Quando o setor de marketing passou do outbound para o inbound, muitos profissionais de marketing abandonaram suas antigas funções como interruptores de conteúdo e começaram a atuar em novas, como criadores de conteúdo.

Mas essa mudança ainda está produzindo alguns efeitos secundários e, para acompanhar seus concorrentes hoje, você precisará entender o que são as APIs, como elas se integram à sua estratégia de conteúdo e as informações sociais que elas trazem ao seu site.

Não se preocupe: as APIs podem parecer complicadas, mas até o final deste post, você saberá como elas funcionam e o que seu uso envolve.

Aqui está uma breve definição de uma API, seguida por algumas informações importantes sobre fazer uma API funcionar para sua empresa.

O que é uma API?

API é a abreviação em inglês para interface de programação de aplicativos. A API é uma série de regras. Para ser ainda mais claro, é uma interface que faz a intermediação de informações. As APIs permitem que um aplicativo extraia informações de um software e use essas informações no próprio aplicativo ou, às vezes, para análise de dados.

Falando de um jeito mais simples, a API é um projeto que permite que "suas coisas" conversem e trabalhem com "as coisas dele". As suas coisas, nesse caso, são conhecidas como "ponto de extremidade da API".

Por que as APIs são importantes?

Uma das primeiras perguntas que muitos profissionais de marketing fazem é: Por que todas essas empresas compartilham seus dados abertamente, de graça?

Normalmente, a resposta é a seguinte: escala. À medida que as empresas de software crescem, a equipe dessas empresas percebe rapidamente que tem mais ideias do que tempo e recursos para desenvolvê-las.

Ao criar APIs, as empresas permitem que desenvolvedores de terceiros criem aplicativos que possam melhorar o uso e a adoção da plataforma principal. Dessa forma, uma empresa pode criar um ecossistema que se torna dependente dos dados de sua API, com uma dinâmica que costuma gerar oportunidades adicionais de receita.

Como usar uma API

Essencialmente, entender o valor de uma determinada API é entender quais informações estão disponíveis por meio de uma API e como elas podem ser acessadas. Para descobrir o que uma determinada API pode fazer, você pode fazer uma destas duas coisas:

  1. Pedir a um desenvolvedor da Web para analisar uma API e discutir isso com você.
  2. Fazer sua própria pesquisa. Se você não tem acesso ou orçamento para usar um desenvolvedor da Web, essa é uma opção interessante. Mas não entre em pânico: muitos serviços online têm uma boa documentação da API.

Documentação da API

Vamos dar uma rápida olhada no índice de referência da API do Twitter como exemplo:

indice api twitter

Muito do crescimento do Twitter ocorreu por causa dos desenvolvedores externos, e a primeira API do Twitter começou como um wiki básico. Desde então, ela evoluiu para um índice detalhado de APIs que um profissional de marketing experiente pode usar para determinar quais informações podem estar disponíveis para um desenvolvedor na forma de uma API e como incluir essa API no seu site.

Olhando para a captura de tela acima, você pode ver que há várias categorias de informações disponíveis para desenvolvedores externos. Depois de selecionar uma API de seu interesse, você pode clicar nela para ver quais informações estão disponíveis por meio dessa API. Confira abaixo a API Tweet Timeline do Twitter.

api twitter linha do tempo

Na documentação da API acima, a API Tweet Timeline do Twitter explica como você pode fazer uma breve coleta de tweets recentes da linha do tempo de um usuário específico e exibi-los, em forma clicável, no seu próprio site. A documentação da API inclui limitações no volume de tweets, a URL de recursos da API e o que você pode e não pode escolher exibir por meio dessa API.

Aplicação da API ao seu site

Se você adicionar a URL de recursos da API ao back-end do seu site, ela retornará as informações que você chamou para o front-end do seu site. Veja como isso fica no site da New York Road Runners, ajudando a promover a Maratona de Nova York (com algumas modificações no design personalizado):

A API Tweet Timeline do Twitter retornou ao front-end do site da NYRR

Você também pode conferir a documentação da API da HubSpot para ver como criar aplicativos e integrações usando dados da HubSpot.

Uma última observação: para usar oficialmente a API de um desenvolvedor, pode ser necessário que uma chave de API seja atribuída a você.

Pense na sua chave de API como seu token de autenticação, declarando você como membro de uma comunidade de desenvolvedores. Na verdade, esse token identifica para que você está usando a API e verifica se você recebeu permissão do proprietário da API para realizar esse projeto.

Fique tranquilo, pois sua chave de API não fornece ao desenvolvedor acesso a informações pessoais sobre você.

API como uma plataforma de marketing

O marketing em um mundo inbound implica ter empresas desenvolvendo aplicativos e serviços úteis para sustentar a retenção de clientes. As marcas precisarão se afastar de anúncios intermitentes para se tornarem canais de comunicação com o consumidor.

Nesse processo, as APIs facilitam a obtenção dos dados necessários para fornecer soluções para os problemas dos clientes.

Exemplos de API

Entender quais informações estão disponíveis por meio de uma API ajudará você a determinar se vale a pena trabalhar com um desenvolvedor para continuar o projeto. Aqui estão dois exemplos:

Menções no Twitter

Se você quisesse exibir tweets no seu site que incluíssem menções no Twitter a artigos do seu blog, precisaria entender se poderia solicitar tweets apenas com URLs específicos da API do Twitter.

Incorporação de vídeos do YouTube

Quando você clica com o botão direito do mouse em um vídeo do YouTube no youtube.com e seleciona "Copiar código incorporado", está basicamente solicitando o uso da API do YouTube no seu site. O YouTube facilita que o público incorpore vídeos do YouTube para reprodução diretamente em outros sites.

Termos de serviço da API

Qualquer que seja o projeto, é essencial que você realmente leia e entenda os termos de serviço de uma API que estiver considerando para o seu site. A maioria das APIs tem certas restrições de uso. Se você não dedicar um tempo para entender as restrições de uma API na qual está interessado, poderá investir mais tempo e dinheiro no desenvolvimento de um ativo de marketing que se tornará inútil quando o provedor da API determinar que você violou os termos de serviço da API (e revogar o seu acesso).

Por esse motivo, a maioria das APIs tem "limites de chamada".

Com isso em mente, o limite de chamadas de API é o número de vezes que você pode solicitar informações sobre uma API de um serviço da Web em um determinado período. Novamente, leia os termos de uso de qualquer API que você esteja pensando em usar. Esses documentos devem detalhar claramente as limitações, bem como o uso apropriado do programa.

O desenvolvimento com base nas APIs de serviços da Web existentes é apenas o começo. Vivemos em um mundo que agora espera conteúdo aberto e disponível para todos; a evolução natural disso é que os próprios publishers lancem suas próprias APIs, para que os clientes deles possam desenvolver aplicativos como resultado.

O compartilhamento de API aplica-se a todas as empresas, não apenas àquelas que são baseadas na Web, mas a qualquer pessoa que tenha uma ferramenta ou componente de sua organização baseado na Web. Obviamente, esse conceito pode gerar obstáculos para algumas organizações, especialmente vindo do departamento jurídico. Cabe a você descobrir quais APIs são mais valiosas e como usá-las de maneira legal e sustentável.

excel-para-marketing-ebook

Originalmente publicado 28/03/2019 13:47:46, atualizado Março 28 2019