12 estratégias de marketing digital para 2024

Download gratuito!
Rakky Curvelo
Rakky Curvelo

Publicado:

Mudanças são inevitáveis. As preferências do consumidor se transformam, algoritmos são atualizados e novas tecnologias surgem todos os dias. Conhecer as principais tendências do mercado e inovar nas estratégias de marketing digital, portanto, é fundamental para manter a relevância da marca.

Relatório Grátis

Tendências 2024: tudo o que você precisa saber para a sua estratégia

As principais novidades em marketing, tecnologia e o impacto da IA

A chegada de um novo ano é o momento ideal para repensar estratégias, identificar oportunidades e planejar as ações do período. Essa busca por soluções diferenciadas e atualizadas destacam a sua empresa no mercado e ajudam a melhorar o relacionamento com o cliente.

Pensando nisso, trouxemos 12 estratégias de marketing digital e exemplos para investir neste ano. Conheça mais sobre cada uma delas!

1. Marketing interativo

O marketing interativo reúne um conjunto de práticas e técnicas que visam incentivar a interação do público com a marca. A tática é eficiente para aumentar o engajamento e potencializar as suas ações.

Esse tipo de estratégia de marketing digital é essencial para conquistar a confiança do consumidor e aumentar as chances de fidelização. Ao gerar uma interação, você coloca o cliente no centro das campanhas da empresa e provoca sentimentos de inclusão e colaboração.

Para aplicar a estratégia, vale explorar os diversos tipos de conteúdo a fim de promover a interatividade com o seu público. Por exemplo: jogos, quizzes, demonstrações ao vivo, pesquisas, entre outros.

De toda forma, para que essas ações sejam efetivas, é preciso saber o que você quer, de fato, com a interação: informações sobre os clientes, respostas sobre o seu produto ou apenas a nutrição do relacionamento? Pense nisso antes de criar as peças interativas, combinado?

2. Conteúdo gerado pelo usuário

Outra tendência deste ano para as estratégias de marketing digital é o conteúdo gerado pelo usuário, também conhecido como User Generated Content (UGC). Essa estratégia tem por objetivo aproveitar os conteúdos criados genuinamente pelos clientes.

Os conteúdos gerados pelo usuário são comentários, posts, imagens, vídeos, tuítes, avaliações entre outras formas de interação. Uma resenha feita pelo consumidor sobre o seu produto ou serviço e publicada no YouTube, por exemplo, é um conteúdo gerado pelo usuário.

Você pode aproveitar essas publicações orgânicas para entender o que as pessoas acham da sua marca e gerar identificação com outros clientes. Incentivar o compartilhamento e a participação nas redes sociais, também contribui para aumentar o alcance das suas ações. 

Até aplicativos mais novos e que estão em alta, como o TikTok, oferecem boas oportunidades para explorar o conteúdo gerado pelos usuários. Esse app chinês já ultrapassa a marca de 1,5 bilhão de usuários mensais, um número que não deve ser ignorado.

Ao lançar desafios com hashtags na rede social, por exemplo, é possível incentivar o consumidor a produzir conteúdos autorais e gerar diversos compartilhamentos sociais.

3. Marketing de nostalgia

Você se lembra de alguns produtos, filmes ou programas de televisão que fizeram parte da sua infância? Esses elementos podem ser muito úteis à sua empresa quando fazem parte das estratégias de marketing digital de nostalgia.

A ideia da técnica é utilizar temas e produtos do passado na sua estratégia atual, de modo a despertar a vontade dos clientes de matar a saudade comprando seus produtos. Afinal, a nostalgia contribui para os consumidores criarem um laço emocional com a marca, facilitando as vendas e o relacionamento.

Para essa estratégia funcionar, é fundamental buscar temas que tragam bons sentimentos e que não envolvam nenhum assunto que possa dar repercussão negativa nos dias de hoje. Além disso, é importante respeitar os direitos autorais. Logo, não utilize imagens de terceiros sem autorização.

A Netflix, por exemplo, apostou em um vídeo teaser com a Xuxa, ícone dos anos 80, para fazer a divulgação da série Stranger Things, cuja história se passa nessa década.

4. Agile Marketing

O conceito do Agile Marketing vem do mundo empresarial, no qual as empresas utilizam as metodologias ágeis para terem mais competitividade e resultados otimizados. Os mesmos princípios podem ser aplicados às suas estratégias de marketing digital e equipe, trazendo grandes benefícios ao fluxo de tarefas.

O objetivo é utilizar ciclos curtos de trabalho, com uma abordagem iterativa e incremental, para gerar melhorias constantes nas suas ações. Isso envolve a presença de profissionais que entendem o que é estratégia de marketing, com habilidades para trabalhar na área, flexíveis, capazes de se adaptar às necessidades, planejar e avaliar resultados em períodos menores de tempo.

