Relações Públicas: o guia completo sobre essa área de atuação!

Escrito por: Rakky Curvelo
crisis_cover-2-1

GESTÃO DE COMUNICAÇÃO EM CRISES CORPORATIVAS

Administre, planeje-se e comunique-se bem durante uma crise corporativa com nossos modelos

Baixe agora
profissionais de relações públicas

Atualizado:

Publicado:

É bem provável que você já tenha ouvido falar sobre o profissional de Relações Públicas. Normalmente, eles estão associados a notáveis figuras públicas, como políticos, grandes empresários ou comunicadores. No entanto, qualquer um pode se beneficiar desse profissional em seu círculo de trabalho.

Se você atua como pequeno ou médio empresário, contar com um profissional desses em sua equipe é um grande passo para otimizar o crescimento da empresa. Inclusive, pesquisas apontam que haverá uma movimentação de mais de US$ 100 bi até 2025 no setor, o que demonstra que se trata de um importante investimento.

Guia da comunicação de crise

Esses modelos ajudarão sua equipe a se comunicar com a imprensa durante crises

  • Kit Completo
  • Comunicação de crise
  • Conteúdo Exclusivo
  • Dicas de Especialistas
Saiba mais

    Baixe agora

    Todos os campos são obrigatórios.

    Está tudo pronto!

    Clique neste link para acessar este recurso a qualquer momento.

    Mas, afinal, o que faz o profissional de Relações Públicas? Continue a leitura para tirar as suas dúvidas e conhecer mais sobre essa carreira e a sua importância para o sucesso de empresas dos mais variados segmentos!

    Trata-se de uma profissão extremamente estratégica, que exige ótimas capacidades comunicativas, argumentativas e também uma sensibilidade aguçada. Afinal, o RP filtra as tendências sociais e as implementa no dia a dia da empresa na hora de lidar com crises e eventos delicados que possam envolver o nome da marca.

    Como essa profissão surgiu?

    Embora esteja relacionada com a tecnologia, a profissão de Relações Públicas não é nada nova. Há indícios de que ela surgiu por volta de 5 mil anos atrás, na civilização chinesa. No entanto, não contava com regras específicas, tampouco com uma regulamentação.

    Ao longo da história, ela foi se desenvolvendo. Reis tinham seus Relações Públicas. Depois, presidentes e até mesmo ditadores, no decorrer do desenvolvimento social. Em seguida, vieram as marcas. E, claro, o reconhecimento.

    Definida como uma profissão há pouco mais de 100 anos, as Relações Públicas chegaram oficialmente no Brasil após a Proclamação da República, mas já existiam por aqui há um bom tempo. Hoje, a profissão conta com uma regulamentação específica e é reconhecida como uma área em ascensão pelo mercado.

    O que o profissional de Relações Públicas faz?

    É bem comum que as pessoas não entendam bem quais são as atribuições de um profissional de RP. Alguns exemplos clássicos de atividades executadas por ele são:

    • estudo da opinião pública sobre determinados assuntos;
    • desenvolvimento de estratégia para lidar com esses temas;
    • aconselhamento de lideranças e colaboradores, além da consultoria sobre tom de voz e técnicas de comunicação;
    • manutenção da boa reputação das empresas;
    • influência da opinião pública sobre as marcas;
    • otimização da reputação do negócio frente a possíveis investidores e o mercado em geral;
    • ajuda com a prospecção de clientes;
    • relacionamento com a mídia;
    • orientação das equipes sobre temas sensíveis, como inclusão, preconceito e outros.

    Sendo assim, temos um profissional ligado às questões sociais e com jogo de cintura para lidar com momentos de crise, além da capacidade de trabalhar no desenvolvimento progressivo de uma identidade sólida para as empresas com as quais trabalha.

    Qual é a função de um Relações Públicas?

    Como vimos, o profissional de RP pode atuar em muitas frentes. Atribuições é o que não falta no dia a dia dessa carreira. Mas, afinal, quais são as suas funções na prática?

    De modo geral, ele pode trabalhar com:

    • assessoria, auxiliando no contato das empresas com seus clientes, desenvolvendo um tom de voz e ajudando os colaboradores a se comunicarem de forma padronizada e adequada com o público-alvo;
    • planificação, no qual eles mesmos colocam esses conceitos em prática e participam mais ativamente do dia a dia das empresas;
    • desenvolvimento de eventos que visam explicar tais conceitos ao público ou, ainda, orientar os colaboradores de uma empresa sobre determinados padrões que devem ser seguidos.

    Sendo assim, o RP pode trabalhar de modo direto com a empresa, como um contratado exclusivo ou prestar serviços a vários clientes de uma só vez.

    Como o RP se insere dentro de uma estratégia de marketing e comunicação?

