Um dos benefícios de se trabalhar com Marketing Digital e Inbound Marketing é a quantidade de grandes eventos que temos a chance de participar, sejam eles presenciais ou online. Um exemplo clássico disso foi o Inbound 2015 realizado pela HubSpot, o maior evento de Inbound Marketing do mundo, que aconteceu entre os dias 8 e 11 de setembro desse ano, em Boston.

Veja como fazer uma apresentação incrível para impressionar seu chefe com nosso  guia

A parte mais importante de eventos como esse nem sempre é o próprio conteúdo em si, mas a oportunidade de fazer networking. Ele é extremamente necessário para a carreira profissional e os negócios, no entanto, poucos empresários conseguem fazê-lo de maneira efetiva.

Se você tem dificuldade de interagir numa sala cheia de estranhos, conhecer, conversar e se relacionar com pessoas desconhecidas, este texto é para você! Agora, se no ambiente 100% digital seu networking sai perdendo, o artigo também vai ajudar. Para isso, temos que entender primeiro o que é networking. Vamos nessa?

Não se trata apenas de conhecer muitas pessoas, mas, sim, de conhecer as pessoas certas. Também não significa sair distribuindo cartões de visitas ou ter muitas conexões no LinkedIn.

Manter um relacionamento com muitas pessoas será uma tarefa complicada, ainda mais à medida que sua rede de contatos for crescendo. Por isso, você precisa focar sua atenção em pessoas nas quais vê um potencial de conexão futura. Sejam eles parceiros de negócio, sócios, fornecedores ou bons colaboradores.

Como otimizar os resultados do networking?

Existem muitas estratégias que vão ajudar você a otimizar seus resultados do networking. Uma delas é o uso correto de redes sociais. O primeiro passo é definir qual é seu objetivo com a rede e que imagem quer passar por meio delas. Criar uma marca pessoal é sempre um caminho bastante vantajoso e ajuda você a ser mais coerente nas suas publicações.

Além disso, ter uma rede de contatos serve exatamente para que você peça ajuda quando precisar. Por isso, não pense duas vezes: sempre que necessitar de algum serviço, fazer alguma indicação para alguém ou mesmo solicitar algo, faça.

As pessoas gostam de sentir que podem contribuir de alguma forma. E o mesmo vale para as suas contribuições. Quando você perceber que pode ajudar alguém com algo, ou encurtar algum caminho, não pense duas vezes e tome essa atitude.

Não se esqueça de que ter uma estratégia facilitará demais seu caminho. Por isso, trace uma rota mental entre onde você está e aonde quer chegar. Descubra quem são as pessoas que podem contribuir para o seu desenvolvimento, busque meios de se aproximar delas e trabalhe duro para que sua voz seja ouvida.

Estar cercado de pessoas com o mesmo objetivo que você é algo que ajuda muito a acelerar seus resultados. Então, não deixe de selecionar bem quais são os profissionais com os quais anda. Sempre que sentir que você é “o melhor da mesa” é porque está na hora de trocar de mesa!

Como fazer networking?

Muitos empresários frequentam regularmente eventos para fazer networking, mas poucos estudam e praticam, de fato, a ação. A verdade é que, quanto mais prática, mais experiente você se torna em iniciar conversas com desconhecidos.

Dessa maneira, você terá menos ansiedade e mais confiança. Isso atrairá a atenção das pessoas e você se tornará mais do que apenas um cartão de visitas. Para se tornar uma pessoa entrosada, teste aplicar as dicas a seguir no próximo evento em que participar — ou no dia a dia profissional mesmo.

Perca o medo

Sabia que, de acordo com o Sunday Times, muitas pessoas (40% da população mundial, para sermos mais exatos) têm mais medo de falar em público do que da morte? Para a maioria delas, o medo não está relacionado com situações em que precisam falar para multidões. Na verdade, elas se sentem mais desconfortáveis com pequenas situações cotidianas.

Falar com pessoas desconhecidas, ficar frente a frente com outra pessoa, discursar para pequenos grupos, pedir uma indicação, entre outras ocasiões comuns são alguns exemplos.

Já sentiu nervoso para expressar sua opinião em uma reunião de trabalho? Já deixou de falar algo que você queria por não querer se expor? Saiba que o medo de falar com pessoas desconhecidas pode atrapalhar muito sua confiança no networking.

Então, a melhor forma de perder esse pânico é praticando, assim, você ganha confiança. Uma dica aqui: que tal pedir para um amigo com quem se sente confortável a te ajudar durante a conversa?

Melhore suas habilidades de oratória

Fazer networking requer tanto habilidades de fala quanto uma boa apresentação. Você pode realizar cursos de oratória e marketing pessoal para ganhar mais confiança nesse ponto. Veja alguns cursos grátis na internet:

Quando se sentir preparado, faça apresentações em eventos do seu mercado a fim de ganhar autoridade e confiança. Você também pode se oferecer para dar aulas enquanto convidado em faculdades para ir ganhando experiência.

