Olá. Você já sabe a novidade sobre vídeo? Ele está se tornando realmente importante para os profissionais de marketing. É imprescindível. Talvez obrigatório.

"Claro", você deve estar pensando. "A outra novidade é que o céu é azul."

OK, entendemos. Você sabe o quanto vídeo é importante. Isso já está claro. Na verdade, 94% dos profissionais de marketing planejam adicionar vídeo do YouTube ou Facebook a suas iniciativas de distribuição de conteúdo nos próximos 12 meses. E isso é ótimo, mas temos uma pergunta. O que faz um vídeo viralizar?

<< Utilizando redes sociais para gerar leads? Temos uma ferramenta gratuita para te ajudar >>

De acordo com o Dictionary.com, viralizar significa tornar-se “muito popular devido à circulação rápida entre as pessoas, especialmente pela Internet”. Quando bem executada, essa capacidade de viralizar pode durar um bom tempo. De fato, não sei você, mas uma das minhas maneiras favoritas de me lembrar da infância é perguntar aos colegas: “lembra daquele jingle?”. 

Nós escolhemos nossos vídeos virais de marketing favoritos e também explicamos por que eles são tão eficazes, na nossa opinião. E considerando que os vídeos virais podem ter uma popularidade duradoura, você perceberá que nem todos são tão recentes assim. Vamos conferir?

Os 6 exemplos de marketing com vídeos virais

1) Dallas Zoo & Bob Hagh: Gorila que dança break

O vídeo

Começamos com um exemplo um pouco incomum. Tudo começou quando a supervisora do Dallas Zoo Primate, Ashley Orr, capturou esse vídeo de Zola, um gorila feliz dançando, girando e espirrando água para fora de uma piscina infantil. Confira:

Como se já não fosse engraçado o bastante, o produtor de vídeo do Star-Telegram, Bob Hagh, percebeu que a "coreografia" do gorila tinha uma incrível semelhança com uma cena do filme Flashdance, ao som da música "Maniac". Ele percebeu a oportunidade cômica e dublou o vídeo do gorila dançante com a mesma faixa.

Em menos de uma semana, o vídeo foi curtido por empresas como a CNN, a Maxim e a ABC, dentre outras. Basta procurar os resultados de pesquisa de "gorila dançando maniac".

Por que funciona

Quantas vezes você assistiu um vídeo e pensou "isso me lembra outra coisa"? Foi exatamente o que Hag fez aqui: pegou um vídeo que já era legal, adicionou algo simples e transformou em algo ainda mais compartilhável.

Depois que a versão “melhorada” do vídeo do gorila viralizou, resolvi começar a observar esses momentos efêmeros em que penso “não seria engraçado se…?”. Embora não haja garantia de que investir nesse raciocínio dê resultados virais, e não recomendamos investir tempo demais em algo sem chance de compensar, a experiência de Hagh faz pensar.

Comece prestando atenção no que você normalmente considera uma ideia boba e, se houver uma maneira descomplicada de fazer algo a respeito, faça isso. Mas procure prestar atenção e analisar as métricas que você consegue gerar a partir do desempenho. Veja quem reage a cada experimento e como. Isso pode informar sua estratégia de marketing com vídeo.

2) Dollar Shave Club: "Nossas lâminas são f***"

O vídeo

O vídeo abaixo tem mais de 5 anos e ainda assim, de todos os vídeos da Dollar Shave Club no YouTube, e há mais de 50, ele continua sendo o mais popular da marca, com mais de 24 milhões de visualizações.

Por que funciona

Vale a pena comentar o fato de eles terem dado um rosto à marca, nesse caso, é o fundador da Dollar Shave Club, Michael Dubin. Os funcionários podem ter até 10 vezes mais seguidores em redes sociais do que as empresas onde trabalham e o conteúdo compartilhado por eles recebe 8 vezes mais envolvimento. Em outras palavras, os espectadores curtem quando as pessoas por trás de uma marca a promovem.

É exatamente o que esse vídeo faz. E devido ao enorme sucesso, Dubin não desapareceu de cena: ele continua a atuar na maioria dos vídeos da Dollar Shave Club.

Nós entendemos: donos de empresas e executivos são muito ocupados. Como eles têm tempo para aparecer em todos esses vídeos de marketing? Para nós, a resposta é: eles arrumam tempo. Ao investir publicamente no conteúdo de sua marca, um executivo transmite a mensagem de que acredita nela e que não deixou o sucesso afetar seu caráter. É uma forma única de demonstrar autoridade no assunto, e o crescimento e a popularidade da Dollar Shave Club são indicativos de que isso funciona.

3) IBM: "Um garoto e seu átomo: o menor filme do mundo"

O vídeo

Veja outro vídeo na categoria: “é velho, mas funciona”. Este vídeo de marketing está na categoria do setor de B2B para anunciar os serviços de armazenamento de dados da IBM. Mas, da mesma maneira que aconteceu com a Dollar Shave Club, marca de B2C, o exemplo abaixo também é o vídeo mais popular da empresa no YouTube, com mais de 6 milhões de exibições.

“Até mesmo nanofísicos precisam se divertir um pouco” é a descrição explicando que, para fazer o vídeo, “os pesquisadores da IBM usaram um microscópio de tunelamento com varredura para mover milhares de moléculas de monóxido de carbono; tudo para conseguir fazer um filme tão pequeno que pudesse ser visto apenas ao ser ampliado 100 milhões de vezes”. O filme tem o título do Guinness World Records™ de Menor Filme em Stop-Motion do Mundo.