    Marketing e Comunicação têm tudo a ver com Relações Públicas. Mesmo que esse profissional, por ventura, não fale diretamente com o público — como um porta-voz —, ele tem um papel crucial na definição de fatores como tom e voz da marca, além da implementação de estratégias que otimizem o diálogo da empresa com o público-alvo.

    Assim, esse profissional está de olho nas tendências e busca sempre estratégias que possam otimizar as atividades de marketing e comunicação, dialogando diretamente com o cliente e implementando padrões que otimizem o trabalho desses setores.

    Comunique-se bem durante uma crise corporativa com nossos modelos gratuitos

    O que é Relações Públicas no marketing?

    Dito isso, é fácil entender que há uma relação estreita entre o Marketing — cuja responsabilidade é fazer com que os produtos, serviços e valores da empresa cheguem até o público-alvo, além de otimizar a relação entre a marca e o mercado — e as Relações Públicas.

    O profissional de RP é encarregado de, por exemplo, lidar com o modo como a marca vai se comunicar com o público. Trata também de conduzir o relacionamento desta com outras empresas e possíveis investidores.

    A padronização na comunicação e a arte de dizer as coisas certas nos momentos certos é algo que influencia, diretamente, na propaganda positiva daquela marca. E, com isso, otimiza toda e qualquer estratégia de marketing! 

    Relações Públicas, Marketing e Assessoria de Imprensa: quais as diferenças?

    Esses conceitos podem soar como sinônimos, mas a verdade é que há diferenças importantes entre eles. Que tal conhecermos as principais? Assim, você entende como podemos fazer uma integração ideal entre as áreas.

    O Marketing, como sabemos, é a área ligada à transmissão da informação de uma marca ao seu público-alvo. Então, são aplicadas estratégias que, alinhadas, fazem com que as pessoas fiquem sabendo sobre o seu produto ou serviço.

    Há várias estratégias associadas ao Marketing, como é o caso do Marketing Digital, por exemplo. Unidas, elas contribuem para que a presença da marca no mercado seja solidificada e ela se torne uma referência na área de atuação.

    A Assessoria de Imprensa, por sua vez, é um segmento relacionado à comunicação da marca com a mídia e os influenciadores. E as Relações Públicas têm um trabalho mais voltado ao público de interesse geral da marca.

    E quais são as vantagens de trabalhar essas áreas de forma integrada?

    A integração dessas áreas é algo quase que intuitivo para empresas que têm um Marketing bem estruturado. Isso porque é fundamental se comunicar não só com o público de interesse nas vendas, mas também com a parte voltada à propaganda e à elaboração de presença da marca.

    Assim, tanto assessorias quanto profissionais de RP podem trabalhar simultaneamente nas estratégias de marketing, amarrando as pontas do negócio e fazendo com que tudo se comunique e se complete.

    Apesar de serem áreas diferentes, há equipes com pessoas que fazem os dois trabalhos. Em outros casos, as funções estão bem separadas. Tudo vai depender da dinâmica da empresa responsável ou, ainda, do seu time interno de comunicação e marketing.

    Agora, é hora de falarmos sobre as vantagens de investir em uma equipe ou, ainda, em um profissional de RP para as empresas, especificamente, para a área do Marketing desse empreendimento! Vamos lá?

    1 - Otimização da credibilidade da marca

    Para que uma marca venda mais, é necessário que o público confie nela. E, sem dúvidas, há muitas formas de fazer com que isso se torne possível. Uma delas é, por exemplo, com o investimento em Marketing Digital, que ajuda no desenvolvimento de uma relação sólida com o cliente em potencial ou já fidelizado.

    Dentro dessa estratégia, como vimos, há o papel do profissional de Relações Públicas. Ele é um personagem indispensável para a construção da identidade da marca e a comunicação com o público, permitindo que uma confiança seja instalada entre as partes.

    O resultado? Mais reputação para a sua empresa, além do estabelecimento de uma relação mais sólida entre vocês e a sociedade como um todo, incluindo clientes que ainda não fecharam negócios e aqueles que já fazem parte da sua cartela ativa.

    2 - Centralização da área de comunicação

    Um profissional de RP também tem o papel de centralizar todas as atividades de comunicação. Mas como? Vamos explicar. Imagine que a sua empresa dialoga com o cliente em várias frentes: telefone, chat, redes sociais… em todos eles, é claro, um tom de voz é utilizado, certo?

    Mas como esse tom é definido? E quais são as estratégias utilizadas para que essa comunicação seja efetiva, sem ruídos e fluida em todos os canais? Isso passa pelo crivo do Relações Públicas!

    Ele será o profissional responsável pela definição de estratégias comunicativas, sendo ele mesmo passível de fazê-las em alguns âmbitos, caso esteja disposto. Assim, a comunicação da marca se torna mais padronizada e centralizada, melhorando a confiança e o diálogo entre as partes.

