Crescer e vender mais é o sonho de qualquer empresa, afinal, o foco é alcançar um número maior de clientes e ter competitividade no mercado. Assim, as ações de marketing digital são fundamentais para aumentar as vendas e melhorar os resultados do negócio.

Elas são aliadas nas vendas, pois ajudam a conduzir os leads até a conversão, levando os potenciais clientes a comprar o produto ou serviço. Além disso, elas trazem informações relevantes sobre as estratégias de venda, já que é mais fácil mensurar os dados de cada atividade de forma detalhada.

Ajude as suas equipes de vendas e marketing trabalharem melhor com esses  modelos e guia gratuito

Pensando em facilitar essa evolução no seu negócio, trouxemos 9 ações de marketing digital que ajudam a aumentar as vendas. Confira nossas sugestões e aproveite para crescer!

1. Fluxo de nutrição de leads

O fluxo de nutrição é uma sequência de e-mails enviados aos leads. Eles podem ter diversos objetivos, como baixar um e-book, trazer conhecimento sobre seus produtos e suas marcas ou levar o lead a tomar uma decisão. De modo geral, servem para educar o potencial cliente sobre um determinado assunto.

Essa sequência de e-mails contribui para melhorar o relacionamento da sua empresa com essas pessoas. Afinal, quando você envia apenas uma mensagem, é provável que ela se perca ou fique esquecida, impossibilitando que a interação continue a acontecer.

Existem diversas ferramentas que facilitam esse trabalho, tornando a entrega dos e-mails automatizada. Porém, para que eles tragam os resultados esperados, é fundamental saber que tipo de conteúdo enviar, como segmentar o público de forma eficiente e de que maneira personalizar as ofertas enviadas.

É importante realizar testes e acompanhar as principais métricas, como quantos e-mails estão sendo abertos, quais links trouxeram mais resultados e os conteúdos que não tiveram boa aceitação. Com esses dados, é possível otimizar a estratégia e corrigir o que não está trazendo o efeito desejado.

2. Testes A/B

Mais uma das ações de marketing digital é a realização de testes A/B. Eles permitem que uma página ou e-mail, por exemplo, sejam divididos em duas versões. O objetivo é medir qual delas está trazendo mais resultados.

A proposta é criar diversos testes, como mudar as cores de uma imagem, o estilo de abordagem, a linguagem, botões de call-to-action ou até mesmo conteúdos diferentes. Com esses números em mãos, você consegue encontrar o melhor caminho, identificando o que está chamando mais atenção do cliente.

Dessa forma, suas decisões não estarão baseadas em suspeitas ou hipóteses sobre o que pode ser melhor. Elas serão tomadas de acordo com os dados gerados no relatório dos seus testes.

3. Parcerias com influenciadores digitais

Os influenciadores digitais são pessoas que apresentam autoridade em um determinado nicho do mercado ou assunto e são contratados por empresas para auxiliar nas ações de marketing.

As parcerias com esse grupo podem trazer vários benefícios a uma organização, como aumentar a popularidade, agregar mais autoridade sobre um tema e, principalmente, potencializar as vendas. Por isso, é interessante buscar influenciadores que tenham relação com o seu mercado e que sejam relevantes para o seu público-alvo.

Essa ação é ainda mais eficiente quando falamos das redes sociais, como Facebook e Instagram. Os usuários dessas mídias valorizam as atitudes das pessoas que os inspiram, considerando muito a opinião delas na hora de comprar um serviço ou produto que não ainda conhecem.

O papel do influenciador digital é convencer esse público com informações que sejam de fato interessantes e relevantes. Quando essa parceria atua de maneira estratégica, é possível alcançar diversos potenciais clientes, ter ações de divulgação eficientes e, consequentemente, aumentar as vendas e tornar sua marca mais conhecida.

4. SEO

O investimento em estratégias de otimização de SEO (Search Engine Optimization) no seu site ou blog é fundamental para melhorar o posicionamento da empresa nos resultados de busca do Google.

Diversos elementos são avaliados por robôs, chamados de Googlebots, que atuam por meio de algoritmos que identificam sites mais ou menos relevantes. Dessa forma, eles priorizam aqueles que se tornam mais interessantes para o público, de acordo com alguns critérios.

A autoridade da página, o bom uso de palavras-chave, a qualidade dos links e o tamanho do conteúdo são alguns dos elementos considerados no momento de ranquear os principais sites.

5. Links patrocinados

Outra estratégia importante de marketing digital é a utilização de links patrocinados. Eles podem ser usados por meio de ferramentas como Google AdWords, Facebook Ads, Linkedin Ads, Twitter Ads, entre outros tipos de publicidade.

Os links patrocinados são ações de marketing digital que ajudam a trazer acessos mais qualificados ao site, blog ou empresa. Para utilizá-los, é necessário pagar um determinado valor para a plataforma que oferece o serviço. Em troca, ela divulgará seus links a mais pessoas. Sendo assim, o alcance dos seus anúncios será muito maior, possibilitando um retorno financeiro satisfatório.

