Na vida, muitas pessoas acreditam que ter mais de alguma coisa sempre é melhor. Mais tráfego, visitantes e clientes? Sim, isso é melhor. Mais tempo para fazer as coisas que você gosta? Isso é melhor. 

Baixe nosso e-book e entenda como calcular as principais métricas de marketing

Mas isso não é sempre verdade. Veja seus dados de marketing, por exemplo. Embora seja muito importante ter métricas sobre suas campanhas de marketing para analisar seu sucesso e fazer mudanças, algumas métricas individuais não são realmente úteis. E com o pouco tempo disponível, você não pode se dar ao luxo de gastar seu tempo analisando dados que não ajudem a tomar melhores decisões de marketing. 

Enquanto isso, vamos examinar algumas métricas que você não deseja acompanhar e dar algumas sugestões para métricas diferentes para acompanhamento.

1) Aberturas de e-mail

Ao ouvir isso pela primeira vez, a taxa de abertura parece uma excelente métrica para acompanhar -- ela é a porcentagem de pessoas que abrem seu e-mail. Você supõe que fornecerá uma compreensão de quantas pessoas estão interessadas o suficiente em seus e-mails para abri-los. 

Mas a taxa de abertura pode ser uma métrica enganosa. Ela pode variar dependendo do cliente de e-mails usado para abrir a correspondência. Isso porque uma "abertura" é contada quando as imagens são baixadas no e-mail do destinatário. Mas, e se a pessoa não permite que imagens sejam baixadas como padrão? E se alguém recebe a versão em texto do seu e-mail? Essas pessoas não serão contadas em sua taxa de abertura geral.

Por isso, em vez de examinar sua taxa de abertura, examine a taxa de cliques (CTR). Essa métrica permitirá que você veja não só quantas pessoas estão abrindo e clicando em seu e-mail. Ela ajudará a compreender melhor quantas pessoas estão interessadas o suficiente em seu conteúdo, que desejam se envolver ainda mais com sua empresa. 

2) Curtidas no Facebook (ou em qualquer outra rede social)

Uma curtida no Facebook pode ser empolgante. Ela mostra que seu público está interessado em seu conteúdo e gosta do que vê. Além disso, ter mais curtidas em sua publicação significa que ele pode ser exibido mais vezes no Feed de notícias. Mas, só porque alguém curtiu sua publicação não significa que eles realmente vão clicar para acessar seu website, que é, como você sabe, o motivo principal de você estar no Facebook. 

Ao criar sua próxima publicação no Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, etc. pense em como sua publicação impulsiona cliques. Existem certas palavras ou imagens que podem ser usadas para inspirar as pessoas a agir? Por mais que uma curtida seja boa para mostrar seu conteúdo a mais seguidores, ela não se traduz em ação em seu website. 

3) Visualizações de anúncios

Você pode obter milhares de visualizações ou impressões de alguém vendo seu anúncio; você acumula uma cada vez que alguém "vê" seu anúncio. Mas contar quando algo é visto é, na verdade, mais complicado do que parece. Alguns programas de anúncio contam uma visualização cada vez que a página é carregada, independentemente se o anúncio podia ser realmente visualizado. Ou talvez o usuário tenha o Adblock ativado, mesmo que ele não visualize o anúncio, ele ainda pode acumular impressões para os anunciantes.

Como acompanhar impressões não é nada confiável, é melhor examinar a taxa de clique em seus anúncios. Mesmo se você não tiver como objetivo obter conversões em um anúncio, ela fornecerá uma compreensão muito melhor do desempenho do seu anúncio.

Procure maneiras de impulsionar conversões com seus anúncios em vez de simplesmente obter visualizações

4) Comentários de blog

Há muitos motivos para que as empresas escrevam blogs. Escrevemos blogs para obter autoridade em nosso setor. Escrevemos blogs para obter classificação em palavras-chaves que são importantes para nossos negócios em mecanismos de pesquisa. Escrevemos blogs para gerar visitas em nosso website. Escrevemos blogs para gerar leads para nossa empresa. Escrevemos blogs para gerar clientes. 

Uma das métricas que muitas empresas usam ao procurar cumprir as metas acima é o número de comentários no blog. Normalmente, é recomendado encorajar comentários para que sejam feitas perguntas adicionais e continuar a conversa nos comentários, mas nem sempre você deve contar com o volume ou qualidade da discussão para determinar se essa publicação de blog é bem-sucedida (ou não).

Por quê? Os comentários nem sempre estão relacionados com as metas de criação de negócios. Você pode ter uma publicação de blog com vinte ou trinta comentários, mas que gera apenas 10 visitas. Você pode também ter uma publicação de blog com um comentário, mas que gera muitos leads. O número de visitas e leads gerados por uma publicação de blog pode fornecer um panorama muito melhor do estado do seu blog, no que se refere à obtenção de resultados financeiros. 

5) Relatórios com todo o seu banco de dados

Os profissionais de marketing estão analisando constantemente o comportamento e as ações efetuadas por todos os contatos em seu banco de dados. Mas, frequentemente, eles agrupam todos juntos em um grupo e fazem a análise de todos os seus contatos.

No entanto, nem todos os contatos foram criados iguais. Alguns são de uma persona, outros de setores diferentes e outros ainda são de diferentes locais. Ao não segmentar baseando-se nessas características, você pode estar olhando dados que não te ajudarão conhecer o comportamento dos seus contatos.

Segmentar seus contatos baseando-se em características semelhantes garantirá que você obtenha informações mais precisas. Por exemplo, se um contato for a persona "Proprietário de Pequena Empresa" e o outro contato for a persona "CEO de Grande Empresa", provavelmente eles responderão de maneira diferente aos seus diferentes canais de marketing. Só porque eles são leads para sua empresa, isso não significa que seu estilo de marketing não deva mudar. No entanto, ao segmentá-los em dois grupos separados e ao fazer sua análise, você obterá dados mais precisos sobre o que funciona e o que não funciona para cada parte do seu banco de dados.

Agora que você já conhece as métricas de marketing que você não deve acompanhar, que tal entender melhor as métricas que vão ajudar os seus resultados? Faça o download do nosso e-book abaixo ou clique aqui. 

Métricas de marketing: saiba quais as mais importantes e como aplicar
 Baixe nosso e-book e entenda como calcular as principais métricas de marketing

Originalmente publicado 27/08/2015 09:25:38, atualizado Maio 04 2022

Temas:

Métricas de Marketing