A gestão de pessoas assumiu contornos muito diferentes dos praticados no passado. Durante anos, funcionou a máxima do “eu mando porque posso e você me obedece porque tem juízo”. Hoje, é preciso criar um ambiente favorável para que a produtividade seja cada vez maior e melhor. E esse é o grande desafio daqueles profissionais que têm cargos de liderança e desenvolvem a estratégia de gestão da empresa.

Download gratuito

Detecte oportunidades de melhoria em sua empresa com esse diagrama completo

Template para te ajudar na visualização de fluxos da sua empresa

Mesmo atualmente, ainda existem empresas cujos executivos tratam pessoas inteligentes como um simples número na planilha de custos. A gestão de pessoas não deve ser tarefa de um RH, mas do líder da equipe. Se você quer saber quais são os erros mais comuns nas estratégias de gestão, continue a leitura!

Na elaboração do planejamento, são considerados os cenários externos e internos para determinar quais são as melhores abordagens quanto ao comportamento da empresa e como os recursos de capital e trabalho podem ser otimizados para atingir os seus objetivos.

Além das ações e medidas imediatas, a gestão de estratégia também contribui para trazer mudanças na tomada de decisão e para a condução de longo prazo do negócio.

Mesmo que isso pareça uma abordagem exclusiva de grandes marcas, tais cuidados trazem benefícios para projetos de pequeno porte, tornando-os mais competitivos e eficientes.

Qual é a importância da estratégia de gestão?

A estratégia de gestão é importante, pois determina como os recursos serão alocados para atingir os objetivos da organização. Ela também contribui para estabelecer quais são as metas a serem alcançadas e os meios para atingi-las.

Tal abordagem faz com que a empresa utilize seus recursos de maneira eficiente. Isso significa que o time é distribuído conforme as demandas por setores e de acordo com as habilidades que cada um tem para executar tarefas essenciais ao bom funcionamento da empresa.

O uso de uma estratégia clara na gestão também afeta a eficiência no atendimento ao público e a satisfação dos clientes, trazendo melhores resultados em vendas e otimizando a interação da marca com a sua audiência.

Quais são as melhores estratégias de gestão que podem ser utilizadas em um negócio?

Antes de seguir para os erros, é importante entender as melhores técnicas que podem ser implementadas na empresa a fim de gerar uma gestão mais inteligente e estratégica. Veja, a seguir, as abordagens que você pode adotar.

Foque nos resultados

Ter foco em resultados é importante para superar as falhas que levam sua gestão à falência. Um exemplo disso é a promoção de colaboradores que ofereçam lucratividade para a companhia, e não os que são mais agradáveis no seu convívio.

Ou seja, com o foco no lugar certo, é possível ser justo nas suas decisões. Esse tipo de atitude pode acabar com muitas reclamações e falhas na hora de fazer o gerenciamento da sua equipe. Não adotá-lo pode ser um erro grosseiro que vai gerar desmotivação.

Use a tecnologia

A tecnologia é uma aliada importante para ter uma estratégia de gestão eficiente. Por meio dela, é possível acompanhar indicadores importantes, entender quem são os membros mais produtivos da equipe e identificar potenciais pontos de melhorias.

Investir em soluções que tenham funcionalidades adequadas à demanda da sua empresa é essencial para fazer a gestão das pessoas que compõem o seu time. Ainda é possível contar com relatórios precisos, os quais geram ideias para se diferenciar da concorrência e obter crescimento satisfatório.

Faça investimento na comunicação interna

Uma boa comunicação é a chave para uma estratégia de gestão de sucesso. Por meio dela, é possível compreender quais são as demandas dos seus colaboradores, as dificuldades que passam no cotidiano de trabalho e o que você pode oferecer para melhorar a qualidade de vida e os resultados do seu time.

Há diversas ferramentas que facilitam a comunicação entre um líder e a sua equipe. Elas vão desde soluções simples, como murais que passam informações para toda a empresa, até recursos mais sofisticados, como chats internos para troca de informações e CRMs para garantir integração de dados e acesso a métricas importantes.

Invista em liderança

Ter um entendimento claro sobre a distinção entre um líder e um chefe é importante e vai ajudar a ter sucesso nas estratégias de gestão. Um verdadeiro líder é aquele que conduz pessoas e as inspira. Ele precisa motivar sua equipe, mostrando a direção que devem seguir e, tão importante quanto isso: ir junto.

Ele procura trazer o melhor de cada um à tona e valoriza as habilidades dos indivíduos, respeitando suas dificuldades e trabalhando com a pessoa para ajudá-la a superá-las. O líder se responsabiliza, junto com sua equipe, quando algo não dá certo e divide a glória quando o objetivo é alcançado. Investir nesse tipo de pessoa vai gerar ótimos resultados para o negócio.

