White hat vs. black hat: As práticas boas e ruins do SEO

Guia do SEO
Maria Coppola
Maria Coppola

Atualizado:

Publicado:

Ter um site no topo do Google é resultado de muito esforço e paciência. Atualmente, a estratégia mais usada por aqueles que miram esse objetivo é o SEO (Search Engine Optimization). Mas o que muitos não sabem é que existem duas maneiras de colocar essas técnicas em prática. Estamos falando de Black Hat e White Hat.

Você já ouviu falar em Black Hat e White Hat?

Black Hat é como são chamadas as estratégias que quebram regras, passam por cima dos padrões e tentam pegar todos os atalhos possíveis para chegar ao objetivo sem muito trabalho. Quem aplica o White Hat, por outro lado, acredita que colherá bons frutos após muita dedicação e esforço, utilizando ferramentas de SEO sem prejudicar a experiência dos usuários e tendo persistência, para que seu trabalho seja reconhecido com o tempo.

Guia completo de SEO

Tudo que você precisa saber sobre SEO para melhorar o seu tráfego orgânico

  • Dicas de Palavras chave
  • Estratégia de SEO
  • Melhore seus resultados
  • Traga leads para o site
Saiba mais

    Baixe agora

    Todos os campos são obrigatórios.

    Está tudo pronto!

    Clique neste link para acessar este recurso a qualquer momento.

    Muitas vezes, as práticas consideradas ruins, ou Black Hats, podem trazer resultados rápidos e encher os olhos de quem queria ver um site no topo. Mas essa é uma ação que vai contra as diretrizes do Google e que gera consequências negativas para os praticantes.

    É por isso que você precisa conhecer as diferenças entre White e Black Hats, para que possa adotar as melhores práticas no seu site. Se quer ficar por dentro, confira este artigo até o final!

    Para conseguir esse resultado rápido, os praticantes de Black Hat utilizam técnicas injustas para burlar o sistema, com o risco de serem pegos e penalizados por suas atitudes. Tudo isso porque as estratégias adotadas vão contra aquilo que o Google deseja oferecer para os usuários.

    O algoritmo do Google faz uma varredura nos URLs para oferecer nos resultados de busca páginas que ofereçam conteúdo relevante para o usuário, considerando, por exemplo, a pesquisa de palavra-chave. Mas os sites que são otimizados utilizando técnicas Black Hat miram exclusivamente o topo das páginas de resultados. A intenção é apenas ranquear utilizando estratégias pobres, com pouco ou praticamente nenhum planejamento.

    Manipulando as regras dessa forma, os sites que utilizam Black Hats até podem ficar à frente dos demais. O problema é que cometer alguma dessas violações acarreta em punições para o site, assim que elas são detectadas.

    Dependendo do que é feito, a página pode ser rebaixada drasticamente muitas posições ou até mesmo ser excluída dos resultados de busca. Optar pelo Black Hat pode acabar com toda a reputação do seu website frente ao Google, independentemente de boas práticas já terem sido usadas no mesmo endereço.

    Quem escolhe praticar o White Hat segue as regras do jogo, utilizando ferramentas de SEO de acordo com aquilo que é válido para todos e em conformidade com o que é considerado ético. Assim, é garantida uma competição justa entre os sites.

    Essas estratégias visam acrescentar às páginas conteúdos interessantes, otimizados e produzidos de acordo com a lógica utilizada pelo próprio algoritmo do Google. Ou seja, com o White Hat, as posições mais altas são alcançadas devido ao planejamento e ao trabalho realizado para disponibilizar informações úteis e relevantes, capazes de levar a uma experiência positiva.

    Sem dúvidas, é mais trabalhoso adotar o White Hat, já que as boas práticas demandam tempo, dedicação e criatividade. Mas é isso que faz os objetivos serem alcançados de forma justa e possibilita que o site tenha uma vida longa, sem riscos de punição. Essa é a opção indicada e correta para alcançar ótimos resultados e, consequentemente, uma reputação cada vez melhor diante dos usuários.

    Faça o download do nosso guia para aprender tudo sobre SEO

    Quais são as diferenças existentes entre Black e White Hat?