Olhe nos olhos

Poderíamos sugerir aqui um forte aperto de mãos para demonstrar confiança. Mas, com a pandemia, não é bem o momento, certo? Por isso, a dica de olhar nos olhos e sorrir quando convier pode ajudar nesse networking. Se você tem muita timidez, fica de cabeça baixa e foge das pessoas, o networking sai bem prejudicado. Então, não perca o contato visual.

Não se esqueça da comunicação não verbal

A sua postura e a forma como se veste são mais importantes do que imagina. Sabia que 30 segundos é tempo suficiente para alguém criar uma opinião sobre você? Lembre-se de ter uma postura confiante, por exemplo:

  • evite pernas e mãos cruzadas perto de outras pessoas;
  • quando estiver em pé, mantenha as pernas alinhadas aos ombros;
  • cuide das expressões de seu rosto — aquele revirar de olhos pode afastar você de um networking eficiente.

Peça ajuda a um conector

Uma introdução breve e concisa sobre você é uma estratégia vencedora ao começar uma conversa com o pé direito. Se é novato e fica nervoso nesse momento de falar sobre quem é você e o que faz, peça para um contato influente que o apresente às outras pessoas. A maioria fará isso com prazer! Assim, você pode pegar ideias sobre como se apresentar aos demais.

Vença o jogo dos nomes

Quantas vezes você já começou a conversar com uma pessoa nova e esqueceu o nome dela? Acontece mesmo. Essa situação sempre é bem embaraçosa. Só que se lembrar dos nomes das pessoas é uma habilidade fundamental nas conversas.

Saiba que existe uma técnica muito simples, mas supereficiente para lembrar o nome das pessoas. O seu cérebro tem mais facilidade para gravar coisas lúdicas, portanto, assim que a pessoa falar o nome dela, crie uma associação mental esdrúxula, do tipo: “Vanessa” — imagine você pegando um giz de cera gigante e escrevendo o nome dela no fundo de uma piscina. Pronto… você sempre lembrará desse nome.

Ou, imagine que você viu um dinossauro com a barriga escrito o nome Vanessa. Pode parecer engraçado, mas realmente funciona! Você pode usar o nome de uma música, uma história etc. A forma não importa, mas dê um jeito de guardar o nome da pessoa.

Outra técnica simples de gravar o nome dos outros é assim que esse alguém falar seu nome, você usá-lo nas próximas três frases que falar. Exemplo:

  • “pois é, Vanessa”;
  • “então, Vanessa, eu tive uma experiência parecida…”;
  • “o que você está mais gostando neste evento, Vanessa?”.

Quando uma pessoa ouve você dizer o nome dela, faz com que se sinta mais conectada a você. Se acabou de conhecer um grupo de pessoas, sempre deve chamá-las pelo nome frequentemente durante a conversa também.

Agora, se acabar se esquecendo de um nome, pode utilizar outras estratégias. Você pode pedir um cartão de visitas durante a conversa — com ele em mãos, pronto, fica simples relembrar. Se não tiver um cartão, você pode pensar em um motivo para anotar o nome em algum lugar, seja no celular, seja em um caderno ou num papel.

Demonstre interesse

Demonstrar interesse sincero sobre as pessoas é sempre uma boa prática. Não apenas pelo negócio delas, mas também sobre suas opiniões e hobbies. Muitos empresários tentam colecionar cartões de visitas e se esquecem de criar um relacionamento com quem está no evento.

A real é que mais vale uma boa conversa do que muitos cartões na carteira. Aqui, uma dica é fazer perguntas específicas para demonstrar interesse sobre seu interlocutor. Um bom exemplo seria: “qual foi a sua jornada até aqui, Vanessa?”.

As pessoas sempre adoram contar suas próprias histórias. Quando elas contam histórias sobre carreira e negócios, começam a relembrar momentos importantes na sua vida. Ouvir atentamente sobre os pontos de maior importância renderá ainda mais perguntas boas a se fazer.

Faça um elogio sincero ao seu interlocutor

Todo mundo fica feliz com um elogio, mesmo se vier de uma pessoa que é desconhecida. Então, use o que você ouviu sobre esse alguém ou algo que leu escrito por ele para escolher o elogio certo.

Um comentário sobre conquistas profissionais alcançadas, por exemplo, ou talentos que a pessoa tenha é muito mais impactante que elogiar um atributo físico. Na verdade, o elogio físico nem precisa aparecer, ok?

Aprenda a contar a sua história

A melhor maneira de fazer networking em eventos é contando sua própria história. As pessoas amam contar, mas também amam ouvi-las quando são bem narradas. Todos têm algo para falar sobre si mesmo, mas saber narrar da melhor forma é que é o grande segredo.

Se você acha que não tem uma história, lembre de momentos importantes na sua vida, momentos de mudanças e definições. Pratique contando a história a você mesmo. Depois, conte a um amigo próximo. Continue praticando, pois a melhor história que contar sempre será a próxima. A dica aqui é ter poder de síntese, afinal, as pessoas nunca têm tempo sobrando, combinado?

Como fazer networking online?

Se você acha que só dá para fazer networking de maneira presencial, engana-se. O networking online é uma ferramenta importante e poderosa ao estabelecer uma rede de contatos benéfica por meio da internet. Normalmente, tudo ocorre em uma plataforma digital, como o LinkedIn — que vem crescendo muito, sobretudo após a pandemia.