Por que funciona

Leia novamente a primeira parte da descrição do vídeo: “até mesmo nanofísicos precisam se divertir um pouco”. Substitua a profissão por qualquer outra e, dependendo do seu setor, isso também poderia se aplicar ao seu trabalho. Todos os profissionais de marketing merecem se divertir um pouco. A questão é: “como”.

Isso apresenta outra oportunidade de começar a prestar mais atenção a esses pensamentos “não seria legal se … ?” e pensar em como você pode levar agir para criar conteúdo interessante. Isso é especialmente importante em marketing de B2B, onde a comunicação criativa e interessante de seu produto ou serviço é um desafio conhecido.

Então repetiremos mais uma vez: anote ideias de coisas legais para fazer e apresente-as na sua próxima reunião de marketing com um plano para implementá-las.

P.S. quer ver como este filme foi feito? Confira aqui as cenas bônus.

4) TrueMoveH: "Doação"

O vídeo

A TrueMoveH, uma empresa provedora de serviços de comunicação móvel na Tailândia, fez todo mundo chorar quando lançou este vídeo, em 2013. Até o momento, ele tem mais de 20 milhões de visualizações e continua sendo o vídeo mais popular da marca no YouTube.

Não estamos chorando. Você está chorando.

Por que funciona

Vamos pensar em alguns dos anúncios que nos despertam emoções, por exemplo, o anúncio da Budweiser “Puppy Love” para o Super Bowl de 2014 que, em janeiro de 2016, a Inc. chamou de “o anúncio do Super Bowl mais popular de todos os tempos”. Eles são populares e as pessoas continuam falando sobre eles muito tempo depois de serem exibidos pela primeira vez. Isso ocorre porque despertam empatia, o que pode influenciar bastante as decisões de compra, especialmente quando há uma história envolvida.

Este vídeo conta uma história. É o relato de um homem que foi indiscutivelmente generoso ao longo da vida e, no final, recebeu a retribuição em uma situação importante. A melhor parte: Em nenhum momento da narrativa a marca é mencionada. De fato, apenas no final aparece a categoria de negócios da TrueMoveH (comunicação).

Comece com seu setor. Em seguida, pense em uma história que você queira contar, qualquer uma, contanto que desperte empatia. Depois, descubra a relação dessa história com o que sua marca faz e use-a para criar o conteúdo do vídeo.

5) Tripp and Tyler & Zoom: "Uma chamada de conferência na vida real"

O vídeo

Há o outro lado da empatia, o que retrata os maiores aborrecimentos da vida com humor. É exatamente o que fizeram os hosts de podcast Tripp e Tyler para ilustrar como seria uma chamada de conferência se ocorresse na vida real.

Por que funciona

Este exemplo é um caso interessante de comarketing. Tripp e Tyler fizeram o vídeo em parceria com a Zoom, um provedor de videoconferência, mas a Zoom só é mencionada no fim, bem depois de terminar a história. É como se o vídeo falasse: “hahaha, você não odeia quando isso acontece? Essa empresa tem a solução” e, em seguida, encerra.

Quais são os maiores aborrecimentos com os quais seus clientes ou personas têm que lidar? Eles estão alinhados com os problemas que seus produtos ou serviços foram feitos para resolver? Se a resposta for “não”, você terá um trabalho a fazer.

Mas, se a resposta for “sim”, encontre o humor nesses problemas. Não dizem que “a arte imita a vida”? Então não tenha medo: use essas frustrações comuns para criar conteúdo interessante.

6) Poo~Pourri: "Imagine para onde você pode IR"

O vídeo

A Poo~Pourri, criadora de um spray de banheiro exclusivo, é conhecida por seus vídeos virais. Embora não tenhamos muita coragem de compartilhar o mais popular aqui, mostramos outro, que teve mais de 13 milhões de visualizações e dará a você uma ideia geral sobre a marca.

Por que funciona

Encaremos os fatos: Geralmente o que acontece no banheiro fica no banheiro. Apesar de ser uma experiência vivida por todas as pessoas, é um tabu. A Poo~Pourri consegue abordar e comunicar o assunto com muita habilidade.

Os produtos desta marca foram criados para resolver um problema que as pessoas normalmente não discutem publicamente, mas ainda assim precisam resolver. Então a Poo~Pourri criou um conteúdo de vídeo que diz: “ei, vamos resolver o problema para que você não precise fazer isso”.

Quais são os tópicos incômodos a respeito do problema que seu produto busca resolver? Comece uma conversa sobre eles, de preferência uma que seu cliente tenha vergonha de abordar.

Sabe o que mais? Não precisa ter a ver com funções orgânicas. Pode ser sobre grandes reclamações, como pedir demissão. Essa é a abordagem que a HubSpot adotou com seu Summer Startup Competition, concurso de startups de verão, para o qual criamos o vídeo abaixo. A frase inicial? Uma declaração audaciosa: “peça demissão”.

Aqui está. Seja para fazer chorar ou rir, esses vídeos virais ilustram as possibilidades infinitas de como sua marca pode criar conteúdo semelhante, do tipo que as pessoas falarão por um bom tempo.

Quais são seus exemplos preferidos de marketing com vídeos virais? Conte para a gente nos comentários.

Nota do editor: Este post foi publicado originalmente em setembro de 2010 e foi atualizado para aumentar a precisão e a abrangência.

 

ferramenta-gratuita

 ferramenta-gratuita

Originalmente publicado 17/04/2018 08:00:00, atualizado Abril 11 2018