Para aplicar essa metodologia no dia a dia do seu negócio, é importante contar com algumas ferramentas, que facilitam a divisão das tarefas e o monitoramento do desempenho de cada profissional. Desse modo, a produtividade da equipe tende a crescer.

5. Assistentes de voz

Você já percebeu que os assistentes de voz — como Alexa (Amazon), Cortana (Microsoft) e Siri (Apple) — estão cada vez mais sendo usados pelas pessoas? Desse modo, surge a necessidade de considerar esse universo dentro das suas estratégias de marketing digital.

Os assistentes simulam conversas para entregar informações baseadas em voz ou texto a um usuário por meio de um dispositivo. Por isso, é fundamental adaptar as ações para oferecerem os efeitos esperados também nessa modalidade de pesquisa.

Por isso, ao elaborar seus conteúdos, lembre-se dessa nova forma de consumir materiais. Ainda é possível investir em podcasts e outros formatos que envolvam áudio, permitindo que os potenciais clientes utilizem seus dispositivos para se conectar à sua marca.

6. Marketing Data-Driven

É fato: boas estratégias de marketing para empresas devem ser sempre baseadas em dados e no acompanhamento da performance. A cultura Data-Driven coloca os dados no centro do processo de tomada de decisões, trazendo mais eficiência e clareza para as campanhas e iniciativas do negócio.

Se o Inbound Marketing tem um objetivo, por exemplo, é preciso analisar diversos indicadores que apontem se a empresa está indo no caminho certo. Ao parar para analisar as métricas de marketing digital, você terá uma ideia sobre o interesse do público no conteúdo, as conversões geradas, o número de leads alcançados, entre outras informações.

Sendo assim, não se esqueça de analisar os dados de cada campanha e entender como eles estão contribuindo ou não com o seu objetivo. Essa é uma forma de encontrar falhas e aperfeiçoar o que está sendo produzido, contribuindo para otimizar o seu alcance e seus resultados.

Aproveite as principais datas comemorativas e  otimize suas campanhas de marketing

7. Conteúdo em vídeo

O video marketing é uma estratégia que envolve o uso de vídeos para promover produtos, serviços ou marcas. Como o formato garante a transmissão de informações de maneira mais prática — se comparado a textos ou imagens estáticas, por exemplo —, os usuários tendem a se conectar mais com os vídeos.

Quando o teor dos conteúdos é interessante e envolvente, existe uma maior probabilidade de compartilhamento social, via YouTube, redes sociais, websites, e-mails, entre outros. Essa divulgação orgânica é legal porque amplia o alcance das mensagens.

Sem contar que o público-alvo absorve melhor o conhecimento transmitido pelo formato. De acordo com um relatório elaborado pela Insivia, os espectadores retêm cerca de 95% da mensagem de um conteúdo em vídeo. Em contrapartida, a retenção do texto é de 10%.

Vale lembrar ainda que existem diversas possibilidades de uso do recurso nas estratégias de marketing digital, como: 

  • SEO para vídeos;
  • vídeos curtos no TikTok, no Reels do Instagram e no Shorts do YouTube;
  • vídeos sem som e com legendas;
  • vídeo 360º;
  • live commerce;
  • eventos online.

8. Experiências personalizadas

Segundo dados do Relatório de Personalização e Engajamento 2023, elaborado pela MoEngage, cerca de 58% dos consumidores ficam frustrados com empresas que se comunicam de forma genérica. Um exemplo disso é quando a marca envia e-mails promocionais de pente, sendo que o usuário é careca.

Devido à crescente demanda dos consumidores por interações mais relevantes e alinhadas aos seus interesses, portanto, as experiências personalizadas se tornaram mais que uma simples tendência. A adaptação da comunicação, dos canais, dos conteúdos e até mesmo dos produtos e serviços é uma necessidade para atender as expectativas do comprador que está cada vez mais exigente.

Esse cuidado demonstra ao cliente que a sua empresa se importa e está empenhada em compreender suas necessidades. Além de aumentar a eficácia das campanhas de marketing, a customização contribui para criar conexões mais profundas com os consumidores.

O aumento da taxa de conversão e dos índices de fidelização são consequências positivas da personalização aplicada às estratégias de vendas online e marketing digital.

9. Inteligência Artificial (IA)

A Inteligência Artificial (IA) refere-se à capacidade de sistemas de computadores executarem tarefas que normalmente exigem inteligência humana. Essas tarefas incluem aprendizado, raciocínio, resolução de problemas, reconhecimento de padrões, compreensão de linguagem natural e tomada de decisões.

