Nesta era digital, entender o que são as assistentes de voz e como a tecnologia pode revolucionar o ambiente corporativo é essencial. Com estratégias inteligentes, essa inovação vem "remodelando" a maneira como todos nós interagimos com os recursos tecnológicos e, claro, com as marcas.

Desde a Google Assistente até as assistentes de voz virtuais personalizadas, é válido pontuar que cada tipo de solução oferece uma gama de funcionalidades que têm o potencial de elevar os níveis de eficiência no âmbito empresarial. Hoje em dia, a integração com a ferramenta não é só mais uma tendência, viu?!

Trata-se de um posicionamento estratégico para manter a sua marca à frente no competitivo mercado de negócios. A hora de se destacar é agora!

 

Download gratuito

As principais tendências da Inteligência Artificial para profissionais de Marketing

Nova pesquisa da HubSpot mostra como profissionais de marketing estão usando ferramentas de IA

 

E aí? Que tal já ficar por dentro dos principais tópicos sobre o tema? Continue a leitura deste post! Vamos juntos!

Inclusive, entre as suas principais vantagens e aplicações nas corporações, podemos citar:

  • a automatização de tarefas e o aumento da eficiência operacional;
  • a melhoria da experiência do público;
  • a viabilização da análise de dados e da obtenção de insights de negócios;
  • a inovação e o desenvolvimento de produtos/serviços;
  • o gerenciamento de riscos e da segurança;
  • a gestão dos Recursos Humanos (RH) e dos talentos que integram o quadro de pessoal da companhia.

Explorando os distintos tipos de assistentes de voz, as empresas podem descobrir novas maneiras de interagir com os seus consumidores e de melhorar os fluxos de trabalho internos. Mas o presente cenário é só o começo de uma jornada rumo à transformação digital: a Inteligência Artificial será indispensável para o crescimento e para o sucesso empresariais.

Só existe uma forma de implementar a IA?

Não! Na realidade, existem várias frentes e formatos nos quais a IA pode ser implementada no contexto organizacional. Ultimamente, como vimos, o uso da Inteligência Artificial na integração a assistentes de voz e a outros tipos de assistentes virtuais está se firmando como uma necessidade para os empreendimentos que querem continuar competitivos.

De acordo com uma pesquisa desenvolvida pela Ilumeo, por exemplo, 67% dos brasileiros entrevistados afirmam que já utilizaram o serviço de assistente de voz, pelo menos, uma vez.

No entanto, na implementação da IA no âmbito corporativo, o ideal é que três elementos sejam levados em conta: o contexto operacional, os recursos disponíveis e os objetivos preestabelecidos. Ao considerá-los, torna-se possível recorrer à Inteligência Artificial no meio empresarial, por exemplo, com:

  • o uso de Machine Learning (ou "Aprendizado de Máquina", em português), a partir do desenvolvimento de modelos preditivos voltados à previsão de tendências, à segmentação do público, à análise de dados etc.;
  • a utilização de algoritmos de otimização, tornando menos complexas a logística, a programação da produção e a alocação de recursos;
  • a geração automática de conteúdos, englobando a criação de textos, e-mail marketing, landing pages, imagens etc.

[Relatório Completo] Conheça as principais tendências da IA para Marketing

Inclusive, essas funcionalidades fazem com que a tecnologia possibilite uma ampliação da acessibilidade, bem como o alcance de diferentes tipos de potenciais clientes pelo seu negócio, viu?!

Como dito, a utilização das assistentes de voz está crescendo no nosso país. Mas, apesar dessa realidade, é natural imaginarmos que o seu funcionamento e a sua aplicabilidade ainda não estejam tão claros a todos — até mesmo aos profissionais de marketing.

O fato é que, cada vez mais, o domínio desses aspectos vem se revelando crucial para que possamos vislumbrar o potencial de retorno financeiro desse recurso para os negócios. Então, no tópico seguinte, vamos abordá-los em mais detalhes, combinado?! Confira!

1. Reconhecimento de voz

As assistentes de voz usam tecnologias de reconhecimento de voz para a compreensão de comandos falados. As soluções analisam as palavras ditas pelo usuário e, em seguida, convertem-nas em texto, de modo que o sistema possa processar a solicitação.

Ou seja, ocorre a codificação em um formato que gera ações. Por exemplo: você pode usar a assistente de voz do seu smartphone para conferir o clima e/ou para fazer uma chamada. Simples assim!