A grande maioria das pessoas já teve (ou tem) um chefe ruim na vida. E se você se identificou com essa frase, é porque realmente o vê como chefe, não como líder. Isso acontece porque existe um grave problema na gestão de pessoas em diversas empresas.

Compreender quais são esses problemas e saber quais são os motivos pelos quais a estratégia de gestão está falindo vai permitir melhorar esse aspecto na empresa. Confira mais a seguir.

1. Não reconhecer um trabalho bem feito

Todos nós adoramos elogios, principalmente se fizermos um bom trabalho. Porém, a maioria dos chefes olham apenas defeitos e erros. Líderes olham ambos, mas lembram de valorizar um ótimo trabalho e de fazer a pessoa se sentir verdadeiramente importante.

Tal atitude é válida para motivar a equipe e manter o engajamento alto. Funcionários elogiados tendem a se empenhar mais pelo fato de compreenderem que estão cumprindo o papel passado e que contam com chances de crescimento na companhia.

Ao não reconhecer um bom desempenho, você acaba gerando desmotivação na sua equipe. Como consequência, vem a perda de produtividade e a redução dos lucros do negócio.

2. Não dar direções claras para um projeto ou tarefa

Os colaboradores precisam entender quais são as tarefas que precisam efetuar, caso contrário, a probabilidade de realizarem atividades não tão urgentes, ou de não trabalharem de modo eficiente, aumenta.

É importante ainda ter um objetivo bem estabelecido. Se você não tem clareza de que lugar quer chegar, como os funcionários do negócio vão saber como podem ajudar? O fator “bola de cristal” é comum em empresas onde falta direção até mesmo para os executivos.

Por esse motivo, é importante ter metas claras para cada um dos setores da empresa. Tal atitude vai dar a direção correta para que o seu time consiga caminhar bem, ter maior produtividade e conquistar a liderança do mercado de atuação da companhia.

3. Não ter tempo suficiente para se encontrar/conversar com o time

Ter um diálogo aberto com a sua equipe é muito importante para conquistar resultados satisfatórios. Por meio de boas conversas, você consegue alinhar objetivos e trabalhar em sintonia.

Também é interessante compreender quais são as necessidades de cada colaborador. Isso vai permitir realizar investimentos que auxiliem no cotidiano de trabalho, proporcionando motivação e resultados.

Entender que a equipe é o valor mais importante de uma empresa é fundamental. Não ter tempo suficiente para falar com ela é negar seu ativo mais precioso, deixar dinheiro na mesa e não lucrar tudo o que poderia.

4. Não dar feedbacks

Seguindo o problema de comunicação, quando o chefe não oferece um retorno sobre uma ideia ou uma pergunta, ele trata a conversa como via de mão única na empresa. Tal fato acaba proporcionando desmotivação e atrapalhando a estratégia de gestão do negócio.

Compreender a importância de oferecer feedbacks constantes na empresa tem potencial para aumentar os resultados da sua equipe. Criar uma cultura de retornos e diálogo é essencial para ter expectativas alinhadas e obter mais vendas e lucratividade.

No feedback, é importante lembrar de não apenas apontar os erros de cada colaborador. Informe quais são os pontos positivos também.

Tal fator demonstra que você está atento ao que estão fazendo de bom. Também é importante dar feedbacks coletivos, apresentando o andamento das metas, como podem alcançá-las e o que tem potencial para melhorar.

5. Tomar crédito pela ideia de outras pessoas

Essa dói. Quando alguém tem uma excelente ideia, o chefe não apenas se faz de indiferente como a utiliza futuramente, se apropriando como o “dono” daquela ideia. Tal fator gera incômodo em toda a equipe e quem tem a perder é a empresa.

Cometendo esse erro, as chances da sua empresa perder talentos preciosos para os concorrentes aumentam. Reconheça sempre quem foi o autor da ideia e deixe o ego de lado pelo bem da sua companhia.

Tal atitude pode gerar um círculo virtuoso, no qual outros colaboradores, vendo o reconhecimento que o colega recebeu, ganham incentivos para trazer ideias que vão levar a empresa a um novo patamar. Como benefício, você pode se vangloriar de ter um negócio bem-sucedido e uma equipe feliz.

6. Não lembrar o nome dos funcionários

Dale Carnegie já disse em “Como fazer amigos e influenciar pessoas” que o nome de uma pessoa é para ela o som mais doce e importante em qualquer linguagem. Conhecer o seu time é essencial.

