Você tem o costume de chegar no final do ano e fazer as famosas promessas para o ano seguinte?

Aquela lista geralmente enorme de coisas que você não conseguiu realizar durante o ano e que acabam sendo deixadas para o ano seguinte.

E o seguinte.

E o seguinte…

Normalmente são mudanças que queremos promover em nossas vidas, e até conseguimos por um tempo, mas que eventualmente acabamos abandonando.

Se isso está acontecendo com você, a explicação pode ser bem simples:

Você decidiu jogar toda a responsabilidade de suas realizações em cima da sua força de vontade.

Quantas vezes você já não ouviu que é preciso ter força de vontade para conquistar um objetivo?

Acreditando nessa máxima, você provavelmente aproveitou a empolgação que sentimos a cada começo de ano e contou apenas com isso para fazer dar certo.

No entanto, depender exclusivamente de sua força de vontade pode ser perigoso, já que ela não é constante.

Assim como seu humor, alguns dias a força de vontade desaparecerá. Seja porque está chovendo, está frio ou você está cansado.

E é nesse momento que seu plano vai por água abaixo.

A força de vontade é como um músculo, pode ser treinada mas tem um limite máximo de capacidade e sofre com a fadiga.

A conclusão é que a força de vontade tende a se esgotar conforme seu uso. 

E se não podemos contar com a determinação para alcançar nossos objetivos ou até mesmo acabar com a péssima mania de procrastinar, o que poderíamos fazer?

ESTABELEÇA UM HÁBITO E VOCÊ NUNCA MAIS TERÁ QUE FAZER FORÇA

procrastinar-06

Nós somos aquilo que repetidamente fazemos – Aristóteles

Primeiro, é preciso descobrir qual é a força propulsora que nos motiva a perseguir um objetivo.

Depois, é preciso monitorar atentamente seu comportamento enquanto persegue o objetivo já estabelecido.

E somente depois, a força de vontade surge como parte do processo.

A melhor maneira de obter sucesso na sua empreitada, é usar a força de vontade como impulso inicial e depois garantir a consistência transformando a ação em hábito.

Um hábito é formado por três elementos básicos:

  • GATILHO
  • ROTINA
  • RECOMPENSA

Gatilho é exatamente aquilo que diz o nome. É o que dará início a um processo, quase como um lembrete.

Colocar o despertador para tocar todo dia às 7 horas funciona para te fazer levantar da cama.

Mas pode ser que mesmo assim você sinta dificuldades de acordar e acaba dormindo mais. Seu gatilho não estã sendo eficiente.

No entanto, você pode descobrir que programar sua cafeteira para o mesmo horário e ter o aroma do café circulando pela cada às 7 horas da manhã pode funcionar muito melhor. Pronto! Ai está seu gatilho.

O que automaticamente ficará associado com o hábito de levantar no mesmo horário.

O próximo elemento do hábito, a rotina, é justamente aquilo que você deseja ter como ritual diário, que nesse nosso exemplo é levantar às 7 horas da manhã.

Finalmente o último elemento precisa estar claro para você.

Certamente a recompensa por acordar cedo deve ser um benefício reconhecido por você mesmo. Pode ser um banho quente, por exemplo.

Se aquilo não faz sentido para você, nem vale a pena tentar fazer daquela atividade um hábito.

procrastinar-08

Quando um hábito é prejudicial,  tentar eliminá-lo completamente de sua vida pode não funcionar.

É infinitamente mais fácil mudar a ROTINA e preservar o GATILHO e a RECOMPENSA.

Por que disso?

Todo hábito tem algo que o dispara e um motivo pelo qual você o faz.

O ato de fumar um cigarro pode ser acionado pelo costume de tomar café e a recompensa pode ser um momento para interromper outra atividade e relaxar.

Se você entende que tomar o café aciona sua vontade e que você o faz porque deseja uns minutinhos de intervalo, certamente outros hábitos poderão oferecer o mesmo Gatilho e a mesma Recompensa, mas sem os malefícios do cigarro.

Por isso a importância de anotar tudo que acontece quando você pratica esse hábito nocivo.

Entenda o porquê você faz o que você faz.

Passo a passo para implementar novo hábito

procrastinar-09

Você já deve ter sentido na pele a dificuldade que envolve o ato de mudar ou criar um novo hábito.

E não se preocupe, você não está sozinho nessa.

Portanto, para facilitar esse complicado processo, um passo a passo para implementação de um novo hábito pode ajudar bastante:

  1. Escolha um hábito fácil de colocar em prática. Você quer ir para academia todos os dias, mas que tal começar fazendo 10 minutos de alongamento todos os dias de manhã.
  2. Aumente aos poucos a “dificuldade” de seu hábito. Passe a fazer 15 minutos de alongamento, depois 30 minutos, depois comece a caminhar pelo bairro e assim vai.
  3. Divida seu hábito em blocos de tempo. Quer ler 100 páginas de um livro por dia? Que tal começar com 50 de manhã e 50 antes de dormir.
  4. Saiu da linha? Volte imediatamente. O problema aparece quando você faz da exceção, a regra.
  5. Se sentir dificuldades de continuar com o novo hábito, peça ajuda a alguém de confiança para “fiscalizar” seus hábitos todos os dias.
  6. Anote seu progresso em um calendário. Marque um X azul quando realizar com sucesso a tarefa e um com vermelho quando não o fizer.
  7. Vá com calma e seja paciente. Siga um ritmo que você sabe que vai conseguir ser frequente.

O processo de criação de novos hábitos é demorado e nada fácil.

Principalmente no começo é preciso levar muito a sério as regras do jogo. Nessa fase sua força de vontade, será importante.

Pois ela te fará dar o pontapé inicial.

Mas não conte com ela ao longo do caminho. Entenda que esse é um recurso limitado e se usado em demasia irá acabar e você não terá mais o combustível que precisa para mudar aquilo que não está bom.

Implemente as 7 dicas sem falhar, se inspire em outras pessoas com o mesmo objetivo que o seu e que conseguiram promover mudanças e acima de tudo: entenda por que você quer esse novo hábito.

Se você não quer saber por que a  procrastinação pode estar te afastando de seus maiores sonhos, leia esse artigo completo: “Por que somos especialistas em procrastinar? Como eliminar o vício da procrastinação antes que a preguiça sabote seu futuro brilhante.”

Você vai aprender mais sobre:

  • Descobrir o que significa o termo procrastinação.
  • De quem é a culpa deste terrível hábito.
  • Porque procrastinar pode fazer mal a sua saúde.
  • Se faz tão mal, porque continuamos procrastinando.
  • E 10 maneiras de eliminar a procrastinação da sua vida.

Espero que tenha gostado desse artigo.

kit-apresentacoes-modelos

 

Originalmente publicado 24/03/2020 12:34:48, atualizado Março 24 2020