Imagine-se indo a uma confeitaria. Ao entrar, há um aroma delicioso no ambiente. Você se dirige à vitrine das tortas, analisa todas, admirando-as, até escolher a que parece mais apetitosa. O que impulsionou sua escolha? Bem, certamente, muitos elementos subjetivos. E um dos principais tem a ver com a forma como o doce foi apresentado a você.

Baixe nosso e-ebook e veja como criar a missão, visão e valores da sua empresa

As cores, a aparência da textura, o formato e cada detalhe da torta instigam na gente a vontade de saboreá-la. Nossos olhos captam todas essas informações e elas fazem parte da identidade visual do doce. O conjunto de todos esses elementos nos fazem ter um prejulgamento quanto a valer a pena, ou não, comprá-lo.

E o que essa história tem a ver com o Marketing Digital? Ora, tudo! A identidade visual também faz parte dos elementos que influenciam o engajamento e a compra no ambiente virtual. Quer entender melhor como isso funciona e como criar uma para sua marca? Então, vamos lá!

Além do exemplo do doce, que demos logo na introdução, também podemos exemplificar a identidade visual pela forma como alguém se veste. Trajes, com todas suas cores e modelos, passam alguma mensagem. Quer ver só?

Pense que, à sua frente, estão dois profissionais, ambos com a mesma idade, e oferecem a você serviços de marketing. Um tem um estilo alternativo — várias tatuagens, camiseta de banda, cabelo comprido e coturno. O outro faz o estilo mais clássico, com cabelo bem curto com gel, calça, camisa e sapatos sociais.

Você concorda que, no fundo, o mais importante é saber qual deles pode entregar melhores resultados ao seu negócio? Contudo, antes de uma avaliação mais objetiva nesse sentido, seu cérebro já fez uma escolha prévia. Ela foi baseada na sua própria história de vida, nos seus valores e suas experiências.

E o mais curioso de tudo é que nem todas as pessoas do mundo teriam a mesma preferência que a sua. Quando há um dilema de escolhas (de produtos, serviços ou profissionais), nem sempre existe o certo e o errado. Não podemos, porém, negar que a identidade visual de cada opção gera em nós pensamentos e sentimentos.

No marketing, a relação é a mesma. Tudo que faz parte dos aspectos visuais de uma empresa gera em nós sensações, que nos fazem, de forma automática e quase que inconsciente, criar uma ideia a respeito de como a marca age, o quão interessante ela aparenta ser e qual sua capacidade em resolver nosso problema.

Quais são seus principais aspectos?

A criação de identidade visual envolve diversos fatores, como os seguintes!

Nome

O nome da marca ajuda a dar mais credibilidade aos seus produtos ou serviços. Ele também pode comunicar valores, ideologias e objetivos.

Slogan

Slogans são frases de efeito, uma espécie de bordão, que ajudam a dar mais originalidade à marca. Não são obrigatórios, mas podem fazer diferença na identidade visual.

Logomarca

Mais conhecida como a logo. Ela deve ser atemporal, única e atraente. A ideia é que seja reconhecido pelos consumidores, sem grande esforço. O “m” do McDonald’s e as três listras da Adidas são bons exemplos de logo de fácil identificação.

Cores

Sabia que as cores representam sensações e ideias diferentes? Isso é explicado pela psicologia das cores. Se você quer passar a imagem de ser uma empresa divertida e criativa, por exemplo, precisa escolher cores que transmitam essa sensação. A cor também pode ser escolhida de acordo com o nicho. O azul, por exemplo, é bastante associado à saúde.

Tipografia

O tipo de letra é uma extensão da personalidade da marca. Ela pode representar, por exemplo, características de delicadeza, confiança ou força. Junto do logo, a tipografia fica gravada na memória e consegue ser facilmente associada à marca.

Ícones ou emojis

Representam valores, promessas e personalidade da marca. Em mídias sociais, por exemplo, os emojis ajudam a reforçar a emoção ou uma mensagem.

Fotografia

Definir o estilo da fotografia e os filtros pode fazer sentido, a depender do nicho da empresa. Negócios digitais que precisam usar e abusar de fotos, para apresentar os produtos e gerar mais conexão com o público, por exemplo, devem manter um padrão, nesse sentido.

