Quais são as diferenças entre tráfego pago e orgânico?

Tráfego pago e tráfego orgânico
Michelle Navarro
Michelle Navarro

Publicado:

Se você mantém um site, um blog ou um negócio on-line, provavelmente já sabe o quão essencial é atrair visitantes para a sua página, certo?! Afinal, mais visitantes significam mais oportunidades de conversão.

Nessa perspectiva, o investimento em estratégias de tráfego pago e orgânico se revela indispensável para a captação de um volume maior de leads para o seu funil de vendas. A questão-chave, que muitas empresas enfrentam, porém, diz respeito à sua origem: de onde vem o tráfego?

 

Guia Gratuito

Tráfego pago e tráfego orgânico: melhores estratégias e quando usar cada um

Os conceitos de tráfego orgânico e pago, como utilizar cada um deles, as melhores estratégias, vantagens e desvantagens.

 

 

A resposta a essa pergunta pode ser dividida em duas categorias principais: tráfego pago e tráfego orgânico. Ambas as táticas têm "o seu lugar" no universo digital e são extremamente eficazes quando implementadas de modo adequado — o que requer um planejamento bem-feito, viu?!

Considerando a relevância do tema, neste post, o nosso objetivo é explorar, entre outros aspectos, as diferenças entre tráfego pago e orgânico, também elencando dicas que o ajudarão a traçar medidas sólidas para cada um dos métodos. Vamos conferir?!

O que é tráfego pago?

As duas formas de aquisição de tráfego — pago e orgânico — podem ser confundidas quando você ainda não tem tanta familiaridade com o assunto. Portanto, é, sim, superimportante conceituá-las em tópicos distintos, já que estamos abordando estratégias diferentes. Então, o que é tráfego pago e orgânico? Vamos descobrir juntos!

Bem, o tráfego pago representa a categoria de visitantes que chegam à sua página por meio de anúncios pagos, como aqueles veiculados em plataformas de publicidade on-line, a exemplo do Google Ads e do Facebook Ads

Muitos empreendimentos e profissionais de marketing recorrem à tática como parte das iniciativas implementadas visando à atração de clientes, especialmente quando o intuito é impulsionar de imediato o tráfego e/ou promover produtos e serviços específicos para um público-alvo.

Existem várias modalidades de tráfego pago, incluindo:

  • os anúncios que aparecem nos motores de busca — ou seja, aqueles criados para surgirem em meio aos resultados das pesquisas de palavras-chave relevantes feitas pelos usuários. O Google Ads, por exemplo, é uma das plataformas mais populares quando se trata desse tipo de publicidade;
  • as campanhas desenvolvidas nas redes sociais — levando em conta que determinadas plataformas, como o Facebook Ads, o Instagram Ads e o LinkedIn Ads, permitem que os anunciantes elaborem anúncios nas mídias sociais direcionados ao seu público-alvo e com base em critérios demográficos, nos interesses da audiência e nos seus comportamentos;
  • a publicidade em display — que, basicamente, é a exibição de anúncios gráficos em sites parceiros da rede de publicidade, em que, de modo geral, banners ou outros formatos visuais são utilizados;
  • a publicidade nativa — que, via de regra, é planejada para se "fundir" de maneira natural com o conteúdo do site e/ou da plataforma na qual é exibida, sem causar um grande impacto na experiência do usuário.

O investimento em tráfego pago implica diversas vantagens, como a geração de resultados rápidos, a possibilidade de segmentação precisa do público-alvo de um negócio e o controle total sobre o orçamento e a exibição dos anúncios. Por outro lado, é válido destacar que a estratégia requer aportes financeiros, o que pode torná-la inviável para empreendimentos iniciantes e/ou que não dispõem de recursos a serem aplicados em ações de publicidade.

Os resultados também podem diminuir logo que a campanha for interrompida; o que é necessário levar em consideração. No entanto, é fundamental ressaltar que a aplicação das duas estratégias em simultâneo é a alternativa "ideal", já que viabiliza o aproveitamento das vantagens ambas oferecem. Você já cogitou, por exemplo, investir em tráfego pago e orgânico no Instagram?

Uma boa pedida para se aprofundar no assunto é baixar o nosso e-book exclusivo que o ajudará a maximizar o valor do seu investimento em marketing e em publicidade nas tecnologias da Meta. Aproveite o download gratuito do material!

O que é tráfego orgânico?

De modo geral, o tráfego orgânico ocorre quando você consegue atrair visitantes para o seu site, o seu blog ou outra plataforma digital sem haver a necessidade de custear anúncios ou campanhas publicitárias direcionadas. Trata-se de um dos princípios do marketing de atração, mais conhecido como Inbound Marketing.

