O mundo está mudando rapidamente! Se você está aqui há algumas décadas — o que é bem provável, não é mesmo? —, acompanhou algumas das principais mudanças tecnológicas da humanidade e sabe como esse foi um processo consideravelmente rápido.

 

baixe agora

as principais tendências da inteligência artificial para profissionais de marketing

nova pesquisa da hubspot mostra como profissionais de marketing estao usando ferramentas de ia

 

Em questão de anos, passamos de computadores antiquados e telefones com fio para smartphones, tablets e notebooks ultrarrápidos. Hoje, inclusive, vivemos uma nova fase: a da Inteligência Artificial (IA). E tudo indica que ela chegou para ficar!

Pensando nisso, preparamos um conteúdo sobre mais um recurso de IA: o Google Bard. Você já ouviu falar sobre ele? Continue a leitura e fique por dentro das novidades dessa ferramenta que promete!

Por isso, as interações que acontecem no Bard do Google são muito fluidas, se assemelhando às conversas que temos entre pessoas. E o mais interessante é que, como outros recursos de IA, ele tem a capacidade de aprender e armazenar informações em um banco de dados. Assim, depois, novas respostas são geradas a partir do que foi aprendido.

Essa ferramenta chega como uma aposta de IA do Google para se posicionar nesse mercado. E é bem provável que as pessoas utilizem bem esse recurso, ainda mais considerando o poder do Google como mecanismo de busca e a enorme quantidade de dados que ele administra.

Como funciona o Google Bard?

A tecnologia de conversação utilizada pelo Bard é a Language Model for Dialogue Applications, ou linguagem LaMDA, criada pelo Google em 2021. De acordo com a própria marca, ela já estava em desenvolvimento antes mesmo de outras ferramentas, como o ChatGPT (já vamos chegar nele!) entrarem no mercado.

O sistema funciona com base no cruzamento de dados a partir de comandos, gerando respostas completas e funcionais sobre os mais diversos temas. A tecnologia do Google de IA se baseia na construção de uma comunicação ainda mais complexa do que a vista em seus concorrentes.

O machine learning também está presente por aqui, fazendo com que o sistema aprenda continuamente a partir das respostas e feedbacks dados pelos usuários. Assim, a tendência é que a comunicação seja otimizada com o passar do tempo.

De modo geral, as métricas da LaMDA funcionam a partir de três critérios, que são:

  • sensibilidade, que serve para medir se uma resposta tem ou não sentido;
  • especificidade, para avaliar se ela é uma resposta genérica ou se toca em um tema de forma específica;
  • interesse, para descobrir se as respostas deixam o leitor satisfeito e curioso.

A partir disso, é possível gerar mais conhecimento para o sistema e aperfeiçoar as respostas e as interações em geral com os usuários. Então, fica uma dica: para melhorar o servidor, sempre forneça as respostas que ele pede após as interações, tudo bem?

Conheça a IA gratuita da HubSpot para criar conteúdo de marketing!

Quais são as características do Google Bard?

Confira, a seguir, algumas das especificidades do Google Bard!

Processamento de linguagem natural avançado

O Bard é capaz de compreender e processar palavras de modo a criar frases naturais e de maneira bem sofisticada. Ele é treinado em uma ampla variedade de dados linguísticos, permitindo que compreenda nuances, contextos e estruturas complexas em perguntas e comandos.

Respostas coerentes e precisas

Outra das principais características do Bard é a sua capacidade de fornecer respostas coerentes e precisas. O sistema faz uma análise do contexto e da intenção das perguntas para gerar respostas que realmente atendem às necessidades do usuário.

Capacidade de lidar com perguntas complexas

“Você quis dizer…?” Pois é: o Google acertou mais uma vez! O Bard chatbot é projetado para compreender perguntas complexas e responder a elas de maneira adequada. Ele pode até mesmo responder às famosas “perguntas de duplo sentido”, fornecendo respostas que abordam todas as nuances do questionamento apresentado.

Aprendizado de máquina contínuo

E lá vem ele de novo: o machine learning! Nesse quesito, o Bard é alimentado por técnicas de aprendizado contínuo, o que significa que ele está em constante aprimoramento.

A interação com os usuários fornece informações preciosas que fazem com que o sistema seja atualizado regularmente, buscando melhorar suas respostas ao longo do tempo.