Tom de voz

O tom de voz que usamos para nos comunicar com as pessoas expressa nosso jeito de ser ou sentimentos do momento. Ele também gera emoções em quem recebe a mensagem. Uma empresa pode se comunicar de maneira informal, amigável, engraçada, enfática ou com seriedade, dependendo da personalidade dela.

Por que a identidade visual é importante para o negócio?

São várias as vantagens de uma identidade visual e listamos para você algumas a seguir.

Gera credibilidade

Como conseguir convencer o consumidor de adquirir nossos serviços se não passamos credibilidade naquilo que fazemos? A identidade visual, como vimos, ajuda a transmitir uma mensagem e é importante que ela seja positiva, de modo a impactar leads, gerar vendas e manter a empresa bem posicionada. A sensação de profissionalismo que transmite poderá aumentar, ou diminuir, a confiabilidade.

Faz a marca ser lembrada

Já aconteceu de você se lembrar de uma pessoa importante, em um contexto totalmente aleatório? Pode ser a forma de um desconhecido se expressar, uma frase específica em um filme ou vestido amarelo na vitrine de uma loja.

Detalhes como esses costumam fazer parte da identidade visual de uma pessoa. Para a marca, é superimportante que consiga estar nos primeiros pensamentos do consumidor — já que é uma forma de reconhecimento.

Cria vínculo com o consumidor

De forma natural e instintiva, as pessoas procuram por relacionamentos. Somos seres sociais e precisamos deles para sobreviver. Precisamos, inclusive, nos afirmar e nos sentirmos pertencentes a um grupo que reforce nossos valores.

A identidade visual ajuda a criar vínculos com o consumidor, fazendo com que ele procure a marca como forma de autoafirmação ou sensação de pertencimento.

Atrai as pessoas certas

Uma empresa sem muita personalidade ou sem constância em seus elementos atrai um público qualquer, que, muitas vezes, não se mostra o ideal. As pessoas não sabem muito bem o que esperar da marca, o que facilita o surgimento do sentimento de arrependimento após a aquisição.

Isso é péssimo à empresa. Antes de vender é importante atrair os leads certos e criar um relacionamento. E a concepção de uma identidade visual ajuda bastante nesses objetivos.

Melhora a experiência do consumidor

A identidade visual é uma estratégia de marca, que ajuda a gerar sensações no consumidor. Quando bem planejada, provoca experiências positivas, fazendo com que ele faça associações favoráveis, cada vez que se relaciona com a empresa.

Um bom exemplo de negócio que consegue propiciar boa experiência e usa a identidade visual a seu favor é o Starbucks. Com móveis modernos, espaços amplos, confortáveis e um logotipo característico, cria fãs em todo o mundo.

Fideliza clientes

A facilidade em reconhecer a marca, a identificação com os valores e a sensação de pertencimento gera a fidelização do cliente. Isso fortalece ainda mais a marca e aumenta a probabilidade de um marketing de recomendação.

Qual é a relação da identidade visual com o branding?

Os termos branding e identidade visual podem se confundir e gerar confusão na cabeça das pessoas. Por isso, vale a pena diferenciá-los.

O branding é o processo de gestão, planejamento, estratégia e desenvolvimento do conceito da empresa, de como ela se posiciona no mercado e se relaciona com os consumidores, concorrentes e stakeholders. É ele que direciona como será a identidade visual da marca e, para isso, precisa definir aspectos importantes, a exemplo do público-alvo e dos objetivos da empresa.

Como a identidade visual se relaciona no PDV físico e no ambiente digital?

Bem, até aqui, ficou entendido que a identidade visual faz parte da personalidade da marca e, com isso, cria ideias e proporciona emoções e experiências diversas, certo? Tanto no ponto de venda (PDV) quanto no ambiente digital, é importante investir nos diversos elementos de comunicação.

No PDV, por exemplo, podemos pensar na arquitetura, na decoração, nas cores e nas luzes. Ambientes espaçosos, clean e com decoração minimalista passam uma mensagem diferente de outros que investem em tons escuros e cheios de detalhes na decoração, não acha?

No ambiente digital, a identidade visual é bastante representada pelo site ou pelas redes sociais da marca. A escolha do estilo de letra nas publicações, as cores usadas, o cuidado com a organização do feed e a preocupação em prezar por uma boa experiência contribuem com uma personalidade marcante.