Em outras palavras, estamos falando do resultado do interesse genuíno das pessoas pelos conteúdos publicados e/ou pelos produtos/serviços oferecidos pela sua empresa — algo que é conquistado por meio de múltiplas ações de marketing e de otimização. A seguir, elencamos algumas das principais fontes de tráfego orgânico:

  • o proveniente dos motores de busca (SEO) — afinal, quando a sua página é otimizada para os motores de busca, a tendência é de que ela esteja presente nos resultados das pesquisas de palavras-chave específicas feitas pelos usuários;
  • o originário das redes sociais — pois o compartilhamento de conteúdos nas redes sociais, via de regra, gera tráfego orgânico, haja vista que o alcance é ampliado, e mais pessoas veem as suas postagens sem que seja preciso impulsionar as publicações;
  • o procedente do link building — que é gerado quando outros sites têm um link que direciona os usuários para a sua página;
  • o tráfego direto — que ocorre quando as pessoas acessam diretamente a sua página, digitando a URL na barra de endereços do navegador utilizado;
  • o proveniente do e-mail marketing — já que os disparos de e-mails para a sua lista constituem um meio de estimular a sua base de leads a clicar nos links enviados, que a levarão para o seu site e/ou blog, por exemplo.

Inclusive, o tráfego orgânico é bastante valioso porque costuma ser altamente direcionado e engajado. As pessoas que chegam à sua página de modo orgânico estão interessadas de verdade no que você oferece e são mais propensas ao envolvimento com os seus conteúdos, à conversão em leads ou à efetivação de compras.

Entretanto, as distinções não param por aí, viu?! Os resultados do tráfego pago podem ser atingidos em curtíssimo tempo — muitas vezes, até no mesmo dia em que a campanha de anúncios é iniciada. O rápido retorno é ideal para ações de prazo reduzido e/ou para promoções específicas e que demandam uma alta conversão imediata.

Em contrapartida, a obtenção do tráfego orgânico, geralmente, leva tempo, tratando-se de um processo gradual. É necessário construir autoridade, alcançar boas classificações nos motores de busca e estabelecer relacionamentos duradouros com o seu público-alvo. O efeito da iniciativa pode demorar semanas ou meses para ser percebido, mas é bem consistente e significativo.

Já em relação à confiabilidade, é superimportante enfatizar que muitos usuários podem enxergar o tráfego pago e os links patrocinados como recursos "menos confiáveis". O tráfego orgânico, por outro lado, tende a ser mais sustentável a longo prazo, pois, com uma estratégia de SEO consolidada e com conteúdos de qualidade, a sua página, provavelmente, vai continuar atraindo visitantes de maneira orgânica — mesmo que não haja gastos contínuos com anúncios.

Então, reforçando o que já afirmamos: ambos têm as suas vantagens e as suas desvantagens. Aliás, um grande volume de táticas de marketing bem-sucedidas combina tráfego pago e orgânico para produzir os melhores resultados.

Entenda como tornar mais eficiente as suas estratégias de tráfego pago e  orgânico

Qual é a importância dos dois tipos de tráfego?

Como dito, visando à potencialização da eficiência, o ideal é apostar nos dois tipos de tráfego — ou seja, investir em tráfego pago e tráfego orgânico. Ambos os modelos de aquisição exercem papéis altamente relevantes em uma estratégia de marketing digital abrangente. 

A propósito, a dependência exclusiva de um único tipo de tráfego pode ser arriscada. Na prática, se você recorrer apenas ao tráfego orgânico, por exemplo, as flutuações nos algoritmos dos motores de busca podem impactar de maneira significativa os seus resultados. A diversificação das fontes ajuda a mitigar esse risco.

Outro ponto interessante envolve o fato de que o tráfego pago permite segmentar com precisão o seu público-alvo, levando em conta dados demográficos, preferências e condutas, como vimos. Sob essa perspectiva, a estratégia é especialmente útil para atingir nichos específicos, concorda?!

Como dito, o tráfego pago também pode gerar resultados imediatos, tornando-se uma alternativa eficaz para lançamentos, promoções e campanhas de curto prazo. Já o tráfego orgânico, embora implique um desenvolvimento mais lento, oferece resultados sustentáveis a longo prazo e que não dependem da existência de um orçamento voltado a ações de publicidade contínuas. Mais um ponto a favor!

Nesse sentido, tirando proveito das modalidades de ambos, você terá a oportunidade de testar diferentes táticas de marketing para ver o que funciona melhor para o seu público e para o seu setor de atuação. Além disso, considerando as constantes mudanças no cenário digital, implementar uma estratégia de tráfego orgânico e de tráfego pago diversificada tende a tornar o seu negócio mais resiliente a eventuais alterações que poderiam afetá-lo de maneira negativa.

Como ambos trabalham juntos?

