Seja durante a visita a um site, seja em uma pesquisa no Google ou, mesmo, ao interagir nas redes sociais, uma coisa é certa: algum tipo de anúncio você vai encontrar. Não apenas porque a publicidade digital deve ter o maior crescimento dos últimos 15 anos, mas também porque novos formatos, como o rich media, estão cada vez mais presentes nas estratégias de marketing.

Entenda como tornar mais eficiente as suas estratégias de tráfego pago e  orgânico

Afinal, é preciso inovar e procurar novas possibilidades para atrair o público e fazê-lo interagir com a marca, e o rich media tem o potencial de superar esse desafio em um meio repleto de informações de todos os lados e consumidores cansados de anúncios. Essa ferramenta oferece uma performance melhor do que os anúncios tradicionais, com taxas de clique que superam os anúncios de banners padrão, em 267%.

Quer saber mais sobre essa poderosa estratégia de anúncios de mídia interativa? Continue a leitura, a seguir!

Você já deve ter aberto o YouTube e visto um banner contendo um vídeo e algum tipo de proposta interativa, certo? Isso é um tipo de rich media, um anúncio digital que sai do convencional e traz uma verdadeira experiência para o usuário.

Enquanto algumas plataformas, como o TikTok e o Clubhouse, já trazem essa proposta em anúncios de vídeo e áudio, é possível promover essa interação também em sites, outros aplicativos e redes sociais.

O formato rich media utiliza a tecnologia HTML5 para ser construído. Pode ser usado em diferentes plataformas, inclusive na sua estratégia de marketing para redes sociais, além de incluir conteúdos como vídeos, jogos, áudios, animações e outras opções interativas que chamem mais a atenção do que a imagem estática, e que gerem mais cliques e engajamento.

Por que investir?

Como falamos, o formato rich media possibilita mais interatividade e, por chamar mais a atenção com os recursos de mídia avançados, tem um melhor desempenho em comparação com os anúncios tradicionais estáticos. Além disso, essa estratégia pode ser utilizada em sites ou redes sociais, como o Facebook.

Veja, a seguir, bons motivos para investir nesse formato de anúncio digital.

Aumento da visibilidade

Além de ser mais eficientes para chamar a atenção do usuário, os anúncios de rich media têm uma taxa de clique maior do que os convencionais, aumentando a visibilidade da marca e a atração de leads para o funil de vendas.

Possibilidade de análise do desempenho

A tecnologia utilizada nesse formato permite que os profissionais acompanhem as métricas de engajamento e interação em diferentes níveis. Entre eles, número de expansões do anúncio, saídas, porcentagem de usuários que assistiram ao vídeo completo, entre outros dados mais específicos.

Melhoria da interatividade com o público

Enquanto os anúncios tradicionais permitem apenas o clique, o formato rich media propõe uma interatividade mais completa, com jogos, vídeos e áudios que levam a peça para além da resposta à CTA.

Quais os principais exemplos?

Existem alguns tipos principais de rich media, ou seja, formatos mais usados para criar esses anúncios digitais. Afinal, apesar de eles usarem mídias interativas, como vídeos, não se limitam apenas a esse ponto. Confira alguns dos principais formatos de rich media.

Banner

Descrito pelo Google como o formato mais básico de rich media, o banner tem tamanho e posição fixos na página ou aplicativo em que será exibido. O diferencial fica por conta da interatividade, com vídeos, áudios e até mesmo jogos para chamar a atenção do público. Esse formato pode ser encontrado em diferentes plataformas, como o LinkedIn.

Expansível

Nesse formato, o criativo desenvolvido como rich media pode ser expandido pela interação do usuário, como cliques ou mesmo passagem do mouse, ou ainda, automaticamente, ao terminar de carregar o conteúdo da página.

Com o tipo expansível, o conteúdo é apresentado em um formato minimalista antes de ser totalmente exposto para o usuário. É uma ótima ferramenta para gerar curiosidade e despertar o interesse.

Intersticial

Esse anúncio é flutuante, ou seja, aparece sobre o conteúdo de uma página, seja no topo, seja em tela cheia nos momentos entre as trocas de páginas em um mesmo site. O intersticial também pode ser formatado para ocupar uma posição fixa na tela, enquanto o usuário rola a página.

Push-down

O push-down, ao contrário do formato anterior, não sobrepõe o conteúdo da página. Nesse formato, ao expandi-lo, o usuário visualiza o anúncio completo, que por sua vez, "empurra" o conteúdo da página mais para baixo.

Expansível multidirecional

Esse formato funciona como o expansível, mas de forma automática em um dos lados da página. Se for configurado à direita, o conteúdo será expandido automaticamente do lado direito do site, e vice-versa. Você pode conferir alguns dos exemplos de rich media da galeria particular do Google para se inspirar.

Como usar esse recurso na estratégia digital de sua empresa?

Segundo o Wyzowl, 86% dos profissionais de marketing afirmam que vídeos foram efetivos nas estratégias de geração de leads, recurso visual já utilizado em anúncios encontrados no Pinterest, por exemplo. Ao mesmo tempo, 92% dos profissionais também reforçam a importância desse recurso em suas estratégias de marketing.

Ao aplicar o formato rich media na sua estratégia de marketing digital, é importante entender como a interatividade proposta se relaciona com o público, quais os objetivos do seu anúncio e como você pretende observar as métricas dessa campanha. Além disso, também é essencial definir qual o comportamento esperado do usuário e como isso impacta a experiência dele com o produto ofertado e a sua marca.

Por isso, vale a pena investir nesse recurso na sua estratégia digital para atrair a atenção do público com mais elementos visuais e interatividade na experiência do usuário. Além disso, esse formato tem potencial de aumentar a taxa de cliques e trazer insights interessantes e mais detalhados sobre a sua estratégia.

Agora que você já sabe o que é rich media e como utilizar esse recurso, conheça o Marketing Hub da HubSpot e mantenha um relatório personalizado da sua estratégia digital!

Tráfego pago e tráfego orgânico: melhores estratégias e quando usar cada um

 

 Entenda como tornar mais eficiente as suas estratégias de tráfego pago e orgânico

Originalmente publicado 17/08/2022 07:30:00, atualizado Agosto 17 2022

Temas:

Redes Sociais