    3 - Modificação do pensamento sobre a marca

    Quem nunca foi vítima de um boato ou recebeu algum comentário negativo na internet? É bem provável que você já tenha passado por isso, seja em sua vida pessoal ou profissional. E aí? Como você lidou com essa questão?

    Muitas pessoas não fazem a menor ideia de como lidar com esse tipo de evento ou, ainda, tomam atitudes equivocadas que podem prejudicar ainda mais todo o cenário e, consequentemente, a sua imagem pessoal ou de sua empresa.

    O Relações Públicas é um profissional indicado para lidar com momentos de crise, ajudando a moldar a opinião das pessoas sobre a sua marca e fazer com que elas esqueçam eventuais coisas negativas, ressaltando sempre o lado positivo do negócio.

    4 - Melhora da presença online

    Para que as marcas cresçam, hoje em dia, é fundamental investir em um aumento da presença online. Isso é indispensável para que possamos desenvolver estratégias realmente eficientes e dialogar com o público de maneira mais direta.

    O motivo? O número de vendas feitas no âmbito digital, é claro! Passamos boa parte do tempo conectados em nossos smartphones, e a internet se tornou uma grande vitrine de serviços e produtos, sendo uma oportunidade incrível para quem sabe se destacar.

    A presença online é sempre otimizada com a presença de um Relações Públicas, que faz com que o diálogo com o cliente seja melhorado nas plataformas digitais, estreitando os laços entre as partes e aumentando as chances de que negócios sejam fechados.

    5 - Melhora dos ganhos

    Por fim, tudo isso se reflete em um benefício: a melhora de ganhos. Clientes que confiam mais em sua marca estão muito mais propensos a fechar negócios do que aqueles que ainda se sentem inseguros.

    E, como vimos, uma das melhores formas de estabelecer essa relação é com o trabalho do profissional de RP. Além disso, ele deve conhecer as técnicas para fazer com que a sua empresa ranqueie bem nos veículos online e, claro, determinar um tom de voz que seja acolhedor e instigante ao mesmo tempo.

    Dessa forma, podemos ver que o trabalho desse profissional é indispensável para o sucesso geral das empresas, colaborando para as estratégias de marketing de uma forma que realmente faz a diferença.

    Qual é a diferença entre Publicidade e Propaganda e Relações Públicas?

    Outros conceitos que podem se confundir com uma certa facilidade são a parte de Publicidade e Propaganda e Relações Públicas. Sobre o segundo já sabemos tudo — mas e sobre o primeiro?

    A Publicidade e Propaganda (PP) é uma área que se difere da RP por conta dos seus objetivos. Ainda que ambas dialoguem e caminhem juntas, o profissional de PP vai se preocupar mais com a forma de expressar as mensagens do que com o significado delas.

    Em outras palavras: pense que o profissional de PP está mais preocupado em vender um produto, enquanto o de RP vai atrás de entender as relações de compra e venda e estabelecer a reputação da marca no mercado.

    Assim, o trabalho começa com o RP, que estabelecerá a reputação da marca e conversará com o público, a mídia e outros setores. O Publicitário vem em seguida, com estratégias de convencimento que utilizarão os conceitos aplicados anteriormente pelo Relações Públicas.

    Sendo assim, as áreas se complementam e têm muitas semelhanças entre si — mas não são iguais!

    Qual é a relação entre Marketing e Propaganda?

    Já ficou bem claro, né? A Propaganda e o Marketing estão diretamente associados, assim como o setor de RP. Todos se integram para que os resultados da empresa sejam os melhores possíveis!

    O RP entra com a mediação, tanto com a mídia quanto com o público em geral, a fim de firmar a reputação da marca no mercado. A propaganda usa esses dados e informações para entregar conteúdos que convençam os clientes em potencial a fechar negócios com a empresa.

    E o Marketing? É a união de tudo isso! Com o uso de estratégias diversas — que incluem a participação dos profissionais acima —, o Marketing trabalha para consolidar o nome da marca no mercado e fazer com que a empresa feche vendas e contratos.

    Qual é a finalidade do Marketing de Relacionamento para as empresas?

    Marketing de Relacionamento é uma área do marketing que está associada à criação, como o nome indica, de um relacionamento com os clientes de uma marca.

    Ele consiste na implementação de várias estratégias, dentre elas a participação dos profissionais de RP. O objetivo é nutrir os clientes, desde o primeiro contato com a empresa — guiando-os a uma compra efetiva — até o momento em que eles já se encontram fidelizados. 

    Isso é feito a partir de várias estratégias, entre elas a participação da empresa nas redes sociais. Responder comentários, criar conteúdos que promovam o engajamento, nutrir o cliente com e-mails e fazer um atendimento humanizado são apenas alguns exemplos de como isso pode ser posto em prática.

