Desenvolver uma boa apresentação é uma porta de entrada importante para se destacar entre os candidatos e aumentar as chances de avançar em um processo seletivo. Até chegar à fase de entrevistas, a única maneira de impressionar os recrutadores é sabendo como fazer um bom currículo, de derrubar o queixo.

[Baixe agora] guia exclusivo para se tornar um ótimo profissional.

Em um primeiro momento, esse documento pode não parecer tão importante assim, mas a verdade é que 20% da reprova de currículos acontece justamente por deslizes cometidos pelos candidatos.

Se você quer conseguir o emprego dos sonhos, acompanhe as dicas que preparamos. Aproveite a leitura!

1. Inclua os contatos certos

Pode parecer um erro incrivelmente bobo, mas ele é frequentemente cometido: não inserir ou inserir de forma equivocada os contatos no currículo. Então, eis aí a primeira dica de como fazer um bom currículo. Um lapso na hora de preencher o seu número de celular ou um caractere faltando no seu endereço de e-mail pode fazer com que o recrutador nunca chegue, de fato, até você.

Uma falha dessas é um bom motivo para que seu currículo seja eliminado logo de cara, sem que você tenha suas habilidades ou experiências avaliadas. Isso acontece não pelo erro em si, mas pela desatenção no momento de revisar o currículo, que é um indício de que essa característica sua possa ser recorrente depois da contratação.

2. Apresente a cronologia das suas experiências

Uma boa organização das informações e saber como redigir um currículo são elementos que podem mudar drasticamente a forma como um recrutador percebe sua candidatura. Adotar o critério cronológico é uma boa estratégia nesse caso, especialmente porque ajuda os profissionais de RH a entenderem a sua jornada e acompanharem o seu desenvolvimento de acordo com as oportunidades apresentadas.

Comece pela experiência mais recente e avance até a mais antiga. Você pode incluir informações como o nome da empresa, os anos de início e término do contrato e o cargo que você exerceu. As atividades que você realizava também merecem atenção. Não se esqueça de incluir apenas aquelas experiências relevantes para a vaga desejada.

3. Detalhe as atividades exercidas

Parte de como redigir um currículo eficiente consiste em saber o que colocar em cada campo de forma clara e objetiva. É no momento de descrever as atividades exercidas que muitas pessoas pecam. Você realmente deve incluir o que fazia em cada um dos cargos, mas de forma resumida e objetiva.

Para isso, coloque-se no lugar do recrutador. Se você estivesse procurando o profissional ideal para determinada vaga, quais experiências seriam realmente relevantes? Pontos como espírito de equipe, liderança, proatividade, agilidade e uso de ferramentas variadas sempre ajudam!

4. Seja verdadeiro e comprove essa veracidade

Você já deve ter descoberto em algum momento da sua vida que a mentira tem perna curta, não é? Pois essa máxima também vale para as informações contidas no seu currículo. Seja muito verdadeiro com tudo o que incluir nele e, preferencialmente, comprove o que afirmar no documento.

Se você está indicando cursos e formações, tenha os certificados e diplomas em mãos caso o recrutador os solicite; se incluir cargos e experiências anteriores, disponibilize o contato de algum ex-supervisor (sempre com autorização) que possa confirmar as informações.

5. Apresente seus objetivos de carreira

Seu currículo não é algo estático. Ele vai sendo construído à medida que você percorre a sua jornada profissional. Por isso, além das experiências que você já tem e das habilidades desenvolvidas, é importante apontar para onde está indo, ou seja, quais conquistas você ainda almeja.

Seus objetivos de carreira dizem muito sobre o quanto você está comprometido com o seu desenvolvimento. A empresa só tem a ganhar com isso e, por essa razão, os recrutadores tendem a se interessar por quem tem foco em crescer. Não se esqueça de atrelar as suas ambições e expectativas aos ganhos que a empresa pode obter com isso.

6. Revise, revise e revise

A revisão é uma etapa essencial, primeiro, porque ela ajuda você a identificar erros mais superficiais, como ortografia, gramática e digitação. Depois, porque ela permite que você tenha uma segunda opinião sobre o que escreveu.

Use e abuse dessa nossa dica: o ideal é fazer seu currículo em um momento, esperar algumas horas (ou dias) e voltar a lê-lo, procurando melhorar ainda mais suas colocações. Exercite sempre o ponto de vista do recrutador e tente perceber quais são os pontos que mais chamam a atenção na sua apresentação. Se preciso, peça uma segunda opinião de alguém da sua confiança.

Dica bônus: seja sua própria marca

Você é a sua própria marca, e acreditar na qualidade do seu trabalho é um passo importante para se sair bem desde a primeira apresentação. Por isso, sem excessos, introduzir-se como quem apresenta uma grande marca também é um meio de como fazer um bom currículo.

Escreva todas as informações de maneira convincente, argumentando sobre por que você é uma boa opção para a empresa. Indique as razões pelas quais você pode agregar valor ao negócio e mostre os seus diferenciais. Mas, cuidado, faça isso com muito bom senso para não parecer presunçoso.

O modo de como fazer um bom currículo hoje poderia não funcionar há alguns anos, ou mesmo tirar oportunidades importantes de você em um futuro próximo. As regras do jogo de contratação mudam rapidamente, e as habilidades valorizadas também seguem um fluxo dinâmico. Por isso, esteja sempre se atualizando e acompanhando estratégias para potencializar seu currículo.

Além disso, continue aperfeiçoando suas habilidades e aptidões sempre e não se esqueça que o currículo é apenas o primeiro passo. Você também deve se preparar para encarar e se sair bem nas outras etapas da entrevista.

Agora que você já sabe como fazer um bom currículo, chegou a hora de descobrir a fórmula comprovada para responder da melhor maneira à pergunta "fale um pouco sobre você" nas entrevistas!

New call-to-action

 New call-to-action

Originalmente publicado 21/dez/2021 4:00:00, atualizado Janeiro 18 2022

Temas:

Curriculum Vitae