“Quando você fala bem do seu próprio negócio, é propaganda. Quando os outros falam bem dele, é assessoria de imprensa”. Embora simples, essa definição traz vários insights de como um bom relacionamento com a mídia pode impulsionar sua estratégia de inbound (nos EUA, por exemplo, escutamos cada vez mais o termo “Inbound PR (Public Relations)”. Veja abaixo 3 vantagens e 1 ponto de atenção ao integrar estas estratégias: 

Saiba mais sobre os fundamentos do Inbound com nosso guia gratuito

1) Mais rápido

Quem já montou um blog ou página em mídia social sabe como é demorado angariar seguidores. Não conheço empresa sem pressa de crescer e faturar, e a aquisição orgânica de tráfego simplesmente não acompanha a velocidade almejada. A assessoria de imprensa entra aqui, veiculando seu conteúdo para captação e nutrição de leads em canais externos. A Press Works mapeou mais de 50 mil veículos de comunicação no Brasil de variados tipos, tamanhos e linhas editoriais, que estão sedentos por boas matérias para preencher suas páginas.

2) Mais barato

Propaganda pode ser cara e levar seu CAC (custo de aquisição de cliente) às alturas, comprometendo a rentabilidade do seu negócio. Melhor (e mais econômico) do que comprar espaço é conquistá-lo. No entanto, é preciso investir em conteúdo de qualidade para ocupar o espaço editorial de um períodico, revista ou portal de notícias. Um especialista poderá aconselhá-lo sobre como tornar um texto factual, informativo, original, enfim, mais jornalístico para poder se credenciar como uma pauta relevante à mídia. Ainda, existem técnicas que aumentam a chance de emplacar backlinks para seu domínio, turbinar seu SEO e dar uma aliviada no orçamento de links patrocinados.

3) Mais credibilidade

Meio óbvio, né? Uma matéria traz mais confiança do que um anúncio pago. Não é à toa que diversos sites trazem em sua home uma seção “Na Mídia”, onde fazem questão de se apresentar usando as credenciais de terem sido veiculados aqui ou lá para transmitir credibilidade.

4) ...com mais variabilidade também

Quando você compra um anúncio, você sabe exatamente como e quando ele será veiculado. Muitas vezes até a tonalidade do Pantone será escolhida por você. Em assessoria de imprensa é outra história: depende da decisão independente de um jornalista ou corpo editorial para que uma matéria saia. Às vezes, a pauta cai, sai menor do que o esperado, com uma foto que não agrada e escrita com uma palavra ou expressando uma opinião que não é a ideal. Já vi conteúdos publicados em sites pequenos e médios bombarem e trazerem resultados incríveis para o cliente. Algumas vezes, uma matéria bem escrita e publicada em grandes portais simplesmente não pega, e o cliente não converte. Variabilidade é, portanto, a regra do jogo.

Como todo investimento em marketing, assessoria de imprensa não tem retorno garantido. No entanto, tal ação apresenta vantagens em relação a outras formas de atrair visibilidade para o seu negócio, tornando-a um must-do dentro do mix de divulgação. É preciso testar: se der resultados, continue; se não der, deixe-a de lado por um tempo até se convencer que uma nova tentativa valha a pena. Você está pronto para assumir o risco de dar certo?

Nova call to action
 Inbound Checklist

Originalmente publicado 23/08/2016 08:30:00, atualizado Maio 04 2022

Temas:

Relações públicas