Como fazer a criação da identidade visual?

A princípio, pode parecer complicado dar o primeiro passo em direção à criação da identidade visual. Por isso, juntamos as seguintes dicas para ajudar você!

Faça o briefing

O briefing é a etapa na qual são levantados dados e informações sobre a empresa, de forma a conhecê-la bem e entender a imagem que será transmitida ao público.

Caso seja feito por um profissional contratado, é importante repassar a ele os principais documentos que relatam a identidade do negócio e, ainda, acompanhá-lo nessa etapa, de modo a evitar deixar algum detalhe importante de fora.

Saiba quem é o público

Para quem você está criando o produto? É para você ou para seu público? Provavelmente, a resposta foi a segunda opção, certo?

Uma das primeiras etapas é a identificação da buyer persona, já que a escolha de quaisquer dos elementos da identidade visual precisa ser feita com a intenção de agradá-la. Nesse sentido, é preciso descobrir, entre outros:

  • localização geográfica;
  • faixa etária;
  • escolaridade;
  • gênero;
  • preferências e estilo;
  • objetivos;
  • dores;
  • desejos.

Defina seus objetivos

Qual sua intenção com a criação da identidade visual? Qual mensagem pretende passar? Definir os objetivos da empresa e criar o planejamento de marketing são etapas necessárias antes de decidir elementos como cores, logo e tipografia.

Por exemplo, uma empresa do ramo da saúde que deseja passar a sensação de confiança e acolhimento, certamente, escolherá características distintas de uma escola infantil, que precisa transmitir sabedoria e empatia, concorda?

Pontos importantes para ajudar na definição dos objetivos com a identidade visual são a missão, a visão e os valores do negócio. Além disso, é preciso se perguntar: “como quero que as pessoas se sintam ao se relacionar com a minha marca? Quais sensações a minha marca precisa transmitir?”.

Faça um brainstorming

Essa etapa é também chamada de tempestade de ideias. É uma reunião feita entre os membros da empresa para decidir e solucionar os elementos da identidade visual. Nesse momento, é importante deixar a criatividade fluir e anotar todas as ideias, sem julgamento. O filtro e a escolha vêm depois.

Coloque a mão na massa ou peça ajuda de um profissional

Muitos gestores gostam de colocar a mão na massa e, sozinhos, criarem os processos do próprio negócio. Quem tem algumas habilidades ou dispõe de tempo pode não encontrar tantas dificuldades em, por exemplo, criar uma arte legal no Canvas e decidir as cores que serão usadas nos posts do Instagram.

Todavia, nem todo mundo tem essa paciência, habilidade ou disposição. Sendo assim, contratar outros profissionais, como um designer, pode ser uma ótima opção para começar com o pé direito no ambiente digital.

Seja consistente e coerente

Outro ponto importante a quem deseja uma identidade visual forte é ser coerente e consistente. Ao definir os elementos, evite fazer constantes alterações, uma vez que a audiência precisa se acostumar com os detalhes, até a marca ficar na mente.

Quais itens devem estar no manual de identidade visual?

O manual de identidade visual é um guia técnico que ajuda a manter o padrão visual e verbal na comunicação da marca. É ele que define os elementos técnicos a redatores, designers e analistas de marketing, por exemplo.

É importante que seja criado, difundido a todos os funcionários e, quando for o caso, modificado. Alguns itens que precisam fazer parte dele são:

  • cores;
  • tipografia;
  • logo;
  • ícones;
  • estilo fotográfico.
  • tom de voz;
  • filtros;
  • grafismo;
  • exemplo de cada uso.

Trabalhar com a identidade visual da marca é uma forma de criar sua personalidade, conseguindo, com isso, benefícios diversos, a exemplo do aumento da credibilidade, mais vínculo com o consumidor, aumento na atração dos leads certos, melhoria na experiência de compra e aumento da fidelização. Nossa dica final? Faça seus testes até encontrar a identidade visual que melhor define sua marca.

Como definir missão, visão e valores
 Missão, visão e valores ebook

Originalmente publicado 18/03/2022 07:06:00, atualizado Março 18 2022

Temas:

Branding