    Pode parecer que isso tem a ver com falta de conhecimento técnico ou de competência, mas a diferença entre Black Hat e White Hat não está necessariamente no domínio das técnicas, e sim na questão da ética.

    Tanto os profissionais Black Hat quanto os White Hat são inteligentes, habilidosos e conhecem as estratégias e o checklist de SEO que deve ser utilizado para colocar um site no topo. A diferença é que quem segue as regras pega o caminho que todos estão seguindo, e quem pratica Black Hat cria seus próprios atalhos para chegar lá mais rápido.

    Outra diferença muito marcante entre as duas práticas são os resultados alcançados. Utilizando métodos duvidosos, você acende uma fogueira apenas com palha. Ou seja, em pouco tempo, terá um fogo muito alto, mas que vai durar apenas alguns minutos. Enquanto que, ao acender uma lareira utilizando lenha, é possível ter um fogo duradouro, que permanecerá estável por horas.

    Não podemos nos esquecer também da qualidade do conteúdo e da experiência oferecida para os visitantes. Seguindo as regras do jogo, você acrescenta muito conteúdo em seu site para o usuário que pesquisa no Google, fazendo com que seu endereço ganhe autoridade.

    Quem pratica o Black Hat pode conseguir alguns cliques enquanto está no topo, mas não terá uma audiência fiel, já que não oferece nada de útil ou de interessante.

    A técnica da enganação

    O Black Hat tem o objetivo de enganar os algoritmos do Google para que eles se confundam e recomendem o site para o usuário, ainda que a qualidade do conteúdo seja baixa. Ao mesmo tempo, os usuários também são enganados, já que não encontram o conteúdo que estavam procurando e ainda acessam sites que utilizam várias artimanhas, como palavras-chaves escondidas, comentários falsos e assim por diante.

    Não há como negar que em algum momento os sites que utilizam Black Hat serão pegos pelo Google e penalizados, conforme já explicamos. Essa é uma prática, então, daqueles que não pretendem permanecer muito tempo no ar.

    Essa é mais uma diferença significativa em relação ao White Hat. No caso deste, as regras são seguidas justamente para que o site tenha longevidade e consiga seguir degrau por degrau até conquistar o topo. Quando são utilizadas as estratégias corretas, essa subida pode ser muito veloz.

    O melhor caminho a seguir é estudar e aprimorar as próprias técnicas, inclusive acompanhando todas as mudanças e atualizações que acontecem no algoritmo do Google, para manter um SEO on page e demais otimizações sempre adequadas e alinhadas a essas tendências, garantindo assim um excelente posicionamento.

    Quais técnicas podem ser utilizadas por cada um?

    Pelas informações que deixamos até aqui, você já deve ter percebido que outra diferença marcante entre Black Hat e White Hat são as técnicas aplicadas em cada um. A seguir você confere quais são as principais práticas nas duas situações.

    Black Hat

    O Black Hat é uma terra sem lei. Não existe nenhum limite sobre aquilo que será feito para conquistar as primeiras posições. Basicamente, vale tudo, e diversas ações podem ser utilizadas nesse sentido. De toda forma, algumas são mais praticadas. Confira a seguir quais são elas.

    Keyword Stuffing

    Os Black Hats também utilizam palavras-chave em seus sites e páginas. A diferença é que, nessa prática, a densidade é muito maior. Os termos são acrescentados diversas e diversas vezes dentro de um texto ou no próprio site, fazendo com que a ocorrência seja massiva.

    Link Farming ou “cultivo de links”

    É um enorme grupo de páginas diferentes que linkam para o mesmo website. O intuito é manipular o posicionamento de determinada palavra-chave usada no texto dessas páginas, para que todas alcancem uma posição melhor.

    Content Spamming

    São os comentários disparados em forma de spam, trazendo sempre a mesma mensagem. Eles são publicados de maneira automática em vários websites e carregam links que direcionam para uma página. O objetivo é linkar essa página a todo custo.

    Cloaking

    O conteúdo apresentado para os usuários é diferente daquele que realmente existe na página. O algoritmo é enganado para entender que aquilo é útil e relevante, mas quando o usuário clica, encontra uma realidade bem diferente, com textos e links escondidos, por exemplo.