Então, quando as marcas oferecem uma experiência de compra integrada a essa nova tecnologia, o potencial consumidor pode efetuar um pedido somente ditando o comando para a assistente virtual. É a praticidade que grande parte das pessoas espera atualmente, concorda?!

2. Processamento de Linguagem Natural (PLN)

Após converter a fala em texto, a assistente usa o PLN para entender o contexto e o significado. A medida permite que a aplicação interprete comandos complexos e mantenha conversas mais naturais com os usuários.

A popularidade dessas ferramentas é tão grande que até as crianças já estão interagindo com as assistentes de voz, sabia?! Recentemente, por exemplo, o caso de um garotinho brasileiro viralizou nas redes sociais, já que ele "conversava" com a Alexa, da Amazon, para pedir ajuda com as tarefas de Matemática!

3. Execução de tarefas

E não para por aí: baseadas no entendimento dos comandos, as assistentes de voz podem executar uma variedade de tarefas. Como exemplos, podemos citar:

  • definir alarmes;
  • reproduzir músicas;
  • fornecer informações meteorológicas;
  • controlar dispositivos inteligentes em casa;
  • fazer pesquisas na Internet.

4. Aprendizado de Máquina

Muitas assistentes de voz utilizam o Machine Learning para melhorar a precisão e a eficiência das suas respostas. Na prática, as soluções "aprendem" com as interações anteriores e, no futuro, conseguem fornecer retornos mais precisos e personalizados. Incrível, né?!

5. Privacidade e segurança

Cada vez mais, questões relativas à privacidade e à segurança se tornam importantes no uso de assistentes de voz, já que essas tecnologias processam dados pessoais e informações sensíveis. Inclusive, é por isso que as empresas que desenvolvem essas aplicações de Inteligência Artificial estão continuamente trabalhando para elevá-las.

O propósito? Simples! Oferecer aos usuários um controle maior sobre os seus próprios dados.

6. Integração a outros sistemas e dispositivos

Por fim, é válido destacar que as assistentes de voz também podem ser integradas a uma ampla gama de sistemas e dispositivos, como:

  • smartphones;
  • alto-falantes inteligentes;
  • carros;
  • eletrodomésticos inteligentes;
  • sistemas de automação residencial etc.

Diante disso, pode-se falar da criação de um ecossistema altamente conectado, que simplifica o cotidiano e eleva a acessibilidade. Ou seja, estamos cada vez mais próximos de um estilo de vida mais conveniente, prático e eficiente.

Agora, aproveitando o gancho, se você quiser se aprofundar em todas as funcionalidades que a era da inovação atual disponibiliza e no modo como cada uma delas impacta o contexto corporativo, vale a pena visitar o blog da HubSpot e conferir outras publicações interessantes como esta!

Na era da transformação digital, as assistentes de voz emergem como uma ferramenta revolucionária para as estratégias de marketing e de vendas. Com a crescente popularidade de dispositivos habilitados para a voz — como smartphones e alto-falantes inteligentes —, as marcas têm uma oportunidade única de se conectar com os consumidores de uma forma inovadora e personalizada.

Aliás, a conexão entre empresas e clientes é um ponto de contato essencial na experiência do público, com potencial de fidelizar e aumentar a recorrência de compras. Trata-se de um recurso que pode ser aplicado em uma estratégia com foco em retenção e em redução do custo de aquisição.

Portanto, conhecer as possibilidades de implementação das assistentes de voz viabiliza que os profissionais de marketing desenvolvam táticas integradas de maneira efetiva para impulsionar o engajamento e a receita. Vamos simplificar?! Veja os tópicos abaixo!

1. Otimização de buscas por voz

Uma das primeiras etapas para integrar as assistentes de voz a estratégias de marketing envolve otimizar o conteúdo para buscas por voz. É necessário focar palavras-chave de cauda longa e frases naturais que os usuários são mais propensos a utilizar durante esse processo.

Inclusive, a abordagem não só melhora a visibilidade nas buscas por voz, viu?! Na verdade, também ajuda a atrair um público-alvo mais relevante.

2. Personalização do marketing

As assistentes de voz oferecem um nível de personalização que pode ser extremamente benéfico para as estratégias de marketing. As companhias podem desenvolver habilidades e/ou ações específicas para essas assistentes, por exemplo, permitindo que os usuários interajam com a marca de forma mais direta e pessoal.

