Marketing para profissionais

04 Janeiro 2017 // 06:04

Guía de Otimização de Conteúdo para Pessoas e Máquinas de Busca

Escrito por

seo-palavras-chaves

Os melhores blogueiros ganharam a popularidade deles não só graças à ótimo conteúdo, mas também por monitorar e gerenciar o desempenho deles nas máquinas de busca.

Eles aprenderam um truque simples - você tem que escrever tanto para as pessoas quanto para as máquinas de busca.

Enquanto é mais ou menos claro como criar conteúdo para pessoas, muitos ficam na dúvida sobre como agradar o Google. Neste artigo criamos um passo-a-passo de otimização de conteúdo, juntando dicas de como fazer o seu conteúdo atrativo para usuários e máquinas de busca.

1. Título

Criando um artigo nunca subestime o poder de um título chamativo - esse elemento é extremamente importante para atrair a atenção de seus usuários e aumentar a taxa de cliques.

Do ponto de vista de SEO, título é um ótimo lugar para colocar uma palavra-chave, que será destacada nos resultados de pesquisa no Google. Alguns especialistas recomendam que você use o nome da sua marca no final do título para atrair os usuários.

Caso precise de ideias para um título marcante aconselhamos seguir os conselhos do artigo 6 Dicas para Criar Título Perfeito.

2. URL

Antes de tudo, um conselho, válido não só para o URL, mas também para os títulos e descrições meta: esses elementos precisam ser relacionados à sua área e seu negócio, sensatos e descritivos. É muito importante evitar a aparição de combinações de números sem sentido nos URL, mas também não vale a pena enchê-los de palavras-chave.

Dito isso, aviso - o URL da sua página também é um ótimo lugar para colocar suas palavras-chave relevantes.

O comprimento do seu URL também é importante - recomendamos se limitar à 3-5 palavras. Quer mais dicas? Leia esse artigo!

3. Descrições Meta

Descrições Meta na verdade não influenciam o seu ranqueamento e as máquinas de busca nem dão muita atenção à essa parte. Mas os usuários prestam atenção sim - é um dos fatores que mais influencia a sua taxa de cliques!

As recomendações de SEO são praticamente as mesmas - use palavras-chave relevantes, não exagere com o comprimento e evite descrições duplicadas (em inglês) nas páginas diferentes!

Ferramentas recomendadas:

  • SEMrush SEO Ideas – verifica se existe alguma palavra-chave nos seus títulos e descrições meta e caso não tenha nenhuma, sugere uma palavra-chave adequada.Também providencia a lista detalhada de dicas sob medida para otimizar cada página do seu site
  • Yoast Plugin for WordPress – um ótimo plugin que analisa o SEO on-page do seu site e mostra as oportunidades não aproveitadas.
  • SEOmofo  – gerador de preview da página de resultados de busca (SERP). Digite o seu URL, título e descrição para analisar a quantidade de símbolos e ver como o seu artigo aparece nos SERP.
  • Portent – mais um gerador de previews de SERP.

4. Palavras-chave e Palavras Semanticamente Relacionadas

Para oferecer os resultados mais relevantes para os usuários, use suas principais palavras-chave entre as primeiras 100-150 palavras do seu texto e adicione um peso adicional usando palavras semanticamente relacionadas.

Ferramentas recomendadas:

Ferramentas para pesquisa de palavras-chave:

5. H1...H3

O texto estruturado facilita navegação. Existem vários métodos de estruturação de textos - por exemplo, “bullet points” ou pontos numerados para textos com volume grande de informação.

O segundo método é mais clássico - você pode criar uma introdução, mostrando o problema, e dividir o texto em 3-5 pontos principais, dando títulos descritivos à eles.

<h1>Título</h1>
<p>Seu texto</p>
<h2>Título secundário</h2>
<p>Seu texto</p>
<h3>Título secundário</h3>
<p>Seu texto</p>

Normalmente 3-5 argumentos num artigo são suficientes para provar o ponto. Usando menos você corre o risco de deixar o leitor não convencido e se usar mais o seu artigo pode tornar-se difícil de ler.

E não se esqueça de SEO - use H1...H6 para os títulos e títulos secundários, e inclui palavras-chave nos títulos secundários!

6. Conteúdo em Vídeo

Adicionar vídeos e imagens no seus textos ajuda a estruturá-los e chama atenção adicional. Dificilmente isso pode te trazer benefícios de SEO, mas é uma boa oportunidade para compartilhar seus vídeo tutoriais e webinars gravados.  