Você provavelmente fica feliz quando alguém lhe reconhece pelo nome e pelos feitos que já realizou, não é mesmo? Agora, imagine como os seus colaboradores se sentirão ao saberem que o líder sabe o nome deles e admite os feitos que obtiveram na jornada de trabalho.

Tal atitude tem potencial para mudar o clima organizacional da empresa, gerando mais colaboração no dia a dia. Com maior engajamento, as vendas tendem a aumentar, as metas são batidas e sua empresa ganha ainda mais destaque no nicho de mercado no qual está inserida.

7. Não aceitar novas ideias

Os chefes acreditam ser superiores e não dão a devida atenção a funcionários subordinados. Os líderes, por outro lado, entendem que grandes ideias não dependem de hierarquias ou posição na empresa.

Há talentos que podem acrescentar muito à empresa, com ideias inovadoras que você muitas vezes não vê. Ao não aceitar a opinião deles, acaba-se perdendo grandes oportunidades de melhorar processos e aumentar os lucros do negócio.

Os colaboradores também estão no dia a dia da empresa e conseguem ver fatores que você não enxerga. Às vezes, as sugestões deles proporcionam estratégias de gestão melhores e que poderiam trazer qualidade de vida aos funcionários e resultados expressivos para a companhia. Nem sempre fará sentido acatá-las, porém não dar espaço ao menos para ouvi-las representa um grande erro que pode acabar custando caro.

8. Favorecer empregados específicos

Chefes ruins promovem a inveja e a competição desnecessariamente entre pessoas da equipe. Elegem favoritos o tempo todo, desmotivando pessoas que não estão no “gosto pessoal do chefe”.

É importante ter em mente que a empresa não vai crescer com o uso de favoritismo. Quando essa metodologia é empregada, a probabilidade de deixar pessoas capacitadas com a moral baixa aumenta.

Ao perder todo esse potencial, você também estará perdendo talentos que podem fazer toda a diferença no dia a dia da empresa. O ideal é ter um sistema de promoção que beneficie os melhores colaboradores, com as habilidades necessárias para os cargos, e não quem você mais gosta.

9. Procrastinação

A incapacidade de tomar decisões, sejam elas simples ou complexas, pode travar seu time, retardando o avanço da empresa. Típico caso em que o líder é o gargalo da empresa. Suponha, por exemplo, que você tenha que bater o martelo sobre a promoção de um talento na companhia.

Caso demore muito para decidir, ele pode receber convites de outras empresas e ir trabalhar para um concorrente. Ou seja, pela demora em tomar uma decisão, você perde uma pessoa que poderia ajudar o seu negócio a evoluir.

O ideal é que, ao verificar uma oportunidade de mercado, ao identificar um colaborador promissor ou algum outro fator que possa agregar resultados à sua empresa, você não demore a decidir e não tenha atitudes procrastinadoras.

10. Reclamação sem ação

Alguns chefes acreditam que apenas reclamar resolverá magicamente os problemas da empresa. Eles não sugerem, não criam e não conversam. Apenas reclamam com seus funcionários na esperança de que eles achem mais rápido a solução.

É importante colaborar e trabalhar junto da equipe. Caso fique somente reclamando, a sua estratégia de gestão é falha e não vai trazer resultados. Faça reuniões, engaje os membros do time na busca por soluções e dê liberdade para que eles tragam ideias.

Essa atitude pode ser a chave para solucionar questões importantes para a empresa. Ao adotá-la e parar de reclamar, as pendências tendem a diminuir e a estratégia de gestão a ficar mais eficiente.

Use esse diagrama de fluxo de processos para entender  melhor as atividades da sua empresa

Como superar esses desafios e fazer uma boa estratégia de gestão?

estratégia de gestão

A gestão estratégica de pessoas é muito importante para que o comandante da equipe seja visto como um líder, e não um chefe. Cometendo os erros citados acima, você será um chefe odiado. Porém, seguindo algumas dicas abaixo, você aumentará as chances de se tornar um líder admirado e respeitado por sua equipe.

Conheça as habilidades do time

Entender mais sobre os colaboradores é fundamental para ter interações de qualidade e conseguir alocar os membros da equipe de modo eficiente. Listar as atividades que cada cargo exige ajuda a definir qual indivíduo pode desempenhar um bom papel em cada função.

Verifique como as habilidades que cada um possui estão sendo utilizadas e veja se não há possibilidades de melhoria. Ou seja, verifique se as pessoas estão fazendo o que sabem, ou se alguma competência está sendo desperdiçada, por exemplo. O mesmo vale para funções que exigem habilidades que as pessoas não têm.