Nem importa se o objetivo envolve fazer pedidos, obter recomendações de produtos e/ou serviços ou receber uma assistência, viu?! A experiência personalizada tende a aumentar a fidelidade e a satisfação do cliente.

No entanto, para alcançar o resultado esperado, é primordial contar com profissionais de tecnologia, de marketing e de Customer Experience qualificados. A visão 360º da operação é determinante para a consolidação de medidas otimizadas e integradas, focadas no público e no desempenho sustentável do negócio.

3. Aumento da visibilidade de publicidades e promoções

Algumas plataformas baseadas em IA viabilizam a publicidade direta, de modo que as marcas possam inserir anúncios e/ou promover as suas soluções. Essas ações podem ser altamente direcionadas e fundamentadas nas interações anteriores do usuário com a assistente de voz. Na prática, a medida possibilita um aumento da probabilidade de conversão — vale dizer.

4. Melhora do atendimento ao cliente

Integrar assistentes de voz ao atendimento ao cliente tende a melhorar significativamente a eficiência e a experiência do usuário. Afinal, esse tipo de ferramenta pode fornecer respostas rápidas a perguntas comuns, guiar os consumidores por meio de processos de compra e/ou solucionar problemas básicos, liberando um tempo valioso para a equipe de suporte.

Estamos falando de um recurso superinteressante para elevar o seu NPS (Net Promoter Score, ou "Índice Líquido de Promotores", em português), reduzir os custos operacionais e impulsionar a receita do seu negócio. Ou seja, é uma ação que só entrega vantagens.

5. Viabilização da análise de dados do consumidor

As interações com as assistentes de voz também geram uma quantidade relevante de dados que podem ser analisados para uma melhor compreensão dos comportamentos e das preferências dos clientes, viu?! Mais do que nunca, tais informações são cruciais para refinar as estratégias de marketing e para desenvolver campanhas mais efetivas, concorda?!

6. Entrega de experiências de marca imersivas

Por fim, as marcas podem usar essa tecnologia para criar experiências imersivas e memoráveis. A ação pode incluir narrativas interativas, jogos ou atividades que fortaleçam a conexão do consumidor com a companhia de maneira criativa e envolvente.

Como fazer as integrações necessárias?

As integrações com as assistentes de voz envolvem várias etapas técnicas e estratégicas. O intuito é garantir que os serviços oferecidos sejam eficientes, úteis e adequadamente recebidos pelos usuários.

Para te ajudar nessa jornada, a gente listou uma espécie de "passo a passo" com as principais fases e boas práticas que devem fazer parte da sua operação no uso desse novo ponto de contato com o cliente digital:

  • escolha a plataforma certa, que é aquela que parece mais adequada para o seu consumidor ideal e, claro, para os objetivos do seu negócio;
  • entenda as diretrizes e as ferramentas de desenvolvimento da plataforma selecionada;
  • desenvolva as skills (habilidades) da Alexa ou a "action" (ação) da Google Assistente por meio de uma programação de back-end e da criação de um script de diálogo;
  • foque a experiência do usuário e a interface de voz para deixar o diálogo mais natural;
  • faça a integração entre a assistente de voz e outros sistemas do seu negócio para coletar dados e promover uma experiência mais personalizada;
  • teste a programação de maneira contínua para garantir o seu bom funcionamento e a sua otimização no decorrer do tempo;
  • garanta o monitoramento da aplicação após a sua publicação e use os dados para o aprimoramento;
  • promova essa solução e eduque a sua comunidade de clientes para o uso da assistente de voz.

Como vimos, a adoção crescente de assistentes de voz pelas empresas não é uma tendência passageira. Na realidade, estamos diante de uma resposta estratégica às mudanças no comportamento do consumidor e às inovações tecnológicas.

Portanto, a progressiva integração de assistentes de voz nas estratégias corporativas reflete uma compreensão das direções futuras do mercado e um compromisso em atender às necessidades da evolução dos consumidores. Não é só uma questão de seguir a "novidade do momento", mas, sim, de se posicionar para o sucesso em um mundo cada vez mais orientado pela tecnologia de voz e pela IA.

E aí? Está pronto para impulsionar o seu negócio em 2024? Então, saiba tudo que vem por aí quando o assunto diz respeito às tendências da IA: baixe agora mesmo o e-book da HubSpot exclusivo sobre o tema!

New call-to-action

 GET HERE

Originalmente publicado 06/02/2024 06:47:00, atualizado Fevereiro 06 2024

Temas:

Inteligência Artificial