O tráfego pago e o tráfego orgânico podem trabalhar juntos de maneira sinérgica no intuito de impulsionar o sucesso da sua estratégia. Os anúncios atraem de forma rápida a atenção para a sua página — ou para o seu conteúdo —, o que aumenta a visibilidade da sua marca, especialmente se você estiver promovendo uma solução nova e importante. 

Na prática, quem é alcançado pelos seus anúncios pode se lembrar da sua empresa quando a encontrar de modo orgânico em pesquisas futuras. Já quando as pessoas veem a sua página convenientemente posicionada nos resultados dos motores de busca, elas tendem a confiar mais na marca. Portanto, as campanhas pagas fortalecem o branding e abrem as portas para melhorar o seu tráfego orgânico.

1. Defina objetivos claros

Comece definindo objetivos específicos e mensuráveis para a sua estratégia de tráfego. A medida pode incluir o estabelecimento de metas de conversão, como vendas, número de leads gerados e quantidade de inscrições na newsletter da empresa, ou simplesmente a determinação de um foco voltado ao aumento do tráfego.

2. Pesquise as palavras-chave

Faça uma pesquisa de palavras-chave e analise quais delas o seu público-alvo mais procura nos motores de busca, assim como aquelas que você pretende utilizar nos seus anúncios — sobretudo as long tails (ou "cauda longa") para o fundo de funil. Nesse momento, é válido recorrer ao uso de ferramentas de pesquisa de palavras-chave para encontrar termos relevantes de verdade. 

3. Crie conteúdos de alta qualidade

Em se tratando do tráfego orgânico, uma excelente pedida é criar conteúdos de alta qualidade e que sejam relevantes e úteis para a sua audiência. Estamos falando, por exemplo, de vídeos, infográficos, blogposts etc. Na verdade, o formato mais comum é, sim, o blogpost, mas é necessário ter atenção ao elaborá-lo para não cometer erros que prejudicam a aquisição de tráfego no canal de publicação.

Quanto ao investimento em tráfego pago, é recomendável que você se certifique de que as suas landing pages — ou "páginas de destino", em tradução livre — estão adequadamente estruturadas. Então, avalie se há uma mensagem clara e CTAs (chamadas para ação) eficazes de verdade.

4. Invista na otimização para SEO

Também não deixe de criar uma boa estratégia de SEO, considerando o nicho da sua empresa. A iniciativa engloba a otimização de títulos, de meta descrição, de URLs, de tags de cabeçalho e de imagens, da mesma forma que abrange a criação de uma estrutura de links internos bastante sólida.

5. Analise as métricas

Por fim, monitore o desempenho das suas campanhas de tráfego pago e orgânico. Utilize ferramentas de análise para rastrear diversas métricas, como o número de visitas, as taxas de cliques e as taxas de conversão. Além disso, consulte os dados coletados para implementar ajustes e melhorias contínuas na sua estratégia.

Como usar uma ferramenta de análise de tráfego?

Você sabia que a HubSpot oferece uma ferramenta de análise de tráfego e de marketing digital para ajudá-lo a acompanhar e a otimizar o desempenho da sua página e das suas campanhas? Pois é!

Por meio da nossa solução, você terá uma visão ampla e detalhada das suas fontes de tráfego — tanto pagas quanto orgânicas. Inclusive, é possível ter acesso a relatórios completos, rastrear eventos personalizados e conferir todas as circunstâncias que envolvem a atração de usuários para as suas páginas e/ou redes sociais. 

Basicamente, a ferramenta de análise da HubSpot mostra tudo que você precisa saber sobre tráfego pago e orgânico no que se refere às ações de marketing. Aliás, a nossa solução é uma plataforma supercompleta e útil quando o intuito envolve automatizar as tarefas cotidianas e impulsionar as suas conversões.

E aí? O que você acha de conhecer a ferramenta de análise de tráfego da HubSpot? Descubra todas as suas funcionalidades na nossa Central de Conhecimento e veja por que vale a pena recorrer à solução!

Tráfego pago e tráfego orgânico: melhores estratégias e quando usar cada um

Tópicos: Marketing Digital

Artigos relacionados

Somos comprometidos com a sua privacidade. A HubSpot usa as informações que você nos fornece para entrar em contato sobre conteúdo, produtos e serviços relevantes. Você pode cancelar a assinatura dessas comunicações a qualquer momento. Para ter mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Pop up para TRÁFEGO PAGO E TRÁFEGO ORGÂNICO CONHEÇA AS MELHORES ESTRATÉGIAS E QUANDO USAR CADA UM

Quer investir em uma estratégia de tráfego orgânico ou pago, mas não sabe por onde começar? Confira nosso e-book completo!

Marketing software that helps you drive revenue, save time and resources, and measure and optimize your investments — all on one easy-to-use platform

START FREE OR GET A DEMO