compartilhar o que você sabe faz com que seja melhor profissional do que a pessoa que guarda tudo para si.

3. Liderança

A habilidade de liderar não é para qualquer um. Em muitos casos, forçar uma certa autoridade na liderança pode botar tudo a perder. É por isso que existe a ideia de que a liderança é uma habilidade nata. Mas a verdade é que ela pode ser desenvolvida.

Você precisa aprender a se relacionar bem com as pessoas, assumir alguns riscos calculados e, principalmente, ser o exemplo que quer que as pessoas sigam. Bons líderes são aqueles que inspiram outros indivíduos e estão lá para eles, contribuindo para que todos se desenvolvam juntos.

4. Negociação

É impossível falar sobre as habilidades comportamentais mais importantes sem mencionar a capacidade de negociação. Muitas pessoas acham que negociar bem é convencer alguém de alguma coisa, mas a verdade não é bem essa.

Será que você é realmente capaz de entrar em uma negociação com uma pessoa a fim de achar a melhor solução para ambos, sem pender mais para o seu lado? Negociar é conciliar interesses e, muitas vezes, isso diz respeito a abrir mão de algo importante para você. Além disso, é fundamental ter uma boa escuta ativa e se colocar no lugar do outro para entender suas reivindicações.

5. Pensamento crítico

Ter um pensamento crítico significa, sobretudo, não se contentar com um ponto de vista que é oferecido para você. Afinal, isso pode ser a fonte para muitos conflitos organizacionais. Se alguém diz que é impossível criar uma solução para um problema, questione isso. Coloque sua própria cabeça para ligar os pontos e descobrir cenários e caminhos diferentes.

Uma forma de fortalecer o seu pensamento crítico é sempre se manter a par de vários assuntos. De notícias a livros de gestão estratégica, quanto mais informações você tiver à sua disposição, mais fácil será pensar “por si mesmo”, sem comprar a perspectiva de outra pessoa.

6. Comunicação

É claro que uma boa oratória e uma comunicação eficiente são fundamentais para você se tornar mais confiável e convincente. Por isso, quanto antes você conseguir trabalhar a qualidade da sua comunicação, melhor. Expressar suas ideias com clareza e argumentar a favor do que você deseja são recursos fortes para conquistar avanços expressivos na sua carreira.

A melhor forma de melhorar as habilidades de comunicação é investir na leitura. Diversos gêneros e estilos linguísticos darão a você um vasto arsenal de termos, facilitando que você encontre a palavra certa, na hora certa. Além disso, não se esqueça de desenvolver e treinar a sua escuta ativa, já que só é possível responder bem a alguém quando você presta atenção ao que está sendo dito.

7. Criatividade

A criatividade é a habilidade de milhões. Ela é almejada por muitos gestores e profissionais, afinal, uma pessoa criativa nunca se vê sem opções. Mesmo que tudo pareça estar indo muito mal, pessoas criativas tiram coelhos de cartolas para contornar as situações.

Para isso, é fundamental que você tenha considere alguns elementos:

  • não tenha medo de falhar;
  • leia muito, de gibis a dicionários;
  • tenha curiosidade sobre todos os assuntos;
  • amplie seu repertório de amigos;
  • experimente coisas novas;
  • faça combinações ousadas.

Com esses pequenos truques, você se tornará uma pessoa cada vez mais criativa e cheia de ideias, que a maioria parece não ter.

8. Produtividade

Por fim, temos a produtividade. É preciso saber sair de onde você está e chegar aonde quer em um ritmo constante, construtivo e seguro para o seu bem-estar. Muitas pessoas confundem produtividade com excesso de trabalho, o que leva a uma rápida estafa e o efeito oposto.

Ter produtividade depende de conhecer muito bem quais são as suas obrigações, como você vai executá-las de forma eficiente e que estratégias usará para manter a disciplina no meio do caminho. E você tem que fazer isso tudo intercalando momentos de trabalho e lazer, de forma que a sua mente se oxigene e se mantenha eficiente.

Também será fundamental aprender a fazer a gestão do seu tempo, priorizando as tarefas mais importantes e parando de procrastinar seus deveres. Assim, encontrará aos poucos um ritmo de trabalho que funcione para você.

Como desenvolver essas habilidades?

Desenvolver habilidades comportamentais vai depender de boa vontade, disciplina e autocontrole. Você está prestes a embarcar em uma jornada que vai, literalmente, mudar o seu comportamento. Por isso, é preciso ter a base certa para que a transformação aconteça. Acompanhe!

Invista no autoconhecimento

O primeiro passo é dedicar tempo para descobrir quais são as suas habilidades atuais e que tipo de capacidade você quer desenvolver ou aprimorar. É preciso reconhecer que você tem dificuldades em algo para começar a trabalhar nisso. Então, faça uma lista das habilidades que você tem e, depois, das que você não tem, mas gostaria de adquirir. Organize-as em ordem de prioridade para trabalhar uma por vez.

Invista nas habilidades individuais

Nem todo mundo precisa ter as mesmas habilidades. Escolha aquelas que têm a ver com o que quer conquistar ou quem você quer ser. Se a sua profissão não exige que você faça excelentes negociações, por exemplo, talvez não precise se dedicar tanto às habilidades de negociação. Quanto mais interesse você tiver em desenvolver aquilo que deseja como indivíduo, mais fácil será trabalhar nisso.

Participe de eventos e palestras

Uma das formas mais fáceis de aprender novos comportamentos é entrando em contato com novas informações sobre como o seu corpo e a sua mente funcionam e de que maneiras você pode alterar isso. Uma oportunidade para isso é participar de eventos profissionais, entrar em contato com outras pessoas e compartilhar conhecimentos.

Faça networking

Também é muito importante que você se dedique a construir relações com pessoas do seu interesse no círculo profissional. Isso é benéfico por uma série de razões, desde compartilhar suas histórias e aprender com a dos outros, até conseguir captar parcerias, negócios, indicações e muito mais. Além disso, você estará treinando as suas habilidades interpessoais o tempo todo.

Você deve ter percebido que aprimorar suas habilidades comportamentais pode ser um verdadeiro desafio, não é? Mas todo esse processo é recompensador, afinal, são recursos que você terá à sua disposição em qualquer circunstância.

Boas habilidades comportamentais ajudarão você a subir na carreira, construir relacionamentos mais saudáveis, conquistar a confiança das pessoas e, principalmente, ser um profissional mais humano. Diante de tudo isso, aprimorar suas habilidades técnicas será apenas um detalhe.

E se você gostou do que viu por aqui, aproveite para conhecer 7 dicas de produtividade que vão mudar a sua forma de trabalhar!

New call-to-action

Artigos relacionados

Somos comprometidos com a sua privacidade. A HubSpot usa as informações que você nos fornece para entrar em contato sobre conteúdo, produtos e serviços relevantes. Você pode cancelar a assinatura dessas comunicações a qualquer momento. Para ter mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Pop up para INVISTA NO SEU DESENVOLVIMENTO MELHORE O SEU DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

Seu guia exclusivo para se tornar um ótimo profissional

Marketing software that helps you drive revenue, save time and resources, and measure and optimize your investments — all on one easy-to-use platform

START FREE OR GET A DEMO