    Por que integrar Assessoria de Imprensa com Inbound Marketing?

    A integração desses setores com o Inbound Marketing ajuda na colocação da empresa no mercado e na solidificação da sua reputação, por meio da construção da confiança e identificação dos clientes com a marca.

    Ao procurarem um serviço online, os clientes também estão de olho nos tipos de conteúdo produzidos por aquela empresa. Isso faz com que eles vejam que a marca tem autoridade no que está sendo dito.

    Assim, investir em conteúdos que agreguem valor, eduquem o cliente e proporcionem uma experiência agradável devem fazer parte da rotina da equipe de Marketing, promovendo a integração entre áreas correlatas e que contribuem para o sucesso da empresa.

    Quais são os desafios atuais para esses profissionais?

    Como tudo na vida, é importante mencionar que há desafios envolvendo o trabalho do profissional de Relações Públicas. Que tal conhecermos alguns deles?

    Posicionamento da web

    Um dos principais problemas enfrentados por esses profissionais é a questão do ranqueamento web, que cada vez mais apresenta desafios por si só. Lidar com mudanças frequentes no algoritmo, competitividade e questões mais técnicas fazem com que os RP precisem conhecer sobre SEO e outros detalhes de estratégias de Inbound Marketing.

    Bolhas de informação

    Outro grande desafio reside nas “bolhas” de informação. Elas são geradas tanto pelos algoritmos — que tendem a agrupar pessoas que pensam de uma mesma forma e apresentar apenas conteúdos que dialoguem com tais ideologias — quanto pela intolerância dos indivíduos com aquilo que é diferente. Furar essa bolha e trazer informação nesses grupos é um tanto quanto complicado.

    Volatilidade da opinião pública

    Outro detalhe está na volatilidade da opinião pública. O que funciona hoje pode não funcionar amanhã! Sendo assim, é importante ter jogo de cintura para lidar com questões como a cultura do cancelamento e, na medida do possível, evitar cair na “malha fina” dos juízes sociais. 

    Convergência da mídia

    Por fim, o agrupamento de diferentes canais de mídia em um local só faz com que seja difícil que as marcas se posicionem de forma única, trazendo a sua identidade à tona dentro de contextos diversos. Novamente, é preciso muito jogo de cintura para se impor de maneira delicada e conseguir destaque em meio a um contexto de muita adaptabilidade.

    Uma dica: aproveite para fazer o download do nosso material Modelos de Gerenciamento de Comunicação e Crises e aprenda, desde já, a lidar com certas situações que podem fugir um pouco do controle de times variados dentro da sua empresa. 

    Como trabalhar RP com dados?

    A obtenção de dados é uma das principais tendências atuais do marketing. Com eles, podemos conhecer muitos detalhes sobre os nossos clientes, desde suas preferências até o comportamento que eles têm na internet enquanto consumidores.

    Assim, fica muito mais fácil traçar um perfil do cliente em potencial e daqueles que já fazem parte da sua cartela, realizando uma estratégia bem mais direcionada e aplicada às dores e necessidades dessa persona.

    Isso também é válido para o profissional de Relações Públicas, que pode utilizar os dados para entender mais sobre o seu público, prever possíveis crises e traçar estratégias eficientes para se comunicar com essas pessoas.

    Sendo assim, tenha um bom time de dados em sua empresa ou conte com ferramentas que façam essa leitura e “tradução” para o seu time, otimizando os resultados e facilitando o dia a dia da equipe de marketing e comunicação.

    Gostou de saber mais sobre a profissão de Relações Públicas e a sua importância para os negócios? Como vimos, esse profissional é indispensável para a comunicação da sua marca, além da solidificação de uma imagem confiável e estável dentro do mercado.

    Então, que tal continuar aprendendo mais sobre o assunto? Conheça o nosso Marketing Hub, uma ferramenta que pode fazer com que o seu trabalho seja muito mais eficiente e tranquilo na hora de se comunicar com o cliente. Até a próxima!

    Veja como se comunicar com seus clientes durante uma crise corporativa

    Artigos relacionados

    Pop up para GERENCIE A COMUNICAÇÃO DE CRISE COMO ADMINISTRAR, PLANEJAR E SE COMUNICAR DURANTE UMA CRISE

    Administre, planeje-se e comunique-se bem durante uma crise corporativa com nossos modelos

      Pop up para GERENCIE A COMUNICAÇÃO DE CRISE COMO ADMINISTRAR, PLANEJAR E SE COMUNICAR DURANTE UMA CRISE

      Marketing software that helps you drive revenue, save time and resources, and measure and optimize your investments — all on one easy-to-use platform

      START FREE OR GET A DEMO