Os profissionais de marketing têm um segredo: nós odiamos nossos sistemas de CMS. 

Uma pesquisa da HubSpot revelou que a grande maioria dos profissionais de marketing está insatisfeita com seu CMS, com um NPS de -65.

Não, isso não é um erro de digitação. Você leu certo: menos 65. O que está acontecendo?

No começo, gerenciar um site não é tão difícil. Os sistemas de CMS projetados para empresas muito pequenas permitem que os profissionais de marketing assumam a experiência on-line da empresa sem a ajuda de um desenvolvedor ou de uma equipe de TI.

<< Crie e gerencie seu site com o CMS Hub >> 

Mas, à medida que as empresas crescem, nossas necessidades (e nossas organizações) mudam. Conforme expandimos para novos mercados, lançamos novos produtos e introduzimos novas marcas, surgem novos desafios. Os líderes de marketing devem estar alinhados com desenvolvedores e equipes de TI para gerenciar o ecossistema do site, garantindo, ao mesmo tempo, que as equipes da linha de frente possam fazer atualizações de conteúdo e criar páginas. Além dessas considerações há uma série de novos requisitos técnicos:

  1. Precisamos conectar nosso site com uma variedade crescente de ferramentas e tecnologias por meio de integrações, plug-ins e desenvolvimento personalizado.
  2. Precisamos usar funções, permissões e particionamento de conteúdo para criar espaços de trabalho simples para nossas equipes à medida que se tornam mais especializadas.
  3. Precisamos garantir que o desempenho do site não diminua à medida que mais visitantes e mais conteúdo ampliam a área de cobertura do site.
  4. Precisamos personalizar uma experiência on-line rica de ponta a ponta para todos os visitantes do site, com recursos como logins para associados, conteúdo contextual para leads e conteúdo aberto ao público para clientes.
  5. Precisamos confiar na segurança do nosso site, incorporando funcionalidades, como SSO, SSL e CDN com configuração personalizada para manter os dados da nossa empresa e dos nossos clientes protegidos

O enorme peso para equilibrar essas prioridades, equipes e grupos de trabalho faz com que as empresas tenham muita dificuldade para desenvolver seus sites de forma proativa.

O CMS tradicional está nos deixando na mão

CMS_feature-chart

Precisamos que o CMS no qual investimos facilite a nossa vida. Mas sempre nos decepcionamos. Os nossos sistemas não conseguem oferecer o suporte que precisamos ao expandir e ainda aumentam as dificuldades no gerenciamento do site e, na maioria dos casos, paralisam sua evolução. 

Geralmente, os sistemas criados para serem usados por profissionais de marketing não são capazes de incorporar o avanço tecnológico que as empresas necessitam. Os poucos sistemas que contam com essa funcionalidade são limitados por ferramentas que restringem os profissionais de marketing de fazerem alterações simples, e por processos rígidos que limitam o que os desenvolvedores podem criar. Sem esquecer das equipes de TI, responsáveis pela manutenção do site e por consertar elementos danificados do site após outras equipes fazerem edições, apesar de terem seus próprios projetos para cuidar. 

Este tweet do cofundador e diretor técnico Stephen Kenwright, da agência de SEO Rise at Seven, resume tudo isso muito bem:

TRADUÇÃO: Você já olhou as campanhas criativas de uma marca e pensou: “E se NÓS pudéssemos bancar algo desse nível”?

Talvez eles olhem para empresas como a sua e pensem: “E se NÓS pudéssemos fazer mudanças no nosso site”?

Os líderes de marketing são constantemente forçados a fazer uma escolha impossível. 

Sua equipe de TI deve perder tempo no conserto e na manutenção do site às custas de integrar novos aplicativos ao site? 

Sua equipe de marketing deve testar conteúdo novo e correr o risco de criar problemas que os desenvolvedores terão que consertar mais tarde ou deve esperar em uma fila que dura semanas para fazer alterações simples? 

Você deve adiar um lançamento porque levará meses para implementar e testar dentro das limitações do seu CMS ou deve ir adiante sabendo que seus processos estão incompletos? 