Apesar de não ser nenhuma novidade, a tendência é que o uso da tecnologia se intensifique nos próximos anos. A IA é aplicada de várias maneiras para aprimorar a eficácia das estratégias de marketing digital e otimizar as interações com os consumidores, como:

  • hiper personalização;
  • automação de marketing;
  • qualificação de leads;
  • chatbots inteligentes;
  • análise preditiva;
  • análise de sentimento;
  • produção de conteúdo;
  • otimizações SEO;
  • segmentação avançada;
  • previsão de tendências.

Lembre-se ainda de usar ferramentas especializadas para registrar e gerenciar todas as atividades, combinado? O CRM da HubSpot é um bom exemplo.

10. Humanização

Não há dúvidas que a Inteligência Artificial veio para revolucionar o modus operandi de como fazer marketing digital. No entanto, quando usada da forma incorreta, a tecnologia pode deixar o relacionamento entre marca e consumidor mais frio e distante.

A humanização entra nesse contexto como uma tendência para tornar as interações mais pessoais, autênticas e centradas no ser humano. Essa abordagem visa personificar a marca para garantir um relacionamento com o consumidor mais semelhante ao contato cara a cara.

Um dos exemplos de marketing digital que fazem alusão à humanização é a elaboração da persona. Ao criar um personagem semi fictício que representa o seu consumidor ideal, o cliente deixa de ser mais um no meio da multidão e ganha personalidade própria, com gostos, desejos e necessidades palpáveis.

A humanização da marca segue essa mesma lógica. Isto é, a empresa deixa de se esconder por trás do CNPJ para se tornar mais relacionável. De toda forma, a estratégia precisa de atenção não apenas com essa personificação. O ideal é incluir táticas, como:

  • falar a mesma língua do cliente;
  • manter a comunicação transparente;
  • usar storytelling para gerar identificação;
  • criar conteúdo autêntico e relevante.

11. Comunicação inclusiva

A inclusão refere-se ao processo de envolver, aceitar e valorizar todas as pessoas. Isso inclui a criação de ambientes, políticas e práticas que promovam a igualdade de oportunidades. Nas estratégias de marketing digital, a tendência está relacionada à promoção de diversidade e representação em todas as formas de comunicação online.

Na hora de criar uma peça publicitária, por exemplo, a tendência é representar uma variedade de backgrounds étnicos, culturais, de gênero e de habilidades. Afinal, aquela família do comercial de margarina precisa gerar identificação para diversos perfis de consumidores, sem estereótipos.

Para ter, de fato, uma comunicação inclusiva, é importante saber como funciona o marketing digital e ficar de olho em vários aspectos, como:

  • diversidade na representação;
  • acessibilidade digital;
  • linguagem inclusiva;
  • campanhas de conscientização;
  • envolvimento da comunidade;
  • parcerias com influenciadores diversos.

12. Conteúdo com humor

Não importa se o seu público é sério ou mais descontraído. Até mesmo os assuntos pesados podem ser abordados de forma divertida para educar e entreter ao mesmo tempo. 

E como a internet está saturada de conteúdos, usar a criatividade é uma boa forma de quebrar a monotonia, captar a atenção do público e tornar a experiência mais agradável.

Mais: conteúdos com humor costumam ser lembrados com facilidade. Portanto, incorporar elementos engraçados nas estratégias de marketing digital aumenta a probabilidade de a marca ser lembrada pelos consumidores.

Vale usar memes, sarcasmo, fazer referência à cultura pop etc. Além de melhorar a retenção da mensagem, conteúdos engraçados geram conexões emocionais, em especial como público mais jovem.

De toda forma, é importante alinhar as mensagens à identidade da marca, de modo a evitar ofensas ou alienações. Quando utilizado com sensibilidade, o conteúdo humorístico pode ser uma estratégia eficaz para aumentar a visibilidade, o envolvimento e a positividade em torno de uma marca no ambiente digital.

O ano novo representa uma oportunidade para planejar ações para impulsionar a sua marca. Nesse contexto, a escolha das estratégias de marketing digital adequadas para o seu negócio requer uma compreensão profunda sobre o comportamento do consumidor e tendências. Monitorar constantemente o desempenho das campanhas e usar ferramentas especializadas podem facilitar esse trabalho e potencializar os resultados.

Quer saber quais recursos podem ajudar ainda mais sua empresa? Então, conheça a ferramenta de marketing aqui da HubSpot e veja como otimizar a sua estratégia!

New call-to-action
Tópicos: Marketing Digital

Artigos relacionados

Somos comprometidos com a sua privacidade. A HubSpot usa as informações que você nos fornece para entrar em contato sobre conteúdo, produtos e serviços relevantes. Você pode cancelar a assinatura dessas comunicações a qualquer momento. Para ter mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Tudo o que você precisa saber para ampliar o alcance da sua empresa no LinkedIn

Marketing software that helps you drive revenue, save time and resources, and measure and optimize your investments — all on one easy-to-use platform

START FREE OR GET A DEMO