Conhecimento abrangente e atualizado

O Bard tem acesso a uma vasta base de conhecimento. E não é para menos, concorda? Afinal, o Google detém parte considerável das informações da internet atualmente. Assim, fornecer informações atualizadas sobre diversos tópicos é algo bem mais simples para esse sistema, quando comparado a outras ferramentas.

Contexto e continuidade nas interações

O Bard também é capaz de manter o contexto das conversas, o que permite fornecer respostas coerentes ao longo de uma longa interação. Ele pode entender referências anteriores, conectar informações e manter uma linha de diálogo fluida com os usuários. Algo parecido já é feito com o ChatGPT, com o qual você provavelmente tem mais familiaridade.

[Download gratuito] - Guia completo para usar a IA generativa na criação de conteúdo

Quais são as diferenças entre o Bard e o ChatGPT?

Agora, chegamos a um ponto da conversa que é muito interessante! Afinal, quais são as diferenças entre o Bard e o ChatGPT? Embora tenham sido lançados com apenas 3 meses de intervalo, é provável que existam algumas divergências entre os sistemas, certo?

A resposta é: sim! Embora tanto o Bard quanto o ChatGPT sejam modelos de processamento de linguagem natural, existem diferenças significativas entre eles. Confira algumas a seguir!

Mecanismos de busca

A primeira diferença entre as ferramentas está na sua associação aos mecanismos de busca. O Bard é uma criação do Google e, por isso, está conectado ao seu mecanismo de busca. Já o ChatGPT é associado ao Bing.

Aprimoramento

Embora tenha sido iniciado antes, o Bard ainda é mais “cru” do que o ChatGPT, que está em estágio mais avançado. Por isso, uma versão beta do Bard foi lançada, a fim de aprimorar suas funcionalidades a partir do feedback dos usuários.

Tipos de texto

As respostas do Bard se apresentam como mais completas e sensíveis, com base nos critérios da Inteligência Artificial utilizada para formá-las. Mas é claro que isso não quer dizer que o ChatGPT não tenha boas respostas, igualmente completas e complexas.

Pesquisa por imagens

A pesquisa por imagens do Google já é uma velha conhecida dos usuários e também foi implementada ao Bard. Enquanto o ChatGPT suporta apenas entradas de texto, os usuários do Bard podem tirar fotos ou fazer uploads de imagem para interagir com o sistema.

Pesquisa por comando de voz

Novamente, sabemos que o ChatGPT trabalha apenas com textos. O Bard, por sua vez, tem uma ferramenta de comando de voz acoplada, permitindo que o usuário utilize o seu microfone para fazer as perguntas, se assim desejar.

Sugestão de tópicos

A conversação do Bard não acaba com a resposta à sua pergunta. O sistema tem a função de instigar a curiosidade do usuário, oferecendo novas fontes, sugerindo tópicos que podem interessá-lo e promovendo uma contínua interação com o servidor. Interessante, não é mesmo?

Respostas em vários estilos

Enquanto o ChatGPT tem o seu “jeitão” de responder às coisas, a personalização do Bard é muito mais otimizada, com respostas curtas ou longas, que respeitam diferentes contextos, tons de vozes e estilos de escrita.

Acesso às páginas

A interação do ChatGPT com os sites é limitada. Inclusive, o sistema informa, durante as interações, que não tem acesso a alguns tipos de informação. O Bard tem mais autonomia para capturar essas informações, como é o caso de resumos de conteúdos que estão hospedados online.

Informações atualizadas

O Bard tem acesso a informações em tempo real em seu banco de dados, fazendo com que as respostas sejam mais atualizadas e precisas do que as do ChatGPT, que trabalha com informações datadas até setembro de 2021. Ou seja: ponto muito importante!

Criação de imagens

Esse recurso ainda não está disponível, mas tudo indica que o uso de prompts de comando fará com que o Bard também tenha a possibilidade de criar imagens com base em textos liberados pelos usuários. Isso será possível a partir de uma integração com o Adobe Firefly.

Fontes das informações oferecidas

O ChatGPT falha na ineficiência em oferecer de fontes para as informações prestadas. Na verdade, ele até pode citar alguns sites e estatísticas, mas o faz de forma mais aleatória. Isso não acontece com o Bard, que permite que o usuário tenha acesso à origem de cada uma das informações passadas na resposta.

