As empresas estão oferecendo cada vez mais liberdade e autonomia para que sua equipe consiga se desenvolver com conforto e segurança. Visando dar suporte a essa nova forma de organização, a autogestão aparece como uma alternativa para que os times se tornem produtivos e independentes.

[Baixe agora] Guia exclusivo para se tornar um ótimo profissional

O sonho de qualquer empresa é contar com colaboradores que compreendam o seu papel e trabalhem para que todas as tarefas sejam entregues no prazo, sem a necessidade de cobranças, certo? Tal ganho de autonomia é apenas um dos benefícios da autogestão que podem ser explorados no seu negócio.

Se você quer saber mais sobre essa metodologia inovadora, continue a leitura e confira como aplicá-la!

A diferença entre essa abordagem e as estratégias de gestão tradicionais é que os colaboradores não necessitam consultar sempre os chefes sobre suas ações do dia a dia, como ocorre em um modelo de gestão vertical que concentra o poder de decisão em poucos cargos.

Na prática, um dos pilares da autogestão é que ela oferece igualdade de poderes a todos os membros da equipe, preservando apenas um conjunto de diretrizes predefinidas pela corporação.

Quais os benefícios da autogestão?

Essa nova forma de organizar as relações de trabalho apresenta vários benefícios em melhoria do ambiente e produtividade. Vamos ver quais são os principais atrativos de adotar tal modelo?

Democratização dos processos de trabalho

Ao incorporar essa metodologia na empresa, ela ganha um ambiente democrático e livre entre os funcionários. Isso significa maior controle individual para a própria rotina e permite que cada um organize suas tarefas conforme se sente mais confortável para realizá-las.

Agilidade no processo de tomada de decisão

Imagine, por exemplo, que você precisa esperar o fim de uma reunião para comunicar algum problema ao seu superior e verificar como tal situação pode ser superada. Isso poderia levar várias horas e atrasar o trabalho de diversas pessoas.

Em contrapartida, a empresa que inclui a autogestão na sua cultura organizacional incentiva que os colaboradores tenham autonomia e solucionem problemas sem a necessidade de consultar diversas pessoas. Isso produz processos internos mais ágeis e dinâmicos.

Desenvolvimento de metas pessoais

Com um ambiente tão flexível e confortável, os funcionários conseguem desenvolver um bom plano de carreira e ampliar suas metas pessoais na empresa. Afinal, quem não gostaria de permanecer em uma corporação que favorece a sua autonomia e capacidade de tomada de decisões?

Aproximação em todos os níveis hierárquicos

Ao adotar esse modelo, seu negócio começa a se afastar da imagem tradicional de ambiente profissional rígido, onde os chefes realizam duras cobranças e não há controle ou liberdade em relação à rotina de trabalho.

Por meio da autogestão de sua equipe é possível tornar todos os níveis mais próximos e desenvolver soluções inovadoras baseadas na interação de diversas pessoas. Assim, há uma tendência de melhoria do clima organizacional e das relações interpessoais no trabalho.

Ebook grátis sobre desenvolvimento pessoal

Quais são os principais mitos?

Existem alguns mitos relacionados à autogestão profissional. E pensando em esclarecê-los para você, listamos e desvendamos cada um deles. Continue a leitura e confira quais são.

Não existem líderes nesse modelo

Ao contrário do que se pensa, na autogestão de equipe existe uma liderança estabelecida. Essa confusão pode acontecer por eles não necessitarem dar ciência em todas as tomadas de decisões que o time adota.

Em vez disso, os líderes desse sistema tem o papel de organizar os processos e distribuir as demandas que aparecem. Assim, os colaboradores alcançam maior liberdade e conseguem contribuir de modo mais intenso no crescimento da organização.

Existe lentidão na tomada de decisões

Pelo contrário, com maior autonomia da equipe as decisões tendem a ser mais ágeis, pois vários colaboradores têm capacidade de direcionar e solucionar eventuais problemas que apareçam.

Imagine uma empresa onde apenas o chefe de um setor tem poder de decidir o que deve ser feito. Isso tem potencial de diminuir a rapidez dos processos do negócio. Assim, ao contrário do que se pensa, um dos benefícios da autogestão é a agilidade que proporciona.

Não existem regras

Um dos vilões da autogestão profissional é pensar que não existem regras. Nesse sistema, todos os funcionários são informados sobre as regras que devem seguir para assegurar o bom funcionamento do negócio.

O que se tem é uma boa definição do que pode ser feito sem uma consulta prévia aos líderes e o que não é permitido. Por exemplo, se um profissional de marketing quer tirar um dia de folga, essa é uma decisão que deve ser conversada com o responsável por esse tipo de definição.

Agora que você já sabe o que é autogestão, quais são os seus mitos e vantagens, que tal aprender como colocá-la em prática? Separamos algumas dicas e exemplos para ajudar nessa tarefa. Dá só uma olhada!

1.Trabalhe os times de forma autônoma

Imagine que em uma empresa os times de marketing e vendas estão trabalhando de maneira paralela. A fim de obter sucesso, é necessário determinar quais são as atividades que cada um deve desenvolver e proporcionar autonomia para conseguirem fazê-las de forma eficiente.

2.Permita os acordos individuais

Buscando encontrar meios eficazes de realizar as atividades necessárias, é comum que os colaboradores concordem entre eles o que cada um precisa fazer. Dito isso, é importante permitir e incentivar essa coordenação para garantir um bom trabalho em equipe.

3.Compreenda a definição dos cargos

Existem algumas funções que podem ser divididas entre os funcionários sem afetar o bom funcionamento da empresa. Logo, você consegue dar liberdade aos seus funcionários para que efetuem uma atividade complementar a dele, a fim de gerar melhores resultados para a organização.

Viu como é possível implementar a autogestão em seus projetos? Além de trazer benefícios a curto prazo, você também contribui para que a corporação se torne ainda mais atrativa e consiga reter grandes talentos no time. Migrar de um modelo tradicional para um formato novo pode parecer assustador, mas os resultados de longo prazo asseguram a importância dessa transformação na cultura da empresa.

Gostou do nosso artigo? Então, continue com sua visita ao nosso blog para conferir nosso Guia de Carreira e saiba como alcançar o sucesso profissional!

Ebook grátis sobre desenvolvimento pessoal

 

 New call-to-action

Originalmente publicado 3/dez/2021 5:00:00, atualizado Dezembro 03 2021

Temas:

Autogestão