Entenda quais são os desafios que o grupo está enfrentando

A rotina de trabalho pode ser desgastante, especialmente quando os líderes não conhecem as reais dificuldades do trabalho que deve ser executado.

Vale se perguntar se os atuais desafios fazem sentido ou se eles estão acima do que cada colaborador consegue entregar. Também podem ser fáceis demais — o que frequementemente gera desmotivação —, exigindo que haja ampliação das atividades exercidas pelo grupo.

A ideia é criar um ambiente em que as pessoas possam se sentir desafiadas na medida certa e usar suas habilidades em um nível máximo para alcançar a realização profissional e contribuir com o pleno desenvolvimento dos projetos.

Use storytelling

O storytelling representa a capacidade de narração de histórias com o intuito de transmitir emoções por meio de palavras, imagens e improvisações.

Um líder bem-sucedido é também um bom contador de histórias, pois precisa se comunicar e ser compreendido rapidamente, além de ter bons argumentos para convencer uma audiência.

A aplicação de algumas técnicas de oratória é muito importante para motivar o time diante de um período com grandes demandas, além de ser crucial para manter o espírito da equipe forte quando aparecem problemas.

Descubra o que motiva seus colaboradores

Muitas vezes, os líderes estão concentrados no desempenho e resultados que todo o grupo pode ter, pensando na equipe como um organismo único. Entretanto, é necessário considerar as particularidades de motivações individuais.

Grandes líderes costumam demonstrar respeito e admiração pelos trabalhos de suas equipes. Encontrar maneiras de celebrar a individualidade da sua equipe contribui com a valorização de cada membro, além de mantê-los engajados diante dos desafios que aparecem na empresa.

Isso também é importante para humanizar a liderança e criar laços de confiança entre os colegas de trabalho.

Encoraje e desafie sua equipe

As pessoas não desenvolvem novos talentos se fazem a mesma atividade de sempre. Estimule novas habilidades ao apresentar tarefas desafiadoras. Isso faz com que seu time saia da zona de conforto e experimente novas possibilidades dentro da empresa.

Também é importante realizar um chamado à inovação. Por vezes, empoderar a sua equipe para que decida o seu próprio jeito de resolver pequenos problemas é a melhor forma de mantê-la motivada.

Quais são os pilares da gestão estratégica?

Pessoas são o motor de uma empresa. Sem talentos, nenhuma organização atinge o grau máximo de excelência. Por esse motivo, a gestão eficiente de pessoas se faz tão importante.

Atingir um grau de excelência na empresa exige que a gestão estratégica seja montada com base em quatro pilares:

  • planejamento — em um primeiro momento, vale levantar quais são as necessidades da empresa, seus recursos disponíveis e quais os melhores caminhos para alcançar seus objetivos. Isso representa toda a fase de planejamento e avaliação sobre como seguir com as mudanças na gestão;
  • implementação — essa fase envolve o pleno exercício do que foi estabelecido na etapa anterior. Isso pode incluir a contratação de novos colaboradores, mudanças na hierarquia da empresa, condução do time para a realização de cursos de aperfeiçoamento, mudanças na realização de processos internos e demais ajustes necessários para a implementação de melhorias;
  • controle — a etapa de controle está ligada ao monitoramento das tarefas de implementação. Esse cuidado serve para garantir que todos estejam alinhados com as propostas realizadas no planejamento e plenamente empenhados em sua execução;
  • avaliação — após todas as mudanças entrarem em vigor, vale considerar se elas contribuíram para que os objetivos fossem alcançados. A equipe pode se reunir mensalmente para debater sobre as mudanças e como elas foram percebidas na perspectiva de cada um dos membros.

Para garantir a implementação de cada um desses pilares, o uso da tecnologia é fundamental. Com ela, você consegue fazer acompanhamentos eficientes, entender as necessidades da equipe, implementar boas soluções e melhorar o seu planejamento.

Pensar na estratégia de gestão é o primeiro passo para trazer melhorias decisivas. Ao contar com alguns cuidados, você garante uma liderança alinhada com as necessidades do time e contribui para criar um ambiente de trabalho mais agradável para todos. As primeiras mudanças devem acontecer na postura dos líderes, conduzindo as melhorias para os demais membros.

Curtiu nosso post? Então, compartilhe este texto em suas redes sociais e contribua para que outros líderes entendam a importância de otimizar sua gestão!

Nova chamada à ação
 GET HERE

Originalmente publicado 24/nov/2022 7:15:00, atualizado Julho 21 2023

Temas:

Desenvolvimento Profissional