Se optar por usar vídeos não se esqueça de otimizá-los também! Recomendamos este guia para te ajudar: Otimização de Vídeos: Não Subestime o Poder do YouTube

Ferramentas Recomendadas:

SEMrush SEO Ideas – SEO ideas consegue verificar se os sites com ranqueamento mais alto têm vídeos nas páginas deles.

7. Imagens

Foi provado que o “conteúdo que contém pelo menos uma imagem tem melhor desempenho que o conteúdo sem imagens”. Embora não existe nada que possa provar que as imagens influenciam os ranqueamentos, elas definitivamente ajudam a estruturar os artigos e customizá-los.

Alguns especialistas recomendam colocar imagens na distância de um scroll para que o usuário sempre tenha uma imagem na página durante a leitura.

Na nossa opinião isso pode ser opcional, se você tiver alguns outros elementos chamativos na página, como títulos secundários ou citações, por exemplo.

É muito importante ter uma imagem em destaque na sua página. A imagem em destaque é o que será exibido nas mídias sociais quando um artigo é compartilhado. Ela pode espelhar o título principal ou trazer uma citação de seu artigo - o mais importante é que ela seja informativa, relevante ou pelo menos chamativa.

Do ponto de vista de SEO as imagens muito grandes e pesadas podem prejudicar a velocidade do seu site e a experiência do usuário. Recomendamos verificar o formato e o tamanho de arquivo antes de postar e se você optar por usar os compressores de imagem para reduzir o tamanho, tome cuidado para não perder a qualidade visual.

Nomes de arquivos de imagem descritivos e o uso de tags ALT podem ajudar as imagens da sua página a aparecer nos resultados de pesquisa de imagens do Google.

Ferramentas recomendadas:

Compresores de imagens:

Ferramentas de auditoria de sites:

8. Comprimento Ideal de Conteúdo

É necessário certificar-se que o seu conteúdo tenha um comprimento adequado - isso é bom para usuários e máquinas de busca. Tenha em mente que não existe um comprimento perfeito de conteúdo, tudo depende de seus objetivos. O principal ponto é - os usuários preferem conteúdos mais longos porque eles trazem uma cobertura mais profunda do tópico. E é um fato provado que o conteúdo de maior comprimento tende a ranquear melhor.

Ferramentas recomendadas:

SEMrush SEO Ideas – SEO Ideas oferece informações sobre o comprimento do seu conteúdo (e do conteúdo dos seus concorrentes).

9. Legibilidade

Existe mais uma métrica importante - a legibilidade do conteúdo, que mostra se o seu conteúdo é fácil ou difícil a ler. A legibilidade depende de muitos fatores, entre eles a gramática e a sintaxe, o design e a estrutura do texto - tudo o que pode influenciar a nossa percepção. No entanto, o segredo é simples - você precisa conhecer o seu público, ter boas habilidades de escrita e foco na mensagem. Se você quiser verificar a legibilidade do seu texto - existem algumas ferramentas, que podem ajudar.

Ferramentas recomendadas:

10. Links Internos

Links internos ajudam enriquecer o conteúdo com informações adicionais que podem ser úteis para os leitores e atrair atenção para os conteúdos que você criou. Links internos também é um dos fatores de SEO que influencia bastante o comportamento de crawlers de máquinas de busca.

11. Backlinks

Autoridade de sites depende da qualidade do perfil de backlinks deles.

Nos olhos de máquinas de busca os backlinks de sites com autoridade alta servem de prova do que o seu site merece a atenção dos usuários. O

Authority of any website is mostly based upon its backlink profile. Backlinks from authoritative websites offer proof to search engines that your site deserves the user’s attention.

Quanto melhor o seu conteúdo, mais backlinks você pode obter. Mas, às vezes a criação de backlinks depende de seus contatos. Dedique algum tempo à contatos com blogueiros, criação de guest posts, campanhas de mídias sociais e RP, e analise os perfis de backlinks de seus concorrentes para encontrar novas mídias e blogs para visar.

Ferramentas Recomendadas:

12. Botões de Compartilhamento nas Redes Sociais

Compartilhamentos Sociais não são considerados como links, mas eles ajudam a ganhar uns pontinhos de SEO e alcançar o público maior - recomendamos que adicione os botões de compartilhamento nas redes sociais e faça-los bem visíveis.

Ferramentas Recomendadas:

Click to Tweet – use a ferramenta Click to Tweet para compartilhar as citações mais importantes do seu artigo. Escolhe uma citação, passe para Click to Tweet, insira o link para o seu artigo e obtenha um post de Twitter chamativo, contendo sua citação e o logo do Twitter.