Nova chamada à ação

Como usar o Google Bard?

Se interessou por utilizar o Bard? Ele já está à disposição do público! A versão ainda é a beta, mas nada impede que você tenha acesso a várias informações úteis com apenas alguns cliques.

Para isso, basta acessar o site oficial e iniciar uma conversa por texto. No entanto, tenha atenção: o servidor, até o momento da publicação deste conteúdo, ainda não está disponível no Brasil, nem na língua portuguesa.

Há uma lista com os países e idiomas disponíveis para uso do recurso. Aconselhamos que você fique de olho para verificar se o Brasil foi finalmente incluído entre as nações que podem utilizá-lo, ok?

De todo modo, fique com algumas dicas para usar o sistema assim que ele estiver disponível por aqui:

  • faça perguntas claras e específicas, sem enrolações;
  • use uma linguagem objetiva;
  • forneça informações cruciais.

É importante lembrar que o Bard ainda está em desenvolvimento e aprimoramento. Por isso, seja paciente e considere experimentar diferentes formas de interação para obter os melhores resultados. E, claro, não se esqueça de oferecer feedbacks para o sistema se aperfeiçoar!

[Relatório Completo] Conheça as principais tendências da IA para Marketing

Afinal, para que usar o Google Bard?

É importante reforçar que essas ferramentas não substituem a força humana de criação e desenvolvimento de produtos e serviços variados. Afinal, a Inteligência Artificial não conta com questões inerentes aos seres humanos, como criatividade, sensibilidade, empatia, experiências e sentimentos diversos. Além disso, ela é passível de errar — então, tenha esse fator em mente!

Mas, como vimos, é possível utilizar esse tipo de ferramenta para fazer pesquisas, ter ideias, desenvolver estratégias, aprimorar a sua organização e muitas outras funcionalidades. A partir daí, seu potencial de criação e gestão pode aumentar consideravelmente, mas sempre acrescentando o toque especial que apenas as pessoas podem dar aos trabalhos criativos.

conheça o Assistente de Campanhas da HubSpot e comece a criar suas campanhas de marketing em minutos

 

Quais são as ferramentas de IA da HubSpot?

E é claro que a HubSpot não ficou para trás nisso tudo! Afinal, estamos sempre de olho nas tendências e desenvolvendo estratégias para oferecer o melhor aos nossos usuários.

Por isso, desenvolvemos um gerador de conteúdo que vai facilitar a sua gestão e produção de Marketing, tornando o dia a dia da sua empresa em algo muito mais simples e otimizado! E o melhor: tudo integrado a outras ferramentas da HubSpot, como o Marketing Hub.

Assim, seu time poderá criar conteúdos mais rapidamente, como e-mails, landing pages e muito mais. 

Além do gerador de conteúdo, para deixar a vida ainda mais fácil, você também conta com o assistente de campanhas da HubSpot. O Assistente de Campanhas é uma ferramenta gratuita com inteligência artificial que gera conteúdos envolventes para landing pages, e-mails de marketing e anúncios, expandindo as suas campanhas de marketing de forma mais eficiente. Basta fornecer uma breve descrição do objetivo de sua campanha, o público-alvo e o tom, que o Assistente de Campanhas criará conteúdos incríveis em um piscar de olhos. 

Com apenas um clique, a perfeita integração com a HubSpot cria uma landing page ou um e-mail de marketing em sua conta, com o conteúdo gerado pela IA, agilizando o processo ainda mais.

Gostou de conhecer mais sobre o Google Bard? Agora que você já entende o que é essa ferramenta, continue acompanhando as novidades para não perder nenhuma atualização sobre os novos recursos de Inteligência Artificial que estão sendo desenvolvidos. Entender essas tecnologias é o melhor caminho para não ficar para trás!

E não vá embora ainda! Antes de fechar a página, baixe o nosso e-book exclusivo sobre como usar IA Generativa para expandir sua criação de conteúdo! Essa, certamente, é uma estratégia que vai ajudar muito em sua gestão de Marketing.

New call-to-action
 GET HERE

Originalmente publicado 23/06/2023 07:00:00, atualizado Novembro 08 2023

Temas:

Inteligência Artificial