Esses são os dilemas que você nunca deveria ter que enfrentar. 

Você não deveria ter que escolher qual parte da experiência do cliente vai negligenciar só para que a roda continue girando. 

Qualquer líder bem-sucedido precisa fazer apostas grandes para expandir sua empresa. Algumas vão gerar resultados, outras não, mas a vida é assim. O que assusta nos sistemas de CMS tradicionais é que a forma como eles são construídos transforma o próprio gerenciamento do site em uma grande aposta. 

Os profissionais de marketing nas empresas em expansão praticamente não têm acesso aos sistemas de CMS e isso é um problema enorme.

A necessidade da agilidade

Quando perdemos a capacidade de gerenciar nosso CMS, perdemos a capacidade de gerenciar nossa experiência do cliente. 

Há 10 anos, as empresas tinham sucesso porque vendiam produtos que eram 10 vezes melhores do que os da concorrência. Mas o que importa não é o que você vende, e, sim, como você vende. Hoje, as empresas têm sucesso porque sua experiência do cliente é 10 vezes melhor do que a da concorrência. Na verdade, as empresas que criam experiências altamente relevantes apresentam retornos aos acionistas 11% acima dos seus concorrentes. 

A experiência do cliente está amarrada ao seu site. Segundo uma pesquisa da HubSpot, 90% dos consumidores esperam respostas imediatas às consultas de marketing, vendas e atendimento ao cliente feitas através do site. No entanto, as empresas têm permitido que seus sistemas, e não o comportamento de seus compradores, ditem as experiências do cliente. A expectativa de vida média de um site é 2 anos e 7 meses, uma vida inteira em marketing. O gerenciamento complicado dos sistemas de CMS criou um enorme abismo entre as expectativas do consumidor e a experiência que as empresas conseguem de fato proporcionar. 

Você merece um CMS que possa ajudar você e os seus clientes. Sua iteração deve ser rápida, para que o site de amanhã tenha aparência e desempenho melhores do que o que você tem hoje, para usar dados continuamente para melhorar seu site e para adotar novas tecnologias e ferramentas. 

Seu CMS não pode ser um sistema com o qual você trava uma batalha diária só para garantir que seus negócios possam funcionar. Está na hora de os profissionais de marketing retomarem o controle do seu site e a experiência do cliente.

Apresentamos o CMS Hub

Para nós, nenhuma empresa em expansão deveria ter que escolher entre potência e flexibilidade. Por isso, estamos lançando o CMS Hub Enterprise, um CMS escalável que simplifica o gerenciamento do site para que você possa passar menos tempo resolvendo problemas nos seus softwares e sistemas e mais tempo ajudando seus clientes. 

Com ferramentas de criação e gerenciamento de páginas da Web, os profissionais de marketing podem se concentrar em criar conteúdos incríveis e não em gerir o processo de criação. Os desenvolvedores podem criar estruturas de conteúdo flexíveis que oferecem aos profissionais de marketing a capacidade de fazer atualizações rápidas e otimizar o desempenho. 

Outros recursos, como o suporte a vários idiomas e vários domínios, estabelecem a base para que as empresas em crescimento expandam suas marcas para novas linhas de produtos e regiões. 

Por fim, tudo que você precisa para tornar seu site seguro e confiável já vem integrado (como provisionamento automático de SSL, permissões e registros de auditoria para você ter controle total das equipes que estão trabalhando no seu CMS, e monitoramento de segurança e ameaças 24/7), assim você pode se concentrar em melhorar a experiência do cliente. 

O CMS Hub é destinado a empresas em crescimento rápido que estão cansadas de ser limitadas por seus sistemas de gestão de conteúdo. Ele permite que os profissionais de marketing personalizem as experiências em seu site, possibilita que os desenvolvedores trabalhem como quiserem e traz tranquilidade às equipes de segurança. 

Porque seu site deve se adaptar à sua marca e às expectativas dos seus clientes e não o contrário.

Agora, o CMS Hub está disponível nas versões Professional e Enterprise.

New Call-to-action

Originalmente publicado 09/06/2020 07:00:00, atualizado Junho 09 2020

Temas:

Web Design