O primeiro passo para se dar bem nessa jornada é construir um perfil atrativo, conciso e objetivo. Além disso, uma boa triagem das pessoas com quem se conecta é bem importante. Nesse caso, o que vale não é a quantidade, mas a qualidade dos elos que você estabelece na rede.

Esse ambiente é exatamente o que você precisa para se conectar com pessoas interessadas no seu trabalho, mas também para acompanhar profissionais que podem contribuir com seu desenvolvimento. Quanto mais coerente for essa relação, mais fácil será receber uma indicação para aquela vaga do seu interesse ou ter suas publicações compartilhadas.

É claro que isso é uma via de mão dupla. Ao mesmo tempo em que se beneficia de um bom networking online, você também deve se manter atento para oferecer vantagens às suas conexões. Isso pode ser feito por meio da criação de conteúdo de valor, como:

  • canal no YouTube com vídeos relacionados à sua área de atuação;
  • blog dedicado à sua especialidade;
  • participação em webinars;
  • publicação de artigos relevantes nas redes sociais;
  • programas de lives com convidados especiais.

Isso tudo ajuda a construir confiança e credibilidade para sua marca pessoal, afinal, quem segue ou recomenda você sabe exatamente o nível das suas entregas.

Outra dica bem bacana é tentar levar esses contatos para o mundo físico. Assim que possível, convide algumas pessoas para um café, converse sobre seus projetos e crie algo em conjunto. Da mesma forma, esteja disponível para participar de eventos da sua área ou organizar seus próprios.

O que não deve ser feito durante o networking?

Como nem tudo são flores, algumas pessoas cometem erros grosseiros ao estabelecer sua rede de networking. Isso põe em risco não apenas a conexão com aquele profissional específico, como também pode manchar sua imagem em todo meio que ele interage. Para não correr o risco, veja algumas dicas importantes!

Não mantenha contato só quando precisa

O erro de grande parte das pessoas é achar que networking é canal de benefício próprio. Assim como qualquer outra relação, essa conexão profissional serve, na verdade, para criar vantagens a todos os envolvidos. Isso significa que você também precisa estar disponível para oferecer algo, certo?

Gerar valor nem sempre é uma tarefa simples, mas necessária. Por isso, é interessante que você mantenha suas redes atualizadas, participe de eventos da sua área, intermedie conexões entre outras pessoas e assim por diante. Não deixe para acionar seus contatos apenas quando precisar deles.

Domine o seu ego

Tanto na vida real quanto na virtual é muito fácil cair na armadilha do ego e começar a se vangloriar por suas conquistas, sejam profissionais ou pessoais. Sabe quando alguém começa a puxar conversa sobre a viagem de férias para os Alpes Suíços ou sobre aquela campanha cuja empresa tal jamais teria conseguido pensar se não fosse ele?

Egos inflados nunca garantem um networking eficiente, viu? Isso sem mencionar aquelas pessoas que criam perfis profissionais nas redes sociais, mas começam a postar sobre ocasiões extremamente pessoais, causando uma exposição desnecessária a esse público. Para evitar esse tipo de situação, revise seus contatos nas redes: são mais profissionais ou pessoais? Se forem profissionais, restrinja suas publicações ou simplesmente oculte e evite as que não têm a ver com seu trabalho.

Nunca fale mal de um ex-empregador

Outro erro comum cometido em eventos e redes sociais é a menção negativa a um ex-empregador, ou mesmo aquelas indiretas que deixam na cara o que você quis dizer. Nunca é uma boa ideia reclamar de uma empresa ou de um chefe para o qual você já trabalhou.

Isso deixa uma péssima impressão e pode minar todas as suas chances de conseguir novas indicações, afinal, você também pode reclamar desses contatos com outras pessoas.

Algo precisa ficar bem claro aqui: o networking, por si só, não vai fazer você ter sucesso. Mas saber fazer networking pode ajudar (e muito) a ter boas oportunidades para alcançar seus objetivos profissionais. Então, use todas estas nossas dicas para criar bons relacionamentos com as pessoas no ambiente de negócios. Quanto mais você praticar, melhor!

Por isso, sempre esteja presente nos eventos do seu mercado e também de mercados relacionados ao seu. Fique online e atualize constantemente suas redes, compartilhe e publique conteúdos relevantes, facilite a conexão entre pessoas e contribua com seus contatos.

O mais importante é a sinceridade, não tente passar a imagem de uma coisa que você não é. Pode demorar, mas, uma hora ou outra, as pessoas descobrem a verdade. Por isso, o mais saudável no networking é sempre assumir sua personalidade, características, potencialidades e limitações.

Se gostou de saber mais sobre como estabelecer um bom networking, assine nossa newsletter. Temos vários outros conteúdos que podem ajudar na sua construção de carreira!

How to Give a Killer Presentation to Impress Your Boss

 Como fazer uma apresentação incrível para impressionar seu chefe

Originalmente publicado 28/12/2021 07:00:00, atualizado Dezembro 28 2021

Temas:

Eventos