    Scrapping

    É a cópia de conteúdo de outros websites: ou seja, repetição, e não originalidade. Mas não estamos falando apenas de plagiar o conteúdo de um artigo, e sim de copiar tudo aquilo que existe em outro site, inclusive meta tags, imagens e descrições.

    Unrelated keywords

    Sabe quando você está lendo um texto e se depara com uma palavra sem o menor sentido no meio dele? Possivelmente essa é uma prática de Black Hat. Nela, são acrescentadas palavras-chave que não condizem com o conteúdo da página. Pode ser, por exemplo, bordões da internet, memes ou então o nome de celebridades.

    White Hat

    Se você faz a otimização do seu site e das suas páginas, então, já deve conhecer diversas técnicas que são praticadas no White Hat, uma vez que elas fazem parte do dia a dia para colocar o conteúdo em evidência no Google. Veja a seguir as principais.

    Guest Blogging

    Consiste em escrever em outros blogs para gerar um link apontando para seu website, assim como convidar pessoas para escreverem em seu blog e oferecer conteúdo de qualidade para os usuários.

    Link Baiting

    É a criação de um conteúdo inédito, interessante, sensacionalista. Tudo isso incita as pessoas a compartilharem, lerem e divulgarem sua página, fazendo com que mais links apontem para o seu website.

    Quality Content

    Esse não é nenhum segredo. Oferecer uma leitura de qualidade e ser uma fonte de informação relevante é uma arma poderosíssima que qualquer um pode ter nas mãos. Seja referência na sua área e torne os usuários cada vez mais fiéis à sua página, apenas pelo fato de oferecer algo que realmente seja construtivo e interessante.

    Internal Linking

    Utilizar-se do próprio conteúdo para linkar para outras páginas do seu website e aumentar sua autoridade. Fazemos isso ao acrescentar links de outros artigos do blog dentro de um conteúdo, ou mesmo ao apontar para uma página de contato ou de um produto da loja virtual.

    Site Optimization

    São recursos sem nenhum custo adicional que podem ser feitos com uma dose de tempo e planejamento, como otimização de títulos e inclusão de descrições e palavras-chave. Tudo isso pode parecer pouco, mas são os detalhes que fazem a diferença em todo o conjunto de ações.

    Vale a pena colocar tudo em jogo?

    Sempre tem a moral da história, não é mesmo? Os vilões sofrem as consequências por seus atos mal intencionados e os mocinhos são recompensados pelas ações. No mundo do SEO não é diferente!

    Tomar a decisão certa, levando em consideração os riscos e benefícios das técnicas que serão utilizadas, só traz benefícios. Concordamos que é muito tentador saber que existem caminhos mais curtos e que podem render resultados rápidos, mas avalie se vale a pena se arriscar dessa forma.

    Não é preciso pensar duas vezes para saber que não é vantajoso correr o risco de ter o site excluído do Google por causa de técnicas ilegais. Mesmo que você tenha um pouco mais de trabalho, é preferível ser um White Hat e oferecer uma boa experiência para os usuários.

    Adotando as boas práticas, você não vai se complicar com o Google e ainda vai obter mais confiança por parte do seu público. Além disso, alcançará resultados muito mais valiosos, que vão durar por anos e anos consecutivos. Considere, também, que as altas posições do seu site nas buscas serão uma prova de competência.

    O que podemos concluir, então, é que o Black Hat de fato consegue alcançar fama, mas ela é passageira. Com as práticas de White Hat, você ganha respeito e alcança autoridade no assunto.

    Gostou do conteúdo? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber uma seleção de conteúdos com temas do seu interesse para ficar por dentro de tudo!

    guia completo de seo

    Tópicos: SEO

    Artigos relacionados

    Pop up para GUIA DO SEO APRENDA A MONTAR A MELHOR ESTRATÉGIA PARA ATRAIR TRÁFEGO ORGÂNICO

    Nosso guia completo com tudo o que você precisa saber sobre SEO

      Pop up para GUIA DO SEO APRENDA A MONTAR A MELHOR ESTRATÉGIA PARA ATRAIR TRÁFEGO ORGÂNICO

      Marketing software that helps you drive revenue, save time and resources, and measure and optimize your investments — all on one easy-to-use platform

      START FREE OR GET A DEMO