Para aproveitar melhor essa estratégia, é fundamental saber como segmentar as campanhas, entregando seus anúncios ao público certo. Logo, é preciso avaliar as diferentes alternativas quanto ao sexo, idade, localização, interesses e outros elementos que direcionam as entregas.

6. Materiais ricos

Os materiais ricos são conteúdos produzidos em diversos formatos, que têm como principal objetivo gerar e nutrir leads. De modo geral, eles são bastante detalhados, com informações mais profundas e ficam disponíveis para download. Assim, podemos dizer que são uma das ações de marketing digital que mais ajudam a qualificar os leads, permitindo que a equipe de vendas não desperdice tempo.

Essa é uma estratégia muito relevante de marketing digital, pois traz autoridade à marca. Afinal de contas, muitas vezes os conteúdos de blogs ou sites são mais sucintos e diretos, o que não garante o aprofundamento que é possível dentro de um material rico.

Existem diversos tipos de materiais ricos, como infográficos, templates, white papers e e-books. O importante é encontrar qual modelo será mais útil ao público que você deseja atingir e proporcionar uma experiência realmente relevante, que o aproxime da sua empresa.

7. Webinars

O webinar é um seminário online com fins comerciais, ele é utilizado pelas empresas na geração de leads. Ele pode ser gravado ou ao vivo, sendo que na segunda opção as interações podem acontecer de forma instantânea.

Essa é uma ação muito interessante de marketing digital na crise, porque o custo desse vídeo é mais baixo do que a produção de um evento ou de um treinamento presencial. Desse modo, essa é uma ótima oportunidade para lançar um novo produto ou serviço, educar a audiência em relação a um assunto e melhorar o relacionamento com os leads.

Existem diversas plataformas que possibilitam essa estratégia, como YouTube, Google Hangouts, Zoom e Facebook. O importante é definir o tema, fazer uma boa divulgação e promover a interação com os espectadores — garantindo que a transmissão ofereça o que o público procura.

Os webinars também são recursos viáveis para aprimorar o sucesso do cliente. Durante a transmissão, a empresa pode antecipar desafios e responder dúvidas antes que elas apareçam. Isso ajuda na fidelização dos consumidores e é importante, principalmente, as empresas que têm contratos mais longos, com pagamentos mensais, por exemplo.

8. Redes sociais

As redes sociais são parte essencial de qualquer ação de marketing digital, pois elas têm capacidade de alcançar o seu público de forma eficiente e relevante. De acordo com o relatório do Statista, cerca de 3,9 bilhões de pessoas têm uma conta em rede social, o que demonstra o potencial desse tipo de canal.

Por isso, é necessário saber utilizar as ferramentas de redes como LinkedIn, Facebook e Instagram e aproveitar a publicidade que elas oferecem. Nesses canais, você pode divulgar outras ações da empresa, a exemplo dos materiais ricos, webinars e demais conteúdos que são gerados em seu site.

Uma empresa que não está presente de forma estratégica nas redes sociais perde relevância no seu mercado de atuação. Portanto, invista nesses canais a fim de chamar atenção do público e conduzir seus leads na jornada de compra idealizada pelo seu negócio.

9. Vídeos

As pessoas consumem diferentes tipos de conteúdo na internet e os vídeos estão entre os preferidos. Uma pesquisa conduzida pela Provokers revela que o consumo de vídeo na web cresceu 165% no Brasil nos últimos cinco anos. Então, vale a pena investir nesse formato.

O YouTube é o principal player de vídeos, mas nem sempre é necessário abrir um canal para a sua empresa nesse espaço. É preciso avaliar quais são seus objetivos, que tipo de conteúdo será produzido e onde está o seu público, verificando se essa alternativa é válida para a sua realidade.

Lembre-se de que as redes sociais também oferecem a oportunidade de postar vídeos, sendo uma boa alternativa de alcançar novos leads e clientes. Nesse ambiente, dá para mensurar o alcance de cada vídeo, as diferentes reações e ações que eles provocam e a eficiência dos conteúdos.

Como vimos, existem diversas ações de marketing digital que oferecem bons resultados e possibilitam o aumento das vendas. Como essas estratégias são aplicadas no ambiente online, também é importante definir métricas e KPIs para acompanhar o retorno de cada ação, como taxa de abertura de e-mails, taxa de cliques, conversões, CAC, engajamento etc. Esse monitoramento permite a otimização constante das propostas, oferecendo a oportunidade de corrigir erros e melhorar ainda mais a performance.

Quer melhorar as suas ações de marketing digital? Então, entre em contato conosco e saiba como podemos otimizar os resultados da sua empresa!

Essential Sales and Marketing Alignment Kit

Originalmente publicado 20/10/2020 12:34:28, atualizado Outubro 20 2020

Temas:

Marketing Digital