13. Conteúdo Duplicado

Conteúdo duplicado é um dos principais problemas de SEO. Nossa pesquisa mostra que 50% de sites analisados têm páginas com conteúdo duplicado. Para as máquinas de busca isso serve como um sinal forte de que o seu conteúdo terá pouco valor para os usuários. E não precisa nem dizer que os seus usuários não vão ficar muito felizes também.

Para se aprofundar no assunto recomendamos que leia o artigo Conteúdo Duplicado: Conselhos de SEO do Google (em inglês). 

14. Crawlabilidade

Ainda não encontra o seu artigo nos resultados de Google embora você acredita que fez tudo certo? Certifique-se de que o seu site está disponível para acessos de crawlers. Caso contrário todo seu trabalho foi feito em vão.

Crawlabilidade é uma questão técnica bastante delicada, assim que em alguns casos é melhor pedir ajuda do seu webmaster.

Ferramentas recomendadas:

Problemas de conteúdo duplicado, links quebrados e problemas de crawlabilidade podem ser identificados com os seguintes auditores de sites:

15. Velocidade de Carregamento da página

Essa questão é muito séria - não é nem um segundo - é um milésimo de demora pode forçar um usuário a fechar o seu artigo e ir para outro site

Às vezes o carregamento demora por causa de imagens pesadas, mas as vezes o problema pode ser bem mais sério - por exemplo, problemas de servidor.

Não importa a razão, é crucialmente importante estar ciente de quaisquer problemas de velocidade da página.

Ferramentas relacionadas:

Google Pagespeed Insights – o jeito mais fácil de verificar o tempo de carregamento da sua página.

16. Formato Mobile

Se o site da sua empresa ainda não é compatível com dispositivos móveis, provavelmente você está perdendo uma parte do fluxo de tráfego. Claro, o design responsivo e a otimização para dispositivos móveis exigem tempo e esforço. Não é algo que você pode fazer em um dia, mas vale a pena cada segundo que você gastou com esse projeto. Os sites otimizados para dispositivos móveis têm uma forte prioridade nos resultados de pesquisa móveis.

Ferramentas recomendadas:

Google Mobile Friendly Test  – solução do Google que ajuda a verificar se o seu site é otimizado para dispositivos móveis.

17. Marcações

Já falamos sobre a importância de aparição do seu conteúdo nos SERPs. As implementações de marcações podem aumentar sua taxa de cliques e  os microdados podem ser aplicados a diferentes tipos de conteúdo não importa qual tópico você está cobrindo.

Neste exemplo ambos sites usam as marcações para providenciar mais informações para o usuário a lista de ingredientes, quanto tempo demora para ficar pronto, quantas pessoas serve.

Isso não influencia o seu ranqueamento, mas atrai usuários e aumenta a taxa de cliques.

Ferramentas Recomendadas:

Google Structured Data Testing Tool – analisa e encontra erros de implementação de marcações na sua página

SEMrush Site Audit – oferece informações sobre a porcentagem de páginas com marcações.

Conclusão

Como você pode ver, o Google está trabalhando duro na tentativa de ajudar o conteúdo exclusivo e informativo a obter o melhor ranqueamento. Mas não é apenas o Google que decide se o seu conteúdo merece uma posição melhor - os seus leitores também. O Google não lê seu conteúdo e não dá notas pela excelente redação ou exclusividade de ideias, ele apenas estima um nível de interesse para seu artigo, levando em conta o comportamento dos usuários e a disponibilidade do seu texto.

Você pode se surpreender ao descobrir que alguns problemas de SEO on-page têm pouco ou nenhum impacto nos ranqueamentos. Ao mesmo tempo, algumas questões que não têm nada a ver com SEO, mas com a escrita e a aparência do conteúdo, podem influenciar a taxa de cliques, tempo passado na página e taxa de rejeição. A experiência do usuário é um dos fatores nos quais o Google confia para determinar a qualidade da página.

Crie uma boa história e faça o máximo para tornar seu texto atraente e perceptível para os leitores e você maximizará o impacto de seu conteúdo.

seo-ou-publicidade-digital

Tópicos: SEO

Assinar

3 Comentários

Desculpe, mas fechamos os comentários em posts mais antigos, mas ainda queremos conversar com você. Tweet-nos @HubSpotBrasil para continuar a discussão.

3 Comentários
X

Junte-se a 75.000 profissionais de marketing e vendas.

Obtenha dicas de especialistas diretamente na sua caixa de entrada, e se torne um profissional melhor.