Que tal usar os conhecimentos de ciências como a Psicologia, Sociologia e Antropologia para fazer a gestão da sua marca e vender mais? Se gostou da ideia, então você precisa conhecer o marketing de comunidade, também conhecido como community marketing!

Ele se apresenta como uma das grandes tendências de marketing digital e vem sendo cada vez mais adotado até por pequenos negócios. A ideia por trás é obter ganhos ao satisfazer necessidades e desejos instintivos das pessoas, ou seja, aqueles já existentes ao nascerem.

É que indivíduos precisam se sentir parte de um grupo e criar conexões com pessoas com as quais se identificam. Uma comunidade pode cumprir essa finalidade, já que é o agrupamento de pessoas com algo em comum.

<< Aprenda com nosso guia gratuito como começar com o e-mail marketing >>

Isso traz união, fortalecimento de ideais e construção de relações. Envolver a empresa, criando comunidades por meio de uma estratégia de marca nas redes sociais, por exemplo, é uma ótima forma de melhorar a percepção dos consumidores sobre os produtos e serviços.

A seguir, explicamos mais sobre o marketing de comunidade e como implementá-lo no negócio!

Por que o marketing de comunidade é tão importante?

Hoje, não basta oferecer um atendimento eficiente e ter produtos de qualidade. Marcas que desejam crescer de forma consistente precisam engajar, construir conexões, aproximar-se do público, demonstrar humanização e gerar uma boa experiência de compra.

O community marketing oferece essas oportunidades, além de contar com outras vantagens como conhecer melhor os clientes, monitorar o que pensam sobre a marca, obter insights para a criação de produtos e mapear oportunidades de desenvolvimento.

Como construir uma comunidade para sua marca?

Ao pensar em colocar em prática o marketing de comunidade, é preciso abordar os 3Cs, que se definem conforme segue!

Captar

O primeiro passo é estudar as melhores formas de conseguir membros para a comunidade. É preciso entender que não vale reunir quaisquer pessoas. Lembre-se, por exemplo, do conceito de leads. Eles precisam representar os consumidores propensos a comprar de você.

Na hora da captação, é necessário entender quem tem o perfil desejado para participar. Você consegue isso mapeando os interesses das pessoas, descobrindo o que precisam e entendendo como deixar essa interação mais atrativa.

Capacitar

Pense em uma jornada de compra. O lead avança a partir da educação a respeito da própria necessidade. Os membros também precisam se preparar para entrar na comunidade.

Para isso, você deve dar a eles um sentido, além de mostrar as vantagens em continuar se relacionando com a marca. As pessoas devem estar prontas para fazer parte, para que interajam de forma madura, revelem um pouco de si e promovam ajuda mútua.

Converter 

As pessoas entraram no grupo? Ótimo! Mas isso não é o suficiente para o marketing de comunidade proporcionar bons resultados. É preciso fazer com que elas se sintam pertencentes à comunidade, assim como construir uma relação de confiança recíproca.

Os membros precisam se sentir encorajados a se comunicar de forma espontânea, com naturalidade. Além de isso ser um estímulo para comprarem da marca, ainda é uma oportunidade de incentivar novas pessoas a ter vontade de fazer parte também.

Como aproveitar o marketing de comunidade na estratégia do seu negócio?

Bem, não adianta criar comunidades, mas não saber aproveitá-las. Por isso, separamos algumas dicas para você usufruir ao máximo dessa estratégia. Acompanhe!

Defina o propósito de atuação

No fundo, você deseja obter as vantagens relacionadas à solidificação do negócio, estratégia de marca e ao crescimento das vendas, certo? Mas saiba que esses resultados precisam vir de forma indireta.

Sendo assim, é necessário estabelecer um propósito mais direto para esse grupo funcionar, algo que motive as pessoas a estarem dentro. Por isso, pergunte-se: por qual motivo atuarei com o community marketing? O que posso entregar?

Muitas empresas costumam trabalhar junto do marketing de conteúdo, já que é uma forma de satisfazer necessidades dos leads. Isso é interessante e, ainda, pode ser feito de várias formas: responder a dúvidas dos membros por áudio e apresentar webinars exclusivos, por exemplo.

Pergunte aos membros

Qualquer relacionamento precisa ser um ganha-ganha. De um lado, sua empresa precisa crescer e ter mais lucro. Do outro, os membros têm expectativas e desejos.

Tenha isso em mente que você irá por um bom caminho. Então, demonstre abertura ao diálogo, pergunte aos membros o que precisam e incentive o feedback.

Mostre-se como especialista 

Pense um pouco: você perderia seu tempo escutando um profissional que demonstra insegurança na execução ou falta de domínio em um assunto?

Se você se propôs a resolver os problemas dos membros, é importante demonstrar autoridade e saber se posicionar. Isso não significa ser arrogante ou esnobe, ok? Mas uma dose de autoconfiança sempre cai bem.

Posicionar-se assim fica mais fácil quando você ajuda as pessoas em algo que realmente entende, por isso fica a sugestão: selecione um tema e se aprofunde nos estudos dele.

Como engajar os participantes de uma comunidade?

Sabia que algumas empresas levam tão a sério a estratégia de community management que colocam profissionais dedicados a essa função? Separamos algumas das ações mais efetivas.

Dê papéis aos membros

Provavelmente, as pessoas têm características semelhantes, já que esse é um dos aspectos de uma comunidade. No entanto, é possível que também apresentem atributos diferentes e complementares.

Assim, avalie a possibilidade de definir funções para algumas pessoas, de acordo com a aptidão. Por exemplo, você pode pedir para orientar os recém-chegados ou ajudar a organizar os tópicos das conversas.

Premie os mais ativos

Essa é uma forma de agradecê-los pela contribuição no crescimento da comunidade e de incentivar os mais calados a participarem.

Não deixe ninguém sem resposta

Você já passou pela experiência de procurar uma pessoa e sua solicitação ser totalmente ignorada? A sensação de indiferença e descaso promove o afastamento, fazendo perder o propósito inicial do grupo.

Escute e acolha feedbacks

Reclamações podem causar desconforto em quem as recebe, mas analise-as por outro prisma. São oportunidades de mudanças e melhorias. Em muitos casos, as pessoas que levantam feedbacks negativos fazem isso porque ainda têm esperança em continuar se relacionando com a marca.

Faça com que se sintam especiais

Indivíduos se unem porque necessitam criar laços. Por isso, proporcione o que procuram: a sensação de se sentirem parte de algo.

Então é isso. O marketing de comunidade se apresenta como uma tendência, além de ótima estratégia para a empresa obter ganhos e aumentar as vendas. O melhor de tudo é que você pode começar a usá-la no negócio sem precisar de muitos investimentos, já que redes sociais e aplicativos como WhatsApp e Telegram são ótimos canais para essa atuação.

E por falar em práticas que estão com tudo, acesse nosso infográfico e conheça 6 tendências de marketing para 2021!

Nova call to action

 The Beginner's Guide to Email Marketing

Originalmente publicado 14/07/2021 07:00:00, atualizado Julho 16 2021